ruiteixeira

Problema gravissimo

32 publicações neste tópico

Ola, tenho 20 anos, estudo ainda apesar de ser o ultimo ano. É o seguinte o meu pai cometeu um erro muito grave no qual agora tem de pagar 60 mil euros, vai a tribunal nao sei o que vai ser decidido mas o que esta confirmado é que tem de pagar esse valor, ele disse me que lhe davam 2 3 anos para pagar tudo tudo bem, agora anda a pressionar me para fazer um credito. Eu posso ser ja um pouco velho em relacao a idade mas acerca destes assunto sou muito novo nao sei se para fazer credito é preciso fiador, o que sei é que ele nao pode ser fiador pois tem uns problemas com o banco etc.. gostaria de saber se estou a proceder correctamente com o credito ou tenho mesmo de dizer que não. Gostava de ter uma vida normal.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É difícil dar uma resposta só com essa informação. Ele está-te a pedir para fazer um empréstimo de que valor? E com que condições? E tu tens alguns rendimentos? Senão como vais pagar o empréstimo? Se for daqueles empréstimos "instantâneos", o melhor é começar já a pensar em dizer que não - as taxas de juro são altíssimas e não vai ajudar em nada, provavelmente só piorar a situação, e o pior é que te arrasta para o meio da confusão (mas lá está, sem valores é difícil dar um resposta concreta).

Há aí uma coisa que ainda não percebi - o tribunal ainda não decidiu nada e ele já sabe quanto vai ter que pagar? Isso é muito estranho. Até porque, se o teu pai realmente não tem a menor hipótese de pagar tanto dinheiro, em alguns casos, até pode ser que o juiz reduza um bocado à quantia, ou a substitua por outro tipo de pena... Por outro lado, entre juros de mora e custas do processo, eventualmente a quantia também ainda pode subir um bom bocado. Não será melhor teres os dados todos antes de comprometeres a tua segurança financeira durante os próximos anos? Mesmo tratando-se do teu pai, não lhe estás a fazer favor nenhum se daqui a 2 ou 3 anos ele continuar a precisar de ajuda e não puder contar contigo...

Mas assumindo que realmente são apenas os 60.000€ - qual é neste momento o vosso plano para sair dessa situação? Se deres mais alguns detalhes podemos comentar com mais conhecimento de causa e, quem sabe, sugerir alternativas melhores...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Cada um deve responder pelos erros que comete. Não comeces já a hipotecar a tua vida. Eu nunca pediria tal coisa aos meu filhos. Nunca. Digo mais: hoje nem sequer de um filho seria fiador. O meu conselho é que digas, NÃO. Duvido mesmo que o banco te conceda crédito atendendo à tua idade e ainda andares a estudar. Só se o contraísses para finalizar os estudos. E mesmo assim...

ruiteixeira, olha pela tua vidinha. Sessenta mil euros é muito dinheiro. O teu pai que pague pelo erro que cometeu.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que ele me falou foi o seguinte, "olha tenho um problema gravissimo, vou a tribunal e tenho de pagar 60 mil, eles devem meter prisao suspensa e darem me 2 3 anos para pagar a divida, depois se precisar de ajuda fazes um credito, se nao conseguir pagar durante esse tempo vou preso", a minha mae nao sabe de nada e eu estou a ser metido nisto eu nao quero fazer esse tal credito pois daqui  uns anos vou ter a minha vida ja namoro a 4 anos vai fazer 5, ja temos planos apesar de nós ser mos  "novos", o credito que ele quer deve ser pessoal certo? se é para lhe dar o dinheiro.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Qual foi o erro?

Será que ele não frequenta jogos, casinos, etc.?

Abre bem os olhos. Podes estar a ser enganado pelo teu pai.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O problema foi utilizar dinheiros de uma empresa quando la trabalhava, entretanto disse ao patrao o que se passou foi despedido, entretanto foi para outra empresa no qual permanece, e pelo que sei continua a fazer o mesmo logo vou tar a fazer o credito para? ele vai andar a pagar tudo bem derrepente descobrem eu é que fico lixado =/

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nem sabes no que te metes... Ficas lixado para a vida se fazes um empréstimo desses para esse tipo de coisa...

Para pena suspensa e pelo que fez, possivelmente será um cúmulo de crimes como burla agravada, falsificação de documentos, assinaturas, abuso de confiança, fraude, etc... Crimes que dão pena de prisão... Ele declarou-se a ti como culpado, logo, não te podes endividar com 60000.00€ por um crime que não cometeste... A minha opinião é, tal como a dos membros que já comentaram, dizeres que não te deram crédito, apesar de te custar por ser o teu pai... Eu espero nunca ter que passar por uma coisa dessas, por isso desejo-te sorte...

Cumpts

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tipo ele com esses problemas todos nunca poderá ser o fiador certo?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Claro que não. Não é idóneo. A não ser que tenha muitos bens para dar como garantia. Não deixes que te arraste...

Quem faz uma faz um cento.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Atao como quer que eu faça um credito? ainda nao perebi, tou a estudar mas na altura vou estar a trabalhar e claro nao vou receber nenhuns 800 900 euros, recebo o ordenado minimo e prontos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha opinião é, tal como a dos membros que já comentaram, dizeres que não te deram crédito, apesar de te custar por ser o teu pai...

Eu ainda acredito em que se deve tentar ajudar os pais (mesmo apesar de alguns disparates) mas nem sempre dar dinheiro resolve os problemas, como já foi dito. às vezes é muito mais eficaz ter a coragem de dizer simplesmente que não!

Quanto de nós não ouviram em pequenos dos nossos pais, depois de nos terem recusado alguma coisa: "tu agora não percebes, mas um dia ainda me vais agradecer por isso". às vezes a melhor solução não é a mais agradável, mas não deixa de ser a melhor...

Acho que a melhor forma de ajudares o teu pai, é falares abertamente com ele e explicar-lhe porque é que não é boa solução andar a levar outras pessoas abaixo com ele - sobretudo um filho. Aliás, eu nem tentava travar essa luta sozinho - põe a tua mãe ao corrente da situação, assim como todas as pessoas a quem ele possa vir a tentar puxar para o mesmo. Se entre todos não conseguirem arranjar um plano para ajudar o teu pai, pelo menos ajudam-se uns aos outros a suportar algumas cenas infelizes que possam vir a acontecer...

(mas se ele veio falar só contigo, dá-lhe a dignidade de teres uma conversa a sós com ele, primeiro).

Boa sorte.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Epa mas é uma situação lixada, quero ter uma vida normal, não quero fazer aquilo que ele me pede só isso, outra coisa sera que me dao um credito sem fiador? e outra nestes tempos que decorrem será que dao credito de 60 mil?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para já deve ser quase impossível obter um empréstimo se não trabalhas.

Depois tb não percebo como e chega a esse valor! É o que exigem ao teu pai para retirar a queixa?!

Ele não tem bens para dar como garantia?

Eu pelo pouco que sei, parece-me impossível mesmo qd ganhares obteres um empréstimo de 60 mil sem ser nu crédito habitação. É muito dinheiro...

E se isso está em tribunal como vai esconder da tua mãe? Vai começar a receber cartas do tribunal, possivelmente algum arresto de bens...

Compreendo que seja o teu pai e que queiras ajudar. Provavelmente tb ajudaria, mas isso não me parece muito viável.

Já agora: pq não pede ele um empréstimo agora?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que não pode senão pedia =/ eu quero dizer que nao mas nao consigo

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que não pode senão pedia =/ eu quero dizer que nao mas nao consigo

Deixa lá, que como isto anda, também não te dão o crédito... Ainda por cima a estudar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tipo mas imagina daqui a 1 2 anos ja nao estudo trabalho logo, devo receber 450 euritos ordenado minimo achas que consigo? espero bem que não

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tal como todos os outros membros do forum, sou da mesma opinião, não estragues a tua vida. Não queiras perder a tua namorada, não estragues o tem futuro, não faças o tal crédito. Se o teu pai cometeu o erro e pelo aquilo que dizes ainda comete, de desviar dinheiro das empresas onde trabalhou e trabalha, deve ser ele a pagar por isso e não tu. Se fizesses o tal crédito possivelmente não o conseguirias pagar, os bancos hipotecavam-te o teu ordenado e todos os bens que tivesses e ficarias com o nome registado no banco de Portugal, como caloteiro. Não queiras pagar por um crime que não cometeste.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sinceramente, e sem querer magoar-te, acho que o teu pai está num beco sem saída. Daí resulta que já não está a ver as coisas com clareza. E, face a tal situação, nem sequer mede minimamente a responsabilidade daquilo que te pede. Acredito, para bem de ambos, nenhum banco te vai conceder crédito. Seria de uma total irresponsabilidade se tal acontecesse.

Desabafo próprio: Que raio de sociedade consumista é esta, que endivida os filhos e os netos, pedindo créditos a torto e a direito, hipotecando desta forma as próximas gerações?

Sinceramente que não percebo esta gente. Mas não percebo mesmo. Só pensam no seu bem estar. Egoístas. Arre!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se houvesse psicologos gratuitos era bom, ando em baixo, o meu dia a dia já nao é o mesmo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Procura o médico de família e desabafa com ele. Conta-lhe toda a verdade. Não tenhas vergonha. Certamente vai-te ajudar. E ampara-te na tua namorada nesta fase da tua vida. É partilhando alegrias e tristezas que se constrói um grande amor. Quem te aconselha é um chefe de família com 48 anos, casado há quase 25 anos, pai de dois filhos, uma de 23 (já licenciada) e outro de 18 anos (estudante universitário). Desejo-te sorte.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sinceramente, e sem querer magoar-te, acho que o teu pai está num beco sem saída. Daí resulta que já não está a ver as coisas com clareza. E, face a tal situação, nem sequer mede minimamente a responsabilidade daquilo que te pede. Acredito, para bem de ambos, nenhum banco te vai conceder crédito. Seria de uma total irresponsabilidade se tal acontecesse.

Desabafo próprio: Que raio de sociedade consumista é esta, que endivida os filhos e os netos, pedindo créditos a torto e a direito, hipotecando desta forma as próximas gerações?

Sinceramente que não percebo esta gente. Mas não percebo mesmo. Só pensam no seu bem estar. Egoístas. Arre!

Tens razao mas se eu disser que não, ele ainda me chantagia com alguma coisa. Se disser que sim ja sei que vai dar chatices pois, sinceramente hoje em dia uma pessoa nao esta num emprego a vida toda, logo ja sei que vai dar porcaria.

Tipo o meu medico de familia nao é o melhor =/ quer la ele saber destas coisas. Eu so quero saber se consigo fazer um credito de 60 mil, ou é completamente impossivel se for possivel tenho de arranjar um estratagema para arranjar uma solucao para nao poder fazer o credito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Se houvesse psicologos gratuitos era bom, ando em baixo, o meu dia a dia já nao é o mesmo.

Andas na faculdade? Já perguntaste se há algum apoio psicológico por lá? Na Universidade do Porto sei que há (não tenho a certeza se é gratuito, mas o valor deve ser simbólico, a julgar por algumas pessoas que sei que o frequentavam).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu so quero saber se consigo fazer um credito de 60 mil, ou é completamente impossivel se for possivel tenho de arranjar um estratagema para arranjar uma solucao para nao poder fazer o credito.

Como disseste no início do tópico, já tens idade para dizer que não, sem precisar de inventar uma desculpa.

Apesar de ser certo que ninguém te vai emprestar o dinheiro (a menos que arranjes um emprego muito bem remunerado, logo no início), acho que te vais sentir melhor contigo próprio se tiveres a coragem de lhe dizer que não, sem necessidade de inventar qualquer desculpa... mas se ele não quiser ouvir, tens argumentos sólidos para apresentar - o plano dele simplesmente não é viável...

Outra coisa - mesmo que lhe respondas que não, sabes se ele vai bater a mais alguma porta? Alguém que até lhe diga que sim? É que senão não estás a ajudar - estás apenas a passar o problema para outra pessoa.

Os teus pais ainda são casados? É que se forem, a tua mãe pode ser legalmente chamada a responder pelas dívidas dele, em alguns casos (não sei se neste caso específico pode, uma vez que se trata de fraude). Mas teres também uma conversa franca com a tua mãe sobre este assunto pode ajudar os dois a prepararem-se para o que ainda pode vir aí - e ela poderá dar-te algum do tal apoio psicológico de que dizes precisar...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola Rui

Será que quando o teu pai for a tribunal não pode negociar a forma de pagar essa divida? por exemplo ficar estipulado que todos os meses "saí" do ordenado dele um montante para ir abatendo à divida como de uma penhora se trata-se?

Eu não tenho grande experiencia mas não acredito que o tribunal não negoceie a divida, ao ponto de o teu pai ficar sem qualquer rendimento, o teu pai "tem que comer"!!!

Quanto a tu fazeres um emprestimo não acredito que te concedão.Não trabalhas, não tens bens e o montante é mt alto, quase que compras uma casa.

E mesmo que te concedão o emprestimo tens que ser honesto contigo proprio, 60 mil euros não se pagam em 2 anos!! quem vai pagar o emprestimo?o teu pai? e se ele falha? desculpa a sinceridade mas se ele esta na situação que esta por algum motivo é e tambem pode faltar com ao compromisso contigo.

Eu compreenso a tua situação porque passei por algo semelhante com a minha mae mas a divida era mt, mt mais pequena mas eu tive mesmo que a pagar, o meu nome estava na conta do banco onde houve o problema.No meu caso fui eu que tive de dar corda aos sapatos para resolver a questao e acredita que quando as pessoas querem pagar uma divida, mas têm mesmo que querer, tudo se arranja.

Como um dos foristas disse e bem "nem dos meus filhos seria fiador". Comprei a minha casa mas a condição para escolhermos o banco era nao nos imporem fiador.!!!

Espero que tudo se resolva pelo melhor.

Cumprimentos

Tita

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como disseste no início do tópico, já tens idade para dizer que não, sem precisar de inventar uma desculpa.

Apesar de ser certo que ninguém te vai emprestar o dinheiro (a menos que arranjes um emprego muito bem remunerado, logo no início), acho que te vais sentir melhor contigo próprio se tiveres a coragem de lhe dizer que não, sem necessidade de inventar qualquer desculpa... mas se ele não quiser ouvir, tens argumentos sólidos para apresentar - o plano dele simplesmente não é viável...

Outra coisa - mesmo que lhe respondas que não, sabes se ele vai bater a mais alguma porta? Alguém que até lhe diga que sim? É que senão não estás a ajudar - estás apenas a passar o problema para outra pessoa.

Os teus pais ainda são casados? É que se forem, a tua mãe pode ser legalmente chamada a responder pelas dívidas dele, em alguns casos (não sei se neste caso específico pode, uma vez que se trata de fraude). Mas teres também uma conversa franca com a tua mãe sobre este assunto pode ajudar os dois a prepararem-se para o que ainda pode vir aí - e ela poderá dar-te algum do tal apoio psicológico de que dizes precisar...

-----

Tipo isto so deve acontecer daqui a 1 ano ou 2, mas eu tenho um defeito penso muito na vida, logo daqui a um ou dois anos ja devo trabalhar a receber o ordenado minimo, sera que com o ordenado minimo com despesas do carro eles dao me o credito.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead