AMSTRONG

Qual a vossa opinião sobre a PLANOVIAVÉL?

5 publicações neste tópico

Dirigi-me a essa empresa com vista a tratar da situação de uma pessoa próxima, que tem incumprimento de prestações há algum tempo, e tb já com penhora de vencimento! Eles actuam com advogados juridicos, aos quais temos de dar 400 euros, para que comecem a actuar! Que opiniões há em relação a esta empresa, é de confiar, ou a pessoa ainda vai ficar mais endividada?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há um programa na SIC que costuma recorrer a esta empresa para apoiar os casos de pessoas que lá vão com dívidas excessivas: http://www.planoviavel.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=128:a-planoviavel-no-boa-tarde-com-conceicao-lino&catid=34:noticias-gerais&Itemid=134

Julgo que isto serve como recomendação? :)

À partida a pessoa não deveria ficar ainda mais endividada. O que tipicamente acontece é que a pessoa acaba por ficar a pagar a dívida durante mais tempo (por vezes acaba por pagar mais de juros do que pagaria na situação actual - só que ao longo de mais tempo, com uma prestação mais baixa).

Independentemente disso, acredito que eles façam uma análise superficial do caso antes de decidir avançar com advogados e assim. Essa análise não acredito que custe os 400€...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Essa análise já foi feita mas para se avançar para o tal advogado judicial é preciso papéis e mais papéis e os tais 400 euros que é o custo do advogado + o tratamento do processo, o que acha? O pior é se não conseguem nada (junto dos credores) e depois são mais 400 euros que vão à vida!  :-[

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Essa análise já foi feita

Então qual foi a estratégia definida?

O pior é se não conseguem nada (junto dos credores) e depois são mais 400 euros que vão à vida!  :-[
Não sei qual foi a estratégia definida, mas imagino que em último caso passe por amortizar totalmente quase todos os empréstimos (não conheço nenhum credor que se oponha a isso) e acumular a dívida num outro empréstimo (a contratar ou já existente - e também duvido que decidissem avançar sem a garantia de que esse credor aceitava o negócio).

Dependendo dos empréstimos, uma boa parte desses 400€ provavelmente vão justamente para pagar comissões por amortização antecipada, registos e outros custos relacionados com os empréstimos propriamente ditos. Naturalmente uma parte será para pagar o trabalho da empresa também, imagino eu...

Sugiro duas coisas:

* questionar directamente a PlanoViável sobre o destino a dar a esses 400€. Não só porque eles é que estão mais por dentro do caso, como para testar a transparência que a empresa tenha em todo o processo (lá porque aparece na SIC não quer dizer que seja uma empresa modelo - e convém sempre perceber com que tipo de empresa se lida antes de avançar).

* colocar a opção dos 400€ serem acrescentados à dívida actual (quer dizer, quem nem sequer tivesse 400€ "à mão" como é que fazia?). Mas vai acabar por pagar juros sobre esse montante...

Assumindo que eles esclarecem devidamente todas as dúvidas, só resta fazer as contas e ver se esses 400€ agora são compensados com os benefícios da reestruturação...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela colaboração!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor