altavoltagem

Crédito Habitação e Seguro de Vida

29 publicações neste tópico

Há uns meses amortizei a minha dívida em 11.000 eur e o seguro de vida está inalterável, gostaria de saber se imediatamente não devia ter sido ajustado conforme o valor em dívida, que agora está em 20.580 eur.

Eu ainda não abordei o problema, pois foi-me dito que iriam cobrar 5% de comissão e como tal não aconteceu, não quis para já, estar a levantar este problema, ainda se lembravam de cobrar a comissão.

Fico a aguardar comentários a este assunto.

Muito obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Do DL 222/2009:

Artigo 7.º

Alteração do montante em dívida

1 — A instituição de crédito deve informar a empresa de seguros em tempo útil acerca da evolução do montante em dívida ao abrigo do contrato de crédito à habitação, devendo a empresa de seguros proceder de imediato à correspondente actualização do capital seguro, com efeitos reportados à data de cada alteração do montante em dívida ao abrigo do contrato de crédito à habitação, creditando ou restituindo ao segurado as quantias entretanto pagas no âmbito do contrato de seguro.

2 — O disposto no número anterior aplica-se quer o contrato de seguro tenha sido celebrado através da instituição de crédito quer tenha sido celebrado com uma companhia de seguros escolhida pelo consumidor.

3 — As seguradoras devem comunicar às instituições de crédito as alterações realizadas pelo  consumidor aos contratos de seguro de vida utilizados como garantia do crédito à habitação.

Este DL entrou em vigor em finais de Setembro. Portanto, se ainda não te actualizaram o seguro é caso para reclamares (ao Banco de Portugal ou ao Instituo de Seguros, que são as entidades fiscalizadoras neste caso).

Além disso, nunca ouvi falar que cobrassem comissões pela actualização do capital seguro ??? Sempre que te derem uma resposta desse género pede de imediato que te mostrem a comissão no preçário - se não consta, é porque não existe e não ta podem cobrar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Expliquei-me mal, a comissão que iriam cobrar foi por ter amortizado a dívida em 11.000 Eur.

O estranho foi não terem actualizado o seguro de vida, consoante o valor em dívida.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Expliquei-me mal, a comissão que iriam cobrar foi por ter amortizado a dívida em 11.000 Eur.

Mesmo aí, se o teu empréstimo estiver indexado à Euribor, não te podem cobrar mais de 0,5% (será que não percebeste mal?). E só o podem fazer se o teu contrato previr essa comissão... eventualmente chegaram à conclusão que não ta podiam cobrar e não o fizeram...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há uns meses amortizei a minha dívida em 11.000 eur e o seguro de vida está inalterável, gostaria de saber se imediatamente não devia ter sido ajustado conforme o valor em dívida, que agora está em 20.580 eur.

Eu ainda não abordei o problema, pois foi-me dito que iriam cobrar 5% de comissão e como tal não aconteceu, não quis para já, estar a levantar este problema, ainda se lembravam de cobrar a comissão.

Concordo com o que o pauloaguia disse até ao momento. Eles não lhe podem cobrar 5% de comissão. No máximo seria 0,5% (deve ter percebido mal!) mas se não estiver nada no contrato nem esse valor cobram.

Como paga o seguro de vida? mensalmente, semestralmente, anualmente?

Se for anualmente, paga sempre um valor certo até ao fim do corrente ano e depois actualizam no ano seguinte, tal como na conta certa da EDP. Já se for mensalmente, é caso para... pedir explicações ou reclamar!

Tem as indicações e endereço do ISP aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2121.0.html

Também pode pedir o livro de reclamações. É capaz de ser mais expedito na resolução, caso eles não queiram ser sujeitos à avaliação da reclamação!...

Boa sorte!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há uns meses amortizei a minha dívida em 11.000 eur e o seguro de vida está inalterável, gostaria de saber se imediatamente não devia ter sido ajustado conforme o valor em dívida, que agora está em 20.580 eur.

Rectificação à minha mensagem anterior: o decreto de lei citado pelo pauloaguia só entra em vigor 90 dias depois de ser publicado. Logo nunca lhe poderiam ter actualizado na altura em que amortizou a dívida...

Agora se tivesse aguardado para amortizar em Dezembro de 2009 ou Janeiro de 2010, a história seria outra!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Rectificação à minha mensagem anterior: o decreto de lei citado pelo pauloaguia só entra em vigor 90 dias depois de ser publicado. Logo nunca lhe poderiam ter actualizado na altura em que amortizou a dívida...

Desde que o decreto-lei entrou em vigor já pagou pelo menos uma, talvez duas prestações - o seguro devia ter sido informado nessa altura do capital actual e feito as actualizações necessárias.

Agora, realmente tens razão - se o seguro não for pago mensalmente, a actualização só virá com o próximo pagamento...

De qualquer forma nada que não se esclareça rapidamente interpelando o banco e/ou a seguradora...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há uns meses amortizei a minha dívida em 11.000 eur e o seguro de vida está inalterável...

Há uns meses?

Estamos em Novembro. Foi em Outubro? Setembro? Agosto? Em que mês foi exactamente, ou por outras palavras, foi antes ou depois de Setembro?

Desde que o decreto-lei entrou em vigor já pagou pelo menos uma, talvez duas prestações - o seguro devia ter sido informado nessa altura do capital actual e feito as actualizações necessárias.

De qualquer forma nada que não se esclareça rapidamente interpelando o banco e/ou a seguradora...

Parece-me que só obtendo resposta à pergunta que deixei lá em cima se pode responder com mais certezas!...

Caso contrário, há as vias já mencionadas aqui no tópico!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Independentemente da entrada em vigor ou não do decreto havia bancos que actualizavam os seguros após cada amortização. Tenho feito várias amortizações do crédito à habitação e sempre me actualizaram o valor do seguro, mesmo sem o solicitar. Portanto, dependia dos bancos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Primeiramente as minhas desculpas ... era 0,5 % ... que distraído ...

Ou seja, se não cobraram na altura, não é agora que iriam cobrar, no meu contrato diz 1% mas por lei não podem cobrar mais que 0,5%, apesar de ter sido informado pela minha gestora de conta que iria ser cobrado, mas tal não aconteceu.

A amortização foi feita em bril deste ano e pago o seguro de vida mensalmente.

Também não informei que é banco é o Totta e o seguro é do Totta Seguros também lol

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Independentemente da entrada em vigor ou não do decreto havia bancos que actualizavam os seguros após cada amortização. Tenho feito várias amortizações do crédito à habitação e sempre me actualizaram o valor do seguro, mesmo sem o solicitar. Portanto, dependia dos bancos.

Quais os bancos que faziam isso?

Depreende-se então que como não era qualquer banco que fazia a actualização do seguro, houve necessidade de criar este decreto-lei para uniformizar a situação para a generalidade dos bancos.

era 0,5 % ... que distraído ... Ou seja, se não cobraram na altura, não é agora que iriam cobrar, no meu contrato diz 1% mas por lei não podem cobrar mais que 0,5%, apesar de ter sido informado pela minha gestora de conta que iria ser cobrado, mas tal não aconteceu.

A amortização foi feita em Abril deste ano e pago o seguro de vida mensalmente.

A não ser que o Totta faça parte da lista de bancos mencionados pela m.elis, vamos atender que não faz.

Se o Decreto-Lei 222/2009 saiu em Setembro e entra em vigor em Dezembro, espera que haja retroactividade no seu caso?

Se for assim, avise, pois não devem ser poucos os que gostariam de fazer o mesmo!...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quais os bancos que faziam isso?

Comigo foi o Montepio, mas se não estou em erro já aqui no fórum alguém informou que se devia pedir sempre a actualização. Agora, não consigo encontar....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Comigo foi o Montepio, mas se não estou em erro já aqui no fórum alguém informou que se devia pedir sempre a actualização. Agora, não consigo encontar....

Pedir, pode sempre pedir, mas se não é da politica do banco fazer a actualização, de pouco adianta!...

Fica claro, então, que houve necessidade de ouvir as seguintes entidades: Banco de Portugal e o Instituto de Seguros de Portugal.

Foi promovida a consulta ao Conselho Nacional do Consumo.

Foram ouvidos, a título facultativo, a União Geral de Consumidores, a Associação Portuguesa de Consumidores dos Media, a Federação Nacional das Cooperativas de Consumidores, a Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses — Intersindical Nacional e a Associação Portuguesa de Bancos.

Após todas estas consultas, audições e auscultações ( :D ), surgiu o decreto de lei 222/2009, para uniformizar a banca pelo mesmo diapasão ( :) ). Porque se fosse só pedir a actualização, como alguêm disse aqui no fórum, estavamos todos contentes da vida!...

Portanto, a partir de Dezembro não pode haver "desculpas" para não actualizarem os seguros à medida que o capital em dívida vai diminuindo. Agora, querer já estar ao abrigo desta lei retroactivamente, é que me parece um pouco excessivo, isto no caso do banco não ter a mesma politica que o do Montepio Geral. Mas, se isso for possível, serei dos primeiros na fila!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Comigo foi o Montepio, mas se não estou em erro já aqui no fórum alguém informou que se devia pedir sempre a actualização. Agora, não consigo encontar....

BPI

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...Este DL entrou em vigor em finais de Setembro.

Rectificação à minha mensagem anterior: o decreto de lei citado pelo pauloaguia só entra em vigor 90 dias depois de ser publicado. Logo nunca lhe poderiam ter actualizado na altura em que amortizou a dívida...

E eu, se tivesse lido com atenção este comentário não tinha insisitido nas mensagens que se seguiram. Devo ter feito confusão com a data em que foi emitido, provavelmente. . Obviamente, se o decreto ainda não entrou em vigor, o banco ainda não tem obrigação legal de comunicar as alterações de capital à seguradora.

Peço desculpa pela insistência no equívoco...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E eu, se tivesse lido com atenção este comentário não tinha insisitido nas mensagens que se seguiram. Devo ter feito confusão ... Peço desculpa pela insistência no equívoco...

Acontece-nos a todos!...  ;)

É da maneira que há algum debate salutar e ajuda a esclarecer melhor determinados assuntos!  :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como lancei este tema, tenho insistido com o banco a actualização do seguro de vida, consoante o montante em dívida, a verdade é que no mês de Março 2010 faz 1 ano, desde que amortizei, em números aproximados passou de 30.000 eur para 20.000 eur e nada fizeram, não queria passar por queixinhas, mas só se recorrer ao Banco de Portugal e/ou Instituto de Seguros.

Também fiz mal por recorrer em termos de reclamação ao balcão onde sou cliente desde sempre.

Coincide que a seguradora também é do Banco em questão.

Obrigado desde já, no que me possam ajudar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pelo que li recentemente, parece que há/houve algumas dúvidas na interpretação da lei. Mas ouvidos os principais agentes, aquilo que concluo é que cada um de "nós" tem de efectuar o pedido no banco onde tem o crédito à habitação. Só com esse pedido é que eles começam a actualizar o seguro de vida de acordo com o capital em divida. Antes disso, não o fazem.

Portanto, fez bem em ir ao seu banco e efectuar o seu pedido.

Aguarde pelo final do mês, após o seu pedido de actualização para verificar se de facto o estão a actualizar. Se não estiverem, ai sim, pode recorrer aos meios que mencionou.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cá estou eu novamente, mas agora com a resposta final do banco a responderem-me que é mesmo assim, ou seja, vou ser mesmo específico nos valores, de forma a me poderem dizer como proceder.

Em Março de 2009 a minha dívida de Crédito Hab. era de 31.854.91 eur ... abati em 08/04/09 o valor de 11.000 eur, passando a dívida em Maio a ser de 20.719.46 Eur.

Em termos de seguro de vida.

em 02/01/09 pagava 11.99 eur /mês

de 02/02/09 a 02/05/09 .... 12.11 eur/mês

a partir de 02/06/09 até ao último pagamento mensal em 01/02/10 é de 11.80/mês

Ou seja, uma abatimento da dívida de 11.000 eur nada fez para diminuir o seguro de vida e pior que isso o banco junto da seguradora que "por acaso" é do mesmo grupo, diz que está tudo bem.

Que devo fazer ? Como se calcula o seguro de vida ?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

... a resposta final do banco a responderem-me que é mesmo assim.

Em Março de 2009 a minha dívida de Crédito Hab. era de 31.854.91 eur ... abati em 08/04/09 o valor de 11.000 eur, passando a dívida em Maio a ser de 20.719.46 Eur.

Em termos de seguro de vida.

em 02/01/09 pagava 11.99 eur /mês

de 02/02/09 a 02/05/09 .... 12.11 eur/mês

a partir de 02/06/09 até ao último pagamento mensal em 01/02/10 é de 11.80/mês

Ou seja, uma abatimento da dívida de 11.000 eur nada fez para diminuir o seguro de vida e pior que isso o banco junto da seguradora que "por acaso" é do mesmo grupo, diz que está tudo bem.

Que devo fazer ? Como se calcula o seguro de vida ?

Não estou seguro da fórmula uma vez que as companhias seguradoras se fecham em copas quando se trata deste assunto. No entanto, derivado de algumas trocas de impressões parece-me que a fórmula será algo do tipo: capital x taxa /12.

É claro que a idade também entra algures nesta fórmula. Possivelmente, deve-se subtrair ao resultado da fórmula anterior.  :(

Experimente aplicar esta fórmula com os seus valores para verificar qual a diferença. Desse resultado terá ideia de qual o abatimento ou acréscimo devido à idade!...  :o

Creio que este assunto é deveras importante e deveria ser devidamente esclarecido para que todos percebessem as "linhas com que se cosem" no seu seguro!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cá estou eu novamente, mas agora com a resposta final do banco a responderem-me que é mesmo assim, ou seja, vou ser mesmo específico nos valores, de forma a me poderem dizer como proceder.

Em Março de 2009 a minha dívida de Crédito Hab. era de 31.854.91 eur ... abati em 08/04/09 o valor de 11.000 eur, passando a dívida em Maio a ser de 20.719.46 Eur.

Em termos de seguro de vida.

em 02/01/09 pagava 11.99 eur /mês

de 02/02/09 a 02/05/09 .... 12.11 eur/mês

a partir de 02/06/09 até ao último pagamento mensal em 01/02/10 é de 11.80/mês

Ou seja, uma abatimento da dívida de 11.000 eur nada fez para diminuir o seguro de vida e pior que isso o banco junto da seguradora que "por acaso" é do mesmo grupo, diz que está tudo bem.

Que devo fazer ? Como se calcula o seguro de vida ?

Obrigado

Boas...

Recentemente com a introdução do decreto-lei n.º 222/2009 de 11 de Setembro o capital coberto pelo seguro de vida deve ser igual ao capital em divida mensalmente...

Confere aqui neste artigo - http://www.produtosbancarios.com/decreto-lei-n-2222009-seguro-vida-credito-habitacao/ -

Assim sendo, deverás confrontar outras seguradoras para determinar se as diferenças são grandes, verificar se não existe um capital mínimo  de cobertura na apólice de seguro e solicitar no banco um documento comprovativo da indexação do capital seguro ao capital em divida.

Depois destes procedimentos deverás ter a informação que necessitas para análise

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Que houve ai uma diminuiçao houve. Agora o capital em divida nao e´ o unico factor na formula de calculo. Como ja´ disse o JRibeiro, a idade tambem conta, por exemplo.

Pede `a seguradora que te demonstre que a prestaçao esta´ a ser bem calculada. Se nao o conseguirem fazer, e´ simples - apresentas reclamaçao sobre esta situaçao (das duas uma: ou nao estao a aplicar o DL ou ha´ falta de transparencia, qualquer um dos factores, motivo para reclamar) e o ISP ha´ de te dar uma explicaçao em condiçoes ou de fazer com que corrijam a situaçao.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A idade tem mais peso do que o capital. Nasceste em que ano e quantos meses te faltam pagar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já agora:

Para rescindir unilateralmente o contrato de seuro Vida e fazer um em outra companhia, deve-se enviar carta registada à seguradora e entregar só no balcão, ou serve apenas uma destas entregas?

Alguém já os fez?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depende das companhias mas o melhor é sempre por carta regista, aliás há companhias(para onde vai) que qd o cliente quer mudar são elas mesmo que tratam do envio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor