Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
José Ribeiro

Facebook - Seguro?

13 publicações neste tópico

Gostaria de ler alguma(s) opinião(ões) do(s) responsável(eis) por este blog, em relação à notícia que transcrevo na integra.

Obrigado desde já!

Criminosos oferecem serviço para roubar contas do Facebook

Por cem dólares, facultam um «username» e uma «password» para aceder a qualquer conta da rede social.

Um grupo de criminosos da Internet desenvolveram um serviço online para entrar nas contas dos usuários do Facebook sorteando as «passwords» da rede, informa a empresa de segurança Panda, citada pelo «La Vanguardia».

Esta empresa detectou, nos últimos dias, um novo domínio que oferece um serviço para revelar as identidades do Facebook de forma a entrar na conta de qualquer usuários, incluindo celebridades, políticos ou marcas conhecidas de publicidade.

A página deste serviço indica que, através das falhas de segurança no Facebook, o grupo consegue aceder a 99 por cento das contas dos seus usuários. Os criminosos disponibilizam, por 100 dólares, um «username» e uma «password» para supostamente aceder a qualquer conta da rede social.

O pagamento online é feito através do «Western Union» e o país receptor é a Ucrânia, enquanto que o domínio está registado em Moscovo. Os responsáveis afirmam ter quatro anos de experiência, quando apenas têm alguns dias, segundo a Panda, e oferecem às pessoas a possibilidade de se afiliarem para divulgar o serviço de forma a obter 20% do que os outros usuários consigam vender.

Os técnicos da Panda assinalam que o objectivo pode ser o acesso fraudulento às contas do Facebook ou obter benefícios económicos dos que tentam roubar o serviço. Explicam ainda que, uma vez obtido o acesso às contas pode-se enviar vírus para a rede, spam, ou distribuir informações falsas em nome da identidade roubada.

É para ficar preocupado?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

É para ficar preocupado?

Depende, tens conta no Facebook e muitos inimigos? ;)

Como de costume, é sempre preciso ter algum cuidado com a informação pessoal que se coloca online. Por norma, eu assumo que tudo o que meto num perfil, de uma qualquer conta, pode estar disponível para os outros, mesmo quando o site diz que essa informação não será partilhada.

Não conheço o Facebook (aliás, evito quase tudo o que sejam essas redes sociais, não por medo mas porque simplesmente o conceito não me atrai) mas é possível, em alguns sites, apanhar a informação que é guardada numa cookie, por exemplo, enviando um pouco de Javascript numa mensagem - o utilizador incauto, ao abrir a mensagem para ler, sem se aperceber está a mandar os seus dados para algum lado; ou então, pessoas que têm muito cuidado para não responder a mensagens de SPAM mas que, ao receber um email com uma imagem, e tendo a visualização de imagens activada, sem querer já estão a confirmar que a sua conta é real e os SPAMMERS podem continuar a mandar mails para ali...

Em alguns casos o próprio browser / cliente de email já vem protegido por defeito... mas quantas vezes não retiramos essas protecções porque fica mais bonito ou para evitar ter que estar sempre a confirmar uma dada acção?

Enfim, como disse não conheço o Facebook e, dada a dimensão que tem, acredito que esteja protegido contra os hacks mais conhecidos. Mas há sempre maneiras de dar a volta e a criatividade é uma arma poderosa. E, no limite, a ladrões de casa não se trancam as portas 8)

Seja como for, uma proposta desse tipo provavelmente não fica online muito tempo, digo eu...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depende, tens conta no Facebook e muitos inimigos? ;)

Não mais do que aqueles que deves ter...  :D

Concerteza que foi entendido por todos os que já deram uma vista de olhos por este tópico, que ele se relaciona com o convite que o Pedro Pais faz à comunidade em geral para o passatempo, "Passatempo Facebook: A Consciência de um Liberal", lançado no dia 15 de Setembro.

Exactamente, porque é preciso ter algum cuidado com a informação pessoal que se coloca online e nomeadamente no Facebook, é que questiono, se há essa preocupação em salvaguardar os dados pessoais que são necessários introduzir para participar no passatempo!

Aliás, constato que o site e o blog caminham a passos largos para o Facebook! Pode ser bom para divulgar o trabalho que é desenvolvido aqui, mas tenho algumas reservas, não só pelo teor da notícia que transcrevi, mas também por outras que já li!...

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Facebook perde dados de 150 mil utilizadores

Cerca de 150.000 utilizadores do Facebook terão perdido dados como fotos ou contactos da sua conta, após problemas técnicos do site popular na semana passada que impediram o acesso ao serviço de um número desconhecido de utilizadores, notícia o Jornal espanhol «El pais».

A substituição dos perfis de entrada causou uma falha técnica que a própria empresa excluí que se tenha tratado de um ataque de piratas. O Facebook espera agora com a maior brevidade possível activar o acesso a todos os que sofreram o problema.

A empresa pediu desculpas pelo incomodo que causou por não poderem aceder ao seu próprio perfil. Os membros afectados são avisados de que «alguns dados podem não ser recuperados» e aconselhados a mudar o perfil.

O Facebook admite que alguns dados não podem ser actualizados. Isto aplica-se às fotos que foram excluídas ou incorporadas recentemente e conteúdo enviado ou adicionado nos últimos dias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Facebook perde dados de 150 mil utilizadores

Cerca de 150.000 utilizadores do Facebook terão perdido dados como fotos ou contactos da sua conta, após problemas técnicos do site popular na semana passada que impediram o acesso ao serviço de um número desconhecido de utilizadores, notícia o Jornal espanhol «El pais».

150.000 utilizadores no Facebook foram impedidos de aceder às suas contas durante semana e meia devido a uma falha de serviços que entretanto já foi restabelecida. Parte da informação que estava visível nas contas desapareceu, mas a empresa recuperou entretanto a maioria da informação perdida...

Entretanto, alguns orgãos de informação, continuam a alertar para as pessoas terem "Cuidado com o Facebook": http://www.meiosepublicidade.pt/2009/11/13/cuidado-com-o-facebook/

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Difundam principalmente por quem tenha Filhos ou Sobrinhos ainda miúdos!

 

La verdad del Facebook:

Escalofriante!... 

 

Vejam este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=xzTgIdNW6lg   

LASTIMOSAMENTE LAS COSAS BUENAS QUE UNOS HACEN, OTROS LA APROVECHAN PARA HACER EL MAL....

Esta semana en la televisión hubo reportaje todos los días con Joaquín López Dóriga (periodista mexicano) sobre Facebook, Hi5, Myspace, Sonico, etc y lo peligroso que son. Viene un reportaje diario en el periódico MILENIO, sobre como los secuestradores tienen como fuente de información directa y confiable los blogs, el Facebook y el Hi5.

Entrevistaron a unos secuestradores y dicen que entran a la red y ven los ROSTROS, la casa, los carros, las fotos de viaje y saben el nivel social y económico que tienen quienes ahí aparecen. Ya en televisión uno de ellos había declarado que antes batallaban mucho para reconocer a los candidatos a secuestros, pero que ahora con el Facebook y la información que ponemos voluntariamente en la red, ya no se confunden ni tienen que investigar en donde viven o en qué escuela estudian y a donde viajan y quiénes son sus papas, hermanos y amigos.. Eso pasó con Alejandro Martí, (Joven mexicano muerto por sus secuestradores) que de todo ponía. La familia acaba de cerrar su blog después de darse cuenta de la cantidad de información potencialmente peligrosa que el joven había puesto ahí con alegría y sin sospechar que estaba armando a quienes lo mataron. Protejan a sus hijos y protéjanse ustedes; ya no pongan información peligrosa en la red.

LA VERDAD SOBRE 'FACEBOOK'

Facebook está vendiendo la información de sus usuarios al mejor postor. Cito textualmente: 'Lo que muchos usuarios no saben es que de acuerdo a las condiciones del contrato que virtualmente asumen al hacer clic en el cuadro 'acepto', los usuarios le otorgan a Facebook la propiedad exclusiva y perpetua de toda la información e imágenes que publican.'

De hecho, resalta el experto, los afiliados 'automáticamente autorizan a Facebook el uso perpetuo y transferible, junto con los derechos de distribución o despliegue público de todo lo que cuelgan en su página Web.' Los términos de uso le reserva a Facebook el derecho a conceder y sub-licenciar todo 'el contenido del usuario' a otros negocios.

Sin su consentimiento, a muchos usuarios les convirtieron sus fotografías en publicidad, transformando un comercio privado en endosos públicos.

De repente todo lo que sus afiliados publicaron, incluyendo sus fotografías personales, su inclinación política, el estado de sus relaciones afectivas, intereses individuales y hasta la dirección de la casa, se envió sin su autorización expresa a millares de usuarios.

Hay que creerle a Mr. Melber cuando asegura que muchos empleadores gringos al evaluar hojas de vida revisan Facebook para conocer intimidades de los solicitantes. La prueba que una página en Facebook no es para nada privada se evidenció en un sonado caso donde la Universidad John Brown expulsó a un estudiante cuando descubrió una foto que colgó en Facebook vestido de travesti Otra evidencia sucedió cuando un agente del Servicio Secreto visitó en la Universidad de Oklahoma al estudiante de segundo año Saúl Martínez por un comentario que publicó en contra del presidente..  Y para colmo de males, el asunto no termina si el usuario se decide retirar Aun cuando los usuarios cancelan la membrecía, sus fotos e información permanecen abordo, según Facebook, por si deciden reactivar su cuenta Es más, el usuario no es retirado inclusive cuando fallece. De acuerdo a las 'condiciones de uso,' los dolientes no pueden obligar que Facebook descuelgue los datos e imágenes de sus deudos, ya que cuando el finado aceptó el contrato virtual le otorgó a Facebook el derecho de 'mantenerlo activo bajo un status especial de conmemoración por un período de tiempo determinado por nosotros para permitir que otros usuarios puedan publicar y observar comentarios sobre el difunto.'

Sepan los usuarios de Facebook que son partícipes indefensos de un escenario, los académicos califican como el caso de espionaje más grande en la historia de la humanidad. De paso se convierten de manera inconsciente en los precursores del fenómeno de 'Big Brother' te está observando.

b

Alusión directa a la intromisión abusiva del estado en los asuntos privados del ciudadano común para controlar su comportamiento social, tema de una novela profundamente premonitoria escrita en 1932 por el  británico Aldous Huxley: 'Un Mundo Feliz.'

Vai em Espanhol, mas percebe-se!...    :o

É "engraçado" certas coincidências!...  :-X

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não uso Facebook mas tive que andar a investigar aquilo recentemente por causa de um outro projecto...

Há uma opção para indicar se autorizo que as minhas fotos, dados, etc, sejam usados em publicidade ou não...

(Já não me lembro bem de qual era o valor que vinha por defeito... sei que desautorizei quase tudo).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não uso Facebook mas tive que andar a investigar aquilo recentemente por causa de um outro projecto...

Há uma opção para indicar se autorizo que as minhas fotos, dados, etc, sejam usados em publicidade ou não...

(Já não me lembro bem de qual era o valor que vinha por defeito... sei que desautorizei quase tudo).

Cito apenas duas frases da informação anterior: "Facebook está vendiendo la información de sus usuarios al mejor postor."

"Sin su consentimiento, a muchos usuarios les convirtieron sus fotografías en publicidad, transformando un comercio privado en endosos públicos."

Esclarecedor, não?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hacker põe à venda 1,5 milhões de passwords de contas do Facebook

A descoberta feita por investigadores da iDefense (grupo VeriSign) pode ser reveladora de uma crescente ameaça sobre os utilizadores do Facebook.

O investigadores admitem não ter qualquer dado que confirme que as contas comercializadas por Kirllos estejam activas, mas lembram que o hacker de origem desconhecida já terá comercializado mais de 700 mil passwords e contas do Facebook.

Segundo a IDG News Service, o hacker está a vender pacotes de mil contas/passwords a preços que oscilam entre os 25 dólares e os 45 dólares (entre 19 euros e 39 euros), consoante os dados pessoais incluídos nas contas.

Além do grande número de contas, os investigadores do grupo VeriSign confessam-se surpreendidos com os preços baixos praticados por Kirllos.

Recentemente, uma investigação levada a cabo pela Symantec no lado obscuro da Net deparou com preços médios que oscilam entre um e 20 dólares (de 0,75 euros a 15 euros) por cada conta/password usurpada.

Envio de mensagens e vídeos infectados com códigos maliciosos são algumas das estratégias mais comuns dos hackers, que recorrem a contas fictícias para lançar ataques nos portais sociais.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Facebook pelos vistos já é a maior rede social da net e nestas coisas.... não digo que sejam mentira, mas a inveja....

Nisto vale tudo para deitar abaixo os outros.....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Acho que toda a gente já deveria saber que a segurança neste tipo de redes é questionável. É certo que não é talvez muito frequente uma pessoa comum sofrer estes ataques, a não ser que tenha alguns inimigos que percebem de internet. Mas a verdade é que estas coisas acontecem. A mim já me invadiram uma vez um perfil, colocando links não autorizados, o que levou a que eu fechasse de imediato a minha participação nessa rede, mas a verdade é que de todas as formas, os dados ficam sempre armazenados em algum lugar...A partir daí, coloco na internet só aquilo que eu sei que não tem nenhum problema, mesmo que fique por aí 100 anos. Nada de coisas muito pessoais ou embaraçosas - e tampouco permito que os meus conhecidos façam determinado tipo de comentários/coloquem fotos que a nível pessoal não têm problemas, mas público seriam uma exposição demasiado grande.

Há sempre que ter cautela.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Facebook: alterações chegam já esta semana

O jovem responsável pela criação da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, admitiu ter cometido «vários erros», agora que o sítio electrónico já terminou uma série de alterações nas opções de confidencialidade dos seus utilizadores, depois de muitos protestos, avança a Lusa.

«Eu sei que nós cometemos vários erros, mas acredito que a partir de agora o nosso serviço será melhor, e que as pessoas compreenderão que as nossas intenções são boas, e que nós reagimos às reacções das pessoas para quem trabalhamos», escreveu Mark Zuckerberg numa mensagem electrónica enviada a um influente blogger de Silicon Valley, Robert Scoble, que disse ter autorização para a sua publicação.

O mea culpa do patrão surge depois de o Facebook ter anunciado, ter prontas para entrar em funcionamento várias alterações que visam proporcionar opções de confidencialidade «mais simples e mais fáceis de usar», as quais serão reveladas ao público esta semana.

«Nós escutámos todas as reacções das pessoas e seleccionámos as boas sugestões para a melhoria do serviço. Eu prefiro mostrar um produto melhorado do que falar sobre ele», disse na mensagem Zuckerberg, prometendo que a equipa do Facebook irá desvendar esta semana as novidades.

Nem tudo é mau, quando os alertas da sociedade servem para trazer novas medidas de protecção!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Facebook cria 'botão de pânico' para menores

A nova aplicação, que resulta de um acordo entre o Facebook e o Centro de Protecção Online de Menores britânico (CEOP), traduz-se num dispositivo que os jovens podem accionar, com um simples clique de rato, sempre que sejam abordado por uma pessoas suspeita, pedófilo ou alguém que se queira passar por outra. O alerta é enviado para as autoridades que depois investigarão o caso.

Destinado aos utilizadores com idades compreendidas entre os 13 e os 18 anos, este método chegará aos mais novos por meio de uma mensagem na ‘homepage’, que os convidará a instalar esta opção.

Joanna Shields, vice-presidente do Facebook na Europa, Médio-Oriente e África, revela que este novo método permite “que os jovens fiquem mais seguros”.

MySpace e o Bebo são outras plataformas da internet que poderam a instalação do mesmo aplicativo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0