Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
PercursodeSucesso

É LEGAL? CASA ALUGADA

22 publicações neste tópico

Vivo numa casa arrendada e já sao duas vezes que a Senhoria ca vem sem me avisar. Tras a chave,toca ha campaínha (diz ela), ninguem responde e entra.

Nao acho normal!

No inicio de fazer o contrato perguntei directamente se tinha chave e disse-me que sim mas que nunca entrava.

Desta vez perguntei o que ca tinha vindo fazer e diz que pensava nao estar ninguem e que costuma ir as casas que tem alugadas ver se ta tudo bem, quando as pessoas vao de ferias!!!

Se mudo a fechadura compro uma guerra com ela e nem sei se é legal.

Sair nao me dava jeito agora!

Qual será a melhor solução?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Diálogo.

Penso que seja a melhor solução, visto que não tem interesse em sair dessa casa.

Tente fazer ver à senhoria que não concorda com as suas entradas na casa que lhe arrendou, quer esteja lá ou não.

Se ela pretende ir lá ao apartamento para averiguar se está tudo bem, que combine datas consigo e que não causem transtornos de maior para ambas!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

PercursodeSucesso, se o teu arrendamento está legal (pagas renda, tens recibos e tens contracto de arrendamento) o que a tua senhoria faz é invasão de casa alheia: não há diálogo possível, vai imediatamente fazer queixa dela na Esquadra de Polícia do teu bairro e muda a fechadura de imediato pois é um perigo alguém ter a fechadura de tua casa. Imagina que ela um dia lhe dá para te entrar em casa durante a noite contigo a dormir ? O que poderia acontecer ?

Essa situação é indescritível, ilegal e imoral : queixa dela e pau nas costas é a única solução. E renda paga a tempo e horas com recibo na mão, caso contrário depósito da CGD e nada de conversa fiada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

o que a tua senhoria faz é invasão de casa alheia: não há diálogo possível, vai imediatamente fazer queixa dela na Esquadra de Polícia do teu bairro e muda a fechadura de imediato pois é um perigo alguém ter a fechadura de tua casa.

E mudar a fechadura da casa sem a autorização do senhorio não é ilegal? ??? (não sei mesmo).

Tenho quase a certeza que a atitude da senhoria não é legal (direito à privacidade e essas coisas todas) mas não tenho fundamento para essa quase certeza neste momento...

Mas tou como o JRibeiro - fala com ela. Chama-lhe a atenção que gostas de andar à vontade por casa e que um dia se arrisca a apanhar-te desprevenida. E há um problema com esse hábito - se um dia desaparecer alguma coisa lá de casa, quem é o primeiro suspeito? Deixa assim umas dúvidas no ar, pode ser que ela se toque ;)

P.S: será que a campainha não está avariada?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

PercursodeSucesso, lembrei-me durante o jantar de uma coisa: manda imediatamente instalar na porta uma daquelas correntes que fechamos por dentro quando entramos em casa e fecha a corrente de cada vez que entrares em casa: assim, se alguém abrir a porta, fica bloqueado pela corrente e não pode entrar.

Não é ilegal mudar fechadura em casa alugada: a casa alugada deixou de "ser do senhorio" para todos os efeitos do dia-a-dia desde que a renda esteja paga, sendo dele apenas a propriedade: se mudares a fechadura a única coisa que tens que fazer é guardares a que retiraste e devolver-lha quando saíres da casa - ou mandar reinstalá-la.

O que é completamente ilegal e dá prisão é invadir casa alheia e não pode haver transigência com atitudes dessas: se te apetecer andar à vontade pela tua casa - em pijama, nua, de cuecas, o que te apetecer, e a todos nós apetece isso de vez em quando - não podes estar sujeita à estupidez de uma senhoria que resolve meter a chave e abrir a porta da tua casa: o único diálogo possível é dizer-lhe que "se volta a fazer isso faço queixa de si na esquadra mais próxima" e vais ver qua nunca mais acontece uma cena dessas. Lamentável a todos os títulos - eu presumo que tu és jovem (ainda hoje discutimos isso aqui...) e a tua senhoria é "velha" : olhem, um bom exemplo da estupidez de alguns velhos !

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Vivo numa casa arrendada e já sao duas vezes que a Senhoria ca vem sem me avisar. Tras a chave,toca ha campaínha (diz ela), ninguem responde e entra.

Nao acho normal!

No inicio de fazer o contrato perguntei directamente se tinha chave e disse-me que sim mas que nunca entrava.

Desta vez perguntei o que ca tinha vindo fazer e diz que pensava nao estar ninguem e que costuma ir as casas que tem alugadas ver se ta tudo bem, quando as pessoas vao de ferias!!!

Se mudo a fechadura compro uma guerra com ela e nem sei se é legal.

Sair nao me dava jeito agora!

Qual será a melhor solução?

Noutra actividade como angariadora imobiliária, um dos meus 1ºs conselhos aos futuros proprietários de uma casa arrendada era precisamente: a troca de fechaduras!

Guarda a antiga fechadura e respectivas chaves. No dia em que se vier embora volta a põr a mesma no lugar delas, trás a sua fechadura e amigos para sempre!

Ela não vai reclamar de forma nenhuma. Não tem qualquer direito em entrar-lhe pela casa, nem antes nem depois de tocar à campainha.

Ir à GNR, PSP ou companhia limitada é só comprar uma guerra. Mude lá a fechadura e vá de férias em paz. A sra não tem por onde levantar "lebres", pelo menos enquanto tiver as suas contas em dia e não causar nenhuma espécie de incumprimento, como obras sem autorização e afins. Essas sim, contempladas em contrato ou legislação adequada.

Cumprimentos

Patrícia_H

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É sem dúvida uma atitude ilegal a da senhoria. Salvo erro, pode visitar (para certificar que está tudo normal) a casa uma ou duas vezes por ano mas na presença da arrendatária.

Apresentar queixa muito sinceramente parece-me que não vai resolver nada (se consultar um advogado vai concerteza dizer-lhe para apresentar queixa - está a pensar na vida dele...lool), pelo contrário vai contribuir para agudizar o problema.

Dessa forma sugiro que lhe explique que não concorda com tal atitude e que vai tomar medidas para que tal não volte a acontecer (trocar as fechaduras).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

PercursodeSucesso, se o teu arrendamento está legal (pagas renda, tens recibos e tens contracto de arrendamento) o que a tua senhoria faz é invasão de casa alheia: não há diálogo possível, vai imediatamente fazer queixa dela na Esquadra de Polícia do teu bairro e muda a fechadura de imediato pois é um perigo alguém ter a fechadura de tua casa. Imagina que ela um dia lhe dá para te entrar em casa durante a noite contigo a dormir ? O que poderia acontecer ?

Essa situação é indescritível, ilegal e imoral : queixa dela e pau nas costas é a única solução. E renda paga a tempo e horas com recibo na mão, caso contrário depósito da CGD e nada de conversa fiada.

PercursodeSucesso, lembrei-me durante o jantar de uma coisa: manda imediatamente instalar na porta uma daquelas correntes que fechamos por dentro quando entramos em casa e fecha a corrente de cada vez que entrares em casa: assim, se alguém abrir a porta, fica bloqueado pela corrente e não pode entrar.

Não é ilegal mudar fechadura em casa alugada: a casa alugada deixou de "ser do senhorio" para todos os efeitos do dia-a-dia desde que a renda esteja paga, sendo dele apenas a propriedade: se mudares a fechadura a única coisa que tens que fazer é guardares a que retiraste e devolver-lha quando saíres da casa - ou mandar reinstalá-la.

O que é completamente ilegal e dá prisão é invadir casa alheia e não pode haver transigência com atitudes dessas: se te apetecer andar à vontade pela tua casa - em pijama, nua, de cuecas, o que te apetecer, e a todos nós apetece isso de vez em quando - não podes estar sujeita à estupidez de uma senhoria que resolve meter a chave e abrir a porta da tua casa: o único diálogo possível é dizer-lhe que "se volta a fazer isso faço queixa de si na esquadra mais próxima" e vais ver qua nunca mais acontece uma cena dessas. Lamentável a todos os títulos - eu presumo que tu és jovem (ainda hoje discutimos isso aqui...) e a tua senhoria é "velha" : olhem, um bom exemplo da estupidez de alguns velhos !

Calma, calma, calma!...  :o

A pensar assim, não sei para que é que os países têm corpos diplomáticos em vários países. O Espanhol quer mudar o marco da fronteira mais para lá para aumentar o número de terrenos da sua propriedade? Mande-se para lá uma divisão blindada (por acaso o espanhol até é simpático e já convidou os portugueses para uma grande almoçarada!...  :D). A Fábrica de chouriços está a efectuar descargas ilegais no rio? Chame-se o caça xtz e envie-se um míssel. A empresa de componentes eléctricas faz descargas em alto mar? Contacte-se a Marinha Armada e torpedei-se o barco!...

A diplomacia, é sempre o primeiro passo e só depois o "belicismo" (que é sempre de evitar, pois a História está cheia de maus exemplos) juridico-legais.

Recordo-me do carlos2008, ainda não há muito tempo defender os senhorios pois todo o cuidado era pouco com os inquilinos que poderiam vir a ter. Instalam-se, mudam a fechadura, estragam o seu interior e a lei está do lado dos inquilinos!...

Seria bom, tentar um meio termo. Ver, segundo a perspectiva da inquilina e e segundo a perspectiva da senhoria (que aqui não tem defesa possível).

Onde está escrito que a senhoria é "velha"? Talvez se esteja a referir, à mentalidade. Eu apenas li que desde que a casa foi arrendada (foi o mês passado ou há 12 meses?) a senhoria foi lá a casa duas vezes sem avisar.

As sugestões que aqui foram deixadas, dialogar, mudar a fechadura com o conhecimento e consentimento da senhoria, chegam para continuar tudo sereno e a PercursodeSucesso puder continuar a habitar a casa do qual tem interesse em permanecer!...  ;)

Peace! 8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caríssimo,

não se trata de defender ou atacar senhorios ou inquilinos: um Contrato de Arrendamento (que suponho que a PercursodeSucesso tem...) é para ser respeitado. Duração, rendas, renovação, etc : está lá tudo escrito. E deve estar escrito que a "casa deve ser entregue no estado em que foi recebida" excluindo os danos provocados por um "uso normal" ... : isto são as regras aceites por quem assina um contrato desses: a Hertista deve saber esclarecer em mais pormenor...

O que eu disse anteriormente é que não acho que arrendar casas seja grande negócio em Portugal e isso mantenho. Mas atenção: uma vez arrendada, de livre vontade, uma casa o senhorio não pode de forma nenhuma abrir a porta e entrar, pois isso excede todas as regras de educação, boa convivência e civilidade e, mais do que tudo, trata-se de uma grosseira ilegalidade.

Pode, eventualmente, bater à porta uma vez por ano e pedir para ver se tudo está bem, isso talvez se aceite e mesmo assim.... se o inquilino quiser só no final do contrato !

O que a senhoria da PercursodeSucesso faz é caso de polícia e é assim que deve ser tratado: a senhora deve ser avisada que se torna a fazer está a incorrer numa ilegalidade que dá prisão - e está a sujeitar-se (como já aqui foi dito) a que a acusem de ter roubado algo que desapareceu lá de casa a semana passada. Isto deve ser-lhe dito com todos os pontos nos ii's !

No entanto e tal como já foi também dito pela Hertista e por mim próprio...basta mudar imediatamente a fechadura sem mais explicações.

Noto o seguinte: eu tenho comigo a chave da casa da minha mãe, por motivos óbvios,  que tem 90 anos e é viúva à 17: até hoje, desde a morte do meu pai, nunca lá entrei e abri a porta sem dar 3 ou 4 toques de campainha antes. E vou lá todas as semanas às vezes mais do que uma vez, e trata-se da minha mãe...existem mínimos comportamentais a cumprir mesmo entre pais e filhos de certa idade, quanto mais entre senhorios e inquilinos !!

um grande abraço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ilustre,

estamos aqui a conjecturar cenários e a dirimir argumentos sem sabermos se há contrato assinado (com ou sem fiadores) ou não!...  :o

Caso haja contrato, percursodesucesso, há alguma(s) alínea(s) do tipo:

A inquilina obriga-se a:

a) manter o local arrendado em perfeito estado...

B) não fazer quaisquer obras sem autorização prévia do senhorio...

c) permitir que o senhorio ou quem o represente: vistorie o local arrendado desde que este avise antecipadamente o inquilino com antecedência mínima de oito dias?

d)...

A alínea c) é uma defesa para a inquilina puder argumentar, em diálogo com a senhoria, que não está satisfeita com a situação das visitas inesperadas.

A partir daqui sim, já a inquilina pode mudar a fechadura e guardar a original para a restituir quando sair de casa e pode também partir para a via juridico-legal, que no meu entender é perfeitamente evitável desde que se saiba pôr os pontos nos iis!...

A senhoria pode pôr fim ao contrato, não por esta questão, mas apenas em duas situações se não estou em erro:

- em caso de incumprimento por parte da inquilina ou

- quando o senhorio necessite do imóvel para habitação.

E mesmo assim, se a inquilina tiver um contrato escrito e válido por 5 anos, a senhoria terá de fazer prova de que precisa efectivamente do imóvel para habitação!...  ;)

Outro grande abraço para si também

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

qualquer dia alcunham-nos de "os marretas"... ;D

mas não faz mal, por mim, claro...!

claro que eu suponho que existe contrato de arrendamento, mas mesmo não existindo (ou seja, sendo um arrendamento informal) isso não dá direito ao senhorio de abrir a porta e entrar - penso que isto é senso comum...

os contratos têm essas cláusulas normalmente - mas têm que ser usadas com bom senso, ninguém espera que o senhorio apareça todos os meses a fiscalizar a sua propriedade, é natural que o possa fazer se tiver alguma informação de obras, p.ex., através de alguém (porteiro, vizinhos..) ou quando o contrato acaba antes da saída do inquilino. Ou uma vez por ano, ou coisa do género, agora todos os meses ou trimestres é abusivo e fora de senso comum e merece uma "nega", evidentemente !

Bom, eu não admitiria que alguém me entrasse em casa, muito menos um senhorio, sem cerimónias tal como descreve a percursodesucesso, mas se o meu estimado confrade admite e acha natural.... a cada um a sua opinião: eu avisava solenemente e à 2ª ia à Esquadra mais próxima se entretanto não tivesse mudado a fechadura....!

Vá, boas ondas e bom fim de semana, agora vou à minha salada russa e cervejinha fresca...!!!  Vivam as diferenças...!!!

E já agora, PercursodeSucesso, já chegaste a alguma conclusão....ou vais continuar a aturar a "velha"...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá a todos,

Desde já muito obrigada pelas vossas opiniões e ajuda.

Peço desculpa pela minha resposta tardia, mas não tenho vindo aqui e só hoje vi as vossas respostas.

Tenho contrato de arrendamento sim, paguei sempre atempadamente,mas tambem, vivo na casa ha relativamente pouco tempo. Mais um motivo que me deixa apreensiva, uma vez que mesmo com pouco tempo de estadia, ja me aparecem situaçoes destas.

No contrato de arrendamento, nao existe qualquer referencia a visitas da proprietaria e muito menos sem aviso prévio. Apenas tem uma alínea que diz algo do genero: tudo o que aqui nao consta, está de acordo com a lei geral do arrendamento (algo assim).

Fazer queixa na policia pela sua atitude só em ultimo caso, ate porque talvez nao seja caso para isso, pelo menos por enquanto!!

Mudar a fechadura sim, é a minha grande vontade, mas... é muito mais complexo do que podem imaginar!!

1º: Fazer sem o consentimento dela é complicado porque a casa na realidade é dela e para além disso a vizinha da frente é amicissima,está sempre em casa e daria conta se alguem viesse mudar o canhao. No prazo maximo de 2horas tinha a senhoria a pedir-me satisfaçoes.

2º: Informa-la nem vale a pena. Vai dizer-me que quer uma copia da chave pra ela o que vai dar ao mesmo e ainda empato dinheiro sem necessidade, na fechadura.

3º: Quando fizemos o contrato disse-me que ficava sempre com uma chave dos apartamentos que aluga mas que nunca la entrava. Em pouco tempo ja fez uso da chave duas vezes,na minha ausencia. Se tiver ideias de voltar e nao conseguir abrir a porta porque a fechadura está mudada, temos problemas de certeza.

Calhou em conversa e disse-me uma vez que só costumava entrar nos apartamentos quando os inquilinos iam de ferias, para ver se estava tudo bem! Só depois é que eu raciocinei,porque no momento nem tive a noçao do que me estava a dizer!

Ela nao é propriamente a pessoa que eu escolhi pra me regar as flores e abrir as janelas quando for de ferias!!!! É a senhoria e nao a conheço de lado nenhum!!

Nao ha tolerancia possivel! 

Quanto ha duraçao do contrato é de ano e diz que se renova automaticamente. Se nao lhe agradar a mudança da fechadura por exemplo, pode rescindi-lo! Ou nao?

Bom, obrigada mais uma vez e desculpem este "abuso" de texto,lol. :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

PecursodeSucesso, vou ser breve:

1º - um Contrato de Aluguer de 1 ano é ilegal a menos que tu estejas na localidade onde vives em trabalho temporário e com a duração prevista desse tempo: os contratos de aluguer são obrigatóriamente de 5 anos (o 1º período) e depois renováveis anualmente (os perídos seguintes). Se o teu caso não é o 1º então o teu contrato devia ser de 5 anos.

2º - pode ser rescindido pelo inquilino em qq. altura, com aviso prévio (costuma estar escrito no contrato essa condição), ou pelo senhorio no final (com aviso prévio de 1 ano) ou, depois, no final dos períodos anuais, sempre com aviso prévio de 1 ano.

3º - se não queres trocar a fechadura e gastar esse dinheiro manda rectificar a chave (pode-se fazer isso fácilmente) e manda instalar uma corrente no interior de forma a impossibilitar a abertura qdo. estejas em casa

4ª - marimba-te na amizade com a vizinha da frente: estamos a falar de direitos e de comportamentos e não de amizades: tu tens direito a que ninguém, incluindo a senhoria, entre em tua casa, seja nas férias ou não. Isso é um completo abuso de confiança, além de ser  crime punível por Lei,  mas concordo contigo, a 1ª coisa a fazer é dizer-lhe claramente que não torne a fazer isso - e assegurar que de facto não o torna a fazer. 

Mas, pela tua descrição, o que me parece é que tu tens de facto um Contrato mas que a senhoria não declara esse rendimento no IRS. Pergunta : tu declaras, ou tencionas declarar, no teu IRS as rendas pagas para efeito de dedução fiscal ?  É que um contrato pode existir e não estar registado e a senhora pensa (mal) que por esse facto pode fazer o que lhe apetece. Se assi  for tu podes, como inquilina, ir às Finanças e registar o Contrato para tudo ficar nos conformes. Mas talvez não seja necessário se perderes a timidez e rectificares a fechadura de tua casa. Ah...e quando entregares a tua declaração de IRS meteres lá as despesas com rendas para obteres o respectivo beneficio e para a senhoria pagar os seu imposto, evidentemente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho lido atentamente este post e, para mim, não há qualquer duvida de que a Srª senhoria, "velha" ou nova, nunca poderá fazer essas "visitas" a tua casa sem o teu consentimento e contigo ausente.

Tal como o Carlos2008 ja referiu será que tens o contrato registado ou é um daqueles feitos para inglês ver e que à face da lei não vale nada? Se está tudo bem (rendas em dia, normal utilização do imóvel...)não  entendo  a razão de tanto receio! Se nunca se pudessem trocar as fechaduras e se a tua casa já foi alugada algumas vezes, todos os inquilinos devem ter chave .....ainda te arriscas a ter mais "visitas".

Já vivi em várias casas alugadas e a 1ª coisa que fiz foi mudar as fechaduras. No final dei a fechadura antiga e a nova. E porquê? Uma das casas era de um emigrante que tinha cá um procurador. Como o proprietário se deslocava a Portugal no mês de Agosto e era exactamente o mês em que eu saía ( como o procurador era meu vizinho sabia sempre quando a gente se movimentava de malas e bagagem), um belo dia foi a minha casa sem o meu conhecimento (os vizinhos também são bons para isso). Só tive que lhe dizer que podia vir a minha casa quando quisesse mas teria que me avisar. Aceitou e desculpou-se com a tal história do dono vir a portugal uma vez por ano. Não houve ameaças com a polícia, nada! Conversinha normal.

Desculpa, mas se tens tanto receio, passou-me pela cabeça que algo pode não estar legal. É meramente uma suposição. :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Está tudo legal e dentro dos conformes.

O meu receio é precisamente ir contra a lei, porque gosto de estar de acordo com as boas praticas morais e civis. O contrato parece-me dentro da legalidade e obviamente tenciono declarar os valores pagos na minha declaraçao de IRS. Quanto a ela nao sei, mas imagino que também tenciona fazer as coisas de maneira legal e as claras.

Voltando ao receio, é verdade que tenho em relaçao ha fechadura! Mas tambem é verdade que se tentar entrar aqui sem eu estar e perceber que mudei a fechadura, vai ter que inventar uma boa historia que justifique como descobriu, ou entao revelar que tentou entrar de novo.

As tais correntes por dentro nao me interessa muito, ja que se eu estiver em casa é da maneira que lhe peço satisfaçoes de imediato e a ponho no lugar dela.

O meu problema é quando nao estou.

A vida de cada um é privada. Quero ter as coisas em casa como me apetece e sou eu que decido se quero ca ter visitas ou nao. Ponto final.

Estou decidida a mudar a fechadura e sem lhe dar conhecimento. Mudo e acabou. Depois logo se ve.

Pode parecer estranho, mas os meus receios sao porque na verdade, nao queria mau ambiente entre nós e certamente vai ser inevitavel.

Obrigada a todos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não necessitas de criar mau ambiente se falares cordata e educadamente quando lhe fizeres ver as coisas como elas são.

Mas também, de foram nenhuma, tens que te subjugar aos maus comportamentos da senhoria. Olha, a ideia da m.elis é boa, diz-lhe que por motivos de segurança ( pois devem ter existido outros inquilinos antes ...) resolveste mudar a fechadura mas que quando saíres lhe tornas a montar a antiga se ela quiser pois está guardada. É simples e não ofende ninguém e é tudo completamente legal, disso não tenhas qq. dúvida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas se ela fez questao de me frizar que quer sempre uma chave dos apartamentos dela, acho obvio e claro que me vai dizer que quer uma copia. Nao acha?

E aí? Que lhe digo eu??

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou decidida a mudar a fechadura e sem lhe dar conhecimento. Mudo e acabou. Depois logo se ve.

Pode parecer estranho, mas os meus receios sao porque na verdade, nao queria mau ambiente entre nós e certamente vai ser inevitavel.

Não queres criar mau ambiente, mas falas em fazer as coisas às escondidas dela... não me parece muito coerente, mesmo sendo algo que pelos vistos tens o direito de fazer...

A melhor forma de não criar mau ambiente, continuo a achar, é começar por ter uma conversa com ela. Pelo que percebi, ainda nem tiveste coragem de lhe dizer que não gostas das visitas dela... Pode ser que baste falar com ela para ela se deixar disso (e há várias formas de confirmar se alguém abriu a porta na nossa ausência, como um papel ou um palito entalado na porta, por exemplo).

Além disso, o bom ambiente depende das duas partes - não é só esperar que os outros adivinhem que não nos estamos a sentir bem com o seu comportamento... ou achas que te vais sentir melhor por andar sempre ansiosa à espera do dia em que ela descubra que mudaste as fechaduras?

Se mesmo assim ela continuar a abusar ou se continuares a não te sentir segura, avisa-a que vais mudar as fechaduras e pronto. Se ela te pedir a chave, explicas que esse é justamente o motivo pelo qual vais mudar a fechadura e que é um direito que te assiste para garantir a tua privacidade e assegura-lhe que um dia que saias lhe entregas a cópia da chave ou repões a fechadura anterior...

Se não fores mal educada nestas conversas com a senhoria, não vejo em que é que esta situação possa contribuir para criar um ambiente pior que aquele que já vives neste momento, sempre em sobressalto...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

qualquer dia alcunham-nos de "os marretas"... ;D

mas não faz mal, por mim, claro...!

ouh ouh ouh ouh!...

Como vai sr. contente,

como vai sr. feliz...

diga à gente, diga à gente,

como vai este país...

... não há diálogo possível, vai imediatamente fazer queixa dela na Esquadra de Polícia do teu bairro e muda a fechadura de imediato pois é um perigo alguém ter a fechadura de tua casa. Imagina que ela um dia lhe dá para te entrar em casa durante a noite contigo a dormir ? O que poderia acontecer ?

Essa situação é indescritível, ilegal e imoral : queixa dela e pau nas costas é a única solução. E renda paga a tempo e horas com recibo na mão, caso contrário depósito da CGD e nada de conversa fiada.

Que fera!...

Não necessitas de criar mau ambiente se falares cordata e educadamente quando lhe fizeres ver as coisas como elas são.

Mas também, de foram nenhuma, tens que te subjugar aos maus comportamentos da senhoria. Olha, a ideia da m.elis é boa, diz-lhe que por motivos de segurança ( pois devem ter existido outros inquilinos antes ...) resolveste mudar a fechadura mas que quando saíres lhe tornas a montar a antiga se ela quiser pois está guardada. É simples e não ofende ninguém e é tudo completamente legal, disso não tenhas qq. dúvida.

Que simpatia!...

Qual o mais diplomático?

Olha, é a mesma pessoa!...  :o

Mas vá lá, chegamos à conclusão inicial, diálogo civilizado = bom ambiente.

Observações:

1º - um Contrato de Aluguer de 1 ano é ilegal a menos que tu estejas na localidade onde vives em trabalho temporário e com a duração prevista desse tempo: os contratos de aluguer são obrigatóriamente de 5 anos (o 1º período) e depois renováveis anualmente (os perídos seguintes). Se o teu caso não é o 1º então o teu contrato devia ser de 5 anos.

Perfeitamente de acordo. Um advogado trataria deste assunto de forma prejudicial para a senhoria, pois de acordo com o relatado, ela limita-se a fazer "copy" do contrato que tem do tempo da outra senhora!...

2º - pode ser rescindido pelo inquilino em qq. altura, com aviso prévio (costuma estar escrito no contrato essa condição), ou pelo senhorio no final (com aviso prévio de 1 ano) ou, depois, no final dos períodos anuais, sempre com aviso prévio de 1 ano.

Atenção, que há mais condições para rescisão de contrato do que no final do limite temporal estabelecido pelo mesmo:

- em caso de incumprimento por parte da inquilina ou

- quando o senhorio necessite do imóvel para habitação.

Bom, eu não admitiria que alguém me entrasse em casa, muito menos um senhorio, sem cerimónias tal como descreve a percursodesucesso, mas se o meu estimado confrade admite e acha natural.... a cada um a sua opinião: eu avisava solenemente e à 2ª ia à Esquadra mais próxima se entretanto não tivesse mudado a fechadura....!

Tente não deturpar ou colocar nas minhas palavras aquilo que eu não disse ou aquilo que julga ser o meu pensamento.

Já deve ter percebido, que não sou muito a favor de meter a polícia aqui no meio porque sei que o ambiente gerado a partir dai não vai ser o melhor e também porque a polícia não vai fazer nada. Quando muito faz um auto e depois encaminha para a via judicial (advogados, tribunais e não me parece que seja isso que se pretende aqui)!...  :-X

Para evitar este tipo de constrangimentos, em que ninguêm se sente bem e todos se acham donos da verdade, é que sugeri logo de inicio um diálogo entre inquilina e senhoria ( e não fui o único a sugerir tal!...), pois pelo que se está a ver parece que isso ainda não aconteceu de forma cordata, pelo menos até ao tópico ter sido criado.

Vá lá, boas ondas para si também e troque. de vez em quando. a cervejinha fresca por água fresca (ou sumo de limão natural) que também mata a sede e continue com a vida saudável que faz muito bem!...  ;)

PS - Aquele inicio, é de uma rábula do Nicolau e do Herman nos idos anos 70 (nem sei se já era nascido!...  :P). Não leve a mal, é apenas para contrapor a dos Marretas!...  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

PercursodeSucesso, tu só tens que dizer que não queres que ninguém tenha a chave de tua casa, incluindo a senhoria. E de lhe dizer que quando quiser verificar a casa basta bater à porta - desde que não seja todos os meses, evidentemente !

É claro que isso te pode trazer a má vontade dela: é claro que podes ter que procurar outra casa no final do contrato, mas tu é que tens que decidir o que preferes: sujeitar-te aos desejos de pequena tirania da senhora ou dar-lhe uma nega e procurar outra casa daqui a um ano se ela for do género vingativa. Essa é uma decisão tua e que só tu podes tomar em função da avaliação que faças da necessidade que tens dessa casa, ou seja da inexistência de outras equivalentes no mercado e na zona onde queres residir.

Eu sou apologista do bom relacionamento entre as pessoas - desde que não haja abusos de parte a parte é isso que se deve procurar, mas se uma das partes abusa sem cerimónia e extravasa os seus direitos não vejo maneira senão dizer-lho em primeiro lugar e caso persista na atitude em tomar medidas adequadas: eu, se o meu senhorio me entrasse em casa como descreves a 1ª vez avisava, a 2ª vez estava lá uma corrente ou outra fechadura e a 3ª vez ia à Esquadra, arranjava-lhe um grande problema e começava a estudar o mercado de arrendamento nas redondezas: isto é o que se faz num País e numa Cidade onde existam mercado e democracia, o resto é conversa fiada e tanto faz beber água ou cerveja que o resultado é o mesmo...!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No meio disto tudo... Não sei onde é que está o problema de mudar a bendita fechadura.

Trata-se de preservar a privacidade. E dar pouca confiança a quem não a merece.

Não é por a senhoria ter ou não a chave que tem mais ou menos facilidade de resolução de problemas, no caso da PercursodeSucesso entrar em incumprimentos.

E mudar uma fechadura não é incumprimento ou abuso de confiança. Mas entrar em casa de terceiros é abuso, má educação e crime.

Que reine o bom censo!

Cumprimentos

Patrícia

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O comportamento da senhoria enquadra-se aqui:

CAPÍTULO VII

Dos crimes contra a reserva da vida privada

Artigo 190.º

Violação de domicílio

1 — Quem, sem consentimento, se introduzir na habitação de outra pessoa ou nela permanecer depois

de intimado a retirar-se é punido com pena de prisão até 1 ano ou com pena de multa até 240 dias.

2 — Na mesma pena incorre quem, com intenção de perturbar a vida privada, a paz e o sossego de outra

pessoa, telefonar para a sua habitação ou para o seu telemóvel.

3 — Se o crime previsto no n.º 1 for cometido de noite ou em lugar ermo, por meio de violência ou

ameaça de violência, com uso de arma ou por meio de arrombamento, escalamento ou chave falsa, ou

por três ou mais pessoas, o agente é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0