Visitante nuno 22

Mudar de banco

15 publicações neste tópico

Boas, como não estou satisfeito com o meu banco (CGD), vou mudar ainda este mês para outro banco. Já me pus a analisar a concorrência, e estou a pensar mudar para o BCP.

De referir que tenho 23 anos, estou a trabalhar e recebo ordenado por transferência bancaria.

As razões que me levam a escolher o BCP são:

Como recebo cerca de 700€/mês, preencho os requisitos para ter conta ordenado, e assim não pagar comissões de conta, ter 10 cheques gratuitos por mês, e uma série de transferencias gratuitas feitas apartir da net,( Eu sei que quase todos os banco têm conta-ordenado);

Vou ter cartão de crédito gratuito para sempre, porque faço mais do que 1200€ de compras por ano, e tenho bilhetes de cinema grátis para dar à miúda ;);

Não vou precisar de cartão de débito, porque o cartão de crédito em Portugal permite fazer levantamentos a débito nas caixas ATM;

Se fizer  5 compras até ao final do ano com o cartão de credito ganho 25€ na conta cartão;

Como quero a juntar todos os meses 50€ para fazer uma poupança, o BCP tem disponível uma conta a prazo (poupança amanhã), para um min. de constituição de apenas 25€, que permite capitalização de juros, e reforços a partir de 25€/mês, e que dá uma taxa de 2% todos os meses em que faça um reforço de pelo menos 25€, o que é o ideal para mim,( na CGD uma conta destas características nem 1% dá);

E por ultimo como os meus pais têm conta no BCP, tenho uma vantagem no relacionamento com o banco.

O cartão de crédito que falo é o Cartão Millennium bcp Classic podem ver aqui http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/25/article.jhtml?articleID=639900

A conta a prazo que mencionei é esta : http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/35/article.jhtml?articleID=546483.

Queria saber se alguém me sugere um outro banco para abrir uma conta e me indique as mais valias desse perante outros.

De referir que o banco tem que ter as seguintes características:

Que seja um banco tradicional (estão de fora banco best, activobank7, big)

Não cobrar comissões de conta;

ter disponível conta ordenado ( recebo 700€/mês);

ter cartão de crédito gratuito, ou que tenha requisitos fáceis de alcançar para ficar livre de anuidades;

Se possível o cartão de crédito dar para fazer levantamentos a débito em Portugal, assim ficava apenas com um cartão, se não for possível o cartão de débito que seja livre de anuidades;

ter disponível alguma conta a prazo para baixas quantias que permita fazer capitalização de juros e reforços mensais ( máx.que posso reforçar é 50€/ mês) a uma taxa atractiva;

E o mais importante, que tenha funcionários simpáticos  ;D.

Espero que me possam ajudar, fiquem bem.

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Nuno,

Conheço muito bem os bancos praticamente todos em Portugal e posso aconselhar-te mediante as tuas necessidades.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha opinião geral já a dei inúmeras vezes no fórum onde podes ver nestes tópcios

http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3444.0.html  Analise à banca

http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,3219.0.html Baco Caro BCP

No geral recomendo sempre um destes dois bancos Santander por ser aquele com os produtos mais agressivos, com mais agências equipadas tecnologicamente e pela sua enorme dimensão tem outro poder negocial que outros bancos não têm.

Recomendo tb o BPI porque acho que é o mais eficiente no atendimento ao cliente e tem o preçário melhor nas mais diversas comissões! Para além disso tem sido um exemplo de gestão rigorosa e é um banco que nunca andou sequer falado nas bocas do mundo pelas piores razões. Tem uma ética e uns princípios únicos na banca nacional!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Presidente da Junta obrigado por ter respondido. De facto o BPI parece ser um bom banco, pelas  informações que vi na net, pode ser o banco eleito por mim. Mas para melhor escolher vou recolher informações na agência do BPI. Sei que dizem que o BCP é um banco caro, que está sempre nas noticias pelas "piores" razões, mas conheço várias pessoas, nomeadamente colegas de trabalho, que me recomendam o BCP, pois como vou domiciliar o meu ordenado não pago comissões de conta. Os meus pais também são clientes do BCP à cerca de 1 ano, e só dizem maravilhas daquele banco, aliás são eles que me querem "forçar" a abrir conta lá, porque o banco dá vantagens a clientes que captem clientes para o banco.

Os meus pais foram clientes do santander totta até ao ano passado, aliás foi o primeiro banco deles, e saíram de lá por causa das taxas que lhes cobravam, depois foram para o banif, ai nem  6 meses ficaram, os meus pais chamavam ao banif, a "casa dos malucos", pois havia lá um funcionário que parecia estar sempre bêbado, gritava e era mal educado com os clientes.

Por vezes é preciso escolher melhor a agência do que propriamente o banco. De qualquer forma vou-me informar melhor acerca do BPI e depois escolho.

Fiquem bem.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Por vezes é preciso escolher melhor a agência do que propriamente o banco.

É isso mesmo. O que faz, no essencial, um banco são as pessoas e cada um é como cada qual. O segredo está em calhar-nos alguém profissional.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Concordo em parte. Há coisas que não mudam nem que tenhamos a melhor agência do mundo e refiro-me claro ao preçário.

As comissões do BCP se fores comparar o preçário do BPI e do BCP vês maiores anuidades nos cartões no BCP, vês maiores comissões a descoberto no BPC, vês maiores comissões nas transferências online...estas são alguns dos exemplos. Na banca há tanta comissão e tanta taxa que os clientes nem conhecem e hoje não precisamos mas amanhã podemos precisar e aí te garanto que o BCP tem sempre taxas das mais caras a par do BES, sendo o BPI ainda o mais barato. E tem que ser dada a sua posição no mercado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Foi mesmo por essa razão que eu mudei para o BPI, e até era mais fácil mudar para o BCP visto conhecer pessoalmente um gestor desse banco. Mas o preçário do BCP é proibitivo, na minha opinião. Talvez se fosse um tipo cheio de dinheiro, a caírem notas dos bolsos, não faria muita diferença o BCP  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deixo aqui um artigo como exemplo do tal preçário oculto que eu falo e que muitos clientes não se dão conta ;) Um preçário de um banco é muito mais que pagar despesas de manutenção ou transferências!

A escolha do banco com os encargos mais baixos pode levá-lo a poupar 258 euros num ano. BPI, Barclays e Banif são as instituições com as comissões mais leves.

O crédito à habitação será provavelmente a relação mais duradoura que alguma vez estabelecerá com o seu banco. Mas, ao mesmo tempo, será também a maior dívida que irá contrair em toda a sua vida e que mais impacto terá nas suas finanças pessoais. Para além dos juros- seguramente o encargo com maior peso no orçamento- estão ainda associadas ao crédito à habitação o pagamento de comissões ao banco. Custos que podem surgir em qualquer fase da vida do crédito. Os mais difíceis de escapar surgem logo no início do empréstimo e podem assumir valores mais ou menos avultados.

Com base nos preçários dos dez maiores bancos a operar em Portugal, só no primeiro ano do empréstimo, um cliente paga em média cerca de 483 euros em comissões bancárias. Para este trabalho foram analisadas quatro comissões. A saber: comissão de dossier, avaliação, formalização e gestão. O banco que menos onera os clientes com este tipo de encargos é o BPI que cobra 389,42 euros, enquanto o BCP aplica as comissões mais elevadas: 647 euros. As instituições bancárias analisadas foram: CGD, BCP, BES, Santander, BPI, Montepio Geral, Barclays, Banif, Crédito Agrícola e Popular.

Com a crise financeira e a diminuição do crédito concedido, os bancos têm procurado fontes alternativas para arrecadar mais dinheiro. Uma das formas para o conseguir é através da subida dos ‘spreads'- uma tendência que aliás se tem vindo a intensificar nos últimos meses. Outra via é a subida das comissões e taxas associadas nomeadamente ao crédito à habitação. Segundo o último Relatório de Supervisão Comportamental do Banco de Portugal, 79% dos empréstimos concedidos pelas instituições de crédito a particulares destina-se precisamente à habitação.

Para além disso, nos últimos anos, foram publicados vários decretos-lei que vieram reforçar ainda mais a pressão sobre as receitas dos bancos. Nomeadamente, a limitação dos custos máximos das amortizações antecipadas, no crédito à habitação, a obrigatoriedade dos arredondamentos dos juros à milésima e o fim dos custos da renegociação dos créditos à habitação. Os resultados estão à vista. Segundo um estudo sobre a banca efectuado pela Deco publicado na Dinheiro & Direitos em Janeiro de 2009, entre 2006 e 2008, só as comissões de abertura e avaliação do dossier do crédito à habitação aumentaram 39%. Ao consultar os preçários dos bancos é possível comprovar esta tendência de subida. Quando comparados os preçários actuais dos bancos com os praticados no início de Maio, verificam-se várias subidas nos custos associados ao crédito à habitação.

Entre comissões de dossier, avaliação, formalização de contrato e de gestão, o BPI é actualmente a instituição que menos encargos cobra. No primeiro ano de vida do crédito o cliente do BPI terá que pagar 389,42 euros. Isto representa uma poupança de cerca de 258 euros face às comissões aplicadas pelo BCP: a instituição que mais onera o cliente com este tipo de despesas. Com os preçários mais baratos figuram ainda o do Banif e do Barclays, com encargos de 420 e 425 euros, respectivamente.

Qualquer das três instituições- BPI, Banif e Barclays- disponibiliza preços mais baixos pelo facto de não cobrarem pelo processamento mensal de prestações. A designada comissão de gestão, para as restantes instituições bancárias equivale a um encargo médio anual de 17,19 euros. Num empréstimo a 30 anos, o consumidor acaba por despender com essa comissão em média cerca de 516 euros. Da análise aos preçários, o banco Popular é a instituição financeira que cobra a comissão de processamento mais elevada: 19,8 euros anuais ou 594 euros na totalidade da vida do empréstimo.

Para quem recorre ao crédito à habitação a comissão de dossier é a que tem um peso maior. A também designada como comissão de estudo ou abertura tem um custo médio de 238,23 euros. Verifica-se ainda a cobrança por várias instituições de uma comissão de formalização do contrato, no momento em que é aprovada a concessão de crédito. É o que acontece com o BCP, o Santander, o Montepio e o Crédito Agrícola. Em termos médios, esta comissão fica em torno dos 112 euros.

Mas, estes não são os únicos encargos que o seu banco pode imputar-lhe, algumas instituições cobram ainda comissões de conversão de registos e conte com outros encargos pontuais associados a situações específicas como pelo atraso de pagamento de prestações ou associadas a pedidos de documentos, vistoria de obras ou construções.

Os cinco bancos com as comissões mais baixas

BPI

É a instituição bancária que no primeiro ano de vigência do contrato de crédito à habitação menos cobra em comissões. O cliente tem que fazer face a um encargo total de 389,42 euros. Isto acontece em parte porque o BPI não cobra uma comissão pelo processamento de prestações nem de formalização do contrato.

No caso do crédito não ser aprovado, o cliente não tem de pagar comissão de dossier. Só o terá que fazer no caso de desistir do pedido de crédito.

Banif

O Banif é o segundo banco mais económico em termos de comissões. Cobra 420 euros no primeiro ano. Mais 30,58 euros do que o BPI. À semelhança do BPI não cobra comissões pelo processamento de prestações pela formalização do contrato. Se se tratar de um crédito para construção ou obras, aí já aplica uma comissão de contrato de 180 euros. A comissão de gestão de processo (dossier) é o encargo inicial mais elevado do banco: 225 euros.

Barclays

À semelhança do que se passa com o BPI e o Banif, o Barclays não imputa ao cliente nem comissões de formalização nem de gestão. O banco inglês, é o terceiro mais económico, cobrando 425 euros em comissões no primeiro ano do contrato.

A comissão de estudo é cobrada independentemente da formalização ou não do contrato de crédito à habitação. Este é, aliás, o encargo inicial mais elevado da instituição bancária: 240 euros.

CGD

No primeiro ano do empréstimo, o banco estatal cobra em comissões 427,83 euros, o que representa o quarto encargo mais baixo entre as dez instituições analisadas.

Contrariamente aos três bancos anteriores, a CGD cobra uma comissão pelo processamento mensal de prestações de 1,39 euros (16,68 euros por ano). No final de um empréstimo de 30 anos, isto equivale a um encargo total de 500,40 euros com esta comissão.

Como se pode ver por este artigo o BCP nem na lista aparece. É claramente dos mais caros!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Outro artigo sobre as comissões que os grandes bancos ganham por dia e vejam só quem lidera  ;) Pelo que conhecemos já sabiamos que era o Banco verde ou o BCP e aí está:

Maiores bancos arrecadam 7,7 milhões por dia em comissões

No primeiro semestre do ano, os cinco maiores da banca nacional arrecadaram 1,38 mil milhões de euros em comissões. Por outras palavras, 7,7 milhões por dia e «sem stresse», destaca o jornal i na edição desta quarta-feira.

O valor representa uma subida de 12,6% em termos homólogos, vo montante global de uma rubrica que continua a ser uma importante nos resultados dos bancos CGD, BCP, BES, Santander Totta e BPI, lista o diário.

O BCP lidera, com as comissões a ascenderem a 405 milhões de euros no período entre Janeiro e Junho, mais 16,8%. O BES surge na segunda posição com uma subida de 12,5%, para 389,6 milhões de euros.

Na terceira posição ficou a Caixa Geral de Depósitos (CGD), com 248,3 milhões de euros de comissões líquidas (+10,5%), seguida pelo Santander Totta com 182,6 milhões de euros (+9,6%) e pelo BPI com 158,3 milhões de euros (+9,1%), de acordo com os números do i.

BCP o banco que mais cobra em comissões!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Deixo outro artigo que diz claramente que o Banco mais endividado é o BCP. Não é novidade para nós mas assim percebe-se porquê de aplicar tanta comissão e ter um preçário tão caro pois tenta corrigir os seus erros de gestão com a ajuda das comissões elevadíssimas!

Os quatro maiores bancos privados portugueses vão necessitar de amortizar emissões de médio e longo prazo no valor de 13,8 mil milhões de euros em 2011. Um montante que representa uma ligeira subida face às necessidades de financiamento deste ano (13,2 mil milhões) e que, pelo menos em parte, deverá continuar a ser assegurado pelo Banco Central Europeu (BCE).

De acordo com os dados disponibilizados nas apresentações de contas do primeiro semestre, o BCP é o banco que terá de refinanciar mais dívida. O banco liderado por Carlos Santos Ferreira necessita de 4,8 mil milhões de euros. O BES tem de amortizar 4,7 mil milhões, o Santander Totta 3,5 mil milhões, enquanto o BPI apenas precisa de 800 milhões.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

De acordo com os dados disponibilizados nas apresentações de contas do primeiro semestre, o BCP é o banco que terá de refinanciar mais dívida. O banco liderado por Carlos Santos Ferreira necessita de 4,8 mil milhões de euros. O BES tem de amortizar 4,7 mil milhões, o Santander Totta 3,5 mil milhões, enquanto o BPI apenas precisa de 800 milhões.

Tenho ideia que o BCP é bastante maior que o BES (posso estar enganado). O facto de terem de amortizar praticamente a mesma dívida, não colocaria teoricamente o BES em piores lençóis que o BCP?

Obviamente não é só o valor da dívida que interessa para dizer se um banco está melhor ou pior que outro, mas confesso que fiquei surpreendido pois tinha ideia que o BCP estaria muito à "frente" nesta classificação...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo,

O BCP tem mais cliente mas mesmo assim já teve maior diferença para o BES. Agora em capitalização bolsista há muito tempo que o BES o superou e é nos dias de hoje o maior banco privado Português. O BCP está muito longe do banco que foi à anos atrás! A meu ver tem um problema estrutural (a nível de accionistas) que não lhe permite ter a estabilidade devida nas tomadas de decisões. Aliando isto às notícias que tem vindo desde há uns anos para cá reflete-se no valor das acções que o torna um banco muito frágil nos dias que correm.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá Nuno22

Actualmente a nível de preçário geral (comissões, anuidades) o BPI é mais competitivo que o BCP. No entanto é também importante toda a relação que se estabelece com o banco, nomeadamente com o balcão.

Se precisares de ajuda, estou disponível.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ainda não há muito tempo dirigi-me ao bcp para depositar um cheque  e pedi muito simpáticamente ao funcionário se seria possivel providenciar-me uma cópia desse cheque e ele respondeu-me sim claro, com certeza. aqui está. isto vai custar-lhe 6.00€ como quer pagar? eu disse 6,00€???!!! pois fique com a fotocópia que eu fico com os 6,00€. deixei o cheque depositado não fiquei com cópia, mas fiquei aliviado por ter saído e por não ter conta nesse banco. ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

exacto há muita coisa que prefaz um preçário e são comissões como essas que poucos conhecem e que no BES e BCP são um exagero.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor