caçote

Crédito Habitação com 4 titulares

8 publicações neste tópico

Boas!

Gostaria de expor o seguinte:

Quando um casal jovem está a pensar comprar casa no valor de 90.000€, pretende solicitar um crédito de 81.000€ e lhes é exigido fiador, não será possível, efectuar o empréstimo em nome do casal +(sogro e sogra) em vez de destes últimos ficarem como fiadores, abrindo uma conta no banco onde vai ser concedido o empréstimo com 4 titulares, solicitar o crédito e depois fazer a escritura da habitação, mencionando os 4 proprietários.

Perante esta solução, gostaria de saber quais os inconvenientes desta solução.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou em crer que o número máximo de proponentes para compra de uma casa é de 2.

Mas uma casa que custe 90 000€ que poderá ser avaliada talvez em pelo menos uns 100 000€, e que se prentende pedir empréstimo de 81 000€ não é aprovada sem fiadores?

Tentem esgotar todas as hipoteses antes nos vários bancos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Custando a casa 90.000€ e para não ser preciso fiador, de quanto é o limite de pedido de empréstimo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Custando a casa 90.000€ e para não ser preciso fiador, de quanto é o limite de pedido de empréstimo?

Entre 80 a 90% do financiamento (empréstimo e avaliação).

O ideal seria até 80% e taxa de esforço, com limite inferior e superior, próximo dos 20%.  ;)

Aconselho uma vista de olhos, seguida de uma leitura atenta ao seguinte tópico: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,2043.0.html

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quanto à questão inicial, pode ser feito em nome dos 4.. Até pode ser feito em nome de 6, 7, etc..

No entanto há que ter atenção ao prazo máximo praticável, isto porque os bancos limitam o prazo do crédito à idade do proponente mais velho no final do crédito (75 ou 80 anos), o que poderá limitar o prazo do empréstimo se os sogros tiverem uma idade já avançada..

Normalmente não há idade máxima no caso de fiadores..

Quanto à questão de ser aprovado sem fiadores.. isso depende dos critérios internos de aprovação de cada banco.. até podem estar a pedir 50% do valor de avaliação, mas se não demonstrarem ter capacidade para cumprir com a prestação mensal o banco não emprestar..

e não, o banco pode não querer arriscar fazer o crédito e se correr mal ficar com o lucro da venda da casa porque esse não é o seu negócio..

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quanto à questão de ser aprovado sem fiadores.. isso depende dos critérios internos de aprovação de cada banco.. até podem estar a pedir 50% do valor de avaliação, mas se não demonstrarem ter capacidade para cumprir com a prestação mensal o banco não emprestar..

e não, o banco pode não querer arriscar fazer o crédito e se correr mal ficar com o lucro da venda da casa porque esse não é o seu negócio..

E porque razão o banco não há-de emprestar o dinheiro ou fazer o crédito?

Por dois motivos:

- http://aeiou.bpiexpressoimobiliario.pt/

Se consultarem este link, verificam que há quase 1 milhão de casas à disposição no mercado. Poderão dizer que muitas não são dos bancos, mas que está difícil o escoamento, está!...

- Portugal precisa de 386 dias para pagar dívida externa. A culpa é do estado!...

Portugal está «hipotecado» e, segundo os economistas, vive à custa das poupanças externas. Ou seja, os empréstimos excedem em 5,7% a riqueza gerada num ano no país (PIB). A culpa está nos excessos de gastos do Estado, empresas e famílias, que estão sobreendividadas.

Portanto, quando o banco "não empresta" o dinheiro, não tem a ver só com a capacidade do cliente mas com a capacidade do banco em emprestar esse dinheiro. Dai certas campanhas "apelativas" de contas a prazo com juros crescentes (fazendo a média, verifica-se que os juros oferecidos são medianos mas as "caras larocas" do anúncio vendem)! Na realidade eles precisam de dinheiro para o poderem emprestar...  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Relativamente ao facto da casa ficar em nome dos 4 ha´ mais algumas consideraçoes a ter:

- os 4 poderao usar o beneficio fiscal referente aos juros no IRS

- caso um dia vendam a casa, os 4 eventualmente terao que pagar IRS sobre as mais valias

- ou que se, por exemplo, um dia os sogros tiverem problemas financeiros e alguem decidir penhorar os seus bens, metade da casa podera´ ser penhorada.

- ou que, se os sogros se divorciarem, metade da casa entram para a lista de bens a dividir

- ou que, se voces se separarem, nao tens direito a metade da casa, mas apenas a 1/4.

- etc, etc, etc.

Nada impede que a casa fique escriturada em nome dos 4. Mas se nao querem que os sogros fiquem com direitos sobre a casa, eu nao me meteria nisso - nunca se sabe o dia de amanha e pode dar mais confusao.

Mas, ja´ agora, qual e´ o problema dos sogros ficarem como fiadores? Do ponto de vista de responsabilidade perante o emprestimo, nao ha´ grandes diferenças... E pelo menos a casa fica so´ em vosso nome.

Alem disso, em negocios que fogem muito ao normal, os bancos tendem a levar muito tempo a aprovar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como os sogros não têm mais filhos e vão entrar com 22000.00€, em vez de ficarem com a responsabilidade de fiadores, ficam com a responsabilidade da parceria de titularidade sobre o imóvel.

Assim sendo, com o rendimento de 3 dos 4 titulares, já não há razão de precisarem de fiadores.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead