Eurico, o presbítero

Será a melhor altura para sair do Fundo BPI Portugal [acções]?

22 publicações neste tópico

Amigos,

Em 2007, apliquei uma boa maquia neste fundo de acções do BPI (BPI Portugal).

Acontece que ele se desvalorizou fortemente. Desde essa altura perdeu cerca de 30% do seu valor.

Infelizmente, não saí na altura devida e estou a "arder" q.b..

Já cansei de esperar pela "recuperação"... Estou mês após mês à espera que este fundo (e o mercado de acções português) recupere(m), mas ... nunca mais!

Daí que eu venha perguntar: será que devo sair deste fundo?

Sei que agora é tarde (o "rombo", doloroso, já está feito) mas... não valerá a pena sair, em definitivo, deste fundo, assumir os (grossos) prejuízos, e avançar para outro produto que me dê outras garantias de rendibilidade?

Já agora, que produto sugerem?

Aguardo pelas vossas opiniões. Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Amigos,

Em 2007, apliquei uma boa maquia neste fundo de acções do BPI (BPI Portugal).

Acontece que ele se desvalorizou fortemente. Desde essa altura perdeu cerca de 30% do seu valor.

Infelizmente, não saí na altura devida e estou a "arder" q.b..

Já cansei de esperar pela "recuperação"... Estou mês após mês à espera que este fundo (e o mercado de acções português) recupere(m), mas ... nunca mais!

Daí que eu venha perguntar: será que devo sair deste fundo?

Sei que agora é tarde (o "rombo", doloroso, já está feito) mas... não valerá a pena sair, em definitivo, deste fundo, assumir os (grossos) prejuízos, e avançar para outro produto que me dê outras garantias de rendibilidade?

Já agora, que produto sugerem?

Aguardo pelas vossas opiniões. Obrigado.

Olha, quem regressou!...

Deixo aqui uma sugestão de investimento alternativo!...  ;)

Um dos antigos presidentes do Sporting investe imenso nessa fatia de negócio!...

Encontra muito sobre o assunto neste link: http://www.vinoinvest.eu/index.php?lang=pt

Cumps

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu  tb estava no BPI Portugal e saí bastante antes , mas ainda com perdas.Tive perdas de 6%.

Eu se fosse vc assumiria as perdas e investiria no Brasil ou em obrigações de alto rendimento , que tem menos risco e boas rentabilidades.Talvez neste momento em que os mercados estão a atingir máximos fosse uma boa opção.

Na verdade o ideal é diversificar para que as perdas de um fundo não façam mossa na carteira.

Aliás se vc não tem muitos conheçimentos de mercado e ou tempo para acompanhá-los sugiro o FUND ADVISOR, um serviço do Banco BIG que lhe diz onde investir consoante o seu perfil de risco.

Quanto aos vinhos que o colega sugeriu , para mim isso é como aquilo dos selos que dão muito dinheiro , até o dia que o resultado é uma escandaleira.Simplesmente não é possível que os vinhos valorizem assim tanto.Senão poderia até dizer que os vinhos valorizam como o ouro , o que não é verdade.

Fique no mercado que esse sim ,estará aí por muitos anos.

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desde já agradeço os comentários (e a piada enóloga...).

Os Fundos baseados no mercado brasileiro, de facto, são uma tentação. Receio apenas estar a entrar tarde de mais! Penso que neste mercado as principais valorizações já ocorreram e agora a "bolha" pode rebentar... Também me falaram de fundos baseados na Rússia, que têm tido valorizações astronómicas de ... 150%! mas não sou doido ao ponto de entrar nesta especulação.

Continuo a analisar o mercado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O mercado está com tendencia claramente bull , mas uma correção pode estar próxima. Neste momento é melhor resgatar o fundo que tem e esperar pela poxima correção(que pode ter começado hoje). È de acompanhar como os mercados se comportam nos próximos dias e entrar.

Os fundos Brasil e Rússia são bons , mas não para ter todo o seu dinheiro neles.São mais uma opção para diversificar.

Speedbird

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, vou resgatar o fundo de acções BPI Portugal, assumir o prejuízo que tive (que não foi pequeno), e avançar para outro investimento.

Infelizmente, os Centros Financeiros do BPI aqui em Lisboa não têm grandes produtos para oferecer. Só apresentam fundos do próprio banco, o que limita bastante as opções do investidor.

Falaram-me do BPI AMÉRICA, do BPI BRASIL e do BPI AFRICA como sendo os mais promissores. Apresentaram também um produto de obrigações designado BPI FARMACÊUTICAS 2010-13 (que tem 2 versões) indexado a um cabaz de 5 acções de empresas daquele sector (Novartis, Roche, Glaxo, Aventis e Merck). Ainda vou ter de estudar este produto...

Qual é a vossa opinião sobre estas aplicações? Valerão a pena?

Francamente, eu gostava de permanecer com uma carteira no BPI, mas vendo a escassez/"pobreza" das propostas que me apresentaram, talvez me decida por mudar de banco. Já sou cliente do Best e do Big... Numa estratégia de diversificação bancária, recomendam-me outro banco onde possa aplicar o meu "pé de meia"?

Agradeço sugestões.

Eurico

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olha, quem regressou!...

Deixo aqui uma sugestão de investimento alternativo!...  ;)

Cumps

Priscila, vai depressa avisar o Cliff Richard e o Roquete que estão a investir numa piada enóloga semelhante aos "selos" e eles não sabem o que fazem!...  >:(

Em relação ao mercado, basta ver os principais indices bolsistas e observar a tendência decrescente das acções em geral.

Se os "advisores" das diversas instituições dizem que não, verifica-se o contrário facilmente no investimento que efectuou e do qual já não vai recuperar o que lá investiu, então força ai!...  :-X

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Respeito plenamente a opinião do nosso colega JRibeiro. Apenas não me sinto inclinado a investir neste tipo de produto ligado ao vinho.

No que concerne ao meu caso específico, sim, tive uma péssima experiência com este fundo de acções BPI Portugal porque, mal aconselhado, entrei num período de "bolha" (Agosto de 2007) e não saí (quando devia ter saído) quando o fundo desceu a pique. Mas esta minha "má experiência" na área das acções, felizmente, limitou-se apenas a este fundo. Tenho aplicações noutros bancos (Big, Best e Bes) com desempenhos muito, muito bons! Portanto o "mal" não estará nas acções em si, mas sim na escolha/selecção/gestão que se faz das respectivas carteiras. Daí a importância em termos um bom aconselhamento. É isso que procuro num (bom) banco de investimento, é isso que procuro aqui com o vosso aconselhamento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também investi nesse fundo desde 2006, e não vou resgatar, aliás, eu até reforcei em 2008  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu também investi nesse fundo desde 2006, e não vou resgatar, aliás, eu até reforcei em 2008  ;D

Não sei a que preços adquiriu as unidades de participação do fundo. No meu caso, fi-lo em Agosto de 2007 e o meu prejuízo é muito considerável (>30%).

Em termos de um horizonte de 1 ou 2 anos, todos os analistas com quem falei disseram-me que, a haver recuperação económica, Portugal será sempre um dos últimos países/mercados onde ocorrerá.

Daí terem-me aconselhado - até no próprio BPI - a sair do fundo (mesmo assumindo o grosso prejuízo) e aplicar o capital, de forma diversificada, em 3 ou 4 fundos com exposição nos mercados americano, alemão/francês, oriente/China e Brasil/México.

É exactamente isso que vou fazer, mal seja creditada na minha conta o resgate deste malfadado BPI acções portugal.

Se me é permitido dizê-lo, aconselho-o a fazer o mesmo ... mas o amigo é que sabe.

Eurico

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

  Eurico, não estarás a exagerar numa posição tão radical?

  pensando bem, desde 2007 até agora já recuperaste boa parte da perda e as ultimas semanas têm sido de algum retorno...

  aliás, esse fundo é recomendado (ainda) pela Deco proteste, nas suas carteiras-modelo de fundos de investimento...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

  Eurico, não estarás a exagerar numa posição tão radical?

  pensando bem, desde 2007 até agora já recuperaste boa parte da perda e as ultimas semanas têm sido de algum retorno...

  aliás, esse fundo é recomendado (ainda) pela Deco proteste, nas suas carteiras-modelo de fundos de investimento...

Boas...

Tudo bem, o Fundo até teve desvalorizações devido à conjuntura, mas um Fundo deste tipo deve ser visto numa óptica de médio e longo prazo, por exemplo 10 anos...

Não devias de pensar duas vezes antes de assumir as perdas???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

 Eurico, não estarás a exagerar numa posição tão radical?

 pensando bem, desde 2007 até agora já recuperaste boa parte da perda e as ultimas semanas têm sido de algum retorno...

 aliás, esse fundo é recomendado (ainda) pela Deco proteste, nas suas carteiras-modelo de fundos de investimento...

Não percebi este comentário.

Estar "a exagerar numa posição tão radical"? Qual posição? De resgatar o fundo?

A minha posição neste fundo está com uma depreciação de 32,75%. Para si, não é "trambulhão" suficiente para pensar em resgatar este fundo? Não percebo...

Depois diz que nas "ultimas semanas têm sido de algum retorno"... O senhor sabe o que está a dizer? Eu, de 2 em 2 dias, colho os valores das cotações e estabeleço um gráfico. Este fundo atinguiu 2 pálidos "máximos" a 20 de Outubro de 2009 e a 11 de Janeiro deste ano. Ao longo dos meses de Fevereiro, Março e neste mês de Abril, o fundo tem registado oscilações quase imperceptíveis, permanecendo praticamente estagnado.

Convém que saibamos do que estamos a falar, para não estarmos a fazer afirmações destituidas de aderência à realidade.

Eurico

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas...

Tudo bem, o Fundo até teve desvalorizações devido à conjuntura, mas um Fundo deste tipo deve ser visto numa óptica de médio e longo prazo, por exemplo 10 anos...

Não devias de pensar duas vezes antes de assumir as perdas???

O horizonte de uma aplicação num fundo de acções não são os 10 anos de que fala. Aliás, nem sei onde foi buscar esse número ... . É comummente aceite que uma aplicação deste tipo tem uma "janela de avaliação" de 3 a 5 anos. É o próprio "folheto" do produto (tenho-o aqui comigo) que o refere. Portanto, é perfeitamente tempo de eu fazer um juízo e tomar decisões sobre esta aplicação. Claro, posso esperar pelas "calendas gregas" para me decidir ... esperar 10, 15, 20 anos ... mas, sejamos realistas, não é isso que penso ser o mais correcto e do meu interesse.

Desculpe a ironia, mas a pensar assim, ainda estaria no Banco Privado Português (BPP) à espera de um futuro auspicioso lá para ... 2020 ou 2030! Nos investimentos, caro amigo, não seja inocente... Olhe que os "homens do capital" comem-no vivo e às suas poupanças. Não adormeça, à espera do "pro ano é que sim, pró ano é que vai dar", enquanto soma prejuízos e delapida a sua carteira.

Esta má experiência - felizmente, a única! - serviu-me de exemplo!

Com uma depreciação de + de 30%, eu tenho é de pôr "pés ao caminho" e fazer algo para recuperar as perdas. Permanecer neste produto não me dá qualquer garantia que isso venha a acontecer num futuro próximo. É essa a opinião que aliás recolhi de vários analistas. Até dos especialistas do próprio BPI que foram os primeiros, diga-se em abono da verdade, a reconhecerem a má performance do produto e a sugerirem-me a sua substituição por outros. A recuperação, a dar-se (??), não irá ter início na economia portuguesa (evidentemente!), portanto, há que fazer aplicações, precisamente, naquelas economias que perspectivem uma resposta mais rápida ao crescimento.

Como disse, a semana que passou, tive 3 entrevistas em outros tantos bancos. As análises que me transmitiram foram todas coincidentes: muita precaução nos investimentos, tipo perfil conservador/moderado, mas todos me garantiram que era possível, sem correr riscos por aí além, conseguir rendibilidades da minha carteira na ordem dos 10 a 12%. No ActivoBank, no Saldanha, falei longamente com 2 "personal advisers" que vão trabalhar numa carteira, para me apresentarem, que busca objectivos até superiores, isto se a conjuntura se mantiver. Tudo sem correr riscos desnecessários.

Como vêem, já me deixei de amadorismos (que só me trouxeram prejuízos). Agora confio os meus investimentos aos especialistas - de forma diversificada (vou espalhar o meu "pé de meia" por 5 bancos) - e exijo-lhes resultados! De outra forma, tiro de lá o dinheiro e coloco-o noutro banco!

Agora é assim. Exijo eficiência!...

Eurico

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O horizonte de uma aplicação num fundo de acções não são os 10 anos de que fala. Aliás, nem sei onde foi buscar esse número ... . É comummente aceite que uma aplicação deste tipo tem uma "janela de avaliação" de 3 a 5 anos. É o próprio "folheto" do produto (tenho-o aqui comigo) que o refere. Portanto, é perfeitamente tempo de eu fazer um juízo e tomar decisões sobre esta aplicação. Claro, posso esperar pelas "calendas gregas" para me decidir ... esperar 10, 15, 20 anos ... mas, sejamos realistas, não é isso que penso ser o mais correcto e do meu interesse.

Desculpe a ironia, mas a pensar assim, ainda estaria no Banco Privado Português (BPP) à espera de um futuro auspicioso lá para ... 2020 ou 2030! Nos investimentos, caro amigo, não seja inocente... Olhe que os "homens do capital" comem-no vivo e às suas poupanças. Não adormeça, à espera do "pro ano é que sim, pró ano é que vai dar", enquanto soma prejuízos e delapida a sua carteira.

Esta má experiência - felizmente, a única! - serviu-me de exemplo!

Com uma depreciação de + de 30%, eu tenho é de pôr "pés ao caminho" e fazer algo para recuperar as perdas. Permanecer neste produto não me dá qualquer garantia que isso venha a acontecer num futuro próximo. É essa a opinião que aliás recolhi de vários analistas. Até dos especialistas do próprio BPI que foram os primeiros, diga-se em abono da verdade, a reconhecerem a má performance do produto e a sugerirem-me a sua substituição por outros. A recuperação, a dar-se (??), não irá ter início na economia portuguesa (evidentemente!), portanto, há que fazer aplicações, precisamente, naquelas economias que perspectivem uma resposta mais rápida ao crescimento.

Como disse, a semana que passou, tive 3 entrevistas em outros tantos bancos. As análises que me transmitiram foram todas coincidentes: muita precaução nos investimentos, tipo perfil conservador/moderado, mas todos me garantiram que era possível, sem correr riscos por aí além, conseguir rendibilidades da minha carteira na ordem dos 10 a 12%. No ActivoBank, no Saldanha, falei longamente com 2 "personal advisers" que vão trabalhar numa carteira, para me apresentarem, que busca objectivos até superiores, isto se a conjuntura se mantiver. Tudo sem correr riscos desnecessários.

Como vêem, já me deixei de amadorismos (que só me trouxeram prejuízos). Agora confio os meus investimentos aos especialistas - de forma diversificada (vou espalhar o meu "pé de meia" por 5 bancos) - e exijo-lhes resultados! De outra forma, tiro de lá o dinheiro e coloco-o noutro banco!

Agora é assim. Exijo eficiência!...

Eurico

Peço desculpa se não interpretou correctamente a minha opinião...

Os 10 anos a que me refiro, tem haver com a diluição média do risco da carteira do fundo, como também, existe essa média, de 30 anos, para os investimentos em acções...

Pelo que consigo apurar trata-se de um montante considerável, e pelo discurso que colocou, penso, a tom de ironia, porque colocou tal montante em um só produto?

Espero que as carteiras de investimento que lhe aconselham sejam realmente carteiras, com vários produtos, capazes de diversificar o risco e prever diversas fases do ciclo de rentabilidades.

No entanto, quanto ao perfil de risco, não é o mercado que estipula tal perfil, logo, pode optar por ser mais conservador, mas outra pessoa qualquer pode decidir arriscar...

Os personal Advisers conseguem detectar o perfil de investimento em poucos minutos e dai criar a carteira mais adequada ao seu perfil...Bem como o discurso...

Se lá chegou a contar a sua experiência com o BPI, é óbvio que não lhe vão propor produtos arriscados... Não Acha... De igual modo, se a reunião começou abordando, a experiência de investimentos ou potencial de rentabilidade, deve ter havido algo que determinou o seu perfil de investidor...

Bem, tanto faz, espero que consigam devolver a rentabilidade de 12% ao ano conforme prometido...

Cumprimentos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Meu caro amigo Jdrbastos, não deve ter lá grande experiência nestes domínios...

Diz que: "Os personal Advisers conseguem detectar o perfil de investimento em poucos minutos..."

"Detectar"?? O investidor é que diz o que pretende! Por isso tem de assinar, agora, aquela papelada toda da assunção do risco, logo aquando da adesão.

Rendibilidade e risco são directamente proporcionais. Em todas as reuniões que tenho tido nos centros de investimento, os "advisers" começam por fazer uma exposição (muito bem preparadas, diga-se, em datashow) do estado actual dos mercados e as expectativas da sua evolução. Podem dar opiniões alicerçadas nas análises de mercado, aconselhar produtos para cada um dos cenários definidos. Contudo, é o investidor que define o risco que aceita correr no seu investimento. O "adviser" não "detecta" nada, meu caro amigo...

O que o amigo fala pode acontecer nos balcões da banca de retalho, mas, garanto-lhe, não é o que se passa no "private banking". Pelo menos, não é essa a minha experiência nem de amigos.

Eu, aliás, nesses "breafings" eu até intervenho muito pouco. Gosto mais de ouvir... E tenho outra regra. Nunca decido nada no momento! Levo para casa os dossiês, analiso-os, escrutino-os com amigos e através da net, e quando decido procuro fazê-lo conscientemente, após boa análise. Depois, mais tarde, eles vêm as meu gabinete de trabalho e assinamos os papeis. Não sou dado a precipitações...

Este (des)investimento no BPI Portugal, como já disse aqui, é de 2007 e realizado num outro contexto, fora dos bancos de investimento, daí o péssimo resultado. Felizmente virei essa página...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas...

Peço desculpa mais uma vez... Mas a sua interpretação leva sempre a domínios confusos...

Relativamente à experiência... Não me compete discutir isso aqui no fórum... Até porque o fórum, entendo eu, serve para ajudar-nos uns aos outros.... Logo, se não é o seu caso, desculpe mais uma vez...

No entanto, se possui, tantos analistas a "trabalhar para si" e sabe tudo sobre investimentos, o que procura então?

Para finalizar, não pretendo, esclarecer nem decidir sobre o que deve ou não deve fazer com o seu dinheiro, nem o Sr Eurico, sabe a minha posição pessoal, profissional ou financeira, para devolver opiniões sobre o assunto.

Encerro a minha participação neste tópico independentemente da resposta que devolver, porque não quero participar neste jogo...

Obrigado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sr Bastos. Vim aqui apenas para trocar opiniões e experiências.

Se levou a mal algum dos meus comentários, peço desculpa. Foi sem intenção.

Eu também, com esta mensagem, encerro a minha participação neste site.

Desejo a todos as maiores felicidades.

Eurico

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Interessante! 1º são pedidas opiniões e experiências, mas depois se não estiverem de acordo com a Sua opinião....ai, ai, que a polidez desaparece!

Sr Bastos.

......

Eu também, com esta mensagem, encerro a minha participação neste site.

Desejo a todos as maiores felicidades.

Eurico

Onde é que eu já li isto? Terá sido por aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1944.msg18298.html#msg18298

Afinal, há mesmo quem tenha memória curta  :o

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em relação ao mercado das acções/de valores, deixo aqui uma história que o CFinanceiro colocou ainda não há muito tempo num outro tópico, sobre o dito funcionamento do mesmo!

Aqui fica a transcrição (Os Burros, o Mercado de Acções e a Crise):

"Uma vez, num pequeno e distante vilarejo, apareceu um homem anunciando que compraria burros por € 10,00 cada. Como havia muitos burros na região, os aldeões iniciaram a caçada. O homem comprou centenas de burros a € 10,00 e, como os aldeões diminuíram o esforço na caça, o homem anunciou que pagaria € 20,00 por cada burro.

Os aldeões foram novamente à caça, mas logo os burros foram escasseando e os aldeões desistiram da busca. A oferta aumentou então para € 25,00 e a quantidade de burros ficou tão reduzida que já não havia mais interesse em caçá-los. O homem então anunciou que compraria cada burro por € 50,00! Mas, como iria à cidade grande, deixaria o seu assistente a cuidar da compra dos burros.

Na ausência do homem, o seu assistente propôs aos aldeões: "Lembram-se dos burros que o homem vos comprou? Eu posso vendê-los a vocês a € 35,00 cada. Quando o homem voltar da cidade, vocês vendem-nos a ele pelos € 50,00 que ofereceu e ganham uma boa massa.

Os aldeões pegaram em suas economias e compraram todos os burros ao assistente. Os dias passaram e eles nunca mais viram nem o homem nem o seu assistente, apenas burros por todos os lados."

Admiram-se que as bolsas de valores criem crises mundiais?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O "problema" foi o timing da entrada no fundo, mas lá está, nunca se deve apostar tudo em apenas um fundo, tem-se de diversificar como é obvio, quanto ao sair do fundo, eu não vou sair, como disse reforcei em 2008, não porque estava a subir, mas exactamente pelo contrario  :D chamem-me louco hehe, mas temos de ser objectivos numa coisa, se forem ver a rentabilidade deste fundo a 1 ano..."só" está a dar 29%, portanto como diz o radical não está a perder tudo Eurico, mas se quer diversificar o investimento faz muito bem, aliás, era o que deveria ter feito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead