Nuno Rodrigues

Crédito Habitação

26 publicações neste tópico

Boa Noite,

Eu comprei uma habitação em 2005, para qual pedi nessa data um cédito de 80.000,00€, no entanto agora como tenho de ir trabalhar para uma cidade distante, não tenho qualquer interesse em continuar com a casa, como solução o meu Pai está disposto a assumir o valor em divida no valor de 73.000,00€ ( + ou -) e ficar com a habitação. A minha dúvida é como poderei fazer esta cedência sem ter que depois pagar o valor "mais valias" ( penso que é assim que se chama o valor que pagamos ás finanças por um bem). Existe alguma forma de o fazer sem ter de pagar este valor ás finanças, uma vez que não irei obter dividendos? O que pretendo é apenas "livrar-me da divida" e como o meu Pai tem interesse na habitação seria o ideal...

Antecipadamente,

Obrigado.

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Podes sempre vender a casa ao teu pai por um valor baixo ou doá-la - ao não fazer lucro com ela não tens mais-valias... Se um dia o teu pai quiser vender a casa é que vai ter mais-valias mais altas...

Agora do que não se livram, mesmo em caso de doação, é do imposto de selo - 0,8% do valor da casa: http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/60/6015/index.jhtml

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia,

Desde já agradeço a ajuda, no entanto tenho a seguinte dúvida, como tenho ainda a decorrer o crédito, posso fazer a doação ao meu Pai? E o que acontece ao crédito que tenho? O que eu precisava era de uma solução que me permita livrar-me da casa e do crédito sem pagar mais valia.

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

O Banco terá que fazer uma análise de crédito em nome do seu pai, de modo a autorizar a substuição do(s) mutuário(s) do empréstimo.

Esta operação poderá ser feita no seu Banco, ou noutro que mostre interesse na operação.

Os meus cumprimentos,

Paulo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Obrigado mais uma vez pela ajuda.

Peço desculpa pela insistência, mas gostaria de saber na vossa opinião o que será melhor se a doação (tendo em conta que ainda estou a pagar o crédito e se é possível efectuar a doação com o crédito ainda a decorrer e que procedimentos serão necessários) ou se a venda pelo valor inferior tendo em conta que não pretendo efectuar o pagamento de mais valia, como pedi crédito no valor de 80.000,00€ e agora só falta pagar 73.000,00 ( + ou -), vendendo ao meu Pai pelos 73.000,00€, como não obteria lucros logo não pagaria mais valia, Correcto?

Obrigado pela ajuda.

Cumprimentos,

Nuno Rodrigues. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro Nuno Rodrigues,

para poder aconselhá-lo sobre as vantajens e desvantajens de cada uma das opções, terei que me aconselhar também junto do notário e/ou do Banco.

Os meus cumprimentos,

Paulo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo,

Obrigado, pela ajuda. Se entretanto dispor de alguma informação adicional que me ajude a esclarecer estas dúvidas, agradeço.

Cumprimentos,

Nuno Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A maior parte dos bancos não gostam desse tipo de operações entre pais e filhos, porque muitas vezes é só uma forma de terem liquidez o que não é o caso...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Sim, essa situação não é que realmente acontece neste caso.

Gostaria se possível, que me esclarecessem acerca de uma sugestão que me fizeram aqui no Blog.

A questão é a seguinte, como me falaram em "doar" a habitação, gostaria de saber se posso efectuar uma doação de uma habitação sendo que esta tem um crédito (que ainda estou a pagar)? Se sim, como poderei fazê-lo?

Obrigado.

Nuno Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde Nuno.

Para o seu pai contrair um crédito habitação, deverá fazer-lhe a venda. O Banco irá financiar o seu pai para aquisição de habitação própria (permanente ou secundária). Esta operação enquadra-se perfeitamente no dec. lei 349/98, que regula o crédito habitação.

Além disso, é uma prática corrente nos Bancos este tipo de transacções. Ainda ontem se escriturou uma aquisição de um filho ao pai.

Os meus cumprimentos,

Paulo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro Paulo,

Agradeço o seu esclarecimento, no entanto e peço desculpa, mas são tantas as dúvidas...Eu comprei por 80.000,00€ e assim ao vender ao meu Pai por 73.000,00€, irei perder logo irei pagar mais valias? E tenho de fazer reinvestimento?

Mais uma vez peço desculpa, mas são tantas dúvidas...

Cumprimentos,

Nuno Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caro Nuno,

com os valores apresentados não tem mais valias com o negócio. Logo, não necessita de fazer reinvestimento nem será tributado em sede de IRS. Ainda assim, deverá declarar a venda na declaração IRS a entregar no próximo ano.

Os meus cumprimentos,

Paulo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Paulo,

Obrigado, fiquei esclarecido.

cumprimentos,

Nuno Pereira

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Depois de comunicado ao meu banco que estou a pensar vender a habitação foi-me comunicado que teria os seguintes encargos:

- Comissão de liquidação antecipada de 0.5% sobre o capital amortizado, mais 4% de imposto de selo, para o contrato Aquisição (salvo se outras condições estiverem estipuladas na sua escritura);

- Pagamento de juros calculados entre a data de débito da última prestação e a data da amortização do contrato, mais 4% de imposto de selo.

Acresce referir que para além destes custos ser-lhe-ão cobrados não pelo Banco mas pela Conservatória do Registo Predial outros valores nomeadamente os que respeitam ao cancelamento da hipoteca a favor do Banco, valores esses que somente aquela entidade poderá determinar.

Alguém me pode informar se é mesmo assim que funciona? Ou se poderei optar por outra solução com encargos mais baixos?

Cumprimentos,

Nuno Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depois de comunicado ao meu banco que estou a pensar vender a habitação foi-me comunicado que teria os seguintes encargos:

- Comissão de liquidação antecipada de 0.5% sobre o capital amortizado, mais 4% de imposto de selo, para o contrato Aquisição (salvo se outras condições estiverem estipuladas na sua escritura);

- Pagamento de juros calculados entre a data de débito da última prestação e a data da amortização do contrato, mais 4% de imposto de selo.

Acresce referir que para além destes custos ser-lhe-ão cobrados não pelo Banco mas pela Conservatória do Registo Predial outros valores nomeadamente os que respeitam ao cancelamento da hipoteca a favor do Banco, valores esses que somente aquela entidade poderá determinar.

Alguém me pode informar se é mesmo assim que funciona? Ou se poderei optar por outra solução com encargos mais baixos?

É assim tal e qual. Começa desde logo por confirmar se a tal penalização está prevista na tua escritura ou não. Se não estiver não a pagas...

Um custo adicional que compete ao banco informar e que devia ter vindo referido nessa mensagem é o custo da emissão do distrate da hipoteca - esse valor está no preçário do banco...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A esses custos não há como fugir...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora de repente lembrei-me daquilo que por vezes me contam - por vezes, se logo a seguir fores contratar um empréstimo para compra de outra casa, consegues negociar com o banco a devolução da comissão por amortização antecipada.

Não é certo mas não custa nada perguntar ao banco se há opções...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

Aproveitando o excelente lembrete do Pauloaguia, ainda vou mais longe. A isenção / devolução da comissão por liquidação antecipada deverá ser negociada com o Banco ainda na fase inicial da negociação, para que o Banco o assuma por escrito; nem que lhe dê um prazo para contratar o novo crédito habitação.

Os meus cumprimentos,

Paulo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Por escrito!!! ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Obrigado pela vossa ajuda.

Sim, vou tentar a negociação da comissão por liquidação antecipada.

Obrigado.

Cumprimentos,

Nuno Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Finalmente vou "livrar-me" do meu crédito á habitação, pois pedi amortização antecipada. Como o saldo da divida era de 72.322,35€. De acordo com informação do banco além deste valor dizem que devo pagar 29,28€ de juros e de 376,07€ de penalização por pagamento antecipado (inclui imposto de selo de 4%). Assim o total a pagar é de 72 727,70€.

Alguém me pode por favor confirmar se estes valores estão correctos e se estão a ser devidamente aplicados.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Finalmente vou "livrar-me" do meu crédito á habitação, pois pedi amortização antecipada. Como o saldo da divida era de 72.322,35€. De acordo com informação do banco além deste valor dizem que devo pagar 29,28€ de juros e de 376,07€ de penalização por pagamento antecipado (inclui imposto de selo de 4%). Assim o total a pagar é de 72 727,70€.

Alguém me pode por favor confirmar se estes valores estão correctos e se estão a ser devidamente aplicados.

Obrigado

Relativamente aos juros não sei. Será que fizeste a amortização na data do vencimento da prestação ou uns dias depois?

Quanto à "penalização", certamente está no teu contrato: 0,5% por amortização antecipada. Então, será:

72 322,35*0,5%= 361,61*4% de I selo=14,46

Total: 361,61+14,46=376,07 €

Até aqui parece estar bem.....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Obrigado.

A amortização irá ser efectuada no dia 9/08/2010, sendo que a prestação entra a cada dia 2 de cada mês ( já foi descontada e não está incluida no valor de 72 322,35€).

Gostaria de saber como poderei fazer, pois como vou efectuar o pagamento com dinheiro do meu Pai, como se lhe estivesse a fazer a venda, tenho de pagar alguma coisa ás finanças ( comprei por 80.000,00€ e estou a "vender" por 72 322,35€, logo estou a perder...)? Qual a melhor/+ barata forma de fazer esta escritura, sendo que existe a possibilidade de efectuar o pagamento e só depois fazer a escritura?

Obrigado.

Nuno.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Gostaria de saber como poderei fazer, pois como vou efectuar o pagamento com dinheiro do meu Pai, como se lhe estivesse a fazer a venda, tenho de pagar alguma coisa ás finanças ( comprei por 80.000,00€ e estou a "vender" por 72 322,35€, logo estou a perder...)? Qual a melhor/+ barata forma de fazer esta escritura, sendo que existe a possibilidade de efectuar o pagamento e só depois fazer a escritura?

Mas vais vender a casa ao teu pai ou ele só te vai dar o dinheiro para pagar a dívida? Isto é, vai haver uma escritura em que a casa passa para o nome dele ou não?

Se ele só te vai dar o dinheiro não te preocupes - as doações de dinheiro entre pais e filhos não são sujeitas a imposto, nem tendes que as declarar. Nem precisas de fazer escritura - só precisas que o banco te passe o distrate da hipoteca para a poderes cancelar no registo predial.

Se a casa vai passar para o nome dele, já tem de pagar IMT e imposto de selo e mais as outras coisas todas normais de uma escritura, acho eu...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas vais vender a casa ao teu pai ou ele só te vai dar o dinheiro para pagar a dívida? Isto é, vai haver uma escritura em que a casa passa para o nome dele ou não?

Se ele só te vai dar o dinheiro não te preocupes - as doações de dinheiro entre pais e filhos não são sujeitas a imposto, nem tendes que as declarar. Nem precisas de fazer escritura - só precisas que o banco te passe o distrate da hipoteca para a poderes cancelar no registo predial.

Se a casa vai passar para o nome dele, já tem de pagar IMT e imposto de selo e mais as outras coisas todas normais de uma escritura, acho eu...

Nem isso deve ter de pagar, visto que os valores envolvidos são inferiores ao limite mínimo do IMT (até 90.418€, ficam isentos)!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor