Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
m.elis

Contas-ordenado: uma tentação perigosa

8 publicações neste tópico

Muito se tem falado neste fórum, especialmente das vantagens de se ter uma conta-ordenado, quer para se negociar um bom spread, quer para não ter despesas de manutenção da conta, etc.

Encontrei este artigo no i e por achar a abordagem do tema interessante, deixo-o aqui na íntegra:

"A ideia de ter dois ordenados de uma vez pode parecer tentadora, mas o risco nem sempre compensa devido aos juros que tem de pagar caso recorra a este plafond extra. Abrir uma conta-ordenado permite ter acesso a um valor descoberto que possibilita, muitas vezes, ter o salário em duplicado. No entanto, pode ser perigoso para quem tenha dificuldades em controlar os impulsos consumistas.

Este produto é muito popular junto dos nossos bancos - isso é visível pela mais recente aposta do BCP, que apresentou a sua nova campanha nesta área com o actor Ricardo Pereira - e tem vindo a conquistar os portugueses. A explicação é simples: numa altura em que os encargos familiares não param de subir devido ao aumentos dos preços e dos juros, ter acesso a um ordenado extra pode ser a solução para resolver muitos dos problemas financeiros.

Mas a verdade é que tudo isto tem um custo e a utilização desse plafond terá de ser paga, inevitavelmente e com juros. As instituições financeiras cobram a TAEG, ou seja, uma taxa anual de encargos efectivos global que varia de banco para banco. No entanto, há entidades bancárias que chegam mesmo a oferecer 0% de juros no descoberto autorizado durante o primeiro ano.

Os alertas dos economistas multiplicam--se, chamando a atenção para o risco do efeito bola de neve. Para estes, usar esta verba extra deve ser visto como último recurso e não como hábito, principalmente se o consumidor tiver outros créditos - como acontece com muitos, com o crédito à habitação, automóvel, pessoal, entre outros. Caso contrário corre o risco de cair numa situação de sobreendividamento.

Oferta variada A oferta é diversificada por parte das instituições financeiras, o difícil é mesmo saber qual o melhor produto e qual se adequa mais às suas necessidades. O Millennium bcp lançou este mês a campanha "Vantagem Ordenado" - válida para domiciliações de ordenado superiores a 500 euros - com limite global de até três vezes o ordenado domiciliado e com um produto de poupança incorporado. "Quem domicilia o seu ordenado no banco tem acesso a esta poupança e recebe um incentivo adicional em remuneração de taxa de juro", explica fonte do banco ao i.

Isenção de comissão de manutenção, acesso antecipado à totalidade do ordenado domiciliado no mês anterior, atribuição gratuita de dez cheques por mês e transferências normais gratuitas são outras vantagens apontadas pelo banco.

Já no BPI, os clientes com domiciliação automática de ordenado beneficiam de um acesso a um descoberto até 100% do valor líquido do salário que tem de ser igual ou superior a 500 euros. Oferta da anuidade do cartão de débito, bonificações no crédito pessoal, automóvel e habitação, oferta do seguro de responsabilidade civil e serviço gratuito de domiciliação de pagamentos são alguns benefícios atribuídos.

"Dá! dá! dá!" O Santander Totta aposta no actor Pêpê Rapazote para dar a cara por este produto, embalado pelo refrão "Dá! Dá! Dá!". Isenção de comissões nos principais serviços bancários e de pagamento de juros no descoberto autorizado durante o primeiro ano, assim como a oferta de um seguro de responsabilidade civil familiar durante o primeiro ano são algumas vantagens da conta-ordenado do banco de Nuno Amado.

Ao domiciliarem o seu ordenado, os clientes recebem também um equipamento à sua escolha, numa lista que inclui LCD e computadores miniportáteis (exclusivo para salários superiores a 1500 euros), máquinas fotográficas e de café e aparelhos GPS.

Também o banco Best garante a isenção de despesas de manutenção, oferece a primeira anuidade do cartão de débito e permite o acesso a uma gama de produtos e serviços, nomeadamente depósitos a prazo, fundos de investimento ou produtos estruturados, entre outros. Tem ainda a possibilidade de acumular milhas para o programa Victoria da TAP.

Já na Caixa Geral de Depósitos, o cliente com conta-ordenado pode beneficiar de condições especiais no crédito e subscrever uma carteira de seguros exclusiva que inclui protecção ordenado (desemprego involuntário, baixa médica, etc.), multirriscos ordenado (conjunto de várias coberturas para o lar) e caixa saúde ordenado. A Caixaordenado disponibiliza até 250 euros sem pagamento de juros durante uma semana"

O negrito é da minha autoria  :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Muito se tem falado neste fórum, especialmente das vantagens de se ter uma conta-ordenado, quer para se negociar um bom spread, quer para não ter despesas de manutenção da conta, etc.

Encontrei este artigo no i e por achar a abordagem do tema interessante, deixo-o aqui na íntegra:

Creio que este tópico é um bom contributo e complementa o conteúdo deste outro tópico: http://www.pedropais.com/10-maiores-defeitos-de-um-gastador-1049.html

Fez-me lembrar uma "trica" com a CGD pelas despesas de manutenção indevidamente cobradas,  mais tarde ressarcidas, em que a "funcionária" me dizia que podia reaver o valor aderindo a "não sei quê" azul por mais 5€ e até teria direito outro tratamento!...  :D  :D  :D

Cumps  8)

PS - Já contei esta peripécia noutro tópico há muito muito tempo!...  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

olá amigos!

vou colocar aqui a pergunta que um colega de trabalho me fez: ele possui um crédito pessoal (creio) no Santander,há já dois meses que não consegue pagar a prestação por ter problemas familiares (filha doente).

A  pergunta é ao fim de quanto tempo o Santander transmite a informação de incumprimento ao Banco De Portugal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

vou colocar aqui a pergunta que um colega de trabalho me fez: ele possui um crédito pessoal (creio) no Santander, há já dois meses que não consegue pagar a prestação por ter problemas familiares (filha doente).

O Santander costuma "oferecer" créditos aos seus clientes e depois admiram-se que aconteçam estas situações!...

Tem o contrato que foi estabelecido entre o banco e o cliente? Lá deverá ter essa resposta. No entanto, creio que se dirigir a uma agência do Santander e questionar o funcionário sobre esse problema obterá uma resposta!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ele não me disse mais nada.

mas a pessoa em questão tem cumprido sempre,agora como tem a filha doente tem desviado recursos e por isso o dinheiro não chega para tudo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Kardec - era optimo que esse teu amigo tivesse alguém que lhe emprestasse dinheiro para pagar essa divida, porque daqui a pouco ele está a dever o dobro do dinheiro que pediu emprestado, por causa dos juros.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0