adan

Despesas e recibos verdes

7 publicações neste tópico

Boas...  ;D

No preenchimento do meu irs fiquei com uma dúvida.

Sou trabalhador por conta de outrém e faço todos os descontos, mas tenho ume xtra que são a recibos verdes. No anexo B do irs no quadro 9 fala de despesas de deslocação.

Ora acontece o seguinte: eu sou do barcelos e os trabalhos a recibo verde são em guimarães (não ultrpassando os 2000€ anuais) . Será que posso colocar as despesas ao km (que a empresa não paga) nessas despesas. O problema é que se fizer a contabilidades dos km em carro próprio (comercial), à tarifa de 0,40 € (conforme portaria) ficarei com mais gastos que lucros... Não terei problemas com isso???

Abraços e obrigado... é que procurei isto ao pormenor e ninguém me sabe dizer...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá.

Vou tentar explicar da forma mais simples que conseguir:

esse quadro destina-se a despesas feitas no exercício de actividades empresariais e profissionais, mas estas despesas só são tomadas em consideração se respeitarem à prática de acto isolado, a rendimentos “acessórios”, ou em caso de optar pela aplicação das regras da categoria A.

Para que possam ser considerados como rendimentos acessórios, terão que satisfazer, cumulativamente, as seguintes condições:

– o seu valor não exceda metade do valor total dos rendimentos brutos englobados do próprio sujeito passivo ou do seu agregado familiar;

– este valor não ultrapasse metade do valor anual do salário mínimo nacional mais elevado.

Verificadas estas condições, o rendimento a englobar para efeitos de tributação será dado pela diferença entre o rendimento bruto auferido e as despesas supor-

tadas para a sua obtenção, com as limitações previstas no art.o 33.o do CIRS. (não são dedutíveis para efeitos de determinação do rendimento da categoria B, mesmo quando contabilizadas como custos ou perdas do exercício, as despesas de deslocações, viagens e estadas do sujeito passivo ou de membros do seu agregado familiar que com ele trabalham, na parte que exceder, no seu conjunto, 10% do total dos proveitos contabilizados, sujeitos e não isentos deste imposto. )

Fora destas situações (prática de acto isolado, rendimentos acessórios e opção pelas regras de tributação pela categoria A), no que se refere ao regime simplificado de tributação, como é sabido, não são dedutíveis, para efeitos de determinação do rendimento da categoria B, quaisquer despesas.

Não sei se ajudei ou se ainda confundi mais...  ;D

Abraço,

Carlos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

adan,

Tens contabilidade organizada ou estás no regime simplificado? É que se estiveres no regime simplificado (e para esses montantes parece-me que é o caso), não podes efectuar quaisquer deduções relacionadas com a tua actividade.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tens contabilidade organizada ou estás no regime simplificado? É que se estiveres no regime simplificado (e para esses montantes parece-me que é o caso), não podes efectuar quaisquer deduções relacionadas com a tua actividade.

Não sei se é assim tão linear. Como ele tem rendimentos de categoria A, e dado o baixo montante dos rendimentos pela categoria B, podem ser considerados rendimentos acessórios. Nesse caso, como o mini998 explicou, já se podem deduzir despesas...

adan, a que portaria te referes? A ideia que tenho é que todas as despesas têm que ter um comprovativo. Se calculas a despesa ao quilómetro, como comprovas os quilómetros que fizeste?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Não sei se é assim tão linear. Como ele tem rendimentos de categoria A, e dado o baixo montante dos rendimentos pela categoria B, podem ser considerados rendimentos acessórios.

Sim, a ideia é essa mesmo e é um pouco a excepção à regra geral, que será o que o Pedro disse: regime simplificado não admite despesas uma vez que "apenas" é tributada uma percentagem do rendimento auferido (20% nas vendas e 70% nas prestações de serviços).

Quanto à portaria que o adan refere, julgo que se estará a referir à que regula o subsídio de transporte dos funcionários públicos e que neste momento não tenho por perto...  ;D

De qualquer forma, em termos de IRS convém sempres teres os comprovativos de qualquer despesa efectuada, de forma a que esta possa ser...errr...hummm...comprovada!  :D

Abraço,

Carlos Pereira

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, a ideia é essa mesmo e é um pouco a excepção à regra geral, que será o que o Pedro disse: regime simplificado não admite despesas uma vez que "apenas" é tributada uma percentagem do rendimento auferido (20% nas vendas e 70% nas prestações de serviços).

Quanto à portaria que o adan refere, julgo que se estará a referir à que regula o subsídio de transporte dos funcionários públicos e que neste momento não tenho por perto...  ;D

De qualquer forma, em termos de IRS convém sempres teres os comprovativos de qualquer despesa efectuada, de forma a que esta possa ser...errr...hummm...comprovada!  :D

Abraço,

Carlos Pereira

Encontra aqui neste tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php?topic=2478.0

Se, entretanto, souber da portaria para o ano de 2010, avise!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
;)
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead