Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
JoanaC.

Dúvida - Crédito Sinal

4 publicações neste tópico

[pre]Boa noite!

Depois de uma pesquisa pelo google encontrei este forum que já me ajudou em algumas questoes, mas so hoje resolvi colocar a minha duvida, pois ainda nao encontrei nada que referisse algo identico.

Eu tenho um credito habitaçao com uma entidade bancaria à cerca de 4 anos. O vencimento das prestações mensais

e feita a dia 26 de cada mes. Eu recebendo todos os meses o ordenado a dia 01, tenho sempre em media 5 dias de atraso no pagamento das prestaçoes. Solicitei inumeras vezes que a data fosse alterada e foi-me sempre negado.

Ha um ano e meio, penso trocar de casa, e com a minha praticamente vendida (assim eu pensava), dou um sinal ao contrutor no valor de 10 mil eur. Dinheiro este que foi conseguido atraves de um credito sinal, por outra instituiçao bancaria que nao a da casa antigo. Ao qual ficaria a pagar cerca de 45 eur de juros todos os meses.

Passado um ano, a minha casa nao foi vendida e eu desisto da compra da casa nova. Findo o prazo do contrato promessa compra e venda o construtor fica assim obrigado a me devolver o valor do sinal. O que ate hoje nao aconteceu.

Passado 18 meses o prazo do credito sinal acaba e vejo me na situação de ter 10 mil eur para pagar, sem saber muito bem como.

Pedi no proprio banco um credito pessoal, mas foi me negado com a justificaçao que tinha moras no banco de portugal do credito habitaçao. Tentei explicar que essas moras sao pelo facto de pagar o credito 5 dias depois visto nao receber o ordenado antes, mas mesmo assim foi recusado.

A hipotese que me deram foi fazer um credito de renegociação. Ora com este credito ficarei eternamente sem conseguir pedir qualquer credito.

A minha duvida é: Se para o credito de renegociaçao me emprestam os 10 mil eur, qual e a diferença para um credito pessoal normal?

Com esta situação e praticamente impossivel nao fazer esse credito? Que opçoes tenho??

Toda a ajuda e preciosa

Obrigada[/pre]

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Oi Joana,

Não querendo ser profeta da desgraça:

"Findo o prazo do contrato promessa compra e venda o construtor fica assim obrigado a me devolver o valor do sinal. O que ate hoje nao aconteceu."

Eu também não sou especialista, mas eu diria que tipicamente não é isto que acontece. Como a Joana foi a parte que falhou -> não comprou <- o construtor não tem que devolver o sinal. A não ser claro que tivesse uma clausula especifica no contrato promessa compra e venda que indicava a restituição do sinal caso a compra não se concretizasse (da sua parte).

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Primeiro vamos voltar atrás no tempo - em 4 anos, seguramente que já tinha tido tempo de amealhar algum dinheiro ao longo dos meses para evitar as constantes situações de incumprimento. E as contas no início do mês devem ser feitas a contar com a prestação que vai ter que pagar no fim - se chegar a meio do mês e tiver 100€ a mais do que a prestação, então só gasta 100€, dê lá por onde der. Poupar 50€ que seja por mês, ao fim do ano deve dar para pagar uma prestação ou perto disso. Até porque, de cada vez que se atrasa, paga ainda mais de juros.

Este foi o 1º erro, Joana, pois agora o banco apresenta esta situação de incumprimento como argumento. Já agora, não faço ideia se a sua situação profissional na altura era a mesma, mas se já ganhava ao dia 1, porque não fez a escritura uns dias mais tarde?

Segundo ponto - diz que tinha a casa praticamente vendida. Tinha algum contrato promessa compra e venda com o potencial comprador? Se ele desistiu da compra, o habitual é ficar com o sinal que ele teria pago (a menos que o contrato promessa tenha alguma cláusula em contrário). Se tinha recebido um sinal do promitente comprador, esse dinheiro devia ter ido para a sinalização da casa nova em vez de fazer novo empréstimo. Se havia uma cláusula no cpcv da sua casa actual para restituir o sinal, devia ter incluído uma cláusula idêntica no que fez para a casa nova.

Terceiro ponto - porquê contratar o crédito sinal num outro banco? Foi para esconder alguma coisa do primeiro? Ou as condições eram assim tão melhores? No primeiro caso foi mais um erro. No segundo, até aceito desde que tenha apresentado essas condições ao primeiro banco para ver se as conseguia... nestas coisas espalhar as nossas dívidas por vários bancos diferentes depois dificulta a negociação...

Finalmente não devia ter deixado a situação arrastar-se tanto tempo. Porquê esperar 18 meses para avisar que não tinha o dinheiro para pagar? Ou para esperar que o construtor lhe devolvesse o sinal sem perguntar nada?

"A hipotese que me deram foi fazer um credito de renegociação. Ora com este credito ficarei eternamente sem conseguir pedir qualquer credito." Espero que não leve a mal o que vou dizer, mas se não consegue gerir um crédito habitação ao ponto de pagar todos os meses com atraso de 5 dias em vez de poupar um bocadinho em cada mês para evitar essa situação, então talvez até seja melhor ficar impossibilitada de pedir outro crédito - é mais seguro para si. O facto de pedir um crédito pessoal, como estava a pensar, só a ia enterrar mais ainda. A taxa de juro do crédito pessoal é mais alta que a do crédito habitação. Ainda ia ficar mais enterrada em prestações do que aquilo que já está, não é seguramente a solução.

Quanto à diferença entre o tal crédito de renegociação e o crédito pessoal, sinceramente não sei. Imagino que esteja na taxa de juro e talvez nas condições de pagamento. Informe-se junto do banco (e já agora, venha cá dizer-nos, será útil seguramente para outras pessoas e sempre a poderemos aconselhar melhor, se ainda quiser o nosso conselho).

Outra hipótese que pode apresentar ao banco para que este lhe indiquem se é viável ou não

passa pelo alargamento do prazo de pagamento do empréstimo. O total de juros a pagar ao longo da vida do empréstimo vai aumentar mas a prestação desce um bocadinho. Talvez seja o suficiente para passar a pagar as duas.

Fale com os dois bancos e pergunte-lhes com calma quais as alternativas que tem. Os bancos têm interesse em que pague as suas dívidas. A alternativa é a execução dos seus bens e a venda em hasta pública algo que não interessa aos bancos (porque raramente fazem bom negócio) e seguramente não lhe interessa a si. Mas já agora, tem alguma coisa que não seja extremamente necessária e possa vender? Se tem transportes públicos à disposição se calhar pode passar bem sem carro (até poupa no combustível) ou então pode trocar aquele LCD por uma tv convencional que não custa nem metade do preço (não sei se é o seu caso, mas há muita gente que se dá a este tipo de luxos sem dinheiro para os pagar). Faça o inventário dos seus bens e veja o que pode dispensar, pelo menos por uns tempos...

E não se esqueça - vá falar com os bancos!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

JoanaC.  :)

Estou com o soberdruk e com o pauloaguia.

Penso que o construtor não tem de devolver o sinal. Só tinha de o fazer se incluisse uma cláusula a salvaguardar esta situação especifica. Por exemplo, caso não obtivesse crédito bancário, incluia essa clausula no contrato.

Já tive um crédito à habitação que se vencia a 28 de cada mês, isto acontecia porque a escritura tb tinha sido nesse dia.

Como tinha sempre um mês de reserva da prestação, nunca estive em mora.

Em 4 anos, o que a JoanaC. já pagou em juros e penalizações pela mora no pagamento, já dava para pagar uma ou várias prestações... 

Quando contratei o meu novo crédito à habitação, este ano, na papelada que tive de preencher vinha lá uma pergunta relacionada com este assunto, era mais ou menos: em que dia do mês deseja que a prestação seja retirada da conta?

Eu respondi, dia 2.

No dia da escritura, na própria escritura, vinha lá a dizer que o dinheiro iria ser retirado ao dia 7. Eu reclamei. O solicitador do banco telefonou logo para o BPI para corrigirem a situação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0