Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
catita

Aforro familiar compensa?

6 publicações neste tópico

Olá a todos. Sou novata neste forum e inscrevi-me porque acho os tópicos bastante interessantes. Tenho uma dúvida a esclarecer e não percbo nada de bancos e ofertas de PPRs ou Aforros. Necessito de ajuda :)

Tenho conta ordenado no BPI e gostaria de iniciar uma poupança a médio prazo, investindo apenas 300€ iniciais e depois um valor mensal. Apesar de estar numa situação de emprego estável, considero que nenhuma situação de emprego é estável suficiente para comprometer um valor mensal de poupança que, em caso de desemprego, não faça falta.

Agora não sei se o Aforro familiar no BPI é aconselhável, visto que os PPRs são de llllooooonnnnga duração. Por outro lado, em caso de desemprego já existe a opção de reduzir para 1€ a mensalidade. Mas o resgate só pode ser aos 65 anos:-(

O aforro familiar já não é a tão longo prazo (existe até 8 anos, salvo erro), mas se ficar desempregada ou tiver outro azar não posso reduzir a mensalidade:-(

Podem-me ajudar. Estou indecisa. Existe outro banco (seguro) com melhores condições que não vincule uma conta bancária obrigatória?

Agradeço, desde já, a vossa disponibilidade:-)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nao vou fazer comparaçoes de PPRs mas queria so ´ deixar uma nota - num PPR, para alem de esperar ate´ aos 65, o resgate tipicamente pode ser feito sem penalizaçoes tambem em situaçao de desemprego prolongado (superior a 1 ano).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só um extra.

Confirma-se que são estas as condições de resgate dos PPR:

a) Reforma por Velhice do Segurado desde que tenham decorrido cinco anos após o pagamento do prémio único;

B) Desemprego de longa duração do Segurado ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar;

c) Incapacidade permanente do Segurado para o trabalho, ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar, qualquer que seja a sua causa;

d) Doença grave do Segurado, ou de qualquer dos membros do seu agregado familiar;

e) A partir dos 60 anos de idade do Segurado desde que tenham decorrido cinco anos após o pagamento do prémio único;

é que se for o caso, pode ser antes dos 65 anos e existem duas parcelas muito importantes:

Doença grave e/ou incapacidade para o trabalho.

Depois disso, quem dispoem de vários PPR's pode sempre resgatar um deles e deixar os outros, uma forma de minimizar os danos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigada, pelo esclarecimento;-)

Reformulando a pergunta anterior: Acham que o PPR é melhor que um Aforro Familiar?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Reformulando a pergunta anterior: Acham que o PPR é melhor que um Aforro Familiar?

Antes de fazer essa pergunta deveria primeiro ler com atenção este tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1934.0.html

Depois de o ler, pode pensar assim, eu sou jovem e um PPR pode sofrer ganhos de rendimentos que podem subir ou descer. Já se estiver próxima da idade de reforma o risco será mínimo e o retorno poderá ser interessante.

Em relação ao Aforro Familiar não tenho grande informação sobre esse produto. Mas pode sempre ir ao site do BPI e fazer várias simulações consoante os cenários que a precupam!...  ;)

Espero ter esclarecido algo!

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Já fui ao Banco e aconselharam-me 2 produtos:

- Poupança BPI (taxa mín. para 181 dias 0.6 máx. 0.75%)

- Fundo Investimento Liquidez 1.92%

Ambos têm o mínimo de 250€ e podem-se fazer reforços. Também posso levantar o dinheiro recebendo-o após 2 dias na minha conta a ordem, sem qq penalização. Custos e/ou comissões = 0.

A diferença da taxa explica-se da seguinte forma:

O Poupança BPI é uma taxa garantida, sendo 1 DP. O fundo não é um DP, havendo variações da taxa diáriamante, ou seja, o juro é calculado por dia. Desvantagem, o capital é garantido a 99%, ou seja, se houver 1 crash na bolsa, etc., perco algum dinheiro.

A senhora no balcão foi muito atenciosa e disse que para o meu caso se adaptaria o Poupança BPI, pois neste momento o fundo tem vindo a crescer, mas a crise não está superada e como não sou uma pessoa que opouco que invisto me faz falta. Se quizesse, poderia ver e quando tivesse + algum poderia optar pelo Fundo. Acho, que a senhora foi razoável. Disse que iria pensar melhor e ver.

O que acham? Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0