Andreenzo

Trabalhador Independente Recibos Verdes e o Limite de 10.000€

2 publicações neste tópico

Boa noite,

Eu sou trabalhador independente e passo recibos verdes.

Este ano (2010) o valor dos meus recibos, vai passar muito além do limite de 10.000€ ( por volta de 20.000€). O que é que eu posso fazer para minimizar o IRS e o IVA que irei pagar no proximo ano? E já agora, como é que posso calcular esse valor?

Esta história dos recibos verdes é complicada, mas não me vejo num futuro proximo a mudar. Existe alguma forma de não passar recibos verdes e declarar à mesma todos os meus ganhos? Não tenho obrigatoriedade de entregar um recibo verde, mas a "entidade patronal" também não pode fazer grande coisa. Não existe outra forma de passar recibo à pessoa que me paga, sem este limite de 10.000€?

Gostava que me esclarecessem estas duvidas. Também não percebo muito destas finanças.

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Relativamente ao IVA nao precisas de te preocupar: quando começares a cobrar IVA, quem te paga tem que passar a pagar mais e entregas esse extra ao estado. Em termos liquidos e' a mesma coisa, para ti. Quem te paga provavelmente tambem pode deduzir o IVA noutro lado, portanto fica quase tudo na mesma.

Relativamente ao IRS, uma vez que nao foste fazendo retençao na fonte, vais ter que pagar uma batelada (eventualmente ja' tens essa experiencia de anos anteriores pois isso nao tem nada a ver com o limite dos 10.000E). A forma mais simples de teres uma ideia de quanto sera' e' ires ao site das finanças e simular o preenchimento da declaraçao de IRS. Para o ano vai haver algumas diferenças (nomeadamente o facto de as taxas de IRS terem subido 1,5%) mas da' para ficares com uma ideia da ordem de grandeza do montante.

A partir do momento em que tiveste que pagar IRS deve-te ter começado a aparecer na declaraçao o montante dos pagamentos por conta. Sao pagamentos extraordinarios que se vao fazendo em 3 ou 4 momentos ao longo do ano justamente para servir como adiantamento de imposto e nao teres que pagar tudo de uma vez no ano seguinte. Basicamente os teus rendimentos deste ano vao dar origem a um imposto a pagar no proximo ano e a partir desse calcula-se o montante dos pagamentos por conta que teras de pagar durante 2011.

Para minimizar os montantes a pagar e' o de sempre: ter deduçoes de saude, educaçao, etc... guardar todos os comprovativos de despesas para depois ver o que se pode deduzir no IRS...

Quanto a alternativas, tens por exemplo o empresario em nome individual. Mas isso ja nao te sei dizer quais sao as diferenças, e muito menos dizer o que se aplicaa ao teu caso concreto (que mal conheço). De qualquer forma, apesar deste ano provavelmente teres uma pequena revoluçao na tua contabilidade por causa de teres ultrapassado o limite dos 10.000E, depois disso entra tudo na normalidade outra vez...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor