miranda

Qual o melhor PPR?

38 publicações neste tópico

Olá,

estava a pensar subscrever um PPR até ao final do ano, de modo a usufruir dos benefícios fiscais, mas estou com dificuldades na escolha. Gostaria de saber se o pessoal do fórum tem alguma recomendação?

Tenho contas no BIG e no BES, e tenho 33 anos.

obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tb tenho a mesma dúvida mas tenho contas no deutsche bank, bpn, caixa e big...

Vale a pena investir num ppr´com 28 anos?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não subscrevas nada.

investe num Fundo de Acções a longo prazo pois terás muito mais rendimento o qual te compensará largamente o beneficio fiscal

com 33 anos é cedo demais para investir em PPR - não aconselho isso antes dos 40 - 45 anos - é muito tempo para ter o dinheiro imobilizado, com fraco rendimento e com penalizações em caso de resgate antecipado ou com comissões em caso de mudança de entidade gestora.

não invistas em PPR, esta é a minha opinião.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não subscrevas nada.

investe num Fundo de Acções a longo prazo pois terás muito mais rendimento o qual te compensará largamente o beneficio fiscal

com 33 anos é cedo demais para investir em PPR - não aconselho isso antes dos 40 - 45 anos - é muito tempo para ter o dinheiro imobilizado, com fraco rendimento e com penalizações em caso de resgate antecipado ou com comissões em caso de mudança de entidade gestora.

não invistas em PPR, esta é a minha opinião.

Tenho lido outras fontes que dizem o mesmo, que antes dos 40 os PPR não são a melhor opção. Deveria então investir num fundo de acções no BIG?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

sim, eu acho isso preferível e muito mais rentável a longo prazo - supera largamente o beneficio fiscal com toda a certeza.

se é no BIG ou noutro banco depende da tua escolha - o BIG é um excelente banco de qualquer forma, para esse efeito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E o fundo de acções (no meu entender é igual a volatidade) permite um ganho imediato de 400€ até 31 Dezembro  de 2010 apenas com um investimento de 2000€?

Ou permite esse ganho (ou perdas) no longo prazo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para além de que a minha pesquisa revelou que preciso de um mínimo de 10 mil euros para poder investir através do BIG...

Está complicado!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

eu não tenho a mesma visão sobre o rendimento dos PPR : o retorno imediato de 400 euros não pode ser visto assim, acho eu, tem que ser visto como um retorno a 27 anos (60 - 33).

Ou seja, na realidade representa um rendimento anual de cerca de 0,7% - a adicionar aos rendimentos geralmente fracos de qualquer PPR conservador - moderado os quais geralmente não ultrapassam os 2,xx% !

Lá vamos parar aos 2,xx - 3,xx % de rendimento real do dinheiro - para mim é muito pouco para tanto tempo de prisão.

Eu tenho um PPR mas só o fiz aos 45 anos.

Relativamente aos fundos de acções é olhar para o histórico daquele que se pretende adquirir - geralmente qualquer fundo deste tipo dá muito mais do que isso anualmente embora eu concorde que há anos em que existem oscilações significativas - mas neste caso o que conta é o rendimento acumulado ao longo de 15 ou 20 anos. Aliás, se investires num PPR "dinâmico" poderás ter mais rendimento mas terás na mesma dois inconvenientes - a prisão do dinheiro por tempo demais e a volatilidade de que te queixas nos fundos de acções.

é a vida... mas cada um sabe e si..!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E quem nos diz que aos 45 anos ou aos 40 ou aos 50, teremos hipoteses de poupar como agora temos? quem nos diz que nessa fase a hipotese de fazer PPR's é igual à actual.

Segundo a DECO:

Se tem mais de 50 anos, deve privilegiar a segurança e optar por um produto de capital garantido: o Unirev da Generali (4% em 2009) e a Solução PPR Zurich, que rendeu 3,5%. O primeiro teve o melhor desempenho dos últimos anos nos produtos de capital garantido (4,6% nos últimos cinco anos), no entanto apresenta uma comissão de subscrição máxima de 2,5464%, no caso de entregas regulares. Já o seguro da Zurich não tem comissão de subscrição, mas rendeu um pouco menos nos últimos cinco anos (3,7%). Se for associado da Deco, a associação recomenda também o fundo PPR SGF Garantido, de capital garantido, que rendeu 9,2% em 2009. Se tem entre 40 a 50 anos, poderá correr algum risco e optar por um fundo PPR com investimento em acções, pois o potencial de valorização a longo prazo é superior. Quem for associado da Deco pode aderir ao Protocolo DECO/SGF (ver as vantagens mais adiante) e subscrever uma das melhores opções de PPR e praticamente sem custos: o PPR Património Reforma Conservador. No entanto, esta é uma opção bastante moderada, pois investe menos de 5% em acções. Rendeu 7,7% em 2009 e 3,5% nos últimos cinco anos. Se não for associado (ou sendo, se prefirir uma maior componente de acções) o PPR Vintage é a opção: 4,6% em 2009 e 4,5% nos últimos cinco anos.O Eurovida PPR Activo, que faz parte dos seguros Eurovida PPR e Eurovida Plano PPR, é também uma opção. Ganhou 8,2% em 2009 e 5,1% nos últimos cinco anos. O Alves Ribeiro PPR teve o melhor desempenho no ano passado (30,6%)

Creio que todos são superiores aos 2%, além disso, e com as hipoteses de transitar entre entidades emissoras sem custos, nos casos de não haver garantia de capital, creio que são uma boa solução.

Entretanto, e mesmo sendo uma escolha pessoal, o estranho é que ninguém apresenta propostas válias, independentemente da vontade de os subscrever ou não pelas condições pessoais. Existem sempre os melhores e ou outros.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Volto novamente a colocar a questão:

E o fundo de acções (no meu entender é igual a volatidade) permite um ganho imediato de 400€ até 31 Dezembro  de 2010 apenas com um investimento de 2000€?

Ou permite esse ganho (ou perdas) no longo prazo?

Face à possibilidade de em menos de 15 dias ganhar 400€ líquidos apenas com um investimento de 2000€, será que não compensa deixar "esquecer" esse valor (os 2000€) que fica a render taxas na ordem dos 2-3%?...

O fundo de acções consegue essa rentabilidade nesse prazo?

O fundo de acções não necessita de prazos alargados para compensar eventuais perdas?

O capital investido no fundo de acções não fica retido, caso queiramos lucros, por prazos alargados?

Os ganhos do fundo de acções, seguem para a conta à ordem em que altura?

Não há comissões e impostos sobre os eventuais ganhos?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para sermos práticos na resposta à pergunta formulada pelo colega:

Na minha modesta opinião estes são alguns dos melhores PPR do mercado

BPI Reforma Acções

Eurovida PPR Activo Acções

ESAF PPR Vintage

Mesmo em anos difíceis com queda generalizada do mercado accionista estes PPR aguentaram-se bastante bem.

De notar que só o do BPI é que não tem comissão de subscrição, acho eu.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Partindo da mesma base, alguém conhece um simulador de PPR que possa incluir todas as comissões e despesas:

Comissões Subscrição

Comissões Transferência

Comissões Reembolso

Taxa Custos Gestão Anual

bem como uma médias das rentabilidades:

Rendibilidade Efectiva Último Ano Civil

Rendibilidade Efectiva Médias Últimos 3 Anos Civis

Rendibilidade Efectiva Médias Últimos 5 Anos Civis

Além disto, seria de incluir os Benefícios fiscais nas rentabilidades.

Desta forma teriamos uma ferramenta de extrema utilidade, longe dos simuladores vulgares, sem todas as variaveis.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Partindo da mesma base, alguém conhece um simulador de PPR que possa incluir todas as comissões e despesas:

Comissões Subscrição

Comissões Transferência

Comissões Reembolso

Taxa Custos Gestão Anual

bem como uma médias das rentabilidades:

Rendibilidade Efectiva Último Ano Civil

Rendibilidade Efectiva Médias Últimos 3 Anos Civis

Rendibilidade Efectiva Médias Últimos 5 Anos Civis

Além disto, seria de incluir os Benefícios fiscais nas rentabilidades.

Desta forma teriamos uma ferramenta de extrema utilidade, longe dos simuladores vulgares, sem todas as variaveis.

Obrigado

Este pode ajudar?

http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2238.0.html

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Humm , |

Alternativas ao PPR... e a primeira... tchan! tchan!... um PPR...

A geração que tem 35 ou menos anos tem de pensar seriamente nisto.

A quantidade de riqueza gerada está a ser consumida rapidamente em reformas e cuidados de saúde. Estes serão cada vez mais racionados, quer queiramos quer não.

Poupar é preciso!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O BPI Reforma Acções é um bom PPR.

É verdade que se pode iniciar a participação neste fundo com 1€, reforçando com 25€.

O fundo aguentou-se muito bem na crise do subprime, transmitindo segurança aos investidores e evidenciando uma adequada gestão, tendo em conta a turbulência vivida.

O BPI é um banco bem gerido e ao contrário de outros, não é "guloso" ( não existem comissões de subscrição ).

Quanto aos benefícios fiscais, não me parece que sejam significativos nos próximos 10 anos. Neste aspecto, vivemos tempos de grande incerteza.

No entanto, pode ser que o lobby da banca tenha a força suficiente para manter os benefícios fiscais relativamente às aplicações em PPR, tanto mais que o Estado também comercializa Certificados de Reforma ( vulgo PPR do Estado ).

Tenhamos fé e aguardemos.

Bom pai de família

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No entanto, pode ser que o lobby da banca tenha a força suficiente para manter os benefícios fiscais relativamente às aplicações em PPR, tanto mais que o Estado também comercializa Certificados de Reforma ( vulgo PPR do Estado ).

Tenhamos fé e aguardemos.

Os benefícios fiscais vão-se manter. Os valores envolvidos é que vão ser outros. Por exemplo, relativamente ao PPR, haverá um "tecto" máximo de 100€ para o próximo ano, ao invês dos 400€ possíveis para todos (mediante apenas a idade do contribuinte) ainda este ano.

Atendendo a que o valor percentual das reformas para um contribuinte que cumpra com as suas obrigações durante a sua vida irá situar-se no campo da incerteza, diria que convem amealhar um pé de meia nas instituições privadas, mesmo que seja pouco no início. Pois tal como diz o provérbio, de grão a grão, enche a galinha o papo!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qual será a formula de proporção: valor investido / dedução e por escalão...  ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qual será a formula de proporção: valor investido / dedução e por escalão...  ???

Para este ano?

Se for esse o caso, será sempre 20% sobre o capital investido, que pode ser no máximo de 2000€. Se colocar mais capital no PPR, não lhe é deduzido mais. Atenção à idade (e às horas. Pelo menos até às 15 horas ainda vai(ão) a tempo)! Mais pormenores, aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3018.msg31657.html#msg31657

Para o próximo ano, haverá diferenciação na dedução consoante o escalão do contribuinte, mas a seu tempo lá chegaremos!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A ideia era para 2011, pois quem tem entregas regulares para PPR, por exemplo mensais, pode ter um limite diferente do actual para obter o máximo de dedução.

Veremos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou totalmente de acordo com o Carlos 2008.

Eu tenho um que começei a pagar aos 31 anos e que aos 50 me dará uma rentabilidade vitalícia de uns 500 euros , mas estou arrependido.Não desmobilizo por causa das penalizações , mas não faria outro.

Aplique em um fundo de ações que estará bem melhor.

O BIG tem o serviço FUND ADVISOR que é uma ótima opção a tão longo prazo.

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá a todos!

Tenho um Leve PPR (Leve Uni) com entregas programadas de 25 euros. Tenho 28 anos.

As dúvidas são as seguintes:

1) Acham que vale a pena continuar com esta contribuição mensal?

2) Leve PPR é um bom PPR?

Tem-se falado tanto nos PPRs e na extinção dos benefícios fiscais que fico um pouco à nora com isto.  ???

Um abraço e obrigado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá a todos!

Tenho um Leve PPR (Leve Uni) com entregas programadas de 25 euros. Tenho 28 anos.

As dúvidas são as seguintes:

1) Acham que vale a pena continuar com esta contribuição mensal?

2) Leve PPR é um bom PPR?

Tem-se falado tanto nos PPRs e na extinção dos benefícios fiscais que fico um pouco à nora com isto.  ???

Um abraço e obrigado :)

Ninguém me ajuda?  ::)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá

Não estou a par dos PPRs actuais para poder dar uma opinião comparativa sobre o Leve PPR.

O que te posso dizer é que caso continues deverás ajustar o montante das entregas para os novos limites do benefício fiscal. Se não me engano, depende do teu escalão de IRS mas será no máximo 500 EUR ao longo de todo o ano (para uma dedução de 100 EUR). Mais que isso certamente não vale a pena investir.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

teu escalão de IRS mas será no máximo 500 EUR ao longo de todo o ano (para uma dedução de 100 EUR

Se tiveres no 3.º Escalão do IRS, mas se tiveres no 4.º 5.º ... escalão a dedução fiscal permitida é mais pequena.

Mas se tiveres um credito habitação, então esquece em fazer um PPR para obter um beneficio fiscal, porque se tiveres no 3. º escalão o maximo permitido podes beneficiar do EBF são os 100 €, logo se tiveres um credito habitação provavelmente irás ultrapassar esses 100 €.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor