Renato Coutinho

Limpar nome no Banco Portugal - Ajudem por favor!

15 publicações neste tópico

Boa noite,

Vou tentar explicar o melhor possível a minha situação de modo a que alguém por favor me possa ajudar.

Há anos atrás estava a viver nos Açores e contraí um empréstimo habitação em conjunto com a então minha mulher, entretanto (por motivos que não cabe aqui referir) separámo-nos e ficou acordado que ela ficaria com a casa e assumiria o empréstimo no qual os seus pais eram fiadores. Houve inclusive um acordo assinado no tribunal onde se efectuou o divórcio, mas do qual não fiquei com cópia (tenho certeza de que foi esquema combinado com o advogado, pois nem a conservatória ficou com esse documento). Foi uma grande ingenuidade da minha parte, eu sei...

Entretanto refiz a minha vida, vim para Lisboa, voltei a casar e tenho vivido numa casa alugada, isto é, não tenho tido necessidade de recorrer a qualquer tipo de credito.

Em Novembro do ano passado recebi uma carta do tribunal dos açores com a identificação do processo, em que era o Exequente: Banco XXXXXX e a Executada: XXXXXX (nome da minha ex-mulher) e outros.

O objecto da notificação era um auto de abertura de propostas para a habitação em causa, que revelava não ter propostas e que assim seguiria para negociação particular através de uma imobiliária nomeada para o efeito. Isto é, pelos vistos a casa deixou de ser paga, o banco nunca me disse nada e eu estava tranquilo.

Na altura fiquei um pouco preocupado mas como se tratava de um facto consumado não reagi.

Agora precisei de um crédito (cerca de 3000€) efectuado através de um estabelecimento, e vi-o recusado por duas instituições de credito devido ao meu nome constar da lista no Banco de Portugal...

Preciso que me ajudem por favor, e digam o que devo fazer para retirar de lá o meu nome, pois só a ideia de me considerarem "criminoso" está a deixar-me num grande estado de angustia e desespero.

Fico desde já muito grato pela atenção e ajuda/conselhos que possam dispensar

Renato

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Renato, antes de mais será necessário resolver o assunto da casa antiga. Nesta altura em que fase está esse processo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite Pedro

Em relação à casa antiga acredito que já tenha sido vendida uma vez que não aparece no site do banco (na secção que dedicam a imobiliário), nem da imobiliária embora não o possa garantir a 100%. Ainda assim, presumo que já tenha sido vendida.

Outro pormenor que não sei se ajuda, é o facto do documento que mencionei referente à abertura de propostas estar datado de Novembro 2009, o divorcio ocorreu em Setembro de 2005 e existe um documento oficial de constituição/contrato de sociedade datado de Dezembro de 2005 em que a sede dessa empresa gerida pela minha ex-mulher era exactamente a casa em questão. Isto só vem provar que ela ficou realmente a viver na casa (embora nunca tenha havido uma escritura nesse sentido, e apesar de grande insistência minha). É que depois do divórcio só a consegui contactar 2 vezes via SMS e nunca mais soube do seu paradeiro...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu diria que o mais indicado seria:

1 - Contactar o banco onde foi feito o crédito para conhecer a actual situação;

2 - Dependendo da resposta ver o que se pode fazer;

3 (ou N) - Entrar em contacto com o Banco de Portugal (depois da situação bancária resolvida) para saber como pode melhorar a sua situação perante as entidades financeiras.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu diria que o melhor é começar logo por contactar o BdP. Melhor do que ninguém eles é que saberão o que é preciso para que o nome deixe de estar associado a uma situação de incumprimento e esclarecer quais serão os documentos a apresentar para rectificar a situação.

Há uma coisa que não percebi - depois do acordo no tribunal o crédito deixou de estar em teu nome ou não? É que se não ficaste como titular do crédito (nem sequer como fiador) o teu nome não tinha por que estar na lista de incumprimento...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde e desde já agradeço imenso a vossa ajuda,

O que se passou foi que esse acordo (em que ela assumia ficar com a casa e respectivo emprestimo) e que foi assinado no dia do divorcio, nunca me foi entregue pelo advogado dela, e nem tenho a certeza de que tenha ficado copia na conservatória (com quem já contactei para verificar se tem esse documento ou não). De qualquer forma, tenho a certeza de que nunca chegou ao banco porque era suposto fazer-se nova escritura em que ela assumiria essa posição (de titular do credito) e isso nunca aconteceu. Apesar da minha insistencia com ela para que resolvesse a situação nunca o fez e entretanto perdi-lhe o rasto, não tendo forma de a contactar.

Posso estar errado, mas como recebi a tal notificação do tribunal relativa à abertura de propostas e dado não existirem propostas ser feita a nomeação de uma imobiliária para a venda da casa, suponho que esteja já vendida e aí deixaria de haver um problema com prestações etc... será assim?

Pelas vossas respostas, acho que devo ir primeiro ao Banco Portugal perceber o que realmente está registado e depois logo se vê...

Obrigado

Renato

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Posso estar errado, mas como recebi a tal notificação do tribunal relativa à abertura de propostas e dado não existirem propostas ser feita a nomeação de uma imobiliária para a venda da casa, suponho que esteja já vendida e aí deixaria de haver um problema com prestações etc... será assim?

Mesmo que a casa tenha sido vendida, se o dinheiro não chegou para liquidar a dívida, esta continua a existir (claro que em menor proporção).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vou mesmo ao Banco Portugal perceber como estão as coisas. Isto é um filme de terror...

Obrigado Paulo!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O acordo da passagem da casa é inválido. Se o credor não teve interferência esse acordo não tem qq eficácia perante o Banco.

Caso contrário os bancos perdiam as garantias de pagamento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá!

  Eu entreguei o carro à financeira visto estar em incumprimento.Pergunto se o meu nome não deve sair do Banco de Portugal?

Recebi uma carta da Credinformações a dizer que tenho uma dívida de 1.200 euros mas,se entreguei a viatura o meu nome tem de deixar de constar dessa lista.Estou certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

  Eu entreguei o carro à financeira visto estar em incumprimento.Pergunto se o meu nome não deve sair do Banco de Portugal?

Recebi uma carta da Credinformações a dizer que tenho uma dívida de 1.200 euros mas,se entreguei a viatura o meu nome tem de deixar de constar dessa lista.Estou certo?

Depende das condições em que entregaste o carro. Foi para terminar o empréstimo? (deves ter um documento que confirma o fim do contrato nesse caso) Ou foi para amortizar o valor do carro mas continuas a dever o que falta (o mais provável).

Enquanto a Credinformações continuar a dizer que deves 1.200€, continuas na lista do BdP é claro. E leva algumas semanas a sair de lá, porque o BdP divulga a informação pelas instituições de crédito apenas mensalmente, salvo erro...

P.S: Mas então esse assunto não estava já resolvido? rolleyes.gif

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É  segunda hipótese,Paulo.

O carro será vendido e amortizada a divida depois irão fazer o acerto.

A data de entrada no BdP é de 16 de Julho.No final deste mês já não terei lá o nome?

Estava resolvido mas eu preferi entregar o carro porque no futuro iria ter dificuldades para pagar e achei preferivel assim de modo a evitar mais problemas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O carro será vendido e amortizada a divida depois irão fazer o acerto.

A data de entrada no BdP é de 16 de Julho.No final deste mês já não terei lá o nome?

Penso que enquanto não venderem o carro e tu liquidares o resto o teu nome continuará na lista do BdP. Mas isso é melhor confirmares com a financeira.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas o senhor da empresa de cobrança disse que o meu nome sairia logo do BdP!

Disse que já estava lá o nome mas que daí por um mês sairia!

Se assim não for não é justo pois eu entreguei a viatura de livre vontade e caso não a entregasse  arrastar-se-ia por alguns anos em tribunal e a empresa de crédito-BBVA Finanziamento- sem garantias de reaver o dinheiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas o senhor da empresa de cobrança disse que o meu nome sairia logo do BdP!

Disse que já estava lá o nome mas que daí por um mês sairia!

Se assim não for não é justo pois eu entreguei a viatura de livre vontade e caso não a entregasse  arrastar-se-ia por alguns anos em tribunal e a empresa de crédito-BBVA Finanziamento- sem garantias de reaver o dinheiro.

Ladrão que rouba ladrão... rolleyes.gif

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor