José Ribeiro

Terra com vida - Cultivo biológico

36 publicações neste tópico

Na sequência do tópico sobre "Produção de Morangos Biológicos" que se encontra aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1819.30.html, decidi criar um tópico com algumas dicas por forma a optimizar através de uma agricultura saúdavel, simples e prática, para quem dispõe de um pedacinho de terra onde pode fazer a sua horta.

- Cultivar couves e coentros na mesma terra é uma prática da agricultura biológica para manter o solo em boas condições - um produto retira ao solo nutriente que o outro repõe.

- Cultivar batata ao lado de beringela, evita o escaravelho.

- Plantar ervas aromáticas, como o alecrim, contribui para afastar a maior parte das "pragas".

- É aconselhável a rega gota-a-gota em oposição à rega directa e abundante.

Se tiverem mais sugestões, disponham e tenham bom proveito!  :)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isto dá sempre jeito a quem se dedica a estas coisa ;)

Hoje trago mais um truque para a plantação de batatas em casa  ;D

Óptimo óptimo para isto são aqueles sacos estilo os da terra acho que são de 50kg se não forem alguém que me corrija lol

Então... enchem os sacos até meio com terra, dos lados fazem pequenos furos e plantam nessa metade da terra umas batatitas (que convém deixar num lugar seco com bastante luz para que a flor comece a crescer)... deixam que a flor da batata cresça entretanto tapam a flor toda com mais terra e voltam a plantar mais algumas batatas e vão regando...

Convém que a terra esteja sempre humida, mas nada de inundações ok? Convém regar todos os 2 / 3 dias.

Para que hajam batatinhas maiores convém ir tirando a florzinha branca que vai aparecendo.

Costumo arrancar as maiores umas semanas (4/6) depois de as folhas começarem a ficar amareladas...

Acho que é fácil de se fazer e de entender mas alguma questão... é só dizerem  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Convém que a água esteja sempre humida, mas nada de inundações ok?

A água deve estar húmida?  ???

Não será a terra que deve estar húmida mas não inundada?  ;)

Não percebi muito bem o método. Insere-se na mesma linha das barricas mas agora com sacos de 50kg?  :)

O quintalzinho vai ficar bonito vai. Ele é barricas de morangos, é sacos de batatas com flores à mistura...  :D  :D

Venham mais dicas!...  :)  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Caramba  :-[ :-[

E em relação ao método... sei que com fotos seria mais fácil... mas... as minhas já estão mais que plantadas... assim que arranjar fotos... aqui estarei...

Ahhh e nestes sacos rende +/- 10kg

Após procurar na net arranjei esta foto com o aspecto da primeira etapa:

plante-sac4.jpg

Será que dá para ter uma ideia?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A foto é bastante ilustrativa e o saco é relativamente fácil de arranjar!  :)

Mas, surgiu-me outra dúvida! As batatas colhem-se dentro do saco ou todo o conteúdo do saco é depois depositado na terra do quintalzinho?

Quantas batatas dá em média cada saco por ano?

Qual a altura para começar e a melhor altura para colher?

Continuação de boas dicas!  :)  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isto dá sempre jeito a quem se dedica a estas coisa ;)

Hoje trago mais um truque para a plantação de batatas em casa  ;D

Óptimo óptimo para isto são aqueles sacos estilo os da terra acho que são de 50kg se não forem alguém que me corrija lol

Então... enchem os sacos até meio com terra, dos lados fazem pequenos furos e plantam nessa metade da terra umas batatitas (que convém deixar num lugar seco com bastante luz para que a flor comece a crescer)... deixam que a flor da batata cresça entretanto tapam a flor toda com mais terra e voltam a plantar mais algumas batatas e vão regando...

Convém que a terra esteja sempre humida, mas nada de inundações ok? Convém regar todos os 2 / 3 dias.

Para que hajam batatinhas maiores convém ir tirando a florzinha branca que vai aparecendo.

Costumo arrancar as maiores umas semanas (4/6) depois de as folhas começarem a ficar amareladas...

Acho que é fácil de se fazer e de entender mas alguma questão... é só dizerem  ;)

Fiquei bastante interessada com esta dica das batatas, mas confesso que os meus conhecimentos de agricultura são escassos e talvez por isso não percebi bem.

Se tiveres pachorra tira-me lá as dúvidas:

1 - Os sacos são os normais, um bocadinho mais fortes que os dos lixo, mas os furos são para a planta respirar ou para saírem por lá as folhas?

2 - Enches os sacos até meio porquê?

a) Para dar espaço a que a planta cresça?

B) Para depois colocar a  restante terra por cima das batatas?

c) Para tapar a flor quando ela desabrochar?

d) Para ter terra para fazer várias plantações umas em cima das outras?

3 - Se assim for como é que se tiram as que já estão prontinhas para comer?

4 - Ainda fiquei mais confusa com a imagem, pois "aquilo" parecem-me muitos grelos que nascem quando as batatas estão velhas!!! Por onde saem as folhas?

5 - Quando é que devem ser plantadas? Imagino que isso dependerá do clima!!!

Como vês não entendi e gostaria muito de saber fazer isso, pois ter batatinhas em pouco espaço e se calhar até várias vezes ao ano é muito bom!!!

Esclarece-me lá, fase por fase, por favor, já que sou analfabeta  ;)

Obrigada.

m.elis

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Na sequência do tópico sobre "Produção de Morangos Biológicos" que se encontra aqui: http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1819.30.html, decidi criar um tópico com algumas dicas por forma a optimizar através de uma agricultura saúdavel, simples e prática, para quem dispõe de um pedacinho de terra onde pode fazer a sua horta.

- Cultivar couves e coentros na mesma terra é uma prática da agricultura biológica para manter o solo em boas condições - um produto retira ao solo nutriente que o outro repõe.

- Cultivar batata ao lado de beringela, evita o escaravelho.

- Plantar ervas aromáticas, como o alecrim, contribui para afastar a maior parte das "pragas".

- É aconselhável a rega gota-a-gota em oposição à rega directa e abundante.

Se tiverem mais sugestões, disponham e tenham bom proveito!  :)

Cumps  8)

A minha mãe, que faz agricultura biológica de forma empírica, tem-me rogado umas "pragas" porque, por sugestão minha, plantou alecrim por todo o lado. O resultado foi que as pragas dizimaram na mesma as outras culturas. Será que as pragas eram "esquisitas"? 

Fiz há uns anos um pequeno curso sobre agricultura biológica e a questão das ervas aromáticas foi do interesse de todos, pois entre outras coisas boas faz-nos reduzir o sal na comida. Vim de lá maravilhada e já pus alguns ensinamentos em prática, mas para minha tristeza, não têm resultado (a das couves e coentros ainda não sugeri à minha mãe)

PS - Os passarinhos são muito bonitos mas fazem estragos nas culturas. Este ano fartei-me de ver campos sem espantalhos. Em sua substituição estavam Cds estragados :o Segundo me disseram as aves ficam encadeadas quando o sol incide sobre o CD. Oxalá que resulte, temo que possam aparecer aos milhares nas terras, como os sacos de plástico e seja mias um atentado ao ambiente. Até já tenho saudades dos espantalhos. Eram autênticas obras de arte.

Acho que esta mudança é provocada pelo plano tecnológico  :D :D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fiquei bastante interessada com esta dica das batatas, mas confesso que os meus conhecimentos de agricultura são escassos e talvez por isso não percebi bem.

Se tiveres pachorra tira-me lá as dúvidas:

1 - Os sacos são os normais, um bocadinho mais fortes que os dos lixo, mas os furos são para a planta respirar ou para saírem por lá as folhas?

2 - Enches os sacos até meio porquê?

a) Para dar espaço a que a planta cresça?

B) Para depois colocar a  restante terra por cima das batatas?

c) Para tapar a flor quando ela desabrochar?

d) Para ter terra para fazer várias plantações umas em cima das outras?

3 - Se assim for como é que se tiram as que já estão prontinhas para comer?

4 - Ainda fiquei mais confusa com a imagem, pois "aquilo" parecem-me muitos grelos que nascem quando as batatas estão velhas!!! Por onde saem as folhas?

5 - Quando é que devem ser plantadas? Imagino que isso dependerá do clima!!!

Pois,... eu também estou interessado na resposta a estas dúvidas todas.  :)  :D

Há... e também sou leigo nesta matéria!!!!!  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha mãe, que faz agricultura biológica de forma empírica, tem-me rogado umas "pragas" porque, por sugestão minha, plantou alecrim por todo o lado. O resultado foi que as pragas dizimaram na mesma as outras culturas. Será que as pragas eram "esquisitas"?  

Ai, mãezinha!...  ???

Espero que não tenha sido por culpa minha!  :(

Como já disse, sou um pouco leigo nesta matéria, mas estou a tentar aprender algumas coisas. Não tenho muito terreno, por isso qualquer uma destas dicas que eu dei não se aplica à minha pessoa.

Penso que o cultivo do alecrim não se deve fazer "por todo o lado" mas sim num canteiro, até porque depois se torna mais fácil a sua recolha.  ;)

Fiz há uns anos um pequeno curso sobre agricultura biológica e a questão das ervas aromáticas foi do interesse de todos, pois entre outras coisas boas faz-nos reduzir o sal na comida. Vim de lá maravilhada e já pus alguns ensinamentos em prática, mas para minha tristeza, não têm resultado (a das couves e coentros ainda não sugeri à minha mãe)

Para reduzir o sal na comida, basta que não deite nenhum sal na comida, ficando esta insossa...  :D

Não percebo é o que as couves e coentros têm a ver com a redução do sal na comida...  ???

PS - Os passarinhos são muito bonitos mas fazem estragos nas culturas. Este ano fartei-me de ver campos sem espantalhos. Em sua substituição estavam Cds estragados :o Segundo me disseram as aves ficam encadeadas quando o sol incide sobre o CD. Oxalá que resulte, temo que possam aparecer aos milhares nas terras, como os sacos de plástico e seja mias um atentado ao ambiente. Até já tenho saudades dos espantalhos. Eram autênticas obras de arte.

Acho que esta mudança é provocada pelo plano tecnológico  :D :D

CD's em substituição dos espantalhos?  ???

O que diz a sociedade dos direitos de autores dos artistas a esta iniciativa?  :D

Creio que o melhor ainda seriam os espantalhos ou então um moinho em metal. Sempre que há vento, este gira e faz barulho para além da reflexão do Sol sobre os ditos passarinhos que os afugenta destes "humanos" loucos que plantam tais aparelhos no meio de tanta comidinha boa...  :D  :D

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Fiz há uns anos um pequeno curso sobre agricultura biológica e a questão das ervas aromáticas foi do interesse de todos, pois entre outras coisas boas faz-nos reduzir o sal na comida. Vim de lá maravilhada e já pus alguns ensinamentos em prática, mas para minha tristeza, não têm resultado

Fiquei preocupado!!!!

Então, agora num registo um pouco mais sério, aconselhava a m.elis a "comprar" ou ler numa qualquer grande superfície próxima de si, a revista SAÚDE À MESA, ou outra do género.

É uma revista se preocupa em arranjar receitas culinárias e aconselhar pessoas com determinados problemas de saúde, como por exemplo, "hipertensão arterial", "obesidade", "diabetes" e "colesterol elevado".

Por exemplo, tenho aqui uma que me dá a indicação de como fazer "arroz doce" (sem ovos e sem açúcar).

Para hipertensos, vai uma Paelha de marisco ou uma de lulas recheadas.

Para obesos, sai um Pudim de vegetais ou uma Perna de Peru à padeiro.

Creio que estou a sair um pouco do tema deste tópico ou até mesmo do forum, mas deixo a indicação dos ingredientes para um "creme de favas":

- 300 g de favas

- 200 g de batatas

- 2 dentes de alho

- 1 cebola

- 2 colheres (sopa) de azeite

- 1 ramo de coentros e hortelã.

Ou seja, a maior parte destas receitas têm ervas aromáticas;)

Fica aqui o apontamento!  :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

JRibeiro,

À minha escrita podemos chamar uma salada russa!

Expressei-me mal. Tentando resumir, o que eu queria dizer é que algumas dicas usadas na agricultura biológica, no meu entender, não resultam muito bem, o que tenho pena, já que sou apologista de mudanças nessa área.

Quando falei nos coentros e couves, bom.....lembrei-me-me que há boas  receitas com coentros. Enfim,  salgalhada na escrita  :)

Quanto ao alecrim por todo o lado é um reforço das palavras. Pôs muito, mas não em todo o lado!

Costumo ler alguma coisa sobre comida saudável, não só porque acredito que é mesmo saudável, mas também porque sou diabética!

Já usei, desculpa o termo, algumas mesinhas e não fiquei fã..... Era ver a glicémia a subir......Fiquei-me pelos químicos, infelizmente.

Qundo falo no sal, tens toda a razão, não são precisas ervas aromáticas para se reduzir, mas a sua utilização faz com que se reduza o sal, por este não ser necessário, já que a comida fica apetitosa!

Já experimentei algumas ervas aromáticas nos meus cozinhadas (com um livrinho à frente), mas muito sinceramente, não digiro bem algumas, por exemplo, manjericão e cebolete!

PS1 - Apesar da beringela os escaravelhos comiam a rama das batatinhas  :(

PS2 - Não penses que estou a diminuir o que disseste, antes pelo contrário, é preciso mudar alguns hábitos alimentares para outros mais saudáveis e reduzir/eliminar o uso de pesticidas e afins, para o nosso bem. ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

JRibeiro,

À minha escrita podemos chamar uma salada russa!

Expressei-me mal. Tentando resumir, o que eu queria dizer é que algumas dicas usadas na agricultura biológica, no meu entender, não resultam muito bem, o que tenho pena, já que sou apologista de mudanças nessa área.

Quando falei nos coentros e couves, bom.....lembrei-me-me que há boas  receitas com coentros. Enfim,  salgalhada na escrita  :)

Costumo ler alguma coisa sobre comida saudável, não só porque acredito que é mesmo saudável, mas também porque sou diabética!

Já usei, desculpa o termo, algumas mesinhas e não fiquei fã..... Era ver a glicémia a subir......Fiquei-me pelos químicos, infelizmente.

Qundo falo no sal, tens toda a razão, não são precisas ervas aromáticas para se reduzir, mas a sua utilização faz com que se reduza o sal, por este não ser necessário, já que a comida fica apetitosa!

Já experimentei algumas ervas aromáticas nos meus cozinhadas (com um livrinho à frente), mas muito sinceramente, não digiro bem algumas, por exemplo, manjericão e cebolete!

Boa tarde m.elis

Neste campo como em muitos outros, gosto de aprender com a experiência dos outros.

A revista de que falei na mensagem anterior não tem "mesinhas". Para "mesinhas" há outros livros apropriados. Basta ser associado do círculo de leitores, por exemplo, e volta e meia encontra livros com "mesinhas".

A revista de que falei trás receitas a serem usadas por todas as pessoas no seu dia-a-dia com aqueles problemas de saúde que falei ("hipertensão arterial", "obesidade", "diabetes" e "colesterol elevado"), mas que pode ser usado por todas as outras que não têm estes problemas de saúde. Praticamente todas as receitas incluem ervas aromáticas, mas convenhamos que diga, muitas estão lá apenas para cortar o teor do sal mas não se devem comer. Pois o seu efeito já está aplicado na cozedura da refeição (entrada, sopa ou conduto).

Eu pessoalmente, não como a hortelã com que por vezes enfeito o prato!

Aguardemos entretanto que surjam as explicações para os sacos de batatas e que surjam mais dicas...  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Encontrei um site que fala sobre agricultura biológica: http://www.biologicaonline.net/pt/

....

Boa.....Obrigada!

Comtinuamos sem resposta daquela dica da plantação das batatas. Já me fartei de pesquisar ....... e nada!

Será que a Sabana se "esqueceu" de vir ao fórum?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Comtinuamos sem resposta daquela dica da plantação das batatas. Já me fartei de pesquisar ....... e nada!

Será que a Sabana se "esqueceu" de vir ao fórum?

Pois, de facto!?!  ???

Continuemos, então, a aguardar pelas... batatas ecológicas!  :D

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só um conselho a quem por vezes compra aqueles sacos de terra nos estabelecimentos comerciais.

Não é suficiente e essa terra por vezes mais não é do que uma enorme percentagem de casca de pinheiro miuda com turfa e muito pouca (mesmo pouca) terra.

Se não tiverem outra hipótese comprem outro saco de estrume (de minhoca, cavalo, etc) e misturem na mesma percentagem pois sem isso, apesar das raizes crescerem bem, rápido a planta morre por falra de nutrientes.  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só um conselho a quem por vezes compra aqueles sacos de terra nos estabelecimentos comerciais.

Não é suficiente e essa terra por vezes mais não é do que uma enorme percentagem de casca de pinheiro miuda com turfa e muito pouca (mesmo pouca) terra.

Se não tiverem outra hipótese comprem outro saco de estrume (de minhoca, cavalo, etc) e misturem na mesma percentagem pois sem isso, apesar das raizes crescerem bem, rápido a planta morre por falra de nutrientes.  ;)

Minhocas? E elas não se vão por ali fora desbravando terra até romper o dito saco como os valentes Portugueses que descobriram o caminho marítimo para... ups! Devo ter percebido mal! :D

Será que ao colocar no mesmo saco uma mão cheia de coentros, estes não irão repor os nutrientes em falta?  ;D

Podes continuar a dar mais conselhos, pois estamos aqui é para aprender!  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só um conselho a quem por vezes compra aqueles sacos de terra nos estabelecimentos comerciais.

Não é suficiente e essa terra por vezes mais não é do que uma enorme percentagem de casca de pinheiro miuda com turfa e muito pouca (mesmo pouca) terra.

Se não tiverem outra hipótese comprem outro saco de estrume (de minhoca, cavalo, etc) e misturem na mesma percentagem pois sem isso, apesar das raizes crescerem bem, rápido a planta morre por falra de nutrientes.  ;)

Ah, então é por isso que a minha "terra" voa dos vasos. Afinal não é terra  >:(

Já tinha reparado, quando compro terra para as minhas flores, que alguma é muito leve e já tinha visto umas cascas de pinheiro. Santa ignorância, achava que isso era bom!!

Como só tenho varanda, grande, mas quase dentro da sala, o estrume não cheirará muito mal?

Às vezes deito nas minhas plantas as borras de café, que ao que parece são ricas em azoto, e cascas de ovos esmagadas (uma espécie de compostagem caseira) e as plantas estão bonitas!

Agora, se fosse agricultura a sério, isto naturalmente não seria suficiente?

PS - Eu não uso, mas costumava ver a minha avó deitar na terra a cinza da lareira. Também é um bom "fertilizante"?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nunca ouvi falar em coentros para repor nutrientes... Mas se nascerem mais até faz jeito!!  :D

Pois é, basta algum vento e puff, voa parte da terra (cascas e outros) dos vasos ou floreiras.

O estrume de minhoca não contêm minhocas!!  ;D Senão estavam a perder mão de obra preciosa!!

O estrume ensacado não tem cheiro suficientemente activo para causar incómodo. Alguns (caso do estrume de vaca curtido da fertilcampo) não cheiram mesmo a nada!! Cinza vai queimar as plantas, serve para deitar no campo mas nunca junto das plantas e árvores.

A melhor opção para um pequeno jardim é comprar um compostor e fazer o nosso próprio adubo. Demora imenso (mais de 6 meses) a obter um composto bom, mas depois é do melhor para plantas e especialmente árvores. Podem usar uns produtos que aceleram a decompostagem, á venda nos hipers. E acreditem que se nota bem a diferença cerca de 2 semanas após usar o composto em plantas!

No compostor podem deitar alguma cinza, borras de café, casca de ovos, relva cortada e muito mais coisas...

Se quiserem saber um pouco mais, este fórum é bastante útil:

O problema é que é frequentado na maioria por brasileiros e os termos usados são bastante diferentes dos nossos, quase que é necessário conversor...  ;D

http://www.jardineiro.net/phpBB/index.php?sid=e0058241561dc2e0d4a06613d22a6460

Alguma coisa disponham!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A título de exemplo aqui fica uma foto do limoeiro do meu jardim, antes e depois de incorporar o estrume do meu compostor.

Aqui a terra é francamente má, as folhas ficam amarelas da falta de alimento, neste caso enrolou-as todas. O mesmo já se passou com uma romanzeira que estava toda amarela, depois do estrume caseiro recuperou a cor em 3 semanas e brotaram novos rebentos.

Antes:

imagem000.jpg

Se repararem, no fundo este limoeiro foi plantado com terra de saco apenas, o que foi insuficiente. Isso notou-se alguns meses depois.

Depois:

imagem003w.jpg

Aqui já com nova folhagem e rebentos após algumas semanas. O que vêm a crescer por baixo são tomateiros por causa do estrume (cá por casa come-se muito tomate pelado e algum acaba por ir nos restos de comida para o compostor). Como não os arranquei, o resultado foram mais de 50 tomates deliciosos tempos mais tarde!!!  ;) Ainda hoje tem alguns a amadurecer.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hugoriba, tu percebes disto  ;)

Obrigado pelas dicas. Até já me fartei de rir com a história do estrume de minhocas!!!!

Se o estrume ensacado não contém cheiro, para mim, atendendo ao espaço, é para usar.

Quanto à questão da cinza, lembro-me de a minha avó não a deitar directamente nas plantas mas sim na terra, acho que para a tornar mais permeável ???

Como vivo num apartamento tenho as restrições inerentes e tenho pena. Mesmo assim tenho uma "plantação" composta por flores variadas, uma tangerineira pequena, um loureiro, um azevinho....cebolo (ou cebolete?), salsa,  alhos.....

Não conhecia esse acelerador da compostagem, deve ser uma boa, pois pelo processo normal nem sempre se obtém um bom adubo. Vou registar mais esta dica.

Tens a certeza que não são 2 limoeiros diferentes? Estou a brincar  ;) Nem digas mais nada, sou a favor do teu compostor! Está lindo (o 2º limoeiro), até dava para um anúncio publicitário de apologia à agricultura ecológica. O "antes" e o "depois"!!!

Em breve ainda te vou pedir mais alguns esclarecimentos. Muito e muito obrigada.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como tenho um jardim bastante grande e algum tempo livre, dedico-me a tratar dele. Mas nem sempre corre bem...  :D

Para vasos pequenos ou floreiras podem usar este composto de minhocas directamente, é optimo para aromáticas.

E, M.Elis, não tem cheiro nenhum!

Para um apartamento, não está nada mau! Mas um compostor nesse caso já não serve, tens muito poucos desperdicios e não tens local onde o colocar.

http://www.siro.pt/p.artigo.g/artid/954

É o mesmo sim  :D, só que até ao momento tá dificil dar limões... Ando a ver se resolvo isso com conselhos de pessoal mais experiente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...

Para vasos pequenos ou floreiras podem usar este composto de minhocas directamente, é optimo para aromáticas.

E, M.Elis, não tem cheiro nenhum!

...

É o mesmo sim  :D, só que até ao momento tá dificil dar limões... Ando a ver se resolvo isso com conselhos de pessoal mais experiente.

Optimo, não me esquecerei. Devo então misturar com a terra o dito composto de minhocas  :)

Quanto ao limoeiro será bom que não entre em stress, tudo tem o seu tempo e bonito como está, logo, logo, o seu relógio biológico funcionará  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Parabéns pelas dicas Hugoriba!

Gostei de ver a evolução do limoeiro.  ;)

Pena não ter espaço para poder fazer experiências, mas lá vou fazendo qualquer coisinha! Também, volta e meia, deito os restos das saladas no pedaço de terra de tenho (60 cm, quanto muito) e já me deram uns tomatinhos pequeninos deliciosos! Os mesmos tomates que certas pessoas se recusam a usar nas saladas e preferem dar aos animais de criação no campo!  :D

Sobre minhocas iremos debater noutra ocasião, até porque este é um assunto deveras interessante!  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Regressemos então às nossas amigas minhocas mais concretamente às "Eisenia fetida" ou "Lumbricus terrestris".

LIMPEZA DAS MINHOCAS

As minhocas são usadas na vermicompostagem para acabarem com o lixo da cozinha. Comem de tudo, desde cascas de fruta a talos de hortaliça ou borras de café. Assim, menos vai para o caixote.

Esta é uma forma ideal de fazer crescer as plantas mais depressa. Em vez de adubo, coloca-se nos vasos o composto que se faz em casa com a ajuda das minhocas. As plantas crescem com uma força enorme e ficam muito viçosas.

O processo de vermicompostagem dura cerca de cinco meses, até que os bichos morrem por excesso de humidade.

Durante este tempo faz-se menos lixo do que o habitual pois para o caixote só vai material impossível de reciclar (cotonetes, sacos de aspirador,...) e três tipos de comida: carne, peixe e citrinos. Tudo o resto é colocado na caixa das minhocas para ser digerido por elas.

Onde comprar as minhocas:

- podem-se comprar numa feira de produtos biológicos (Braga, por exemplo) e viajam num copo de plástico furado - o arejamento é fundamental para que se mantenham vivos - e depois colocados num vermicompostor.

As melhores são encarnadas e vêm da Califórnia.

Objectivo:

- idêntico ao da compostagem normal, mas o processo é facilitado pelas minhocas que aceleram a decomposição da matéria orgância e do lixo do jardim. Assim, cascas de maçã, talos de hortaliça, caroços de papaia, pevides de melão ou folhas secas vão para a caixa em vez de irem para o caixote do lixo.

Vantagem deste tratamento ecológica:

- redução dos resíduos.

Onde colocar o vermicompostor:

- local escuro, abrigado do frio e do calor, seco e ventilado.

Algumas características:

- as minhocas degradam mais rapidamente a matéria orgânica entre os 15 e os 25ºC, respiram e excretam os residuos através da pele, que tem de estar húmida, e são sensíveis à luz;

- reproduzem-se com rapidez, adaptam-se bem às caixas e decompõe a comida com alguma rapidez - consomem sobras das refeições numa quantidade igual ao seu peso, por dia;

- são "gulosas" por borras de café. O que pode ser útil quando se quer limpar o vermicompostor e separar o húmus - as excreções das minhocas que servem de adubo natural às plantas - das sobras de comida. Coloca-se as borras num canto da caixa.

Desvantagens:

- manutenção da caixa. Não se pode tirar férias ou estar fora de casa por muito tempo.

- aparecimento de moscas e mosquitos.

Cuidados a observar:

Tem de se estar sempre atento à humidade:

- se a matéria estiver seca deve borrifar-se com água;

- não se deve adicionar comida com muita água;

- adicionar cama (folhas de jornais) nova, o que permite evitar maus cheiros.

Colocar uma taça de vinagre perto da caixa. Esta atrai os insectos e mata-os.

Vantagens sociais:

- Em Famalicão, Fafe, Guimarães, Trofa, Santo Tirso e Vizela, um milhão de minhocas da unidade de vermicompostagem tratam todo o lixo que os habitantes destes concelhos fazem e não separam. Apenas 20% do lixo que se faz é que vai para o enterro.

- Em breve, no concelho nordeste dos Açores, começará a funcionar uma central de tratamento, em Março de 2010.

- Cria emprego e os funcionários são vistos com outros "olhos".

VERMICOMPOSTAGEM

A caixa poderá ser feita de madeira, plástico ou esferovite.

Deverá ser perfurada na tampa e na base para respiração interior e ser colocada em local fresco e seco.

São necessários cerca de 300g de minhocas, por cada quilo de resíduos adicionados ao centro de compostagem.

Dimensões:

25 cm de comprimento

7 cm de largura

20 cm de altura

1 cm de espessura da tampa

Processo:

1. Colocar tiras de jornal amarrotadas e humedecidas numa primeira camada (evitar folhas coloridas, para que não se entretenham com assuntos secundários à sua função)  :D

2. Juntar terra e as minhocas

3. Depositar os restos de comida (fruta, caroços, hortaliças, guardanapos sujos, cascas, etc.)

4. Por último, colocar nova camada de tiras de jorna amarrotadas e humedecidas.

Notas finais:

Espero não ter ferido a sensibilidade de pessoas mais susceptíveis.

As minhocas não servem apenas, como se pode comprovar, de isco na pesca, assim como os tubarões (alguns até estão no oceanário), que estão em vias de extinção, não servem apenas para entrar em filmes de terror como o de Steven Spielberg ou documentários como os de Jacques Costeau.

Os tubarões servem, por exemplo, para separarem/comerem dos cardumes aqueles peixes que estão doentes ou que são mais fracos. Logo, a qualidade do peixe que nos chega à mesa é melhor devido aos Tubarões!

Quem diria?  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead