jcnunes

Soluções para crédito habitação que não passem pela extensão do prazo

11 publicações neste tópico

Olá a todos,

Em Fev/07 dei um passo arriscado (cuja a actual conjuntura/tendência da crise económica na UE e EUA parece revelar como tendo sido suicida).

Contratei um empréstimo habitação por um prazo de praticamente 48 anos, para um capital de EUR 125.000,00. O spread é de 0.50%, sendo que para tal fui obrigado a ter 7 produtos (sendo que este último ponto até é aquele que considero menos preocupante).

O banco foi o BCP.

O indexante considerado é a EURIBOR a 3 meses.

Desde Fev/07 até hoje, a prestação subiu de cerca de EUR 510 até aos actuais EUR 604, que serão com certeza actualizados para cima na próxima actualização de Set/08, apesar do efeito do ajuste de 365 para 360 dias a utilizar no cálculo da taxa.

Preocupa-me também o facto destes constantes incrementos na EURIBOR implicar uma diminuição significativa da "fatia" da prestação que é destinada a abater o capital em dívida, bem como o óbvio aumento do valor total a pagar até ao final do empréstimo (capital + juros).

É óbvio que quando contratei o empréstimo não planeava mantê-lo durante os 48 anos, mas sim no médio/longo prazo poder amortizar capital em dívida. No entanto, o que me preocupa neste momento é o efeito precisamente no médio/longo de uma eventual continuação da escalada da EURIBOR sobre as minhas possibilidades de poder sustentar o pagamento das prestações mensais.

Estou por isso aberto a sugestões para poder encarar uma eventual manutenção do cenário de subida  da EURIBOR, já que não estou em condições de utilizar a famosa arma da "extensão do prazo do empréstimo", nem mesmo podendo recorrer a esta isso seria uma medida favorável.

Será que uma renegociação do spread será possível no meu caso? Presumo que o efeito seria reduzido, pelo que gostaria de receber ainda mais algumas sugestões.

A fixação da prestação será solução? Se sim têm ideia de que valor poderíamos estar a falar no meu caso?

Muito agradeço e aguardo os vossos comentários, para que possa desde já começar a planear algumas soluções antes que seja tarde demais. Podem deixar aqui ou poderemos conversar por email jcnunes@gmail.com

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

jcnunes  :)

Podes dar-nos mais pormenores sobre o empréstimo, nomeadamente, valor de aquisição, valor da avaliação e que produtos contrataste?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Valor de aquisição foi de 140.000 e valor de avaliação penso que foi de 160.000.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

jcnunes :)

Qual é o valor da divida neste momento?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

pouco mais  de 124.000

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Aproveita também para perguntar no teu banco em quanto ficaria ficar a taxa e qual a que seria aplicada. E não te esqueças de pedir também este mesmo cenário quando fizeres as simulações noutros bancos, como sugeriu o hsfarao.

Se acabar por ficar mais caro (provável) precisas de perguntar até quanto estás disposto a pagar pela segurança de ter uma prestação estável.

Há ainda um outro pormenor - o limite de penalização por amortização antecipada num empréstimo a taxa variável é de 0,5%, mas se a taxa for fixa, essa penalização pode ir até 2% do valor amortizado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

jcnunes

O rácio Valor Financiamento/Garantia, no principio do empréstimo era 125.000/160.000=0,78125, neste momento é 124.000/160.000=0,775, não alterou muito.

Acho um exagero a exigência de 7 produtos :o.

Como já sugeriram vai a outros bancos pedir uma simulação para transferência de crédito.

Em seguida vai renegociar o Spread ao teu banco. Com as simulações na mão, às vezes é mais fácil renegociar.

Mas atenção aos custos de renegociação, pelo menos está no preçário do BCP. Aqui: http://www.millenniumbcp.pt/ajuda/chabitacao/precario/index.jhtml

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quase de certeza que não te baixarão o spread, visto que está num patamar considerado por eles como muito perto do limite.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

jcnunes :)

Quando não se quer, ou não se pode alargar mais o prazo e não se tem poder para renegociar o SPREAD, a única coisa a fazer, penso eu, é amortizar um pouco o crédito, só assim se consegue baixar a prestação.

De qualquer das maneiras, pode parecer dificil baixarem o SPREAD, mas não é impossível. Não custa nada tentar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenta comparar com outros bancos e se for mais vantajoso, transferir o crédito para outro. Atenção, vê se o BCP cobra comissões por isso.

Taxa fixa pode ser bom se não pretenderes amortizar muito capital ao longo do empréstimo.

E se a prestação está assim tão alta para o teu orçamento mensal, já consideraste uma opção radical: vender a casa, amortizar o empréstimo e comprar uma casa mais barata. Que se calhar é o que devias ter feito no início, sem me querer meter na tua vida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor