Grabulho

Diuturnidades

18 publicações neste tópico

Boas a todos !!

Tenho a seguinte dúvida: A minha esposa começou este ano a receber uma diuturnidade.

Esta é englobada no vencimento base? Ou paga como um prémio à parte?

Se for segunda hipótese, deduzo então que não entre nas contas para subsídio de férias e natal?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Julgo que não é considerada como parte do vencimento base nem entra nas contas dos subsídios de Natal e férias

Pelo menos foi assim que funcionou comigo, estive agora a consultar os recibos da altura em que eu as recebia - nem me lembrei de questionar isso na altura. Também me lembro que me fartei de procurar informação sobre o assunto e ela era muito escassa. :(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado de qualquer maneira, realmente a informação àcerca deste assunto é muito escassa.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A juntar ao meu vencimento tenho as diuturnidades em subsidios de férias e de natal...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia a todos,

Alguém me pode tirar esta dúvida, pf?

As diuturnidades não são aplicáveis aos funcionários públicos?

É que o meu marido trabalha como Técnico de Biblioteca, Arquivo e Documentação numa instituição de Saúde há já 7 anos, pelo menos, porque na instituição já tem vínculo há 10 anos, e antes disso já trabalhava nela com recibos verdes por 6 anos.

Assim que eu tomei conhecimento das diuturnidades pagas no meu trabalho, incentivei-o a perguntar na instituição se eles não têm direito, ao que lhe responderam que não era aplicável aos funcionários públicos.

Isto é verdade?

Não encontro informação relativa a este tema que me esclareça.

Cumps

Ariana

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As diuturnidades não são aplicáveis aos funcionários públicos?

Não faço ideia... penso que as que existem hoje em dia resultam de acordos de contratação, acho que não há nenhuma lei que as imponha. Tanto mais que é tão dificil encontrar informação sobre elas...

Mas, já agora, será que o teu marido tinha direito? Salvo erro as diuturnidades começavam a ser pagas ao fim de uma série de anos sem subir na carreira.

No meu caso comecei a recebê-las depois de estar na mesma posição há 3 anos e perdi o direito às mesmas assim que subi de categoria. Se levar mais de 3 anos até se promovido outra vez sei que hão de aparecer novamente...

No caso da função pública, uma das críticas habituais até recentemente era justamente a progressão automática na carreira. Se ele foi subindo de escalão ao longo desses anos todos provavelmente nunca se lhe aplicariam diuturnidades...

(mas como disse, sei muito pouco sobre isto...)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, no caso dele as progressões não são automáticas.

Tinha que estar há 3 anos no exercício da mesma categoria para pedir abertura de concurso para subir de categoria. Sujeita-se ao concurso e à sua avaliação, podendo ou não ser deferido o pedido.

Ele subiu de técnico de 2ª para técnico de 1ª em 2006. Está quase há 4 anos na mesma categoria, isto por causa do sistema de avaliações introduzido na função pública recentemente, que dita que apenas os que são avaliados anualmente com "bons" por três anos seguidos, ou por mais anos com outras avaliações inferiores, é que pode pedir abertura de concurso, e depois lá vem o mesmo processo de esperar se é ou não deferido... Nisto tudo perde-se á vontade quase um ano, desde o pedido até efectivamente ser publicado em DR..

Daí que a minha dúvida continua a ser pertinente... Haverá alguma legislação onde nos possamos apoiar para solicitar essas diuturnidades? Pelo menos até que ele suba de escalão novamente, dariam uma ajudinha... ::)

Ariana

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas a todos !!

Tenho a seguinte dúvida: A minha esposa começou este ano a receber uma diuturnidade.

Esta é englobada no vencimento base? Ou paga como um prémio à parte?

Se for segunda hipótese, deduzo então que não entre nas contas para subsídio de férias e natal?

As diuturnidades são englobadas ao vencimento base e sim, são pagas nos subsidios e nas férias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Todos s funcionários tem direito a diuturnidades desde que se mantenham na mesma categoria mais que 3 ou 4 anos, não tenho bem a certesa de quantos anos são.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desculpem a ignorancia.. mas o que são diuturnidades???

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
o que são diuturnidades???

Em alguns casos também lhes chamam prémios de antiguidade (embora este nome também se possa referir a outro tipo de gratificações).

As diuturnidades basicamente aplicam-se a quem não é promovido ou não sobre de escalão durante muito tempo. É uma espécie de compensação para "compensar" o trabalhador pela dedicação apesar de não haver lugar nos quadros para lhe dar um posto melhor...

Hoje em dia quase ninguém as utiliza...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em alguns casos também lhes chamam prémios de antiguidade (embora este nome também se possa referir a outro tipo de gratificações).

Hoje em dia quase ninguém as utiliza...

@Paulo Águia

Quando se fala em Diuturnidades não se está a falar de prémios de Antiguidade, quanto muito de anuidades.

Ao contrário do que pensas, à muitas instituições que as utilizam!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nos termos do nº 1 do art. 262º do Código do Trabalho, a retribuição dos trabalhadores é constituída pela retribuição base e diuturnidades.

Esta soma serve de base ao cálculo das prestações complementares e acessórias e integra os subídios de férias e de Natal.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho a seguinte dúvida: Consultaram-me acerca da diuturnidade processada numa folha de vencimento. Trata-se um um operador atomizador numa industria cerâmica. Estou leiga neste assunto, para o poder ajudar (dizendo-lhe se está bem ou mal processado o valor em questão).

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas a todos,

Como trabalhador da minha empresa já progredi com Técnico operacional de grau I para II. Progressão que não deu lugar a qualquer aumento na remuneração pois as tabelas salariais da AECOPS são tão pateticamente baixas, que é fácil a qualquer patrão pagar um pouquinho acima do mínimo definido nestas tabelas.

Ora Técnico operacional só tem dois graus e eu já gozei dos dois. E agora? O que pode a minha entidade patronal fazer para fugir ao pagamento das diuturnidades?

Pode esta alterar a minha categoria profissional para outra coisa qualquer que não técnico operacional? Quais são as regras? Onde estão lavradas?

Obrigado em avanço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pode esta alterar a minha categoria profissional para outra coisa qualquer que não técnico operacional? Quais são as regras? Onde estão lavradas?

Não sei mas também gostava de saber. A Autoridade para as Condições do Trabalho é capaz de dar uma ajuda ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não sei mas também gostava de saber. A Autoridade para as Condições do Trabalho é capaz de dar uma ajuda ;)

Acho que posso agora dizer com certeza que a Autoridade para as Condições do Trabalho não ajuda ninguém. Nem resposta aos mails quanto mais ajuda. Isto é uma palhaçada, estamos entregues aos bichos. Não há quem nos defenda ou no mínimo que garanta que a lei seja cumprida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não costumo responder nestes tópicos mas custa-me ver tanta gente à nora. Acho bem que se informem mas sinceramente não o deviam fazer num forum da internet. Estão a dizer tantos erros e a induzir tanta gente em erro que nem sei por onde começar. Acho que devem começar por descobrir qual a convenção colectiva aplicável e ver o que diz sobre diuturnidades.

A ACT só costuma responder presencialmente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor