José Ribeiro

Carro a Hidrogénio

7 publicações neste tópico

Transcrevo um texto que li recentemente e que me pareceu deveras interessante:

"O futuro dos carros a hidrogénio poderá estar ameaçado nos Estados Unidos, a administração Obama perdeu a sua fé nos carros a hidrogénio (se alguma vez teve). O secretário de energia do governo americano, Steven Chu, reduziu significativamente, em 100 milhões de dólares, os subsídios ao desenvolvimento de carros deste tipo, no seu orçamento para 2010 (deixando 68 milhões de dólares para pesquisas na tecnologia de fuel-cells de hidrogénio não relacionadas directamente com carros). Isto terá grandes implicações para companhias que investiram bastante na tecnologia, como é o caso da Honda, da Toyota e da General Motors, agora nas mãos da FIAT. A General Motors será particularmente afectada pois o seu investimento na tecnologia foi grande, tendo já um modelo de carro a hidrogénio em testes, o Chevrolet Equinox, que esperava ter em produção por volta de 2010."

"Segundo as informações difundidas pelos meios de comunicação social norte-americanos, os subsídios foram cortados pois tanto o presidente Barrack Obama como o seu secretário da energia, Steven Chu, acreditam que os carros a hidrogénio ainda estão a décadas de poderem ser produzidos e a administração americana tem de se preocupar com soluções mais imediatas (como os carros eléctricos)."

Portanto, investir sim, mas não para já!

Elejam-me daqui a 4 anos que eu volto a investir... entretanto continuem a usar os carros a gasolina e gasóleo que os meus amigos das petroliferas aconselham!...

Já viram a minha secretária? Mais limpa e brilhante que esta não há. O teste do algodão não engana! Se eu consigo, você também consegue! Acredite, você também consegue!

Ler nas entrelinhas, esperem pelos novos impostos que os meus "amigos" estão fortemente empenhados a elaborar que eu depois dou-vos com um discurso eloquente...

Entretanto, a produção de ópio no Afeganistão que era de 50% antes dos Americanos lá terem entrado, subiu para 90% depois dos Americanos terem entrado no pais... No discurso pré eleitoral de Obama era sempre vamos retirar e reduzir as nossas tropas no imediato de X e reduzir gradualmente Y durante os próximos 2 anos. O que fez assim que tomou posse? Enviou mais 15 mil soldados para o Afeganistão porque, segundo ele, a região está a ficar insegura... e entretanto vai "adormecendo" (por duas vias, a do ópio e a dos discursos apaziguadores mas que se esfumam em meras palavras quando passado algum tempo se vem a verificar que não houve resultados...) a opinião público com paliativos e discursos eloquentes!

Olhem para a secretária da sala oval e verifiquem quem na realidade mexe os cordelinhos...

Em suma, esqueçam o carro a Hidrogénio nos próximos tempos e esperem pelo carro eléctrico mas sem grandes expectativas... http://www.pedropais.com/forum/index.php/topic,1811.0.html

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O funcionamento a hidrogénio, seja de combustão seja fuelcell, é delicado. A produção e armazenamento sao processos delicados.

alem disso é uma tecnologia que basicamente se destinava aos automoveis. O que não acontece com os carros a baterias.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

alem disso é uma tecnologia que basicamente se destinava aos automoveis. O que não acontece com os carros a baterias.

Parece-me que há por ai uma confusão qualquer entre automóvel e carro.

Li em tempos, e creio que há em Lisboa, um autocarro de transporte de passageiros que é movido a hidrogénio.

Quer esclarecer melhor o seu ponto de vista?

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

refiro-me entao a veiculos para movimentar pessoas ou cargas  ;)

o caso das baterias é muito mais abrangente. Por exemplo a ultima geração de baterias de Litio (LiFePO4), pode ser aplicada nos veiculos eléctricos, hibridos, carros de golf, bicicletas, telemóveis, escovas de dentes, computadores, etc etc ;)

mesmo nos veiculos a hidrogénio, há duas hipoteses:

- motores de combustao interna em que o combustivel injectado é o hidrogénio (deve ser o caso do autocarro que refere)

- celulas de combustivel onde a reacção hidrogenio/oxigénio gera energia electrica para mover os motores.

pessoalmente, o medo é mesmo na armagenagem do Hidrogénio  (mais complicada que o GPL)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas,

Hidrogénio é uma treta!!!

e só andam de volta disso porque é um estilo de petróleo, porque é difícil de armazenar e produzir muito parecido com os combustíveis fosseis  actuais!!!

Não se esqueçam que apesar de o hidrogénio ser muito abundante temos de o produzir para poder usar!! estranho não é!!?

além disso gasta-se imensa energia para o produzir!!

Penso que o futuro só passará pelo hidrogénio caso os grandes grupos de interesse económico assim o fizerem...eu só se me vir obrigado é que comprarei um carro a hidrogénio.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

alem disso é uma tecnologia que basicamente se destinava aos automoveis. O que não acontece com os carros a baterias.

A dúvida era mesmo o facto de ter mencionado que é uma tecnologia só para automóveis!

Pelo que sei tanto pode ser usada por veículos ligeiros e pesados (de passageiros e mercadorias).

o caso das baterias é muito mais abrangente. Por exemplo a ultima geração de baterias de Litio (LiFePO4), pode ser aplicada nos veiculos eléctricos, hibridos, carros de golf, bicicletas, telemóveis, escovas de dentes, computadores, etc etc ;)

Aquela da bateria para a bicicleta deve ser para as subidas ingremes...  :D

De qualquer forma, obrigado pelo esclarecimento.

Já agora, uma achega. A tecnologia fuel cell é também apontada como uma possível alternativa às baterias de lítio dos telemóveis e PDAs.

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Hidrogénio é uma treta!!!

Não se esqueçam que apesar de o hidrogénio ser muito abundante temos de o produzir para poder usar!! estranho não é!!?

além disso gasta-se imensa energia para o produzir!!

eu só se me vir obrigado é que comprarei um carro a hidrogénio.

Não se esqueça que o Hidrogénio é um elemento essencial na fórmula da água, por exemplo...  ;)

Depende da tecnologia utilizada. Se utilizar, por exemplo, a hidrólise da água, não fica assim tão caro. Agora o armazenamento já é outra história.

Se for mais barato em termos de manutenção e custos de aquisição, creio que não será por obrigação que o vai adquirir!  ;)

Bom, bom, seria um carro movido a água.

O processo seria exactamente o que mencionei acima. Ligava-se a mangueira da água ao depósito e por electrólise obtinha-se o hidrogénio e era sempre a aviar. O hidrogénio é o combustível e o mais importante nesta tecnologia é a ausência da emissão de poluentes à atmosfera, ou seja, energia totalmente limpa.

Na queima do hidrogénio temos a libertação de água e não de carbono (g).

Um quilo de hidrogénio possui aproximadamente a mesma energia que 3,5 litros de petróleo ou 2,1 quilos de gás natural ou 2,8 quilos de gasolina. E o mais importante, não liberta carbono para a atmosfera!  ;)

Não haveria problemas de viciamento das baterias...  :D

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead