MLopes

Recibos Verdes VS Empresário em nome individual

29 publicações neste tópico

Boa tarde

A empresa para a qual presto serviços está a obrigar-me a ser empresária em nome individual e deixar de passar recibos verdes. Quais as vantagens e desvantagens? Vou pagar mais impostos?

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se mais, se menos depende sempre de valores em concreto.

Salvo erro, deixas de pagar IRS mas passas a pagar IRC. Enquanto a taxa de IRS varia de acordo com os rendimentos e pode ser influenciada pela composição do agregado familiar, a taxa de IRC é sempre a mesma (quando muito depende da actividade).

Há muitas deduções que hoje em dia fazes no IRS que provavelmente deixas de fazer para IRC. Em compensação é capaz de haver algumas que passas a poder fazer também, não sei.

Se estás no regime de isenção de IVA, julgo que também perdes a isenção.

Mas o melhor mesmo é colocar essa questão nas Finanças ou, melhor ainda, informares-te junto de um Técnico de Contas (a empresa para a qual prestas serviços certamente tem um - pede ao teu chefe para o por em contacto contigo e, já agora, eles que cubram as despesas com ele).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde

A empresa para a qual presto serviços está a obrigar-me a ser empresária em nome individual e deixar de passar recibos verdes. Quais as vantagens e desvantagens? Vou pagar mais impostos?

Obrigada

Recibos verdes ou empresário em nome individual = Trabalhador independente. Nada muda.

Se a intenção é ser sócio de uma sociedade unipessoal, nesse caso é como uma sociedade mas em que apenas existe um sócio.

Atenção que pode ficar abrangido pelo Regime de Transparência Fiscal.

A mim, parece-me que querem fugir ao novo Código Contributivo ao deixar de passar recibos verdes e a emitir factura/recibo, mas não vai resolver o problema pois esse buraco foi tapado.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

"A mim, parece-me que querem fugir ao novo Código Contributivo ao deixar de passar recibos verdes e a emitir factura/recibo, mas não vai resolver o problema pois esse buraco foi tapado."

Não percebi esta afirmação. Foi "tapado"? Em que aspecto?

A mim também me está a ser exigido pela entidade patronal (à qual passo recibos verdes) a abertura de uma empresa. Um amigo falou-me neste enquadramento da "transparência fiscal". Obviamente quero escolher a melhor forma de obter mais lucros, tentanto, simultaneamente, ter o dinheiro disponível.

Precisava de ajuda paara tomar decisão. Além de trabalhadora independente em regime de acumulação, sou também trabalhadora por conta de outrém.

Dados pessoais.

- Casada.

Rendimentos:

Por conta de outrem (2011) - 21300 euros

Independente (2011) - 12800 euros

Despesas - poucas (1500 euros anuais de gasoleo + 1000 euros de despesas várias imputáveis à empresa)

-

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quando disse "foi tapado", referia-me que o documento emitido é irrelevante para ser ou não abrangido pela "penalização" para com a entidade contratante.

O objecto de penalização é a prestação de serviços, não o denominado "recibo verde".

Alías, eu sou trabalhador independente (profissional liberal) e não emito recibos verdes. Emito factura e recibo, uma vez que a obrigação de emitir factura ou documento equivalente é exigível até ao 5.º dia da transmissão do bem ou prestação do serviço.

Os vulgos recibos verdes já nem deveriam existir, pois são documentos que não satisfazem, em regra, o número 6 do artigo 3.º do CIRS, o n.º 1 do artigo 36.º e a alínea B) do n.º 1 do artigo 7.º, ambos do CIVA.

Com esses valores de remuneração pelo trabalho independente, não lhe é, de todo, vantajoso a criação de uma sociedade, pois teria de possuir, obrigatoriamente, contabilidade organizada e contratualizar uma avença com um TOC, o que, face aos gastos e rendimentos que indica, compensa-lhe o regime simplificado de IRS.

Essa acumulação que faz, de trabalho dependente e independente, é à mesma entidade?

Se sim, a empresa terá de incluir todos esses rendimentos como sendo de trabalho dependente e pagar os impostos devidos para com a nossa sociedade, deixando de poder fugir às suas responsabilidades sociais.

Caso contrário, se o trabalho independente for prestado a outra entidade distinta e que não pertença ao mesmo grupo empresarial, então nem você nem a empresa contrante terão de ser preocupar, pois a sua isenção de contribuir por este tipo de rendimentos, por já descontar pelo trabalho dependente, abrange, também, a entidade contratante.

Cps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

"Caso contrário, se o trabalho independente for prestado a outra entidade distinta e que não pertença ao mesmo grupo empresarial, então nem você nem a empresa contrante terão de ser preocupar, pois a sua isenção de contribuir por este tipo de rendimentos, por já descontar pelo trabalho dependente, abrange, também, a entidade contratante."

Sim, é a outra entidade. A questão é que o empregador do trabalho independente quer obrigar à mundança de vinculo, dai a proposta de criação de empresas (eu, pessoalmente, tinha pensado numa transparência fiscal).

Consegui um TOC que me cobra 25 euros/mês para a contabilidade. Continua não compensar?

Partindo do pressuposto que o recibo verde terá de ser eliminado, o que me propõe?

Já faço descontos noutra entidade (pública), o empregador do trabalho independente não tem a obrigatoriedade de descontar 5% sobre 70% do meu salário ilíquido?

Consta que a retenção na fonte vai mudar de 21.5% para um valor superior, é verdade?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Optar por uma transparência fiscal? A transparência fiscal não se opta, é uma obrigação se todos os sócios da sociedade forem profissionais da lista anexa ao CIRS.

Se a sociedade ficar abrangida pelo regime transparente, então aplicam-se as mesmas regras dos trabalhadores independentes.

25 euros/mês pela contabilidade organizada de uma sociedade? Não estará enganada? Não será pela contabilidade do empresário em nome individual/trabalhador independente no regime simplificado de IRS?

Deve haver um qualquer equívoco.

Se eu for a um dentista e me cobrarem 2.5€ pela consulta sem que eu tenha qualquer seguro de saúde ou protocolo com alguma associação, alguma coisa está escondida.

Informa-se melhor do que contratualizou.

Sociedade por quotas ou empresára em nome individual.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Seria um empresa unipessoal, cuja única sócia, como é lógico sou eu :)

Então julgo que não entendi bem o que é uma transparência fiscal, ou como se fica enquadrado na mesma.

25 euros/mês é para a contabilidade da empresa por um TOC. Segundo me explicou até ao ano passado cobrava 150 euros, mas ao que parece agora, após o dispositivo legal que regulava a tabela ter sido revogado, o preço fica sujeito à concorrência de mercado. Por isso é que consegui este preço. O respectivo TOC tem mais contabilidades de empresas unipessoais e cobra este valor a todas as outras. Para já ninguém tem razão de queixa, tem corrido muito bem.

Fiquei sem perceber se compensa ou não (estava a pensar vender o meu carro à empresa).

Obrigado pelo seu tempo,

Bjs

Ana

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá

Dª Anamariavasconcelos pode dizer-me os contactos do seu TOC, é que eu estou a pagar 180€ pelo meu e são pouquinhos papeis, mesmo que tenha que gastar selos ficará concerteza mais barato.

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Esse TOC cobra 25 €/mês por todas as sociedades unipessoais. Acho muito estranho!

Espero que esse TOC faça o seu trabalho correctamente, porque receber 300 € por ano para fazer a contabilidade de uma empresa é garantidamente prejuizo.

Também sou TOC e tenho pena que colegas meus cobrem honorários tão baixos e não se percebem que esses serviços só dão prejuizos.

Despesas:

Formação

Despesas Associadas ao Escritorio (electricidade, internet...)

Material de Escritorio

Arquivo

Impostos associados ao serviço.

Programas informaticos

etc.....

Aquilo que acontece é que depois os clientes desses Toc começam a ter problemas nas finanças por erros desse toc. Depois esses clientes vêem que o barato sai caro e preferem pagar mais mas o serviço ficar bem feito. Mas desejo que esse Toc faça  excelente trabalho.

Mas deixo uma recomendação:

Pede um balancete por exemplo de 30 de setembro da empresa mas também pede as conferências dos bancos dessa data, mas também a declaração do IVA dessa data.

Se os valores da contabilidade dos bancos forem iguais ao saldo do banco, ou todos os valores em aberto da contabilidade justificarem o saldo do banco. Então tenho de dar os parabéns, o teu tecnico tem alguma competência.

O SALDO DA DECLARAÇÃO DO IVA É IGUAL AO VALOR NA CONTABILIDADE?

São duas perguntas simples, mas garanto que já vi tantas asneiras somente analisando estes dois factores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Sou da Zona de Lisboa, se ele tiver site faculte-mo por favor

obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não tem site, mas é da região do grande porto. Continua interessada?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá

sim, estou interessada, por esse preço ... e como me desloco habitualmente ao Porto em serviço, não há qualquer problema, em último caso enviaria por correio, que dava para poupar na mesma.

Envie-me os dados para avlis_ana@sapo.pt

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

Desde já obrigada pelas informações aqui colocada e pelo tempo destinado as mesmas.

Tenho enormes dúvidas a respeito do regime fiscal que devo adotar.

Primeiramente, sou médica dentista recém licenciada irei abrir meu próprio consultório. Será meu primeiro trabalho.

Estou investindo um capital de 50 mil euros nas obras, equipamentos e consumíveis, além das despesas fixas da renda (500€), água, luz e net/tv/telefone.

Como estou a iniciar não sei quais serão os meus lucros e a única coisa que vejo é que terei enormes despesas para serem diluídas durante alguns anos.

Acho que o Regime Simplificado não seria ideal pois com certeza terei mais do que 30% de despesas. Assim, a Contabilidade Organizada seria a melhor opção, certo?

Dentro da C.O. o que seria ideal para a minha categoria, visto que sou isenta de IVA (ainda não entendo o que isso significa)?

Já fui a um contabilista mas voltei de lá mais confusa do que entrei.

Obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

será possivel fazerem o favor de me enviar também para mim o contacto desse fantastico toc, o meu mail é ritajov@hotmail.com? Pago 100 euros mais valor de fotocopias, capas, entre outros, e tenho apenas meia duzia de papeis a tratar por mês!!!

Obrigada

Cumprimentos

Rita Vitor

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Também estou interessa num toc barato. Sou da zona de Gondomar que é muito perto do Porto. Podia facultar-me o número de telefone dele?

Obrigada

Parte@sapo.pt

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Preciso de ajuda. Passo recibos com escrita organizada, acontece que já trabalho para essa empresa há mais de 2 anos e o trabalho é à base de vendas que por sua vez gera as comissões, acontece que agora sei que sou obrigado a reter na fonte 21,5% ora, quando passo o recibo total a essa empresa é sobre as minhas vendas e dos meus comerciais, neste caso se pagar os 21,5% estou sendo prejudicado pois estou assumir que nesse recibo o total é só meu o que não é verdade pois os mesmos comerciais depois passam o recibo verde a mim sobre as suas vendas e essas como eles não tem mais de 1 ano estão isentos dessa mesma taxa

O que fazer?

E qual a melhor solução para este caso

Pedro sequeira,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

infelizmente não é o único, é muito triste andar a estudar tanto tempo para ter colegas a levar 25€ . Concorrência desleal. Isto é envergonhar a nossa profissão. Nem um ténico sem formação superior ganha isso há hora.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite Anamariavasconcelos.

Sou do Porto e procuro um TOC se possível enviar sff o contacto do seu para o e-mail: gusma@iol.pt

Obrigado e cumprimentos.

Ricardo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom Dia Anamariavasconcelos e

Sei que ja venho um bocado tarde e que o seu contabilista ja deve estar cheio de clientes mas ainda assim gostaria de entrar em contacto com ele.

Estou a iniciar uma pequena empresa e todos os euros poupados contam....

Sff enviava-me o contacto dele para datainf@clix.pt

Muito obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

Desde já obrigada pelas informações aqui colocada e pelo tempo destinado as mesmas.

Tenho enormes dúvidas a respeito do regime fiscal que devo adotar.

Primeiramente, sou médica dentista recém licenciada irei abrir meu próprio consultório. Será meu primeiro trabalho.

Estou investindo um capital de 50 mil euros nas obras, equipamentos e consumíveis, além das despesas fixas da renda (500€), água, luz e net/tv/telefone.

Como estou a iniciar não sei quais serão os meus lucros e a única coisa que vejo é que terei enormes despesas para serem diluídas durante alguns anos.

Acho que o Regime Simplificado não seria ideal pois com certeza terei mais do que 30% de despesas. Assim, a Contabilidade Organizada seria a melhor opção, certo?

Dentro da C.O. o que seria ideal para a minha categoria, visto que sou isenta de IVA (ainda não entendo o que isso significa)?

Já fui a um contabilista mas voltei de lá mais confusa do que entrei.

Obrigada!

nfonseca@globalxxi.pt não paga por ser esclarecida

:D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Preciso de ajuda. Passo recibos com escrita organizada, acontece que já trabalho para essa empresa há mais de 2 anos e o trabalho é à base de vendas que por sua vez gera as comissões, acontece que agora sei que sou obrigado a reter na fonte 21,5% ora, quando passo o recibo total a essa empresa é sobre as minhas vendas e dos meus comerciais, neste caso se pagar os 21,5% estou sendo prejudicado pois estou assumir que nesse recibo o total é só meu o que não é verdade pois os mesmos comerciais depois passam o recibo verde a mim sobre as suas vendas e essas como eles não tem mais de 1 ano estão isentos dessa mesma taxa

O que fazer?

E qual a melhor solução para este caso

Pedro sequeira,

Como TOC, aconselho a mudar para contabilidade organizada... no entanto consulte um TOC.

;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde eu sou um Médico Dentista trabalho como trabalhador independente prestador de serviços,  com um rendimentos anual de 22000, estou no segundo escalão de SS portanto pago 186 euros, desconto 21,5% e tenho despesas anuais em gasoleo e portagens de 4000 euros mais despasas de alimentação que não consigo contabilizar.

Gostaria de saber se vale a pena abrir uma empresa. Se sim se seria unipessoal ou com um socio não dentista?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Também queria o contacto de um TOC relativamente barato para uma empresa unipessoal no Porto

vf74@iol.pt

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead