Bruxinha

Seguro de Condominio - Partes comuns

10 publicações neste tópico

:)

Olá, este ano sou administradora do condominio onde habito.

Estamos a tentar baixar as despesas de condominio e a mais urgente é neste momento o seguro das partes comuns.

Se alguem estiver interessado em fazer simulações, eu agradeço.

O que acontece é que a maioria das seguradoras apenas fazem o seguro na totalidade (fracções+partes comuns).

A minha questão é:

Que seguradoras fazem SÓ das partes comuns.

Cobertura sismica, altera significativamente o valor € do seguro, acham FUNDAMENTAL ter esta cobertura?

Obrigada,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No nosso condomínio já tivemos esse seguro na Generali e agora está na Allianz. Como há condóminos cujo seguro do empréstimo já cobre as partes comuns, nem todos pagam este seguro. Mesmo assim acho que mais de metade está inscrito no seguro geral.

Quanto à cobertura sísmica depende sobretudo da zona do país. O Sul, litoral e os Açores são mais susceptíveis a sismos de grande intensidade do que o Norte transmontano, por exemplo (ver mapa de risco sísmico em http://www.prociv.pt/PREVENCAOPROTECCAO/RISCOSNATURAIS/SISMOS/Pages/Danos.aspx ) pelo que é preferível tê-la nas zonas de alto risco - a menos que prefiram assumir o risco de que cada condómino pague a sua parte da reconstrução do próprio bolso, se houver efectivamente algum desaire (e basta que um não consiga pagar, para que a obra sofra atrasos consideráveis).

Obviamente, quanto maior o risco da zona em causa, mais caro é o seguro... :-\

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia

Existem companhias que fazem seguro para as partes comuns, mas o mais correcto seria fazer para a totalidade do condominio.

Sei que a maior parte dos proprietários terão já seguro mas o seguro condominio fica muito mais acessivel na maioria dos casos.

Caso esteja interessada em valoresrespona por mail,

Cmps,

Frederico Pereira

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço desde já as vossas respostas.

Tinha "ouvido falar" que se todas as fracções tiverem seguros base (incendio) automaticamente as partes comuns. Contactei o ISP que confirmou e me disponibizou a lei de seguros obrigatorios e segundo li realmente é assim. Entretanto o mediador diz que é complicado etc depois activar os seguros.

Qual é a vossa opinião? É que é uma poupança real de 1200€/ano.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço desde já as vossas respostas.

Tinha "ouvido falar" que se todas as fracções tiverem seguros base (incendio) automaticamente as partes comuns. Contactei o ISP que confirmou e me disponibizou a lei de seguros obrigatorios e segundo li realmente é assim. Entretanto o mediador diz que é complicado etc depois activar os seguros.

Qual é a vossa opinião? É que é uma poupança real de 1200€/ano.

Obrigada

Os seguros de MR de Fracções ( apartamentos, lojas, etc..) seguram as partes comuns, agora o que se passa a maior parte das vezes é que quando os condóminos compram os apartamentos fazem o seguro pelo valor de compra do apartamento apenas, i.e., não fazem contas ao valor das partes comuns.

Em caso de sinistro numa habitação que afecte as partes comuns pode acontecer ( casos graves) que o seguro não dê para pagar tudo.

O mais certo é que nenhum dos condóminos tenha esse seguro com valores que incluam apartamento+ a respectiva permilagem das partes comuns.

Se todos tiverem o seguro feito correctamente realmente um seguro de condominio seria uma despesa desnecessária... mas todos sabemos como são os condominios, uns têm tudo direito outros nem seguro têm.

Pessoalmente dou-lhe um conselho : o condominio que faça o seguro, assim TODOS estarão salvaguardados.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O aconselhado é ser feito uma única apólice em nome do condominio. Quem já tiver seguro poderá anular ou excluir a parte do edificio e incluir na apólice do condomio. Assim fica tudo salvaguardado e garantido mesmo em temos de legislação de seguro obrigatório, pois não é necessário que todos apresentem prova de que tem seguro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas. Uma questão?

Qual o capital das partes comuns que devera ser contratado?

15 000 € Por cada fracção chega?

???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ouve, isso depende de cada prédio.

se eu segurar as partes comuns no edificio do Sheraton nas Picoas estou a segurar uma coisa...

se segurar as partes comuns de um edificio de 3 andares na Rinchoa ou nas Galinheiras estou a segurar outra diferente...

compreendes ? 

antes de segurar vocês devem falar com um perito de seguros que vos aconselhará o valor indicado para o vosso caso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desenterrar tópicos  :D

Estou na mesma situação, com a administração do prédio.

A maioria das seguradoras só quer fazer um plano completo, o que não é acertado  :-\

Até porque alguns condominos podem ter seguros melhores e outros seguros básicos... os restantes só a parte obrigatória por lei.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Noite.

Sou administrador de um condominio com bastantes problemas. já metemos uma acção contra o construtor mas quando ai ser a audiencia o construtor morreu...

o que me faz vir aqui perguntar é o seguinte.

1- Somos 21 frações dvidido em 4 blocos, com a garagens em comum.

-Será que podemos separar o condominio por blocos e ficando só as garagens com outro condonio onde as 21 tem que eleger um administrador?

- Seria mais facil, visto que ha muitos que não pagam e assim era uma maneira de separar, pois cada bloco tinha que ter um administrador e pagava só o que correspondia ao bloco.

2- das 21 fracões só 15 é que tem seguro obrigatorio pelo banco, das partes comuns, os outros não tem qualquer seguro.

- Como é que eu posso fazer para obrigar esses a fazer um seguro das partes comuns visto que os outros já tem seguro obrigatorio pela parte bancaria.

3- temos bastantes inflitrações devido ao telhado e ao revisteimento das fachadas, pedras das janelas partidas, rufos fora, etc.

- Caso as 15 fracções contratem um empreiteiro para arranjar e se o nosso seguro abranger, podemos obrigar os outros que não tem seguro a pagar.

muito obrigado a quem me poder ajudar-me.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor