Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
yxes

Reaver Bonificado!

3 publicações neste tópico

Boa tarde,

Eu tenho bonificado desde 2002 e em 2004 perdi o mesmo por ter muitos rendimentos, acontece que em 2007 fiquei desempregado e voltei a trabalhar em 2008 mas com os rendimentos muito inferiores aos que recebia, eu fui ter com o banco sobre o meu crédito bonificado e disseram-me que deixando de ter o bonificado nunca mais volto a ter acesso ao mesmo. Eu estranhei a resposta do banco pois quando deixei de ter o bonificado o mesmo banco pedia-me todos os anos o meu irs. Será que o banco esta a dizer a verdade ou os funcionários em questão não percebem nada do assunto e disseram isso para eu parar de ir lá.

Eu já mandei um email a Direcção Geral do Tesouro mas ainda não tive resposta a esse assunto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho ideia que o regime de bonificação no crédito à habitação foi extinto pelo Estado, portanto não é possível voltar a beneficiar dele.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fonte:

http://www.portugal.gov.pt/pt/GC17/Governo/Ministerios/MFAP/Notas/Pages/20090706_MEF_Com_Credito_Bonificado_Habitacao.aspx

Esclarecimento sobre o crédito bonificado à habitação

2009-07-06

Ministério das Finanças e da Administração Pública

Gabinete do Ministro de Estado e das Finanças

Esclarecimento

Considerando a notícia hoje publicada pelo Diário de Notícias intitulada «Crédito bonificado vai ficar mais caro», o Ministério das Finanças e da Administração

Pública vem esclarecer o seguinte:

1. O regime do crédito à habitação bonificado foi encerrado a novas candidaturas a partir de 30 de Setembro de 2002;

2. Assim, os contratos abrangidos por este regime são necessariamente contratos celebrados até àquela data, isto é, empréstimos com mais de sete anos de amortizações;

3. Face ao número de anos decorridos, as bonificações aplicáveis a estes empréstimos têm como limite máximo 36 ou 37% da taxa correspondente à Euribor a 6 meses, acrescida de 0,5% (spread), consoante se trata respectivamente de regime bonificado ou jovem bonificado;

4. O referido spread de 0,5% diz, assim, respeito a um universo de contratos que se encontra fechado desde 2002, encontrando-se, ademais, alinhado com as condições comerciais praticadas pelas instituições financeiras relativamente a tais contratos;

5. Neste sentido, tendo em conta a significativa redução da Euribor nos últimos 6 meses, verifica-se que os encargos com juros a suportar pelos mutuários representam uma redução de cerca de 55%, ao contrário do que afirma a referida notícia;

6. Sem prejuízo do benefício da referida redução, aos mutuários que se encontrem em situação de desemprego são aplicáveis os benefícios das medidas recentemente aprovadas pelo Governo, que permitem, cumulativamente à redução dos encargos acima referida, uma redução adicional de até 50% do valor total da prestação que esteja a ser praticada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0