ricard

Amortizar crédito à habitação / Reduzir n.º de anos do crédito

6 publicações neste tópico

Bom dia, caros companheiros de fórum.

Tenho uma dúvida que se alguém de pudesse esclarecer, agradecia.

Tenho 1 crédito à habitação no valor de cerca de 40 mil euros a 30 anos e pretendo efectuar uma amortização de 15 mil euros.

A questão é a seguinte: ao efectuar a amortização é preferível / mais vantajoso diminuir o n.º de anos do crédito ou diminuir a prestação mensal?

Exemplo: prestação mensal:200 euros; ao amortizar a prestação baixa 150 euros??; é preferível manter os 200 euros actuais e baixar para, por exemplo, 25 anos o crédito.

Cumprimentos

Rui

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu diria que se consegues suportar os 200, então diminui ao número de anos para continuar a pagar 200. Reduzes muito aos juros a pagar assim - não só porque são menos anos, porque também vais amortizando a dívida muito mais depressa...

Agora, claro que tudo deve ser visto com conta peso e medida. As taxas de juro estão com uma tendência de subida. O melhor é capaz de ser fazer uma simulação para confirmar que, ao reduzir ao número de anos, não te arriscas a ficar com uma prestação incomportável caso as taxas de juro subam 3%, por exemplo...

Caso isso acontecesse, provavelmente poderias renegociar o empréstimo de volta para o prazo em que estava dantes, mas convém não arriscar - nunca se sabe até que ponto os bancos estarão dispostos a mexer nos contratos quando nós precisamos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que é preciso ter em conta também é o facto de que pode abatar sem renegociar o empréstimo mas reduzir o nuemro de anos implica uma nova "conversa" com o banco, o que quer dizer que, eles podem ter a vontade de mudar mais algumas condições.

Como foi dito antes: reduzir o prazo reduz os lucros do banco e eles não querem essa fatia.

Podes ver se ao abateres em termos de valores tens penalizações, em certos bancos é permitida uma amortização sem custos até certos valores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu fiz essa operação e não houve renegociação nenhuma, simplesmente reduziram o prazo e amortizaram. Isto no Santander no inicio de 2009.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu fiz essa operação e não houve renegociação nenhuma, simplesmente reduziram o prazo e amortizaram.

O contrato foi renegociado (as condições alteraram-se) o banco é que não impôs nenhuma contrapartida e limitou-se a acatar o teu pedido.

Já agora lembro que os bancos não podem cobrar comissões por alterações ao contrato inicial. Mas também não são obrigados a fazê-las.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ricard,

a resposta a tua pergunta depende do que pretenderes fazer a seguir:

- se quiseres fazer novas amortizações extra o melhor será abater na divida, a prestação é reduzida na mesma proporção da amortização o que no caso de 15.000 numa divida de 40.000 dará cerca de menos 38% de prestação, com isto consegues poupar mais para fazer mais tarde nova amortização extra.

- se quiseres continuar a pagar o mesmo, é uma questão de reduzir o prazo.

Penso que é sempre preferível a opção de amortizar, cria o efeito de bola de neve, quando mais amortiza, mais consegue poupar para amortizar, no minimo deve conseguir poupar o valor da redução da prestação.

Se assim for vai acabar por amortizar o empréstimo bastante antes do seu termino e assim tb paga menos juros.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor