MaCabrita

Tranferência de Crédito Jovem Bonificado

24 publicações neste tópico

Boas

Possuo um crédito habitação no regime jovem bonificado. Sou cliente da CGD e nao estou satisfeito, vai dai dirigi-me ao BES onde tambem sou cliente para saber as condições de transferencia de crédito. Para meu espanto disseram-me que ao transferir perderia o bonificado!!! É verdade? Li algures que não seria assim.

Tenho ainda para pagar ao banco 74 000€ e o emprestimo foi de 85 000€ sendo que 68 584€ são financiados pelo Jovem bonificado e o restante 16 410€ obtido através do famoso Multi-opções!

As taxas de juro são respectivamente neste momento:

      Taxa de Juro Nominal: 5,897%

      Taxa de Juro Efectiva: 6,059%

      Spread: 1%  :o

Pretendo mudar de banco qual a vossa opiniao? Dirigi-me ao BES porque é onde tenho a conta da empresa e assim sendo melhores perspectivas tenho para negociar o spread sem subscrever produtos da "treta". Que me recomendam? Não pretendo alargar o prazo de crédito que é de 30 anos e neste momento ainda faltam 23 anos para o final.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O melhor que consegui obter sobre este tema foi <a href="http://www.oec.fe.uc.pt/biblioteca/legislacao_dl34998.html">este artigo</a>, que não refere quaisquer penalizações. Não me parece que haja de facto quaisquer penalizações, mas é um caso muito específico.

Posso fazer uma recomendação que talvez ajude. Utilize o banner lá de cima para se inscrever gratuitamente na Deco, durante 2 meses, e além de receber as revistas pode ligar para lá e obter esclarecimentos sobre esse tema. No final dos dois meses pode desistir da sua inscrição e não paga nada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em Dezembro de 2006 transferi o meu crédito jovem bonificado para o BPI e não perdi a bonificação.

O que me parece é que o BES já está a começar mal contigo, isto por te darem uma informação dessas. Vai lá de novo e pergunta se não te disseram isso por antes quererem transferir-te para o regime geral e dessa forma garantir de imediato os juros por inteiro, isto porque como todos sabemos o Estado paga a bonificação, só que demora a pagar e o banco se puder ter logo o dinheiro na mão não espera.

Digo isto porque na altura que fiz a tansferência do crédito fui também ao BCP obter uma simulação e o senhor que me atendeu disse-me que naquela data tinham instruções superiores para dificultarem ao máximo a transferência da créditos bonificados, precisamente pelo que relatei anteriormente.

A dificuldade era o SPREAD altissimo, que inviavilizava a apresentação de uma boa proposta.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu Também tenho um crédito habitação bonificado, e pelo que sei, podes transferir o teu crédito para qualquer banco e nao perdes a bonificação. Até saiu recentemente uma lei na qual tu podes aumentar o prazo do teu empréstimo bonificado. E esse Spread está altíssimo!!!!!

Existem bancos que até juntam os creditos todos num só. e por vezes sai vantajoso. Aconselho a veres outros bancos, pois estão a roubar-te e bem!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Podes transferir á vontade sem perder a bonificação a unica coisa que te pode fazer perder a bonificação são os teus rendimentos. Já mudei varios creditos bonificados. Que spread te querem fazer no BES?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

MaCabrita, podes transferir os teus créditos à vontade, pois o bonificado mantém-se, só altera dependendo dos teus rendimentos. Eu, neste momento, estou a transferir os meus créditos à habitação(bonificado+multi-opções) do BES para o Millennium Bcp, a minha situação é muito idêntica à tua(valores e prazo). Vou fazer a escritura já no próximo dia 3/10. Vou manter tudo igual ao que tinha no BES, com a excepção do spread, que era muito alto no BES (Bonificado 1.4% e multiopções 3.3%), no Millennium fazem-me 0.6% nos dois créditos.

Actualmente, o Millennnium está com uma campanha de transferências gratuitas. Até ao momento, com o processo de transferência apenas gastei 30 €, com uma certidão do registo predial, que eles me exigiram. O processo está pronto, só falta mesmo a escritura.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ainda não me fizeram simulação. Apenas me fui informar e foi o que me transmitiram. Mas também disseram para levar os dados para analizarem. Mantenho-me no mesmo escalão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois ... como não tenho conta no BCP não estava a pensar lá ir, uma vez que movimento a conta da firma no BES com alguma regularidade e tenho lá subscritos outros produtos pensei que é a melhor forma de negociar o spread sem terem de me empurrar produtos que nao me interessam.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas

Arranjei hoje um pouco de tempo e desloquei-me ao BES com o intuito de saber ao certo porque nao posso transferir o meu crédito habitação. Mais uma vez a mesma resposta. Ordens superiores. Desde que existe este regime de transferencias nunca tal foi feito no BES ....

Assim sendo ... desloco-me ao Barclays pelo facto de ter ouvido falar da sua nova campanha ... a mesma resposta!!! ... Afinal qual é o banco que aceita este tipo de transferencias?

O Barclays propos-me então aumentar o prazo para + 48 anos!!!!!!

Numa palavra: RIDICULO!!!!

Para quem apenas pretende melhorar o valor a pagar ao final do mês de prestação da casa sem aumentos de anos de pagamento nem aumentos de capital esta proposta vinda de um banco é na minha opiniao simplesmente inqualificável.

Deviam de promover a poupança ás familias mas o que fazem é simplesmente atirar areia para os olhos (reduzindo a prestação) mas aumentando o prazo de pagamento para mais do dobro do que me falta pagar!!!!

>:(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isso é muito estranho, porque eu transferi o meu credito e ate saiu entretanto uma lei em que se pode aumentar o prazo do emprestimo sem perder o bonificado.

Eu no meu caso, perdi o bonificado porque entretanto comprei outra casa.

Tens um credito muito pequeno?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para quem apenas pretende melhorar o valor a pagar ao final do mês de prestação da casa sem aumentos de anos de pagamento nem aumentos de capital esta proposta vinda de um banco é na minha opiniao simplesmente inqualificável.

Se conseguires um spread mais baixo, a componente de juros fica mais baixa, é o que importa. Depois nada te obriga a esperar 48 anos para pagar o empréstimo. Tens sempre a opção de ir fazendo amortizações antecipadas... o único inconveniente é que essas amortizações muitas vezes são penalizadas em 0,5%. Mas podes tentar negociar com o banco a isenção dessa clásula. Há bancos em que só se paga a penalização se o valor da amortização for superior a um determinado montante ou percentagem da dívida, também pode ser uma opção...

Aliás, uma prestação mais baixa, nestes tempos em que as taxas não param de subir, é capaz de ser uma boa opção. Se, por qualquer motivo te vires em dificuldades, sempre fica mais fácil de pagar.

No limite, podes sempre ir ter com a CGD e apresentar a proposta dos outros, ameaçando trocar, a ver se te fazem melhor...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois ....

Mas a ideia não é essa ... só quero melhorar o valor a pagar.

Já agora uma pergunta no seguimento da resposta colocada pelo CFinanceiro noutro topico relacionado com transferencias:

Na DS são 100€+iva no dia da escritura ou então os mesmo 100€+iva caso consigamos uma poupança ao cliente de pelo menos 30€ mensais mas o cliente decida não transferir.

A minha pergunta é a seguinte: É obvio q no regime geral e com o aumento do numero de anos a prestação sofre uma redução superior a 30€ mas as condições do crédito são distintas! Se me manter o crédito conforme está (280 meses por pagar com 59,550€ + 14,400€ e sem mais produtos sem interesse associados ... consegue-me uma poupança superior aos 30€?

É que de outra forma é fácil cobrar os 120€ ... basta eu recusar uma proposta em regime geral a pagar em 48 anos como me propos o Barclays.

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que uns não querem, estão outros desejando.

Há cerca de um ano, fui ao meu balcão do Millennium para baixarem o meu spread que era de 1,5% (de loucos), mas como na altura a prestação não me pesava, andei a adiar, adiar... quando falei com o gerente disse-me que ia tentar descer qq coisa mas que não seria muito...conclusão, desceu o spread de 1,5% para 1,2%...bem, isto começou-me a irritar e dei por mim a correr de banco em banco a pedir simulações, no entanto, surgiu-me uma outra ideia, fui a outro balcão do Millennium (ou seja, o mesmo banco mas com outro gerente), onde pedi também uma simulação e, os valores eram totalmente diferentes do que estava a pagar no mesmo banco, vai daí, negociei com ele as condições que ele me tinha apresentado com spread de 0,5%, transferindo apenas a conta para outro balcão sem ter de mudar de banco.

Não custa tentar!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois ....

Mas a ideia não é essa ... só quero melhorar o valor a pagar.

Já agora uma pergunta no seguimento da resposta colocada pelo CFinanceiro noutro topico relacionado com transferencias:

A minha pergunta é a seguinte: É obvio q no regime geral e com o aumento do numero de anos a prestação sofre uma redução superior a 30€ mas as condições do crédito são distintas! Se me manter o crédito conforme está (280 meses por pagar com 59,550€ + 14,400€ e sem mais produtos sem interesse associados ... consegue-me uma poupança superior aos 30€?

É que de outra forma é fácil cobrar os 120€ ... basta eu recusar uma proposta em regime geral a pagar em 48 anos como me propos o Barclays.

Cumps

Falo em poupança e ñ em redução ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois eu, com a minha redução, constitui uma bela poupança.

A dica é para quem tem crédito bonificado e vê-se grego para mudar de banco mantendo a bonificação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Acabei de levar um susto ao constatar que a minha prestação aumentou imenso!!

Estou bastante aborrecida pois:

- ja tinha contactado a minha gestora de conta para saber o valor que podia abater à minha dívida através da minha conta poupança habitação

- também tinha solicitado revisão das condições do empréstimo (basicamente, diminuição do spread, que está a 1% desde o início, setembro de 2002)

E fui completamente ignorada... Tenho apenas 2 e-mails meus a compraovar pedido de contacto, ela nunca me respondeu por escrito, ligava-me, e nunca foi muito clara. Deixei andar e agora levo este tombo!

Mas eu fui inocente, pois desde o início dizem-me que eu só posso renegociar o empréstimo até 1 mês antes da sua actualização. Ou seja, fiz a escritura a 11/09/2002, para qualquer alteração teria de comunicar-lhes até 10/02/2003 (o meu empréstimo é revisto semestralmente). Pensando na situação actual, devia ter reclamado até 10/07/2008, agora "já vou tarde" e tenho de esperar até a próxima actualização. Até que ponto isto é verdade? Não posso fazer já carta registada com aviso de recepção a pedir renegociação do empréstimo?

(De qualquer forma vou fazer reclamação escrita desta situação, da falta de profissionalismo da gestora de conta)

Obrigada!

Ana Lúcia

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ana Lúcia, acho isso um absurdo!

Nem estou a ver que cláusula do contrato obrigada a essas restrições de datas...eu já renegociei o meu spread e não fico 6 meses à espera, o que acontece é esperar pelas actualizações na prestação posterior à data da aprovação de revisão do spread.

Dica: Tente tratar dessas coisas pessoalmente com o/a gerente do balcão.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A carta a enviar ao banco a solicitar a revisão do Spread pode ser enviada em qualquer altura. Já o fiz por duas vezes (quando era cliete CGD) e nunca liguei a datas. Ah... e obtive resultados

Antes de reclamares onde quer que seja, primeiro documenta-te, ou seja, arranja simulações efectuadas junto de outros bancos. Depois vais com as mais benéfica ao teu banco e confrontas de forma cordial, mas determinada o(a) gestor(a) no sentido de te aproximarem desses valores, sob pena de não o fazendo ponderares seriamente a mudança de banco.

E tem sempre isto em conta, mesmo que não tenhas nenhum dinheiro a prazo ou qualquer outro produto financeiro junto do banco és um dos bons clientes que eles gostam de ter.

Na minha perspectiva gostam dos que lá tem muito dinheiro e dos que lhe devem muito, com garantias desse pagamento, neste caso o edificio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Seja como for a amortização do empréstimo a partir da conta poupança habitação é independente da revisão do spread. E isso convém tratares o mais depressa possível. Para além de na poupança habitação estar a render muito pouco, se for um valor razoável vais ver que corta um pedaça à prestação...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mais uma coisa:

Mas eu fui inocente, pois desde o início dizem-me que eu só posso renegociar o empréstimo até 1 mês antes da sua actualização.

Isto provavelmente refere-se ao facto de que se não o fizeres apanhas com a revisão na mesma. Podes renegociar o empréstimo a qualquer altura. Normalmente os efeitos é que só se fazem ver um mês ou mais depois. Portanto, o que isso quer dizer, é que se pretendes escapar à próxima revisão da taxa Euribor, deves renegociar o empréstimo até um mês antes dessa data.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada por todos os conselhos!

Já juntei a papelada e vou pedir simulações em alguns bancos. Vou também aproveitar a dica da Tita e tentar também noutro balcão! ;)

Quando começar a receber as propostas venho cá partilhar convosco!

De qualquer forma vou preparar as cartas para pedido de negociação do spread e para amortizar a dívida com a conta poupança habitação (os juros são realmente uma vergonha!). Dependendo do rumo que tome, "ataco" com a carta de pedido de Devolução dos arredondamentos do crédito habitação (disponível no site da Deco).

Temos de estar atentos, se relaxamos um pouquinho e deixamos andar levamos estes sustos. :(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hora então muito boa noite a todos, e os meus parabéns pelo magnífico fórum.

Sou recentíssimo neste fórum, e é pela primeira vez que vou comentar este meu caso.

Sou cliente CGD – Almada desde à 20 anos, em 1999 contraí um crédito habitação, na CGD dado a que já era cliente, pensando eu que traria algumas regalias, passaram-se 10 Anos da data do referido Crédito, e muito sinceramente estou completamente insatisfeito pelas seguintes razões:

•        Movimentos de valores da minha conta, sobre juros dos mais variados, nem o próprio balcão me consegue explicar correctamente.

•        Escritura efectuada a dia 25, efectuei uma carta desde o inicio para efectuar o pagamento da prestação ao primeiro dia útil do mês, nem se dignaram a responder, pois pago mais 10€ por saldo insuficiente por 5 dias, feito as contas já paguei 1200€ a mais.

•        Casei em 2006, contactei o balcão para saber se alterava o escalão de bonificação e a taxa de juro, fui informado que os rendimentos da ambos não atingia o escalão seguinte, continuaria com “Escalão 2”

•        Taxa Eurebor a descer, a minha prestação a subir, incompreensível eu sei, alteração da anuidade sem motivo para 150€ a mais, novamente contactei o balcão, e mais uma explicação sem qualquer fundamento.

•        Movimentos de créditos na minha conta,  depois efectuam débitos em valores superiores aos que creditaram em mais de 1500€, novamente balcão contactado, e desta vez por um rapaz que nem ele sabia o que ali estava a fazer, chamou o gerente balcão este com os fusíveis arrebentados dado ao volume de reclamações nesse dia  pois repuseram os valores debitados, dado a que nem dinheiro tinha para comer, reclamação feita para a Central na Av. João XXI, que até à data não responderam já passaram perto de 2 Meses .

•        Omissão de informação sobre taxas de juros e escalão de bonificação. Sobre o ponto anterior e visto a minha prestação ter subido 150€, não havendo alteração nos rendimentos, estranhei e contactei outros bancos como o BES, BPI e SANTANDER TOTTA, qualquer um deles com vantagens muito mais atractivas, dirigi-me ao balcão e novamente o mesmo rapaz, este sem saber o “norte e o sul” tenta me encaminhar para a Direcção – Geral do Tesouro e Finanças  para saber o escalão em que estava inserido, para anular uma apólice envia-me também para a seguradora sem qualquer tipo de documento como a CGD se desinteressava da referida apólice,  e novamente contactado o balcão consegui alguém que me detectou o erro, erro esse simples “Engano na atribuição de Escalão tenho o Escalão 3, quando deveria ter o Escalão 2”, simples não é, erro que me tem custado 150€ mensais de á dois Anos.

Queria agora pedir, a quem já efectuou a transferência de crédito uma opinião, visto que sempre ouvi dizer que os primeiros anos estamos a pagar juros, já passaram 10 Anos, caso transfira o Crédito Habitação para nutra entidade bancária terei novamente que pagar grande parte dos juros inicialmente? Há realmente benefícios nessas transferências, ainda que o spred seja mais baixo, a taxa nominal, e o mais importante a prestação mensal, pelo que já referi o SATANDER TOTTA superou o BPI e o BES, agradeço todas as opiniões,

José Viegas

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Parece-me que tens razões para estar insatisfeita mas, em alguns casos essa insatisfação também parece derivar do desconhecimento da forma como funciona o teu empréstimo...

•        Movimentos de valores da minha conta, sobre juros dos mais variados, nem o próprio balcão me consegue explicar correctamente.

Sem mais detalhes não posso tecer grandes comentários. Mas se nem o balcão não te consegue explicar a origem dos movimentos, deixa uma reclamação. Com o Banco de Portugal metido ao barulho eles mexem-se...

•        Escritura efectuada a dia 25, efectuei uma carta desde o inicio para efectuar o pagamento da prestação ao primeiro dia útil do mês, nem se dignaram a responder, pois pago mais 10€ por saldo insuficiente por 5 dias, feito as contas já paguei 1200€ a mais.

Eu tinha vergonha de dizer uma coisa destas em público... Então tens 1200€ para pagar ao banco pelos atrasos, não fazes nada contra isso ao longo de 10 anos e depois ainda reclamas? É um facto que o banco podia ajudar, mudando a data de pagamento. Mas enquanto isso não acontece, tu é que tens que te ajustar, afinal, foi isso que contrataste com o banco. (Se poupasses 20€ que fosse por mês, certamente ao fim de um ano ou 2 já tinhas deixado de pagar essas multas.. )

•        Taxa Eurebor a descer, a minha prestação a subir, incompreensível eu sei, alteração da anuidade sem motivo para 150€ a mais, novamente contactei o balcão, e mais uma explicação sem qualquer fundamento.

Isso é perfeitamente normal, nos primeiros meses após o início das descidas (vê este artigo: http://www.pedropais.com/revisao-da-taxa-de-juro-euribor-516.html) e ainda mais para empréstimos bonificados (vês este tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,216.msg1685.html#msg1685 ou faz uma pesquisa por crédito bonificado, aqui no fórum)

•        Movimentos de créditos na minha conta,  depois efectuam débitos em valores superiores aos que creditaram em mais de 1500€, novamente balcão contactado, e desta vez por um rapaz que nem ele sabia o que ali estava a fazer, chamou o gerente balcão este com os fusíveis arrebentados dado ao volume de reclamações nesse dia  pois repuseram os valores debitados, dado a que nem dinheiro tinha para comer, reclamação feita para a Central na Av. João XXI, que até à data não responderam já passaram perto de 2 Meses .

Dada a falta de resposta aproveita e deixa a reclamação no Livro de Reclamações, segue para apreciação pelo banco de Portugal.

Mas não percebi uma coisa - a situação foi regularizada ou não?

•        Omissão de informação sobre taxas de juros e escalão de bonificação. Sobre o ponto anterior e visto a minha prestação ter subido 150€, não havendo alteração nos rendimentos, estranhei e contactei outros bancos como o BES, BPI e SANTANDER TOTTA, qualquer um deles com vantagens muito mais atractivas, dirigi-me ao balcão e novamente o mesmo rapaz, este sem saber o “norte e o sul” tenta me encaminhar para a Direcção – Geral do Tesouro e Finanças  para saber o escalão em que estava inserido, para anular uma apólice envia-me também para a seguradora sem qualquer tipo de documento como a CGD se desinteressava da referida apólice,  e novamente contactado o balcão consegui alguém que me detectou o erro, erro esse simples “Engano na atribuição de Escalão tenho o Escalão 3, quando deveria ter o Escalão 2”, simples não é, erro que me tem custado 150€ mensais de á dois Anos.

Se o erro foi deles, nova reclamação no sentido de te devolverem o dinheiro indevidamente cobrado.

Queria agora pedir, a quem já efectuou a transferência de crédito uma opinião, visto que sempre ouvi dizer que os primeiros anos estamos a pagar juros, já passaram 10 Anos, caso transfira o Crédito Habitação para nutra entidade bancária terei novamente que pagar grande parte dos juros inicialmente?

Nos primeiros anos pagas mais juros porque nos primeiros anos deves mais dinheiro. Entretanto, em 10 anos, já amortizaste parte da dívida, logo os juros serão menos do que no início. Se transferires o empréstimo com as mesmas condições (prazo em falta, montante em dívida e sensivelmente a mesma taxa), vais manter mais ou menos a prestação que pagas hoje em dia.

Há realmente benefícios nessas transferências, ainda que o spred seja mais baixo, a taxa nominal, e o mais importante a prestação mensal, pelo que já referi o SATANDER TOTTA superou o BPI e o BES, agradeço todas as opiniões,

Umas vezes sim, outras vezes não. Para além da prestação compara também a TAE entre as várias propostas. É que se nuns casos pagas mais em prestação, pagas menos em comissões e seguros e outras despesas acessórias - a TAE permite comparar os empréstimos mais facilmente. Pergunta também quem arcaria com as depesas da transferência.

Outra coisa que podes querer considerar é a manutenção do empréstimo na CGD mas noutro balcão. Às vezes faz toda a diferença...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor