davidmleal

Taxas dos Certificados do Tesouro

378 publicações neste tópico

Noticia do Jornal de Negocios

16 Setembro 2010

A “yield” das obrigações a 10 anos de Portugal está hoje a subir 15,3 pontos base para 5,923%, aproximando-se dos 6%, depois de ontem o IGCP ter realizado um leilão de Bilhetes do Tesouro com uma maturidade de um ano.

O juro cobrado pelos investidores para comprarem dívida a cinco anos está a subir 10,1 pontos para 4,663%, e a taxa de retorno exigida para a compra de obrigações a dois anos está a crescer 4,3 pontos para 3,637%.

Atendendo que as taxas das obrigações 10 anos e 5 anos tem subido durante este mês, então é expectavel de ver no proximo mês de Outubro taxas recordes nos certificados do tesouro.

Sugiro a todos investidores que adiem a subscrição nos certificados do tesouro durante o mês de Setembro, porque em principio em Outubro iremos ver subida das taxas a 5 anos e 10 anos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sugiro a todos investidores que adiem a subscrição nos certificados do tesouro durante o mês de Setembro, porque em principio em Outubro iremos ver subida das taxas a 5 anos e 10 anos.

Sugeres o investimento em divida publica de um pais falido? Só se forem montantes muito limitados.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sugeres o investimento em divida publica de um pais falido? Só se forem montantes muito limitados.

Porque é que dizes falido? Não digo que não haja mais risco, mas "falido" parece-me um pouco exagerado.

De qualquer forma, convém que qualquer estratégia de investimento seja diversificada, isto quer dizer não colocar o dinheiro todo em um só banco ou na dívida pública de um só país.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Porque é que dizes falido? Não digo que não haja mais risco, mas "falido" parece-me um pouco exagerado.

De qualquer forma, convém que qualquer estratégia de investimento seja diversificada, isto quer dizer não colocar o dinheiro todo em um só banco ou na dívida pública de um só país.

Subscrevo o que o Pedro escreveu.

Não quero recomendar que se deve investir todo o capital nos certificados do tesouro (diversificar sempre). Somento pretendo alertar que mais vale adiar o investimento para Outubro, investir em Setembro é um erro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo que percebi as taxas não são fixas e podem variar dia para dia.

No artigo do Pedro do dia 7 as taxas estavam a 5,15%,

Neste tópico fala-se de valores das taxas a 5,923%

No entanto quem subscrever hoje os certificados fica com que valor aplicado?

Depois de adquirir os títulos, o valor das taxas dos títulos adquiridos pode baixar ou subir?

Cmps a todos os usuários

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo que percebi as taxas não são fixas e podem variar dia para dia.

No artigo do Pedro do dia 7 as taxas estavam a 5,15%,

Neste tópico fala-se de valores das taxas a 5,923%

No entanto quem subscrever hoje os certificados fica com que valor aplicado?

Depois de adquirir os títulos, o valor das taxas dos títulos adquiridos pode baixar ou subir?

Cmps a todos os usuários

A taxa dos certificados do tesouro é fixa, mas depende do mês em que fizeres a subscrição.

As taxas que o davidmleal está a referir são as taxas das obrigações do tesouro, que são instrumentos de dívida pública que o Estado "vende" no mercado obrigacionista. Este tipo de obrigações não está, normalmente, disponível para subscrição de pequenos investidores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

http://www.tradingeconomics.com/Economics/Government-Bond-Yield.aspx?Symbol=PTE

Eu sei o que escrevi, e volto afirmar, no actual mercado os sinais serão de subida das taxas dos certificados do tesouro no proximo mês.

O IGCP determina um ou dois antes do inicio do mês as taxas que se aplicam para o mês seguinte.

Por exemplo as taxas médias OT a 10 anos no mês de Agosto desceram, se fores ver o site que coloquei, verificas que média OT 10 anos em Agosto foi de 5,11%. E qual foi a taxa determinada pelo IGCP a 27 Agosto? Foi 5,15% a 10 anos para o mês de Setembro.

OT 10 anos Média Junho = 5,39%    :   Taxa do IGCP para mês de Julho: 5,5%

OT 10 anos Média Julho = 5,40%    :   Taxa do IGCP para mês de Agosto: 5,35%

Como é determinada a taxas dos certificados do Tesouro? Tem por base as taxas OT 10 anos e OT 5 anos. Claro que não vai ser um valor certo, mas se fores comparar as taxas que escrevi verificas que as diferenças são pequenas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

@davidmleal,

Não duvidei da tua lógica, pelo contrário. Só estava a explicar a diferença entre dois produtos diferentes, as obrigações do tesouro e os certificados do tesouro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Certificados do Tesouro

Para as subscrições de certificados do Tesouro em Outubro de 2010 a:

•Taxa ilíquida dos juros distribuídos anualmente do 1.º ao 5.º ano - 1,40%;

•Taxa ilíquida de juro anual garantida para uma aplicação a 5 anos - 4,85%;

•Taxa ilíquida de juro anual garantida para uma aplicação a 10 anos - 6,10%.

IGCP, 28 de Setembro de 2010

Como tinha escrito antes, os certificados de tesouro iriam atingir um recorde em Outubro, e por isso era um erro investir em certificados do tesouro este mês de Setembro.

Neste momento tenho uma duvida investir já nos certificados de outubro ou aguardar pela divulgação da remuneração Novembro. Motivo: enquanto não houver garantia de orçamento aprovado e que apresente um sinal forte consolidação orçamental, os mercados vão estar MUITO instaveis. faltam 3 semanas para apresentar o orçamento, e se esta incerteza manter então vejo taxas a cinco anos 5.50% e a dez anos 6.50% a 7% (que penso que estou a ser optimista, face às nossas contas publicas).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá

Estou a pensar subscrever este mês ou no próximo (dependendo da taxa anunciada no dia 28/10).

Segundo o site do IGCP, posso fazê-lo através do AforroNet (http://aforronet.igcp.pt). No entanto a página de adesão pede-me o "Nº da Conta" que não é seguramente um NIB. Alguém sabe o que se deve indicar aqui? É necessário fazer alguma coisa antes desta adesão online para obter esse número?

Já agora, o que é necessário para subscrever via CTT? Cartão de cidadão, NIB da conta a associar, cheque com o montante a aplicar, ...?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para subscreveres no aforronet é necessário teres já uma conta no igcp. Se nunca subscreveste certificados de tesouro ou de aforro então não podes para já subscreveres via net.

Primeiro terás fazer uma subscrição nos ctt, porque lá que vai abrir uma conta no igcp. Vais precisar do cartão cidadão, um comprovativo da nib.

A taxas de novembro deverão ser anunciadas no dia 27/10.

Quais são as perspectivas?

As OT 10 anos tem descido muito após as medidas no governo, os mercados tem visto bons olhos às decisões. Agora a questão é saber se algum partido da oposição aprova ou não. Pessoalmente vou acompanhar diariamente os valores OT 10 para fazer uma média, e talvez daqui 2 semanas analisar se a taxa dos certificados de tesouro para novembro vai descer ou subir face a outubro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No aforronet dá para subscrever, leia-se pagar, por multibanco. Também é possível esta forma de pagamento aquando da subscrição nos ctt?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Tarde,

Antes demais Obrigado Pedro e David pelo esclarecimento relativo á minha duvida do dia 16.

Tenho andado a pensar em diversificar o meu portefólio nestas obrigações nacionais.

No entanto tenho algumas duvidas, porque associado a este investimento tenho lido fortes criticas ao comportamento do Governo.

Tenho reparado que em vários blogs, usuários apontam o dedo aos certificados de Aforro como uma prova de falha por parte do estado.

Pode o governo alterar as regras dos certificados durante o decorrer do período proposto?

Quais os maiores riscos associados a este investimento?

Cumpts

JPais

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho reparado que em vários blogs, usuários apontam o dedo aos certificados de Aforro como uma prova de falha por parte do estado.

Pode o governo alterar as regras dos certificados durante o decorrer do período proposto?

Do Decreto-Lei que instituiu os Certificados do Tesouro:

15 - Garantir que as condições de remuneração dos CT vigentes à data da respectiva subscrição não podem ser alteradas em sentido desfavorável ao aforrador durante o prazo de 10 anos contado a partir da data de subscrição das respectivas unidades.

Quais os maiores riscos associados a este investimento?

A falência do estado português, circunstância em que provavelmente perdes tudo ou quase...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado Paulo Aguia,

Em relação ao calculo de juros.

Alguem sabe se os valores finais apresentados nesta calculadora são liquidos, ou a eles acrescem os devidos impostos?

http://economico.sapo.pt/calculadoras/calculadora-dos-certificados-do-tesouro_23.html

Cmpts

Posso confirmar que os valores estão liquidos, a retenção de irs já foi tida em conta.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Do Decreto-Lei que instituiu os Certificados do Tesouro:

Eu quero acreditar no ponto 15 do decreto-lei, mas assumo que existe algum risco do governo tentar modificar a remuneração de algum modo. Mas por exemplo, ainda hoje continuam a existir os certificados de aforro da categoria A (somente estão fechados para novas subscrições). Eu penso que se existir uma alteração na remuneração dos certificados do tesouro mas será para novas subscrições.

 

A falência do estado

Achar que o estado falir e as instituições bancárias ficarem intactas sem problema é um sonho. Se o Estado falir então isto é jogo de dominio, começa a cair peça a peça. Portugal está à beira da falência? Ainda não, o estado português ainda tem alguns trunfos na mão. A falência significa que o Estado não tem condições economicas para pagar os seus compromissos.

Não pertenço a nenhum partido, porque não gosto daqueles jogos "se tu apoiares, então eu apoio a ti", ou seja, são mais jogos de popularidade do que escolhas pela competencia do individuo e do seu sentido de estado.

Manuel Ferreira Leite disse: "não seria bom haver seis meses sem democracia" "pôr tudo na ordem"

Discordo, e sugiro a seguinte alternativa: "não seria bom haver seis meses sem jogos de politica, mantendo a democracia""pôr tudo na ordem"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Portugal está à beira da falência? Ainda não, o estado português ainda tem alguns trunfos na mão.

@David:

Caro colega de forum, que trunfos são esses? sinceramente, olho à volta e não os vejo. Estamos completamente dependentes da emissão de divida (para pagar salarios, pensões e serviço da divida existente) e nos últimos meses só conseguimos colocar no mercado titulos de curto prazo (inferiores a 3 anos).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma dúvida:

Nós ao subscrevermos estes certificados do tesouro, existe alguma opção que nos deixa escolher o prazo? podemos escolher entre 1 e 10 anos? ou é obrigatório os 10 anos?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma dúvida:

Nós ao subscrevermos estes certificados do tesouro, existe alguma opção que nos deixa escolher o prazo? podemos escolher entre 1 e 10 anos? ou é obrigatório os 10 anos?

Ao fim de 6 meses após o teu investimento nos certificados poderás desmobilizar o teu capital (parcial ou na totalidade).

Com isto podes considerar o teu investimento a 5 anos em vez de 10 anos. Passo a explicar, no quinto ano recebes os juros à taxa de 5 anos para todo o periodo, ou seja, nesse quinto ano recebes o diferencial que recebeste a menos (nos primeiros 4 anos).

Por isso o investimento dos certificados do tesouro deve ser sempre penso no minimo de 5 anos, e deverá ser sempre avaliado nesse ano: manter ou desmobilizar e investir noutro produto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ao fim de 6 meses após o teu investimento nos certificados poderás desmobilizar o teu capital (parcial ou na totalidade).

Com isto podes considerar o teu investimento a 5 anos em vez de 10 anos. Passo a explicar, no quinto ano recebes os juros à taxa de 5 anos para todo o periodo, ou seja, nesse quinto ano recebes o diferencial que recebeste a menos (nos primeiros 4 anos).

Por isso o investimento dos certificados do tesouro deve ser sempre penso no minimo de 5 anos, e deverá ser sempre avaliado nesse ano: manter ou desmobilizar e investir noutro produto.

Obrigado pelo esclarecimento David.

Tenho outra dúvida, vou amanhã aos CTT criar uma conta. Penso o processo depois deverá passar por receber em casa uma password e depois então efectuar a activação, não sei se alguém aqui já subscreveu mas depois como se transfere para lá o dinheiro? pagamos por multibanco através de alguma referencia?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pelo esclarecimento David.

Tenho outra dúvida, vou amanhã aos CTT criar uma conta. Penso o processo depois deverá passar por receber em casa uma password e depois então efectuar a activação, não sei se alguém aqui já subscreveu mas depois como se transfere para lá o dinheiro? pagamos por multibanco através de alguma referencia?

Eu abri conta nos CTT e nessa altura subscrevi os certificados do tesouro.

Alguns dias depois recebi pelo correio o extrato do IGCP. Depois procedi activação do AforroNet, aguardei mais alguns dias pela password para aceder ao AforroNet.

Agora já não necessito de ir aos CTT, agora posso através do AforroNet criar a subscrição dos certificados de tesouro depois procedo ao pagamento via multibanco.

Se pretendes proceder à subscrição dos certificados de tesouro, então eu recomendo fazeres na primeira vez pelo CTT do que AforroNet, evitas perdas de tempo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Então e como andam os valores das OT 10 neste últimos dias? Onde podemos encontrar essa informação actualizada?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead