Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Cash Games

Onde Investir os meus rendimentos - Jogador Poker

4 publicações neste tópico

Olha a todos.

Desde a uns tempos para cá tenho começado a ter mais interesse sobre a forma de gerir e lucrar com o dinheiro que possuo parado.

Neste momento dedico-me a pratica do poker e com isso obtenho bons rendimentos mensais. Eu estive a ler nos forum e muitas das pessoas referem que fazem um deposito em x banco porque

como tem a conta ordenado nesse banco não pagam comissões. Eu como não trabalho para uma empresa/entidade/patrão, não posso usar nada desse género.?

Mas a minha verdadeira questão é onde devo colocar o dinheiro extra que recebo todos os meses, o seu montante pode variar bastante que pode ser de 1000 - 5000 coisas do género.

É não tenho necessidade de mexer nele a curto prazo. ( ex 4-5 anos) Onde posso obter o máximo rendimento do mesmo?

E já agora benefícios fiscais? Tendo em atenção que o estado retira 20% dos lucros obtidos nos juros, posso ir buscar esse dinheiro de alguma forma?

Resumindo o que é melhor na minha situação ?

Qualquer ajuda e bem vinda e agradecida .

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu estive a ler nos forum e muitas das pessoas referem que fazem um deposito em x banco porque como tem a conta ordenado nesse banco não pagam comissões. Eu como não trabalho para uma empresa/entidade/patrão, não posso usar nada desse género.?

Para além de isentarem contas ordenados vários bancos isentam de despesas de manutenção as contas que atingem um determinado montante, seja directamente na conta à ordem, seja em produtos associados àquela conta (normalmente este montante é de alguns milhares de euros, mas talvez chegues lá). Em muitos casos, os jovens estão também isentos destas comissões (não sei se é o teu caso).

É uma questão de consultares os preçários dos bancos e ver o que te agrada mais.

Mas a minha verdadeira questão é onde devo colocar o dinheiro extra que recebo todos os meses, o seu montante pode variar bastante que pode ser de 1000 - 5000 coisas do género.

É não tenho necessidade de mexer nele a curto prazo. ( ex 4-5 anos) Onde posso obter o máximo rendimento do mesmo?

Depende um bocado do montante e do teu perfil de risco.

Pelo que percebi não tens rendimentos regulares, pelo que é capaz de ser melhor investir uma quantia significativa em aplicações de baixo risco (como obrigações ou fundos de tesouraria). No mínimo num depósito a prazo, onde sempre vai rendendo alguma coisa.

O resto pode ser investido em fundos de investimento ou no mercado accionista, que é capaz de ter boas rentabilidades nos próximos tempos...

Se o montante for mesmo muito significativo (tipicamente a partir das várias dezenas / centena de milhar de euros) há bancos que têm serviços de gestão do dinheiro, de acordo com o perfil de investimento que tu definires...

De qualquer forma, eu não sou garantidamente a melhor pessoa para estar a dar conselhos de investimento. Aconselho-te a fazer uma ronda pelos bancos colocando justamente essa questão (e todas as outras que te surjam entretanto). O que te forem dizendo de um lado e doutro vai-te ajudando a consolidar ideias e, ao mesmo tempo, a perceber qual gostarias que fosse o teu gestor de conta. Sobretudo num cenário em que o banco passe a administrar o dinheiro de forma discricionária, isto é muito importante.

E já agora benefícios fiscais? Tendo em atenção que o estado retira 20% dos lucros obtidos nos juros, posso ir buscar esse dinheiro de alguma forma?

Há aplicações a médio prazo que têm reduções da retenção na fonte (passa a ser de 16% a partir dos 5 anos e de apenas 8% a partir dos 8 anos). No entanto, ficas mesmo esse tempo todo sem ver o dinheiro. Outras aplicações como fundos de investimento ou acções são taxadas de forma diferente (no caso das acções apenas é cobrado IRS sobre os dividendos e sobre as mais-valias de acções que tenhas tido em tua posse por menos de 1 ano; quanto aos fundos acho que não há qualquer retenção na fonte).

Quanto a recuperar as retenções na fonte, se realmente os teus rendimentos vêm apenas deste tipo de rendimentos podes estudar a opção de os englobar na tua declaração de IRS - os rendimentos de capitais (juros, mais valias, etc) passam a ser considerados como quaisquer rendimentos normais (a somar a todos os outros) e a taxa de IRS calculada sobre a totalidade. Se, por exemplo, o total de rendimentos fosse inferior ao salário mínimo anual, o estado devolvia-te todo o imposto que reteve na fonte. Neste cenário tens que obrigatoriamente declarar TODOS os teus rendimentos que estejam nesta situação (ou tudo ou nada). Ou seja, também pode acontecer, se o rendimento ainda for considerável, que sejas colocado num escalão mais alto e acabasses por pagar mais para além dos 20%. Mas quanto a isto não há como fazer umas simulações para decidir qual é o melhor cenário...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O montante para estar isento não é mt elevado. Os mais baixos são o crédito agrícola e o montepio. Basta ter saldo médio de 1500€ ano ou assim, para estar isento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0