sollis

Portadores da carta de condução de ligeiros vão poder conduzir motociclos

1 publicação neste tópico

  • Subcategoria A1: Motociclos de cilindrada não superior a 125 cm3 e de potência máxima até 11 KW.
  • Categoria B: Automóveis ligeiros ou conjuntos de veículos compostos por automóvel ligeiro e reboque de peso bruto até 750 kg ou, sendo este superior, com peso bruto do conjunto não superior a 3500 kg, não podendo, neste caso, o peso bruto do reboque exceder a tara do veículo tractor.

  • Subcategoria B1:Triciclos e quadriciclos

•Lei n.º 78/2009. D.R. n.º 156, Série I de 2009-08-13

Assembleia da República

Procede à oitava alteração ao Código da Estrada, permitindo o averbamento da habilitação legal para a condução de veículos da categoria A1 à carta de condução que habilita legalmente para a condução de veículos da categoria B

[move]http://dre.pt/pdf1sdip/2009/08/15600/0526505265.pdf[/move]

Condutores de ligeiros já podem andar de mota  

Entra amanhã em vigor a lei que vai permitir aos automobilistas com mais de 25 anos conduzirem motos de cilindrada até 125 centímetros cúbicos.

A proposta, que é a transposição para a legislação nacional da Directiva Comunitária 91/439/CE, abre a possibilidade de os condutores com a carta de condução de veículos ligeiros poderem estar automaticamente habilitados a conduzir motociclos de cilindradas até 125 centímetros cúbicos e com potência limitada a 15 cavalos.

Os detentores de cartas de condução da categoria B (automóveis ligeiros), maiores de 25 anos de idade, ficam assim habilitados a conduzir motociclos da categoria A-1. Já os menores de 25 anos que tenham carta de condução da categoria B, mas não tenham licença para a condução de ciclomotores terão de efectuar um teste.

Esta medida, que já foi introduzida em países como Espanha, França, Itália e Alemanha entre outros, "irá ter um forte impacto ao nível da melhoria da mobilidade, sobretudo em circuitos urbanos, onde haverá vantagens ao nível da redução de emissões, consequente redução de consumo de combustíveis e maior fluidez do tráfego", diz a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

As vantagens em conduzir um motociclo são várias. A nível financeiro, a utilização da mota em detrimento do carro permite uma elevada poupança mensal. Segundo os cálculos do Económico, se optar pelo automóvel, as despesas mensais podem atingir os 388 euros. Com a mota, o orçamento mensal recua para os 93 euros.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead