Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
pbdias

Dúvida amortização crédito Automóvel

8 publicações neste tópico

Boa noite.

A minha namorada vai comprar carro novo e vai fazer um crédito normal com taxa fixa e no stand trabalham com a Credibom.

A minha dúvida é sobre a amortização do crédito. O vendedor explicou me que ao amortizar o crédito o que eles faziam era dividir o montante a amortizar pela prestação para ver quantos meses retiravam, ou seja se a prestação fosse 250€ e fosse fazer uma amortização de 2000€ eles retiravam 8 meses e pagava na mesma os juros e aconselhando ele a guardar o dinheiro e fazer só a liquidação final que assim não se pagava os juros a mais, disse que era assim desde julho.

Ora eu fiquei muito admirado porque sempre pensei que ao amortizar o crédito eles retiravam ao capital em divida o valor do amortização pagava se os 0.5% e mais nada e mantendo a mesma prestação reduziam o nº de meses segundo o plano de pagamentos.  Não é assim que funciona?

É que para mim sinceramente é conversa de vendedor que deve ganhar comissões com o juro pago ao longo do contrato.

Obrigado

Pedro Dias

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em primeiro lugar, se o empréstimo é taxa fixa o limite para a comissão de amortização antecipada é de 2% e não de 0,5%.

Não percebi muito bem a descrição que fizeste. O que disseste a seguir parece-me fazer sentido e também tenho ideia que será assim que funciona - a diferença para o que eu percebi do que tu dizes que ele disse é que a redução do prazo não se calcula simplesmente dividindo a amortização pela prestação, provavelmente será um valor maior. Mas ele pode ter feito assim para simplificar as contas e se fazer entender.

Por outro lado também não é mentira nenhuma que se continuam a pagar juros - são é noutra proporção uma vez que o capital em dívida diminuiu drasticamente...

Claro que qualquer vendedor prefere que a amortização seja feita só no fim - vão amealhando os juros mais altos (correspondentes ao capital em dívida mais alto) se os clientes fizerem assim. Portanto, o mais provável é que seja conversa de vendedor. Mas é simples de perceber - pede que te simulem um plano de pagamentos prevendo esse cenário e depois é só analisar friamente os números...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta, vou ver se consigo ser mais explivito.

Quanto á comissão de amortização ele disse que era 0.5% e 0.25%

Agora as contas é que segundo ele ao amortizar parcialmente pagava-se na mesma o juro, ou seja:

Se a prestação for 250€ ( 150€ juros +100 capital ) e se o capital em divida for 10.000€ ao amortizar 2.000€ em vez do capital em divida passar a ser 8.000€ segundo ele eles retiram 8 mensalidades de 250€ ( seguindo o plano de pagamentos) indo pagar na mesmo os juros amortizando apenas 800€.

Se assim for não merece apena amortizar parcialmente.

A minha dúvida é se isso é mesmo assim, e se é permitido, pois também tenho crédito e como me explicaram foi que ao amortizar retiravam ao capital em divida o valor amortizado cobrando a respectiva penalização, não pagando mais juros.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Um primeiro esclarecimento ao que disse atrás - o limite de comissão para a taxa fixa é efectivamente de 2%. No entanto, nada impede que ambas as partes acordem num valor inferior a esse limite (aliás, mesmo para cobrar 2%, isso tem que estar escrito no contrato, senão assume-se que as amortizações extraordinárias não sofrem qualquer penalização).

Agora as contas é que segundo ele ao amortizar parcialmente pagava-se na mesma o juro, ou seja:

Se a prestação for 250€ ( 150€ juros +100 capital ) e se o capital em divida for 10.000€ ao amortizar 2.000€ em vez do capital em divida passar a ser 8.000€ segundo ele eles retiram 8 mensalidades de 250€ ( seguindo o plano de pagamentos) indo pagar na mesmo os juros amortizando apenas 800€.

Este mecanismo não faz o mínimo sentido e soa-me a ilegal (pois estariam a cobrar juros ainda não corridos). Além disso, o peso entre juros e amortização não é constante de prestação para prestação (uma vez que o capital em dívida diminui, também diminui o peso dos juros). Logo, a amortização efectiva nunca seria de apenas 800€.

O mais provável é que ele não faça ideia do que está a dizer ou que esteja a tentar confundir para levar as pessoas a só amortizarem no fim. Ou então trata-se mesmo de uma burla, em que ele mete o dinheiro para o bolso dele.

Faz-te de desentendido, leva-o a simular um cenário de amortização antecipada e que to passe por escrito. Se se vier a confirmar que as contas são feitas desta forma aproveita para deixar uma reclamação por escrito - a entidade supervisora precisa ser avisada destas manhas e/ou a chefia dele a dar-lhe formação em condições...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois. Eu sei que o peso entre juros não é constante o exemplo foi só para simplificar as contas.

É que eu conheço a pessoa em causa porque tenho um carro da mesma marca e sei que é vendedor há uns bons anos e é novo pela casa dos 30 anos, por isso, não acredito que ele não saiba como funcionam as amortizações, deve ser mesmo isso de tentar que amortize o mais tarde possível para ganharem mais juros.

Vou seguir o seu conselho e vou lá pedir para fazer a simulação detalhada pq essa parte foi a minha namorada que tratou e só veio um papel escrito á mão com as várias prestações consoante a entrada a dar etc.

Obrigado

Pedro Dias

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pretendia saber para onde recorrer ou como proceder  em caso da entidade financeira/banco não responder a uma solicitação de amortização parcial de credito automovel.

 

obrigado

N.Oliveira

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pretendia saber para onde recorrer ou como proceder  em caso da entidade financeira/banco não responder a uma solicitação de amortização parcial de credito automovel.

Não é habitual não darem resposta... Tenta por outra via (mail, telefone ou balcão).

Se ainda assim não tiveres resposta, vê se a entidade em causa tem algum provedor do cliente ou assim - podes sempre tentar recorrer por lá.

Em último caso podes sempre tentar reclamar junto do Banco de Portugal pelo deficiente atendimento ao cliente dessa entidade...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Um primeiro esclarecimento ao que disse atrás - o limite de comissão para a taxa fixa é efectivamente de 2%. No entanto, nada impede que ambas as partes acordem num valor inferior a esse limite (aliás, mesmo para cobrar 2%, isso tem que estar escrito no contrato, senão assume-se que as amortizações extraordinárias não sofrem qualquer penalização).

Só um aparte, a penalização máxima que podem cobrar para um crédito pessoal/automóvel com taxa fixa é de 0,5% caso falte mais de um ano para o fim do contrato e de 0,25% se faltar um ano ou menos! Se a taxa for variável não há lugar a penalização.

Os valores a que o pauloguia se referiu são válidos apenas para CH!

Podes consultar o funcionamento dos pagamentos antecipados aqui: http://clientebancario.bportugal.pt/pt-PT/Credito/CreditoConsumidores/Paginas/Reembolsoantecipado.aspx

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0