Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Catarina1

Resgate antecipado de PPR.

8 publicações neste tópico

Boa noite,

Sou uma jovem de 24 anos, trabalhadora e felizmente nunca tive problemas com dinheiro.

Há quase um ano atrás, a minha mãe teve um esgotamento, devido ao excesso de trabalho durante 19 anos, o que a fez ficar de baixa. Há uns 3 meses a segurança social deixou de a ajudar, e ela deixou de pagar umas coisas, sem eu saber de nada fui de férias para fora do país e gastei à grande!! Juntei dinheiro para isso e nunca tinha saído do país com amigas, foi o descalabro total. Cheguei agora no inicio do mês de Agosto e levei com umas quantas bombas! Cortaram-me a net+tv+telefone (a qual paguei 170,03€ por 3 meses em atraso),tive que pagar 600€ de renda, e pouco tenho para comer até ao final do mês... Ainda tenho dinheiro na conta, mas daqui a uns dias voará tudo, porque irão ser descontados 990€ do hotel, que paguei com cartão de crédito e sairá na totalidade... Com isto, e a ver o caso mal parado e a minha vida andar para trás, incluindo os meus bichos, que nem dinheiro tenho para a comida deles, vou ter que comprar brevemente, fui ao meu banco e sinceramente expliquei a situação toda á senhora que me atendeu, só para ela perceber que eu não estava a "levantar" o dinheiro porque quero comprar coisas futeis. Pedi então para levantar 500€ do meu PPR (BPI). Não fui informada de qualquer penalização, e ando  a pensar nisto desde que tomei esta atitude, que foi á menos de 5 dias, tanto é, que o dinheiro ainda não está na minha conta!

Ontem fui lá para me informar sobre essa questão que ficou por exclarecer, e ela disse para eu voltar quando o colega dela viesse (não sei de onde) porque ela não sabia dizer... E foi a ela que expliquei a situação e que não me referiu qualquer penalização, muito menos me perguntou se eu declarava no IRS (é positivo *).

Por isso, procurei agora na net alguma coisa e encontrei este forum e registei-me com o intuito de ler umas coisas, mas como não percebo muito destes termos tecnicos e não tou a par dos Decretos/Lei que saiem, vim com o intuito de expor a minha situação.

* A minha tia é que me ''fez'' o IRS e declarou o meu PPR.

Não sei até quando a minha situação permanecerá, porque neste momento estou mesmo a zeros, unicamente com o dinheiro contado para pagar o hotel, e gostaria de saber o que me pode acontecer para o ano, quando tiver que declarar o IRS! Alguém me dá uma luz!?

Estou um pouco preocupada, porque eu não queria recolher parte do dinheiro que tenho no PPR, mas por outro lado eu já nem almoço, para poder ter comida para fazer hora do jantar no trabalho!! Custa-me menos não almoçar, do que não jantar!!

Obrigada desde já pela ajuda que me possam dar...

Catarina

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pensando assim de repente, não seria melhor telefonar para a empresa do cartão de crédito, explicar a situação, e pedir para não ser descontado o valor na totalidade, mas sim apenas uma percentagem? Ficarias a pagar juros sobre o montante em dívida, mas quase de certeza que compensa em relação às penalizações do PPR, e aliviava-te logo desse sufoco financeiro sem teres que mexer no PPR.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Outra opção que me lembrei agora, e no caso de ainda não teres, é pedir ao banco para teres conta ordenado, com saldo a descoberto autorizado. Os juros do saldo a descoberto são bem mais baixos que o do cartão de crédito, e permite-te ter saldo negativo na conta até ao limite estipulado pelo banco.

Não sei o tempo que o banco demorará a autorizar e qual o montante que permitirá ter a descoberto, mas conhecendo a tua situação, penso que não devem demorar a autorizar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

SE chegaste a receber benefícios fiscais sobre o PPR, sim, vais ter que devolver os mesmos e com penalizações quando for calculado o IRS no próximo ano. O site do Millenium explica bem estas questões: http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/60/6005/article.jhtml?articleID=1873#7

Quanto à necessidade do dinheiro, estou com o danivlopes: o cartão de crédito foi feito para essas "emergências" - alteras o modo de pagamento para pagar menos agora (tipicamente o mínimo são 5% ou 10%) e pagas o resto no próximo mês, quando tiveres o dinheiro... Mesmo que o juro ande pelos 20%, isso dá menos de 2% da dívida se for adiada apenas durante um mês...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom Dia

Agradeço as respostas.

Mas infelizmente já pedi o levantamento de 500€ do meu PPR.  Em relação ao dinheiro do hotel, os 990€ não são meus. Isto é a totalidade sobre 4 pessoas, saiu 247€ a cada uma. Não ia eu agora meter-me a pagar taxas de juro. Eu sinceramente não gosto de cartões de crédito, por isso tenho a opção de pagar 100% do valor que utilizei. E sinceramente detesto ficar a dever dinheiro, e é isso que se está a passar e como não queria recorrer a créditos, porque quero futuramente comprar um carro (aliás, ia ser já este mês, já tinha o dinheiro da entrada, que já disse para onde foi, renda e contas da minha mãe em atraso).

Só queria tentar perceber quanto teria de penalizações. Já percebi que talvez tenha que repôr o valor que tirei, e as penalizações po ano vão ser engraçadas!

Enfim... Vou ver se vou ao banco esclarecer melhor esta situação.

Catarina

Edit: A minha conta é ordenado, e eu tenho 500€ para gastar, mas ao fazer isso, como é que ia ser o próximo mês? O dinheiro  a negativo saia logo, e ia ficar com meia duzia de tostões e iria ficar pior do que estou. Porque o problema não está neste mês... Está nos próximos. A minha mãe está sem apoio da segurança social, ela recebe 700 e pouco, e a renda sendo 600€, não dá para grandes coisas. Depois ela tem 300€ dum emprestimo que desconheço, + 100€ do nosso seguro de saude. E com isso já passou o que ela recebe, eu é que tenho que ajudar com os meus 650€ +/-, para pagar o restante das dividas dela, trazer comida pra casa, pagar as contas de tudo o que é habitual + comida para os bichos e tou em falta para com o veterinario. Além do dinheiro que gasto em transporte para o trabalho!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Provavelmente as penalizações do levantamento do PPR serão mais elevadas do que os juros do cartão de crédito.

Seria também boa ideia as 3 amigas pagarem-te a parte delas. Se eu fosse uma dessas 3 pessoas ter-te-ia logo pago o valor mal soubesse quanto me cabia pagar, e ao saber a tua situação, então é que seria mesmo na hora.

Se a renda referida for mesmo uma renda de aluguer da casa, e não uma mensalidade de empréstimo habitação, se calhar também seria uma boa ideia procurar uma casa mais barata, mesmo que seja um pouco mais longe, porque provavelmente o que se poupará irá compensar, até porque 600 euros de renda por mês, para os rendimentos referidos, não é propriamente uma renda acessível e/ou aconselhável.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas as minhas amigas já deram a parte delas, mal voltamos cada uma me deu aquilo que era suposto. Estou bem com isso.

O problema aqui está na minha mãe, que não se trata e levou tudo para o mesmo buraco.

Mas a minha duvida era só em relação ás penalizações no PPR. Estou mais ou menos ciente do que vai acontecer. Se eu for falar de tudo o que se está a passar, nem saio daqui.

E mudar de casa, no estado em que a minha mãe está, seria muito pior! Mas isso são coisas que eu não consigo resolver!!

Obrigada!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já procurou saber se ao abrigo das exeções para levantar o PPR pode utilizar o mesmo sem penalização:

Doença Grave

Esta situação aplica-se tanto ao Participante como a qualquer membro do seu agregado familiar.

- Atestado médico passado pelos competentes serviços do sistema ou subsistema de saúde que abranja o interessado, onde esteja indicada a enfermidade e a data em que a mesma se verificou.

entretanto, deveria ter preenchido um documento semelhante a este:

Declaração de reembolso fora das situação definidas na Lei

http://www.sgf.pt/downloads/file31_pt.pdf

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0