Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
martins.ana

PPR ou aplicação a longo prazo

5 publicações neste tópico

Olá a todos, gostaria de obter as vossas sugestões em relação à minha situação.

Tenho 33 anos e desde os 30 que ando a adiar a constituição de um PPR. Decidi que até ao final deste ano o vou fazer, dê por onde der.

Pondero, neste momento, entre 2 opções:

1) PPR BES (pela credibilidade na situação financeira actual): entrada de 900 € (equivalente ao que não dei caso começasse a fazer o PPR aos 30!) e uma mensalidade de 25/60 € por mês.

2) Não me interessando os benefícios fiscais (ou melhor, não me interessa correr riscos na dificuldade de um eventual resgate para ter mais no IRS...), não terá menos riscos fazer 1 aplicação com os mesmos valores do PPR? Encontram-se aplicações a longo prazo de 4%, certo?

O que me aconselham?

Obrigada

Ana

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

olá Ana,

eu aconselho-te a não fazeres ppr pelo menos antes dos 40 anos. Na realidade se pensares que se o fizeres agora só poderás movimentar esse dinheiro daqui a 32 anos, e se pensares que, geralmente (informa-te com cuidado) as rentabilidades dos ppr deixam muito a desejar, sendo o seu principal atractivo o abate fiscal (segundo dizes) e se fizeres umas contas simples vês de imediato que a rentabilidade a 30 anos, incluindo o abate fiscal, é desoladora. O meu conselho, para a tua idade, é que invistas o valor do ppr num fundo de acções desses oferecidos por qualquer banco - o teu banco tem isso com toda a certeza - que têm rentabilidades a longo prazo muito atractivas e além disso que te permitem, em caso de emergência, dispor do teu dinheiro de um dia para o outro sem qualquer penalização, o que não acontece com os ppr - que só o permitem em casos muitos especificos, como doenças graves, desemprego prolongado,etc. No caso de nunca necessitares de movimentar o tal fundo e acções, até aos 60 anos, quando lé chegares terás de certeza muito mais dinheiro do que um ppr. Os ppr são atractivos fundamentalmente pelo abate fiscal - eu pessoalmente só fiz ppr após os 45 anos e até hoje - tenho 59 - o rendimento tem sido uma lástima, alguns estão até negativos (tenho em 2 bancos diferentes). Claro que como só investi estritamente o necessário para o abate fiscal posso dizer que a quantia empatada também não é muita, claro, mas se tivesse colocado em certificados de aforro era capaz de ter já mais algum dinheiro. Fica portanto a minha visão sobre este assunto, espero que ajude / Carlos 2008

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho 33 anos e desde os 30 que ando a adiar a constituição de um PPR. Decidi que até ao final deste ano o vou fazer, dê por onde der.

Pondero, neste momento, entre 2 opções:

1) PPR BES (pela credibilidade na situação financeira actual): entrada de 900 € (equivalente ao que não dei caso começasse a fazer o PPR aos 30!) e uma mensalidade de 25/60 € por mês.

2) Não me interessando os benefícios fiscais (ou melhor, não me interessa correr riscos na dificuldade de um eventual resgate para ter mais no IRS...), não terá menos riscos fazer 1 aplicação com os mesmos valores do PPR? Encontram-se aplicações a longo prazo de 4%, certo?

Se tem um crédito à habitação, faz sentido que adira ao PPR como forma de reduzir o spread e com isso pagar menos juros relativos ao empréstimo bancário, para alêm da obtenção dos benefícios fiscais inerentes ao PPR.

Agora, se pretende apenas assegurar o futuro e atendendo à idade que tem, seguiria o conselho do carlos2008, pois é que me parece mais acertado!

Boas decisões!  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada Carlos2008 e JRibeiro!

Fiquei aliviada com as vossas sugestões e explicações...estas coisas de longo prazo encanitam-me sempre o espírito e acho que a aplicação financeira será o que tem menos riscos!

Já agora, do ponto de vista de aplicações nos moldes de que vos falei, alguma sugestão? Sou cliente Millennium e BES.

Obrigada pelo vosso cuidado!

Ana

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Subscrevo totalmente o que disse o carlos 2008. A única coisa é que tens que ter disciplina para nunca deixar de lá por o dinheiro todos os meses.

E não mexer nele para nada, como se de um PPR se tratasse. Faz a transferencia automática e esqueçe que tens esse dinheiro.

Como recomendação de fundos de ações tens o BPI ações Portugal e o BPI Restruturações que são bons fundos para o muito longo prazo.

Estás a tomar uma grande decisão da qual muita gente se esqueçe , mas que nos dias que correm e com as mudanças que estão a fazer no sistema de reformas e nas que, estou seguro , ainda vão fazer, tem um caráter , na minha opinião , emergencial.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0