MCunha

Transferência Crédito habitação entre bancos

6 publicações neste tópico

Bons dias...

Sou novo neste fórum e aproveitei para expor aqui algo que me incomoda.

Ontem, após ver o programa "Nós por cá", uma frase ficou a matutar na minha cabeça: "Muitas das vezes, não questionamos o que nos é imposto..."

Sendo assim, em Janeiro de 2009 fiz uma transferência de crédito habitação mais multi-opções da instituição Santander Totta para a Caixa Geral de Depósitos. Nesta altura estava em vigência as transferências a custo 0. Foi dito isso na CGD e confiei. Eis que para meus espanto aparece duas parcelas na minha conta do ST a retirarem cerca de 500€ relativos a despesas desta mesma transferência. Fui ao banco ST e disseram-me que era devido a terem sido pedidos POR PARTE DA CGD documentos que comprovem o montante do empréstimo. Na CGD disseram-me que esses valores foram enviados através de SWIFT, e que houve um acordo que houve entre a banca, e essa partilha de dados não seria paga! Para mais, nunca o ST emitiu recibo ou outro documento que seja prova dessa cobrança. Até acho estranho, visto eu nem sequer ter pedido nenhum desses dados ao ST, mas no entanto foi a mim que os cobraram...

Depois de cartas para a frente e para trás nunca por parte do ST me deram algum tipo de resposta. Inclusive, mostrei o Decreto de Lei onde estava descrito que as transferências de CH não careciam de qualquer tipo de comissão ou pagamentos.,Num primeiro momento o ST DESCONHECIA essa lei  ???, depois de apresentar o DL, já tinham algum conhecimento e disseram para expor a situação, o que o fiz, mas até hoje, nada...

Vou esperar um opinião deste fórum e estou a um passo de recorrer ao Banco de Portugal.

O que acham?

Cumprimentos 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

boa tarde,

sou nova por cá, no entanto acho incrivel que estas situações ainda aconteçam, para que saibam hoje em dia  já  existem consultoras financeiras que tarabalham no aconselhamento financeiro e são extremamente uteis para defender o cliente perante alguns mal entendidos, sem que o cliente tenha que tirar horas minutos ou dias de trabalho, muitas vezes a análise do crédito é feito de uma forma gratuíta e acabam  por tirar muitas preocupações ao cliente, temos que começar a inovar pois os Europeus dos paises mais desenvolvidos já não se deslocam à banca para fazer este tipo de serviço, mas consultam estas empresas que lhes prestam um óptimo serviço e fazem por eles ... já está na altura de inovar.......

Hoje em dia o lema é poupar tempo e dinheiro, portanto  antes de fazer algo peçam ajuda a quem é especialista para se salvaguardarem de dissabores futuros......

 

Isabel cambão

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...., muitas vezes a análise do crédito é feito de uma forma gratuíta ...

Pois, acredito que haja empresas para esses fins, o dinheiro que disponho é que provavelmente não dará para pagar o acompanhamento deste meu caso. Se estivermos a falar da DECO talvez possa haver um aconselhamento gratuito.

Passarei a ser assíduo na consulta deste fórum, até porque dá a entender que existem aqui pessoas com conhecimento e, fazendo um acompanhamento à lei que rege esta assunto, acho o suficiente para se adquirir conhecimento para saber se há pernas para andar ou não.

Obrigado pelas respostas!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

"Muitas das vezes, não questionamos o que nos é imposto..."

Sendo assim, em Janeiro de 2009 fiz uma transferência de crédito habitação mais multi-opções da instituição Santander Totta para a Caixa Geral de Depósitos. Nesta altura estava em vigência as transferências a custo 0. Foi dito isso na CGD e confiei. Eis que para meus espanto aparece duas parcelas na minha conta do ST a retirarem cerca de 500€ relativos a despesas desta mesma transferência.

Fui ao banco ST e disseram-me que era devido a terem sido pedidos POR PARTE DA CGD documentos que comprovem o montante do empréstimo.

Na CGD disseram-me que esses valores foram enviados através de SWIFT, e que houve um acordo que houve entre a banca, e essa partilha de dados não seria paga!

Para mais, nunca o ST emitiu recibo ou outro documento que seja prova dessa cobrança. Até acho estranho, visto eu nem sequer ter pedido nenhum desses dados ao ST, mas no entanto foi a mim que os cobraram...

Depois de cartas para a frente e para trás nunca por parte do ST me deram algum tipo de resposta. Inclusive, mostrei o Decreto de Lei onde estava descrito que as transferências de CH não careciam de qualquer tipo de comissão ou pagamentos.,Num primeiro momento o ST DESCONHECIA essa lei  ???, depois de apresentar o DL, já tinham algum conhecimento e disseram para expor a situação, o que o fiz, mas até hoje, nada...

Parece-me que se justifica o pedido do livro de reclamações do ST. Mesmo que lhe venham a dar razão antes mesmo de escrever qualquer coisa no livro de reclamações, o seu dinheiro foi usado pelo banco mas não lhe pagam juros por isso.

Aconselhava-o a dar uma vista de olhos ao texto inicial deste tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2067.0.html

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Esse acorde entre a banca serve lhes de desculpa para tudo... lol

O que lhes digo sempre é que o acordo é entre os bancos e os clientes não tem nada com isso, é por isso que com os meus clientes é sempre á moda "antiga" pedido de distrate ao balcão ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor