light_in_tunel

IRS - Casa arrendada

27 publicações neste tópico

Bom dia.

Parabéns pelo óptimo site. Espero que o fórum siga o mesmo caminho, sendo que isto depende essencialmente dos utilizadores. Acho no entanto que devia existir uma divisória para questões fiscais.

E é justamente sobre isso a minha dúvida: tendo uma casa alugada para habitação permanente posso colocar os recibos na declaração de IRS?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia.

Parabéns pelo óptimo site. Espero que o fórum siga o mesmo caminho, sendo que isto depende essencialmente dos utilizadores. Acho no entanto que devia existir uma divisória para questões fiscais.

E é justamente sobre isso a minha dúvida: tendo uma casa alugada para habitação permanente posso colocar os recibos na declaração de IRS?

Obrigado

Viva Light!

Podes deduzir 30% das rendas pagas, deduzidas de eventuais subsídios ou comparticipações oficiais até ao limite de 574 euros, nas seguintes condições:

Se o teu contrato foi celebrado ao abrigo do NRAU, ou do anterior RAU (15-11-1990) e a casa tem de estar situada em território nacional  e servir de habitação permanente (que deve ser o caso).

Tirei esta nota no Guai Fiscal 2007 da Proteste

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Exactamente, tu declaras na tua declaração no anexo H e o senhorio declara na dele no anexo F, tens de la meter o numero de contribuinte do senhorio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É só craques aqui neste forum... ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Podes e deves. Experimenta fazer a tua declaração de IRS sem as rendas e com as rendas e vês a diferença.

Eu já estive numa casa arrendada e declarava esse custo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu meti-me no negocio troca de casa. já estou a viver na nova casa, mas como ainda não vendi a casa antiga consegui arrendar a casa com contracto.

Como faço para declarar as rendas que reçebo no IRS.

A situação é ke utilizo o dinheiro da renda para pagar as prestações ao banco.

Será ke alguem me ajuda a perceber como funciona tudo isto no IRS, e serei penalizado por receber dinhero de rendas.

Obrigado

Mais uma vez os meus parabens e cumprimentos a todos os users deste magnifico forum 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu meti-me no negocio troca de casa. já estou a viver na nova casa, mas como ainda não vendi a casa antiga consegui arrendar a casa com contracto.

Como faço para declarar as rendas que reçebo no IRS.

A situação é ke utilizo o dinheiro da renda para pagar as prestações ao banco.

Será ke alguem me ajuda a perceber como funciona tudo isto no IRS, e serei penalizado por receber dinhero de rendas.

Obrigado

Mais uma vez os meus parabens e cumprimentos a todos os users deste magnifico forum 

Para começar vais meter o IRS na 2ª fase.

Declaras as rendas como rendimento da categoria F, se não estou em erro.

Quanto às amortizações do empréstimo, declaras como normalmente. Mas se uma casa normalmente é suficiente para passares o limite máximo de dedução fiscal, a segunda provavelmente não terá qualquer impacto (mas o fisco faz-te essas contas, não te preocupes).

Seja como for, se tens mais rendimentos, provavelmente pagarás mais de IRS. Uma vez que a renda não tem retenção na fonte, podes-te ir preparando para pagar um bom bocado a mais no próximo ano.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ok pauloaguia o meu receio é ainda ter de pagar irs pela renda, renda essa ke serve para pagar as prestações do empréstimo da casa.Mas como tu dizes e muito bem apenas um empréstimo chega para a dedução fiscal

vou ter de me informar muito bem sobre este assunto.

obrigado pela tua atenção.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ok pauloaguia o meu receio é ainda ter de pagar irs pela renda, renda essa ke serve para pagar as prestações do empréstimo da casa.

Se o teu receio é esse fica já esclarecido :). Como rendimento que é, vais efectivamente ter que pagar IRS pela renda da casa.

vou ter de me informar muito bem sobre este assunto.

Ok. Mas depois não te esqueças de nos avisar sobre o que descobrires. De certeza que há mais gente a querer saber o mesmo e tem vergonha de perguntar ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E já agora é de referir que podes declarar nesse anexo F as depesas com a casa, nomeadamente despesas com a manutenção, conservação, condomínio, IMI.. :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meskita,

podes sempre fazer uma simulação no site das finanças, utilizando os valores da tua última declaração de IRS.

Assim, já ficas com uma ideia do que irás pagar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E já agora, se fizerem o favor,  sabem-me dizer se as despesas resultantes do pagamento do condomínio também são dedutíveis no IRS?

Nunca meti as minhas - e até penso que tal não é possível - mas há gente que diz meter tudo isso e mais alguma coisa. Mas se calhar nunca foram fiscalizadas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E já agora, se fizerem o favor,  sabem-me dizer se as despesas resultantes do pagamento do condomínio também são dedutíveis no IRS?

Se tiveres a casa arrendada sim, uma vez que são despesas com o teu investimento.

As despesas com a tua casa própria não são dedutíveis.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem me aprecia que não o devia fazer. Desconhecia essa das casas alugadas.

Obrigado. :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

D@vid

E já agora é de referir que podes declarar nesse anexo F as depesas com a casa, nomeadamente despesas com a manutenção, conservação, condomínio, IMI

Obrigado pela dica, pois colocando todas essas despesas já ameniza o ke terei de pagar de irs.

Girassol

Vou fazer a simulação no Site da dgci para ter uma idea do ke me vai acontecer.

Pois na imobiliária dizem ke é bom ter uma 2º casa , é um activo ke eu tenho, pois a renda que eu cobro paga a prestação da renda da casa ao banco, mas depois há o condominio, e os seguros e ai a renda já não vai cobrir todos as despesas com a casa, depois há tb esta situação do Irs.

E já para não eskeçer se eu tiver azar e a casa precisar de pekenas obras sou eu ke tenho de as pagar.

Tenho é de vender já a casa, o problema é ke ando há 10 meses para a vender e não consigo, mesmo abaixando o preço e já estar a perder se a vender.

Vamos ver no ke isto vai dar.

Obrigdo a Todos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho é de vender já a casa, o problema é ke ando há 10 meses para a vender e não consigo, mesmo abaixando o preço e já estar a perder se a vender.

A altura para vender não é das mais indicadas. O mercado imobiliário anda um bocado por baixo. Se tens a casa arrendada e o prejuízo não é muito grande, então não cedas. Mais vale perder 1000€ por ano nessas pequenas coisas e depois fazer um bom negócio com a venda, do que vender a casa por menos 20 000€ do que o seu potencial valor.

Quem não tem a corda ao pescoço deve escolher as melhores alturas para entrar e sairdos negócios. Claro que se precisas do dinheiro a curto / médio prazo, o caso já muda de figura...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

pauloaguia

Tens razão no ke dizes, tenho de ter paciência, por enquanto a casa está arrendada e dá para aguentar, vou esperar para ver se o panorama económico muda para melhor para tentar vender a casa. se vender pelo mesmo preço ke a comprei já fico satisfeito.

Em relação ao irs fui fazer uma simulação com os valores da renda, e cloquei as despesas como o D@vid referiu, e a conclusão é a seguinte, eu este ano recebi +- 700 euros, com os valores das rendas apenas receberia 150euros, a diferença é um pouco grande, mas já não pagar irs ao estado é positivo.

fikem bem

keep the good work

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para começar vais meter o IRS na 2ª fase.

Declaras as rendas como rendimento da categoria F, se não estou em erro.

Quanto às amortizações do empréstimo, declaras como normalmente. Mas se uma casa normalmente é suficiente para passares o limite máximo de dedução fiscal, a segunda provavelmente não terá qualquer impacto (mas o fisco faz-te essas contas, não te preocupes).

Seja como for, se tens mais rendimentos, provavelmente pagarás mais de IRS. Uma vez que a renda não tem retenção na fonte, podes-te ir preparando para pagar um bom bocado a mais no próximo ano.

Bom dia,

registei-me hoje mesmo neste fórum porque tenho feito algumas pesquisas na área financeira e muitas vezes sou direccionado para este fórum. Muitos parabéns ao Pedro e aos restantes membros deste fórum.

Tenho o mesmo problema do meskita com a agravante de ter um inquilinos que não me inspiram confiança.

Tenho duas questões que são as seguintes:

1) Tenho alguma forma de colocar as despesas de juro e amortização que pago ao banco pela casa arrendada no meu IRS?

2) Passo recibos verdes e a tributação é de acordo com o regime simplificado. se tiver contabilidade organizada posso colocar o as despesas que tenho com o banco (juro e amortização da casa arrendada)?

muito obrigado pela atenção

Sérgio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1) No anexo F declaras a renda que te pagam como rendimento. E as despesas com IMI, condomínio (se for o caso), reparações, etc como despesas com o investimento. (Não me lembro agora dos termos correctos mas se fores ao anexo F vês lá isso tudo).

2) A menos que a tua morada seja o teu local de trabalho (algo que julgo que tens que declarar nas Finanças, de qualquer forma) não tens hipótese. E mesmo aí não sei muito bem, mas acho que não.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

1) No anexo F declaras a renda que te pagam como rendimento. E as despesas com IMI, condomínio (se for o caso), reparações, etc como despesas com o investimento. (Não me lembro agora dos termos correctos mas se fores ao anexo F vês lá isso tudo).

2) A menos que a tua morada seja o teu local de trabalho (algo que julgo que tens que declarar nas Finanças, de qualquer forma) não tens hipótese. E mesmo aí não sei muito bem, mas acho que não.

obrigado pauloguia.

Em relação a 1) no IRS 2007 coloquei as despesas com condomínio e IMI. Mas não me deu hipotese de colocar o que pago ao banco mensalmente pela casa que arrendo. Teóricamente tenho um rendimento de aluguer mas na prática não o tenho porque vai directo ( e não chega) para a prestação da casa.

Estou a constatar que durante o contrato de 5 anos que fiz com os inquilinos o banco e o estado vão ganhar e eu irei perder :).

um abraço e obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em relação a 1) no IRS 2007 coloquei as despesas com condomínio e IMI. Mas não me deu hipotese de colocar o que pago ao banco mensalmente pela casa que arrendo. Teóricamente tenho um rendimento de aluguer mas na prática não o tenho porque vai directo ( e não chega) para a prestação da casa.

Ahh... mas isso é outra história. No caso dos impostos e despesas, trata-se de custos que tens com o teu negócio (o de arrandar imóveis). Essas despesas têm impacto nos teus lucros e são inerentes ao negócio. Portanto, obviamente, o Estado tem que as levar em conta.

O facto de teres pedido um empréstimo para teres dinheiro para investir já foi uma opção tua.

Aliás, em geral não se pode deduzir as despesas com juros e amortizações de empréstimos. O Estado só dá esse benefício caso se trate de um empréstimo para habitação própria e permanente. E tipicamente, as casas que arrendas a terceiros não se enquadram nessa categoria.

Estou a constatar que durante o contrato de 5 anos que fiz com os inquilinos o banco e o estado vão ganhar e eu irei perder :).

É o que dá não fazer a análise dos ganhos e proveitos antes de se meter num negócio ;)

Raramente é boa política investir com o dinheiro dos outros, a menos que haja boas garantias de retorno do investimento num prazo relativamente curto...

De qualquer forma pensa assim - pelo menos estás a ganhar qualquer coisa. Daqui a 5 anos, se quiseres vender a casa, talvez ganhes mais por ela do que se estivesses a tentar vendê.la hoje. E o empréstimo com o banco não vai durar para sempre ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ahh... mas isso é outra história. No caso dos impostos e despesas, trata-se de custos que tens com o teu negócio (o de arrandar imóveis). Essas despesas têm impacto nos teus lucros e são inerentes ao negócio. Portanto, obviamente, o Estado tem que as levar em conta.

O facto de teres pedido um empréstimo para teres dinheiro para investir já foi uma opção tua.

Aliás, em geral não se pode deduzir as despesas com juros e amortizações de empréstimos. O Estado só dá esse benefício caso se trate de um empréstimo para habitação própria e permanente. E tipicamente, as casas que arrendas a terceiros não se enquadram nessa categoria.

É o que dá não fazer a análise dos ganhos e proveitos antes de se meter num negócio ;)

Raramente é boa política investir com o dinheiro dos outros, a menos que haja boas garantias de retorno do investimento num prazo relativamente curto...

De qualquer forma pensa assim - pelo menos estás a ganhar qualquer coisa. Daqui a 5 anos, se quiseres vender a casa, talvez ganhes mais por ela do que se estivesses a tentar vendê.la hoje. E o empréstimo com o banco não vai durar para sempre ;)

olá bom dia,

A análise foi feita. Tive a casa à venda e não apareceu pessoas realmente interessadas (há um ano e meio atrás). Cheguei à conclusão que se alugasse a 5 anos perderia menos dinheiro do que ficar 1 ano à venda e sem receber nenhum. Mas reconheço que não estava completamente claro sobre as condições/regras do arrendamento urbano quando tomei esta decisão.

muito obrigado e um abraço.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola boa tarde

Estou a fazer o meu irs mas tenho uma duvida será que alguem me pode ajudar?

Eu e o meu namorado vivemos numa casa a renda e pagamos 380€.

O recibo vêm em nome dos dois.

A minha duvida é cada um declara no seu irs?

Onde declarar esse valor?

Espero que alguem me consiga ajudar.

Com os melhores cumprimentos

SBS

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite, tenho uma duvida acerca de onde declarar o valor que paguei da renda como arrendatario,sei que se coloca no anexo F, no quadro 7 e 814. Mas para preencher esse espaço não tenho os dados (Freguesia,tipo, artigo, fracção) só o NIF do senhorio.

E só com o NIF não consigo validar a declação porque da sempre erro.

como me podem ajudar? colocarei esses dados ou n coloco?

obrigada pela atenção,

Cátia

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead