Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
0liveira

Certificados de aforro.

28 publicações neste tópico

Boa tarde

Face a todo o cenário que ultimamente tem vindo a ser noticia nos mais variados meios de comunicação sobre o actual e futuro estado do país, prevejo que iremos mergulhar numa situação bastante delicada, da qual iremos demorar muito tempo a levantar.

Contudo o motivo que me levou abrir este tópico, é os certificados de aforro. Será que caso aconteça uma falência do estado os certificados de aforro vão à "vida" ?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

sim. é uma possibilidade. Tal como acontece com as restantes formas de divida publica (bilhetes do tesouro e obrigações do tesouro) em caso de falência do emissor.

A forma da bancarrota é variável. Pode ser total, parcial ou por desvalorização da moeda (isto implica abandonar o euro primeiro), etc.

para se ter uma noção da dimensão do problema costumo ir acompanhando a evolução do juro da divida publica portuguesa. o gráfico do último ano é bem revelador do caminho que estamos a tomar (obrigações a 10 anos).

portugal_10anos.png

a titulo de curiosidade veja-se a evolução da divida grega (tb para titulos a 10 anos).

grecia_10anos.png

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

não creio em primeiro lugar que seja muito provável uma "falência do Estado" embora o ambiente, neste momento e por causa da especulação financeira, esteja um pouco "pesado".

de qualquer forma os Certificados de Aforro são titulos de divida pública, isto é, são documentos que dizem que o Estado é devedor ao respectivo titular do CA daquela quantia que nele figura: enquanto houver "Estado" ele responde pela dívida.

Outra questão é saber se a paga logo ou se em caso de dificuldade faz uma moratória, ou seja diz aos titulares do CA "eu pago-lhe mas agora só lhe posso pagar X e depois pago-lhe Y..." ou "pago-lhe faseadamente durante x anos" , enfim tudo aquilo que os devedores costumam fazer aos credores respectivos: isso parece-me perfeitamente possível em caso de dificuldades extremas, que estão longe de vir a acontecer.

Outra coisa seria haver, p.ex., uma saída do Euro e uma desvalorização abrupta da nova moeda (escudo): aí o dinheiro continuava a ser teu, só que passava a não valer nada, já temos falado aqui dessa situação - que julgo também estar um pouco longe. Mas isso aplicar-se-ia a tudo, ou seja todo o rendimento do portugueses iria por água abaixo se comparado com o nível anterior (à saída do euro)...

Mas o dinheiro "ir à vida" isso não, de forma nenhuma: para isso seria necessário deixar de haver Estado e passar a haver anarquia o que não é possível evidentemente.

Acho que podes dormir descansado - mas eu aconselho a que não coloques todos os "ovos" no mesmo cesto, evidentemente...!! E isso também se aplica aos CA, que aliás neste momento não estão a render nada que se veja.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde

Antes de mais obrigado pelas respostas lothar_m  e carlos2008

lothar_m : a possibilidade de vir acontecer uma situação de bancarrota cada vez é mais eminente, sobretudo, muito à custa dos especuladores financeiros, que vêm em Portugal a próxima nação "afundar" .

A partir dos gráficos que colocaste podemos concluir que caminhamos a passos largos para o estado lamentável a que a Grécia se encontra. Se repararmos em Setembro e Outubro do ano passado Portugal e Grécia tinham uma divida pública muito idêntica, pouco mais de 4%. Em Novembro a Grécia começou a escalada da sua divida.

Carlos2008 : "Outra questão é saber se a paga logo ou se em caso de dificuldade faz uma moratória, " O Estado é uma "pessoa" de bem e ao mesmo tempo não o é..entendes? Pelo que, no futuro caso haja indicadores de fortes possibilidades de bancarrota, penso que o melhor seja jogar pelo seguro.

" que aliás neste momento não estão a render nada que se veja " Sim, mas os CA que possuo são bastante antigos, pelo que até rendem algumas moedas. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

lothar_m, sabes onde posso obter esse tipo de gráficos com algum tempo e para outros países?

Encontrei um idêntico aos teus (http://1.bp.blogspot.com/_UmkEqMxGhfU/S46R2OSo8JI/AAAAAAAACQU/kqXjgWhkTx4/s400/divida_publica_portuguesa_10_anos.png) sobre os últimos 5 anos mas gostava de fazer mais algumas análises por conta própria...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
a possibilidade de vir acontecer uma situação de bancarrota cada vez é mais eminente, sobretudo, muito à custa dos especuladores financeiros, que vêm em Portugal a próxima nação "afundar" .

A partir dos gráficos que colocaste podemos concluir que caminhamos a passos largos para o estado lamentável a que a Grécia se encontra. Se repararmos em Setembro e Outubro do ano passado Portugal e Grécia tinham uma divida pública muito idêntica, pouco mais de 4%. Em Novembro a Grécia começou a escalada da sua divida.

Infelizmente tenho de partilhar a tua opinião no que toca ao caminharmos a passos largos para o estado lamentável da Grecia. Os fundamentais da economia portuguesa apontam nesse sentido (a par do deficit excessivo, temos também, a divida publica oficial que não pára de subir e se passar os 100% do PIB será talvez o empurrão que vai levar o juro da divida publica aos 7 e 8%).

Tendo em conta as noticias recentes (como o espectáculo de hoje na assembleia da republica) não me surpreenderia se nos próximos meses/ano víssemos o governo português de mão estendida em Berlim a tentar evitar o pior.

Já não concordo tanto quando culpas os "especuladores" pela situação actual. Os responsáveis são outros.  Idem para a teoria do "ataque ao euro" que enche os jornais. Em 2008, quando o euro estava a 1.60 dólares ninguém falava em ataque ao dólar... as moedas flutuam e sendo certo que os USA tb têm graves problemas nas contas publicas, neste momento, as atenções estão viradas para a Europa.

Em todo o caso, será interessante continuar a acompanhar a situação. um dado particularmente interessante de ver seria o fluxo de depósitos para o exterior. No caso da Grécia, nos 3 primeiros meses do ano de 2010, a saída de depósitos para fora do pais subiu muito, apertando ainda mais a corda aos bancos gregos. não tenho acesso a essa informação em PT mas seria interessante ver o histórico.

lothar_m, sabes onde posso obter esse tipo de gráficos com algum tempo e para outros países?

tirei os gráficos do site do bloomberg. para o caso da divida publica portuguesa o ticker é GSPT10YR

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Infelizmente tenho de partilhar a tua opinião no que toca ao caminharmos a passos largos para o estado lamentável da Grecia. Os fundamentais da economia portuguesa apontam nesse sentido (a par do deficit excessivo, temos também, a divida publica oficial que não pára de subir e se passar os 100% do PIB será talvez o empurrão que vai levar o juro da divida publica aos 7 e 8%).

Tendo em conta as noticias recentes (como o espectáculo de hoje na assembleia da republica) não me surpreenderia se nos próximos meses/ano víssemos o governo português de mão estendida em Berlim a tentar evitar o pior.

Já não concordo tanto quando culpas os "especuladores" pela situação actual. Os responsáveis são outros.  Idem para a teoria do "ataque ao euro" que enche os jornais. Em 2008, quando o euro estava a 1.60 dólares ninguém falava em ataque ao dólar... as moedas flutuam e sendo certo que os USA tb têm graves problemas nas contas publicas, neste momento, as atenções estão viradas para a Europa.

Em todo o caso, será interessante continuar a acompanhar a situação. um dado particularmente interessante de ver seria o fluxo de depósitos para o exterior. No caso da Grécia, nos 3 primeiros meses do ano de 2010, a saída de depósitos para fora do pais subiu muito, apertando ainda mais a corda aos bancos gregos. não tenho acesso a essa informação em PT mas seria interessante ver o histórico.

tirei os gráficos do site do bloomberg. para o caso da divida publica portuguesa o ticker é GSPT10YR

Responder #4: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2907.msg25020/topicseen.html#msg25020

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Infelizmente tenho de partilhar a tua opinião no que toca ao caminharmos a passos largos para o estado lamentável da Grecia. Os fundamentais da economia portuguesa apontam nesse sentido (a par do deficit excessivo, temos também, a divida publica oficial que não pára de subir e se passar os 100% do PIB será talvez o empurrão que vai levar o juro da divida publica aos 7 e 8%).

Tendo em conta as noticias recentes (como o espectáculo de hoje na assembleia da republica) não me surpreenderia se nos próximos meses/ano víssemos o governo português de mão estendida em Berlim a tentar evitar o pior.

Já não concordo tanto quando culpas os "especuladores" pela situação actual. Os responsáveis são outros.  Idem para a teoria do "ataque ao euro" que enche os jornais. Em 2008, quando o euro estava a 1.60 dólares ninguém falava em ataque ao dólar... as moedas flutuam e sendo certo que os USA tb têm graves problemas nas contas publicas, neste momento, as atenções estão viradas para a Europa.

Em todo o caso, será interessante continuar a acompanhar a situação. um dado particularmente interessante de ver seria o fluxo de depósitos para o exterior. No caso da Grécia, nos 3 primeiros meses do ano de 2010, a saída de depósitos para fora do pais subiu muito, apertando ainda mais a corda aos bancos gregos. não tenho acesso a essa informação em PT mas seria interessante ver o histórico.

tirei os gráficos do site do bloomberg. para o caso da divida publica portuguesa o ticker é GSPT10YR

Sim, tens razão. Quando disse muito à custa dos especuladores financeiros, queria realçar a importância que estes têm tido no agravamento da situação nestes últimos dias e não, como é óbvio, no decorrente de toda esta situação que vivemos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Independentemente de o estado vir a falir ou não , os certificados de aforro são talvez o pior investimento no momento.È a forma moderna de guardar dinheiro embaixo do colchão.

Tem outras opções sem risco e mais rentáveis.

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Independentemente de o estado vir a falir ou não , os certificados de aforro são talvez o pior investimento no momento.È a forma moderna de guardar dinheiro embaixo do colchão.

Tem outras opções sem risco e mais rentáveis.

Speedbird

Bem dito. no entanto fica a ressalva que:

i) o colchão não te vai diminuir a remuneração do investimento com efeitos retroactivos;

ii) o colchão não te vai ficar com o guito (via inflacção ou por confiscação directa), se a coisa der para o torto.

já no caso dos certificados não se pode dizer o mesmo com tantas certezas...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho a maioria das minhas poupanças em CA da série B, acham que devo manter ou aplicar noutro produto?

Com todos estas ameaças da bancarrota qual seria o melhor "local" para guardar o dinheiro?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Nick Tio Patinhas fica-lhe bem .

Ter CA´s é quase como ter o dinheiro em um cofre guardado em casa.

Abraço,

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho a maioria das minhas poupanças em CA da série B, acham que devo manter ou aplicar noutro produto?

Com todos estas ameaças da bancarrota qual seria o melhor "local" para guardar o dinheiro?

Se o teu medo é o da bancarrota do Estado, então o melhor local é garantidamente no estrangeiro ;)

Pessoalmente acho que não é provável que venha a acontecer mas também acho que fazes bem em não ter as tuas poupanças todas no mesmo lugar...

De qualquer forma, não sei quanto te estão a render neste momento os CAs mas a ideia que tenho é que não é difícil arranjar simples depósitos a prazo que rendam mais...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se o teu medo é o da bancarrota do Estado, então o melhor local é garantidamente no estrangeiro ;)

Pessoalmente acho que não é provável que venha a acontecer mas também acho que fazes bem em não ter as tuas poupanças todas no mesmo lugar...

De qualquer forma, não sei quanto te estão a render neste momento os CAs mas a ideia que tenho é que não é difícil arranjar simples depósitos a prazo que rendam mais...

Como os meus certificados têm uns anos rendem mais do que qualquer depósito a prazo.

Claro que tenho medo da bancarrota, pois não roubei o dinheiro a ninguém e não quero ser roubado pelo estado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No caso de uma hipotetica bancarrota, o dinheiro depositado em bancos estrangeiros, com sucrucais em Portugal e garantido pelo fundo de garantia do respectivo país, fica salvaguardado?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

Independentemente de o estado vir a falir ou não , os certificados de aforro são talvez o pior investimento no momento.È a forma moderna de guardar dinheiro embaixo do colchão.

Tem outras opções sem risco e mais rentáveis.

Speedbird

Os CA têm bastantes anos, pelo que rendem mais que qualquer aplicação aprazo que as instituições bancarias oferecem de momento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os CA têm bastantes anos, pelo que rendem mais que qualquer aplicação a prazo que as instituições bancarias oferecem de momento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Descobri à pouco tempo que tenho 200 unidade de CA nos CTT desde 1995 de categoria B.

Vale a pena levantar aquilo? não q o dinheiro me faça falta mas sendo tão pouco terei de esperar mais 15 anos para aquilo voltar a dobrar, e aí secalhar o valor resultante não dará para comprar uma pastilha...

Dá para reforçar os CA?

é um tipo de produto financeiro o qual nunca me levantou muito interesse, principalmente agora que o rendimento tem sido um absurdo.

Não percebo pq é q o estado emite divida publica ao estrangeiro a valores de 6% e mais e não emite internamente ? não sei se estou a falar algo de estúpido mas penso que podiam criar um produto com rentabilidade 6% estilo CA com emissão a 10 anos. assim escusavam de hipotecar Portugal às mãos estrangeiras.

Ps: se disse algo de absolutamente errado, corrijam-me pois estou a falar um pouco sem conhecimento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É pá como é que se descobre essas coisas?  :D :D :D :D :D

Se não precisas deles e não tens nenhum investimento rentável, deixa estar, pois está a render-te muito mais que qualquer depósito a prazo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não percebo pq é q o estado emite divida publica ao estrangeiro a valores de 6% e mais e não emite internamente ? não sei se estou a falar algo de estúpido mas penso que podiam criar um produto com rentabilidade 6% estilo CA com emissão a 10 anos. assim escusavam de hipotecar Portugal às mãos estrangeiras.

Foi mais ou menos a 3ª resolução que saiu do conselho de ministros da semana passada: http://www.portugal.gov.pt/pt/GC18/Governo/ConselhoMinistros/ComunicadosCM/Pages/20100520.aspx

De acordo com o que tenho lido acho que o principal problema em se fiar somente nisto é o do volume: normalmente as operações de emissão de dívida são às centenas de milhão ou mesmo milhar de milhão de cada vez - não é fácil encontrar muita gente que tenha possibilidade de investir uns milhares de euros durante uns anos neste tipo de produtos, quanto mais reunir volumes desta ordem de grandeza...

Mas, para mim, que o principal problema é o facto de eles terem descredibilizado completamente os certificados de aforro há uns anos atrás ao mexer nas regras a meio do jogo, alterando as regras não só da nova série, mas também da que já estava em comercialização e que algumas pessoas já tinham comprado com determinadas expectativas...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É pá como é que se descobre essas coisas?  :D :D :D :D :D

Se não precisas deles e não tens nenhum investimento rentável, deixa estar, pois está a render-te muito mais que qualquer depósito a prazo.

Foram os meus Santos pais que lembraram-se de me criar um CA para mim quando eu ainda era novo...e agora vieram-me dizer.

estas 200 unidades valem agora perto de 1000€...vou mesmo lá deixa-los para um dia em que esteja aflito...se desse para reforçar é que era!

mas isso não é possível pois não?

Obrigado pelo esclarecimento Pauloaguia, já desconfiava disso, os valores dessas emissões são sempre aos Mil Milhões para cima por isso faz sentido que os entreguem a quem tenha muito dinheiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...

Foram os meus Santos pais que lembraram-se de me criar um CA para mim quando eu ainda era novo...e agora vieram-me dizer.

estas 200 unidades valem agora perto de 1000€...vou mesmo lá deixa-los para um dia em que esteja aflito...se desse para reforçar é que era!

mas isso não é possível pois não?

...

Depende. Creio que há bancos que admitem reforços e a grande maioria não. Só mesmo questionando a entidade onde tem esses CA!...  ;)

Li algures que é provável que o governo venha a lançar qualquer coisa do género para o mercado português. É uma questão de estar com atenção!...  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...se desse para reforçar é que era!

mas isso não é possível pois não?

Não, não dá para reforçar, se quiseres mais tens que comprar novos certificados a começar do 0 (zero), completamente independentes desse que tens.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depende. Creio que há bancos que admitem reforços e a grande maioria não. Só mesmo questionando a entidade onde tem esses CA!...  ;)

Os certificados de aforro não eram só nos CTT ???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Os certificados de aforro não eram só nos CTT ???

Creio que também se podem obter online, isto é, já não são exclusivos apenas dos CTT, mas posso estar equivocado! Como há por ai vários bancos online, dai que me pareceu que os bancos também comercializassem estes produtos!...  :-\

Deixo aqui estas informações que podem interessar a quem gosta de investir neste tipo de produtos/fundos/certificados/bilhetes ou o que queiram designar:

1. Estado emite 500 milhões em Bilhetes do Tesouro

Leilão de dívida pública com maturidade de três meses vai realizar-se a 02 de Junho pelas 10h30

O Estado vai pôr a leilão Bilhetes do Tesouro com maturidade em Setembro de 2010 num montante indicativo de 500 milhões de euros. O leilão vai realizar-se no próximo 02 de Junho, às 10h30, informa o Instituto de Gestão da Tesouraria e do Crédito Público (IGCP).

O último leilão realizado, de Bilhetes do Tesouro com maturidade de nove meses, o Estado pagou um juro médio de emissão de 2,443%, abaixo da colocação semelhante imediatamente anterior. O Estado tem pago taxas ponderadas historicamente elevadas para colocação de dívida soberana no mercado.

Os juros da dívida da República portuguesa estão esta quinta-feira a subir. As yields das Obrigações do Tesouro a 10 anos fixam nos 4,782%, praticamente o dobro das yields alemãs.

Já o prémio exigido pelos investidores para comprarem dívida portuguesa em vez da alemã, considerada a mais segura da Europa, está nos 150,2 pontos base, mantendo-se estável em relação ao dia de ontem.

2. Certificados do tesouro à venda para particulares em Julho

“(…) Os Certificados do Tesouro (CT) são, assim, instrumentos representativos de dívida pública cuja remuneração tem por referência a das Obrigações de Tesouro (OT), para períodos de permanência iguais ou superiores a 5 anos, ou a dos Bilhetes do Tesouro (BT) ou Euribor a 12 meses, para períodos de permanência inferiores. (…)”

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0