Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Fusi

Desafio para criar cálculo do Rendimento de Referência para o abono 2011

2 publicações neste tópico

Boas a todos que contribuem para que o cidadão fique mais esclarecido, mas neste momento quem precisa de um esclarecimento sou eu! :)

Gostaria de saber qual a fórmula que utilizam para calcular rendimento de referência do agregado familiar. Já estive a ver o site da segurança social e vi de facto que entra em conta uma série de factores, no entanto não sei que peso atribuem a cada factor. Tinha acesso ao escalão 3 do abono no ano passado e eis que este ano me atribuiram 4º escalão... ou seja, um pontapé no ... Ver maistraseiro. Tenho 2 filhos, o rendimento do agregado familiar no ano de 2009 foi de 21.245,01€. Se tudo fosse como dantes, pelas contas seria 21.245,01€/(2+1)=7.061,67€ (3º Escalão). Eis que para o meu espanto após entrega da condição de recursos me atribuiram não sabendo muito bem o porquê, um valor de 26.927,17€ como rendimento do agregado familiar. Isto dito pela Srª da S.S. Nem sequer foi preciso entregar o IRS de 2010. Tou abismado!

Desafio aos utilizadores deste forum a criar uma folha excel que permita o cálculo no rendimento de referência em função dos rendimentos e património. Grande desafio este, pois entram uma série de factores!

Obrigado a Todos.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A fórmula é simples:

  (soma de todos os rendimentos do agregado familiar) / (número de filhos + 1)

Agora, calcular cada um dos componentes da fórmula é que talvez já não seja tão simples... Principais factores que podem conduzir à "surpresa":

* O agregado familiar não é só o casal e os filhos. Inclui também os parentes a afins (parentes do cônjuge ou com quem viva em união de facto) que vivam com a pessoa que requer o subsídio. Por exemplo, quem mora com a sogra, a pensão dela entra para os rendimentos também...

* Os rendimentos não são só os do trabalho. Entram para as contas também os rendimentos de capitais (juros de depósitos a prazo, acções, etc). A SS assume que esses rendimentos correspondam a pelo menos 5% do valor depositado em contas bancárias :o

* Para além disto há ainda rendimentos prediais (rendas que se recebam de prédios que se tenha), sendo que, mais uma vez, a SS considera sempre pelo menos 5% do valor dos mesmos como rendimento. O único imóvel que não entra para as contas é aquele que se destina a habitação própria e permanente do agregado familiar, excepto se valer mais de 251.532€ (altura em que entra também para as contas).

* Pensões de velhice, invalidez, sobrevivência, etc também contam como rendimento

* Bolsas de estudo e de formação idem aspas.

Basicamente só não contam como rendimento as prestações que dependem do valor do rendimento de referência (abono de família, por exemplo).

(Referência - ver o documento da SS sobre Conceitos, nomeadamente o conceito de Agregado Familiar e o de Rendimento de Referência).

http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21459&m=DOC

Portanto, se tiverem 10.000€ no banco, por exemplo, a SS vai acrescentar pelo menos 500€ ao rendimentos do trabalho; se tiverem uma casa de férias na aldeia que valha 40.000€, são mais 2000€ de rendimento, etc.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0