sufia

CREDIBOM..CREDINFORMAÇOES E HOLMES PLACE

28 publicações neste tópico

Olá boas tardes,

gostava mt que me dessem a vossa opiniao e se acham que tenho motivos para me preocupar e agir de alguma maneira contra uma destas instituições. Passo a citar a situação:

Em jan 2008 fiz contrato com a Holmes Place em k em vez de pagar á Holmes Place pagaria menos mensalidade, mas o valor da mensalidade seria retirada pela Credibom. (Passo a mencionar que nunca assinei contrato com a Credibom, mas sim com a Holmes Place). Esse contrato diz que posso rescindir desde que seja por doença ou desemprego não tendo qq penalização.

Em Dez 2008 avisei a Holmes Place e a Credibom que iria rescindir o contrato por motivos de doença (problemas na coluna) e logo em janeiro 2009 cancelei os debitos directos. Para além de troca de correspondencia o tempo foi passando....entreguei atestado medico, fui a uma consulta com o medico da holmes place...e em Abril por insistencia minha a HP respondeu me por escrito (via mail) que aceitavam o meu pedido de cancelamento mas teria de pagar 3 mensalidades (Jan fev Mar 2009) uma vez que só em Abril a HP teve a confirmação. Eu recusei me a pagar porque não achei que era justo ser responsabilizada pela demora deles a dar a resposta até pk foram avisados em dez 2008 da situação. Agora á 1 mês recebi uma carta de uma tal de Credinformações a dizer que tenho uma divida com a Credibom....liguei com a HP e eles dizem me que enquanto não pagar as 3 mensalidades não podem regularizar a minha situação.....

acham isto normal???

acham que deva pagar????

estou mm obrigada a pagar????

Quem é essa tal credinformaçoes???

Que consequencias isto pode vir a ter????

o que posso fazer???!!!!

obrigada a todos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou com imensa pressa, mas passei por aqui e dei uma vista de olhos.

De facto é lamentável o tratamento que certas instituições dão às pessoas!

Assim de repente aconselhava-te a ires a uma delegação da DECO o mais próxima da área de residência e expores todos os pormenores e se possível com provas documentais.

A DECO nestes casos tem uma intervenção bastante celere e deves ter respostas bastantes positivas!

Caso não seja associada da DECO, poderão fazê-lo através do tópico "Ajudar-se a si ajudando o blog" que encontra quando visita o blog. Seria um dois em um! Ajudam o blog e ajudam-se a vocês próprios. Creio que se não quiserem receber as revistas o poderão fazer mantendo-se apenas com o estatuto de associados, usufruindo para isso de ajuda especializada neste caso em concreto! :D

Depois diz algo!

Tenho mesmo de ir. Boa sorte!  8)

cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Só para confirmar:

* O contrato diz com que antecedência é que deve ser feito o pedido de cancelamento? Foi respeitado? (isto é, pagaste todos os meses que devias a partir do momento em que pediste para cancelar e até esse período ter passado?)

* Tens alguma prova da data em que comunicaste à HP a tua decisão de cancelar o contrato?

* No contrato é feita referência explícita ao que acontece com os pagamentos à Credibom em caso de extinção do contrato?

Partindo do princípio que está tudo direitinho do teu lado, faz uma reclamação da HP que não comunicou a tua desistência do contrato em devido tempo (podes fazê-lo no livro de reclamações). Anexa à reclamação a cópia do contrato e da tua comunicação de que desistes do mesmo.

E claro, pedir ajuda à DECO, como diz o JRibeiro, também é capaz de ajudar ;) Mas eles só costumam ajudar os sócios, não sei se é o teu caso (mas tentar não custa).

Há aí uma coisa que ainda não percebi - a Credibom não é uma instituição de crédito? Pediste um empréstimo para frequentar o ginásio, foi isso? Como é que a Credibom aparece referido no contrato?

Segundo legislação que saiu há umas semanas, qualquer contrato de crédito associado à prestação de um serviço ou venda, deveria cessar automaticamente quando o consumidor desiste / devolve o mesmo. Mas não sei bem o que estava em vigor antes sobre esse assunto.

Entretanto, se realmente se trata da amortização de um empréstimo, ao ter falhado as prestações estás em incumprimento e o teu nome aparece nas bases de dados de créditos referenciada como incumpridora. Mais um motivo para esclarecer essa história toda depressa...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

boas,

passo entao a explicar melhor a situação. Em janeiro de 2008 a lei do iva dos ginásios alterou de 20 para 5%. A HP informou me que a prestação iria descer se optasse pelo cartao TOP24, ou seja, estaria "obrigada" a frequentar o HP durante 2 anos, salvo por doença ou desemprego, e que para esse efeito em vez de eu pagar directamente á HP pagaria a essa tal Credibom.

Respondendo ás tuas duvidas

O contrato diz com que antecedência é que deve ser feito o pedido de cancelamento? Foi respeitado? (isto é, pagaste todos os meses que devias a partir do momento em que pediste para cancelar e até esse período ter passado?) Paguei sempre as mensalidades prontamente, a partir de Janeiro deixei de o fazer porque os avisei com carta registada da minha situação. O contrato não menciona em lado nenhum o tempo de antecedencia minimo ou necessário

* Tens alguma prova da data em que comunicaste à HP a tua decisão de cancelar o contrato?Tenho a carta que enviei registada com aviso de recepção, bem como todos os mails que trocamos

* No contrato é feita referência explícita ao que acontece com os pagamentos à Credibom em caso de extinção do contrato? Não, aliás não faz referencia nunca á Credibom. A única coisa que aparece da credibom é mm um quadradinho onde tu assinalas que dás autorização á credibom para levantar a mensalidade da minha conta

Sim eu sou sócia da DECO e já enviei via mail a minha queixa e inclusive pediram me o contrato só que até á data ainda não me disseram nada. Ontem enviei outro mail para ver se me dizem alguma coisa, qual o ponto de situação.

Tb enviei um mail para a Credibom a pedir uma justificação dessa tal Credinformações mas ninguem me responde, o HP já não me responde aos meus mails....estão obviamente a fugir a esta questão.

De qq maneira o que me preocupa mm é que o meu bom nome pode estar a ser posto em causa no meio financeiro quando na verdade não me sinto em incumprimento com ninguem.

Acham mm que esta situação me pode prejudicar???

obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas...

Tenho pena dessa situação, são situações onde as instituições de crédito se aproveitam dos clientes e neste caso abusaram da tua confiança...

O HP dá sempre muitos problemas quando se trata de desistência antes do tempo que eles querem (os tais 2 anos)... Mesmo por doença, que está previsto no contrato eles exigem este mundo e o outro...

A Credinformações é uma base de dados de todas as instituições de crédito que, de certa forma, relatam para que todas as restantes instituições tenham acesso, os problemas que têm com os clientes... Para requererermos qualquer tipo de crédito em qualquer instituição que se tenha "inscrito" na credinformações eles pedem a nossa informação, que se for negativa, o crédito é recusado... As instituições têm de nos comunicar que, se houver problemas com o nosso crédito, relatam à credinformações essa informação mas nem sempre o fazem ou se o fazem, fazem sem que nos apercebamos...

As instituições de crédito não têm qualquer tipo de escrúpulos e para elas é sempre bom que hajam processos em contencioso, ou em mora, porque assim movimentam dinheiro e pessoas... Infelizmente...

Aconselho-te a fazeres a reclamação junto do HP com as cópias de tudo o que tens a teu favor, fala com a DECO, e apresenta queixa contra a Credibom (isto é que não sei onde...)

Cumprimentos e boa sorte!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

...e apresenta queixa contra a Credibom (isto é que não sei onde...)

A instituição que fiscaliza a Credibom deve ser o Banco de Portugal. No limite, pode-se sempre fazer a reclamação directamente junto do BdP atarvés do Portal do Cliente Bancário.

Para além disso, entra também em contacto com a Credibom e explica a situação. Uma vez que não sabes o que se passa do lado de lá, eles podem sempre alegar que não lhes comunicaram o cancelamento do contrato. A partir do momento em que tu fales com eles já nem podem alegar isso e não devem aparecer novas prestações para pagar.

De qualquer forma, a responsabilidade de terminar o contrato com a Credibom era da HP.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas pauloaguia,

pois não deveria ser eu a tratar nada com a Credibom uma vez que não foi com eles que tratei da situação, mas eu quando enviei a carta para a Holmes Place a cancelar o contrato enviei tb para a credibom a informar da situação, ao qual me deram a resposta que teria de ser a HP a contactar com eles.

Mas vou ligar com a Credibom para saber o que se passa e apresentar a minha reclamação junto do banco de portugal. Até porque pelos vistos o meu nome já está manchado.....

Como nunca tive problemas de tal ordem, o meu medo é isto prolongar se de tal maneira que me venha a prejudicar futuramente.

Já insisti com a DECO para me dizer alguma coisa....entretanto vou vos dando noticias....e se souberem ou tiverem alguma ideia, opiniao...o que quer que seja que me ajude a solucionar o problema agradecia que me dissessem!!!

obrigada a todos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

boas,

entao é assim...da credibom não consigo obter uma unica resposta por escrito....uma vez que por telefone não confio nesta gente....continuo a aguardar que me escrevam algo.....

apresentei queixa formal no portal do Banco de Portugal, ao qual já sei que a Credibom foi notificada pelo banco a fim de obterem resposta á minha reclamação. Pode ser que não ignorem o Banco de Portugal como estao a fazer cmg...

A Deco ainda não me disse nada, contudo já têm o contrato que assinei com a Holmes Place a fim de verem se realmente estao a ser abusivos.

vamos ver..começo a desanimar....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Nada de desanimar!

Então o que é isso? Uma pessoa tão cheia de energia e que se preocupa tanto com a sua saúde, vai estar a matar-se aos poucos por causa de instituições que se aproveitam de cidadãos honestos e cumpridores?

Quanto a mim, parece-me que não tem que se preocupar em demasia. Já fez uma participação no BP. Eles estão a aguardar respostas! Já fez uma participação na DECO, não sei se foi presencial ou se foi apenas por email ou telefone. No meu entender, seria mais célere se fosse presencialmente, pois eles faziam na hora o envio da reclamação para essa entidade e o número do processo seria outro elemento abonatório a apresentar no BP!

Neste ponto, só tenho a dizer que não se preocupe em demasia! Aguarde serenamente o que estas duas entidades lhe têm a dizer e depois proceda em conformidade!

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

mt obrigada pelas suas palavras JRibeiro.....

mas a verdade é k nunca me vi numa situação deste tipo e como pessoa cumpridora do meus deveres começo a achar que realmente compensa ser se desonesto!!!

A reclamação na deco foi por mail uma vez que sou de aveiro.....mas já existe um nº de processo ao qual está a ser desenvolvido no departamento juridico da deco. Só aguardo realmente que me digam algo para me tranquilizarem.

Mais uma vez obrigada.

Vou dando noticias....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia!!!

Trago boas noticias....:) parece que as queixas que ultimanente fiz surtiram efeito!! Como aconselharam apresentei queixa da deco contra a Holmes Place e no Banco de Portugal contra a Credibom. Parece que esta ultima instituição não gostou de receber uma comunicação do Banco de portugal pelo que ligou á holmes place a fim a regularizar de vez a minha situação.

Digo vos isto, porque ontem recebi um telefonema da menina com quem tenho trocado mails da Holmes  Place a informar me dessa situação e que a direcção do Holmes Place achou por bem regularizar de vez a minha situação, indo ao encontro da minha pretensão, ou seja, nada havia a pagar á Holmes Place e que pretendiam que passasse nas instalações da HP a fim de assinar a documentação em como estava td regularizado, para poderem proceder ao cancelamento do meu contrato.  ;D ;D ;D

Disse lhes que só retiraria as queixas da Deco e Banco de Portugal quando realmente obtivesse deles a declaração em como estava td regularizada e nada mais tinha a pagar á HP.

Obrigada pelo vosso apoio.  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Parabéns pelo seu sucesso!  ;)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agora e graças ao teu sofrimento publicado, já sabemos como proceder com estes senhores que abusam nos contratos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Devo dizer ainda, que o caso foi célere na solução encontrada!

Quando a razão está do nosso lado, não há nada a temer.

Deve-se acreditar no bom funcionamento de certas instituições que estão lá para ajudar!

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Actualmente estou a passar exactamente pela mesma situação com o Holmes Place/credibom/plano top 24. exactamente igual, ao ler as suas mensagens parecia que estava a ler a minha historia.

preciso de falar consigo para saber exactamente o que fazer. também lhe enviei um mail para o iol a contar a situação toda.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Actualmente estou a passar exactamente pela mesma situação com o Holmes Place/credibom/plano top 24. exactamente igual, ao ler as suas mensagens parecia que estava a ler a minha historia.

O mal deste negócio é que as pessoas estão a assinar um contrato, quase, com as mesmas características de um cartão de crédito. E para o desfazer, mesmo que por motivos válidos, não basta o "nosso" atestado. Tem de ser o "atestado" passado pelo médico deles, por exemplo. Logo ai, estão a empatar e o cliente a pagar mais uma ou duas mensalidades sem razão para isso!

Á medida que os casos vão surgindo, e últimamente até nas notícias têm surgido casos destes, a "fama" deles vai diminuindo, pois as pessoas assinam de boa fé e não esperam ser tratadas desta forma quando pretendem rescindir.

A entidade que tem vindo a tratar destes casos é a DECO. Nada como falar com eles para resolver a sua situação da melhor forma!

Boa sorte!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A experiencia pela qual passei com estes ditos srs serviu me de lição para abrir os olhos e no que poder vou abrir os olhos a terceiros.

O modo de tratamento a estes srs terá de ser sempre feito da mm forma k eles tendem a nos tratar (aos seus clientes), ou seja, sermos firmes, mantermos a nossa posição e não nos deixarmos intimidar.

Aconselho vivamente a terem sempre tudo por escrito e não serem condescendente...se tiverem de apresentar queixa, entao façam no JÁ e deêm lhes conhecimento. Nós (pelo menos eu) nunca assinei contrato com a Credibom, mas sim com a HP...o modo de tratamento com a Credibom será sempre da mm forma...

No final tentaram cobrar me 3 meses e eu bati o pé...não tinha culpa da falta de profissionalismo e atraso nas respostas deles...por isso nada paguei e exigi á HP uma carta a dizer que tinha td regularizado quer com a HP quer com a Credibom....

Estou disponivel para ajudar no que for preciso...

obrigada a todos os que se mostraram disponiveis...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

A minha dúvida é a seguinte. Há uns tempos assinei um contrato com o ginásio, Holmes Place da Constituição (Porto). Entretanto e porque tenho uma doença crónica foi-me aconselhado abandonar a ctividade física. Nesse sentido dirigi-me ao ginásio entreguei um atestado médico e dei a indicação que queria cancelar. Mandaram-me ir ao medico deles. Fui, e o médico adiantou-me que atestava o mesmo e que iria comunicar isso ao ginasio. Em novembro, recebo uma carta da directora a infomar que tal foi concedido e que teria que pagar 206€ e ficaria o contrato cancelado. Infelizmente, por motivos pessoais ainda não pude passar no ginasio e pagar esse montante de forma a regularizar a situação. Hoje recebi um telefonema de uma empresa de cobranças que trabalha com a Credibom a dizer que iam partir para penhoras uma vez que tenho 500 e tal euros em divida.

As minhas questões são: sou obrigada a pagar esse 500 e tal euros???ou se pagar os 206€ isso fica encerrado??que postura assumir?

Desde já agradeço,

Atentamente,

Marta Rodrigues

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As minhas questões são: sou obrigada a pagar esse 500 e tal euros???ou se pagar os 206€ isso fica encerrado??que postura assumir?

Pelas mensagens que ja´ estao para tras, neste topico, da´ para perceber que a HP nao vai la´ com falinhas mansas... mas tu tambem contribuiste para a situaçao deixando-a arrastar-se - hoje em dia um pagamento faz-se a partir de qualquer multibanco ou mesmo sem sair de casa, com recurso ao homebanking...

De qualquer forma, segue as recomendaçoes anteriores - entre em contacto com todas as insituiçoes envolvidas e, se for caso disso, usa os respectivos livros de reclamaçoes...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Há uns tempos assinei um contrato com o ginásio, Holmes Place da Constituição (Porto).

Entretanto e porque tenho uma doença crónica foi-me aconselhado abandonar a ctividade física. Nesse sentido dirigi-me ao ginásio entreguei um atestado médico e dei a indicação que queria cancelar. Mandaram-me ir ao medico deles. Fui, e o médico adiantou-me que atestava o mesmo e que iria comunicar isso ao ginasio.

Em novembro, recebo uma carta da directora a infomar que tal foi concedido e que teria que pagar 206€ e ficaria o contrato cancelado.

Infelizmente, por motivos pessoais ainda não pude passar no ginasio e pagar esse montante de forma a regularizar a situação. Hoje recebi um telefonema de uma empresa de cobranças que trabalha com a Credibom a dizer que iam partir para penhoras uma vez que tenho 500 e tal euros em divida.

As minhas questões são: sou obrigada a pagar esse 500 e tal euros???ou se pagar os 206€ isso fica encerrado??que postura assumir?

De acordo com a carta da Directora datada de Novembro, só tem de pagar 206€ para encerrar o contrato que mantem com esta entidade.

Como esta informação não deve ter seguido para a Credibom, eles devem ter assumido que está em falta 2 ou 3 meses, consoante o mês em que deixou de pagar à Holmes Place.

Parece-me que deveria pagar o quanto antes os 206€ e quanto ao resto, pedir o livro de reclamações por forma a explicar detalhadamente, com datas do atestado passado pelo seu médico e pelo médico deles, todos os passos que deu para rescindir contrato com eles.

Se na factura que agora apresentam, vem indicado o dia até ao qual deveria ter pago esses 206€ e deixou passar essa data, ai parece-me que há lugar a pagamento de juros, mas dai a ter de pagar 500 e tal euros, parece-me excessivo! Se se atrasar no pagamento da água, paga juros de um determinado montante se for nos primeiros 10 dias e juros acrescidos se for passados 20 dias e por ai fora antes de cortarem o fornecimento da água!...

Portanto, se puder pagar o quanto antes os 206€, transferência, multibanco, cheque, vale dos correios com carta registada e aviso de recepção e depois assim que puder, nem que para tal tenha de levar novo atestado médico a confirmar a impossibilidade de se deslocar à Holmes Place por estar acamada, por exemplo, diriga-se lá e peça-lhes o livro de reclamações.

Pode também ir a uma delegação da DECO e eles resolvem-lhe o problema, pois a Holmes Place já está sinalizada por esta entidade e não deverão querer ficar com mais uma referência negativa na DECO!...

Boa sorte!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O IVA vai subir de 6% para 23% em 2011.

Vamos agora ver a verdadeira face dos ginásios. O IVA baixou e os ginásios de baixo nível apropriaram-se da diferença o IVA sobe e o que vão fazer?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem sei que este topico é antigo, mas resolvi comentar para dizer apenas isto: Como é possivel esta empresa (Holmes Place) ainda continuar no mercado com esta atitude, e pior que isso, como é que continua a enganar tantos clientes !?

A ensitel queimou-se no mercado porque nao quis trocar um telemovel a uma cliente e apareceu em todos os telejornais e facebooks, e esta empresa nada....

De resto, já em 2002 me armaram uma do genero e desde então não quero nem ouvir falar nesse ginásio, nem à borla sequer....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem sei que este topico é antigo, mas resolvi comentar para dizer apenas isto: Como é possivel esta empresa (Holmes Place) ainda continuar no mercado com esta atitude, e pior que isso, como é que continua a enganar tantos clientes !?

A ensitel queimou-se no mercado porque nao quis trocar um telemovel a uma cliente e apareceu em todos os telejornais e facebooks, e esta empresa nada....

De resto, já em 2002 me armaram uma do genero e desde então não quero nem ouvir falar nesse ginásio, nem à borla sequer....

Posso-lhe dizer que a ensitel foi uma sorte ter aparecido porque provavelmente a cliente era amiga de uma jornalista. Senão acredite muito bem que a ensitel ainda iria ganhar em tribunal.

Eu acho nojento que isto se faça neste país, era dar um par de estalos a cada um dos gestores de essa empresa!

Essa empresa ganha é a enganar clientes. Algumas mais velhotes e pessoas que não têm conhecimentos suficientes pagariam a divida.

A empresa ficava com mais 500 euros assim do nada.

Se a lei fosse bem gerida em Portugal havia de ser bonito... Infelizmente a lei está a ser feita para os grandes e nos consumidores temos de aguentar.

Por acaso este user teve sorte porque a HP não tem de responder as cartas, nem a Deco nem a CNIACC têm direitos sobre essas empresas...

Só os julgados de paz e são poucos neste país.

Agora o BP sim, esse protegemos muito bem e ainda bem que a Credibom deve ter ouvido das boas xD

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Por favor agradeço que me ajudem no sentido de saber as entidades certas para reclamar esta situação e em que termos o devo fazer. Fiquei muito preocupada quando soube que tinha um incidente no BP, coisa que nunca tive e já tenho 59 anos. Nunca me deparei com uma situação destas.

Passo a contar:

Fui sócia do Holmes Place – Quinta da Beloura de 2004 a 2009.

Em 2008 fiz alteração ao meu contrato com o Holmes Place (por sugestão deles) em que, em vez de pagar directamente á Holmes Place, pagaria menos mensalidade, mas o valor da mensalidade seria retirada pela Credibom, não havendo portanto mais nenhuma alteração ao contrato em vigência. (Passo a mencionar que nunca assinei contrato com a Credibom, mas sim com o Holmes Place).

Em 23.10. 2009 desloquei-me pessoalmente às instalações do HP – Quinta da Beloura para proceder ao cancelamento definitivo da minha adesão, informando que o referido cancelamento se devia “a indisponibilidade” pois não frequentava o ginásio á largos meses. (não tenho que dar pormenores da minha vida privada)

Ficou definido por eles que o cancelamento surtiria efeito a partir de Dezembro 2009. Assim, porque o assunto ficou logo ali encerrado, pedi cópia da referido cancelamento(se não pedisse tb não mo davam).

Surpreendentemente, em Março de 2010, recebi uma carta da CREDIBOM dizendo que no seguimento de contactos efectuados (nunca recebi nenhum contacto!?) tinha uma divida com a Credibom resultante de falte de pagamento das prestações …!? (nunca pedi  nenhum crédito á CREDIBOM, nem a outra financeira qualquer)

Porque não tenho nenhum contrato de crédito com a CREDIBOM e nem vinha referido na carta o tipo de contrato (apenas um numero) contactei-os telefonicamente no dia 19.03.2010 no sentido de esclarecer a situação. Foi quando tive conhecimento que o assunto era referente ao HP – Quinta da Beloura. Expus a minha situação, tal como vos transcrevi atrás e foi-me solicitado o documento onde era comprovado o meu cancelamento com o HP.

Assim o fiz via e-mail no próprio dia

Porque pelos vistos as duas entidades atrás referidas não se entendiam quanto ao assunto tendo recebido entretanto telefonicamente um pedido do HP no sentido de lhes enviar cópia do documento comprovativo do meu cancelamento de adesão ao HP.

Mais uma vez, recebi dali a uns dias um contacto telefónica da CREDIBOM  pedindo novamente cópia de toda a documentação atrás enviada e nessa mesma conversa telefónica fui informada que realmente o assunto dizia respeito sim ao HP. Aliás no contrato não há referencia nunca á Credibom. A única coisa que aparece da credibom é um quadradinho onde é assinalo que dou autorização á credibom para levantar a mensalidade da minha conta.

Para surpresa minha, no dia 21.07.2010 vem novamente a CREDIBOM via e-mail dar o dito por não dito . Voltei a ligar, falei com eles e novamente foi reforçado que o assunto era com a holmes place e não comigo pois não tinha nenhum contrato com eles.

Sinceramente depois disto nunca mais nos contactamos e dei o assunto por encerrado.

Entretanto decido fazer um pedido de crédito á CGD (minha entidade patronal) e qual foi a minha surpresa quando fui informada que tinha um incidente com o Banco de Portugal por causa duma divida de crédito de 270 €.

Por favor ajudem-me não sei o que fazer. Já não está em questão o pedido de crédito mas sim estar na lista do Banco de Portugal??? Eu que sempre cumpri com todas as minhas obrigações!!?? é inacreditável. Nem tenho dormido por causa deste assunto.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Antes disso tudo, no proximo contacto por parte da credibom peça para lhe enviarem para o e-mail o que lhe disserem por telefone. E peça tambem para anexar uma copia do contracto realizado com a credibom (coisa que eles não têm).

Diga por telefone que se não lhe retirarem o nome e a divida do banco de Portugal que vai denunciar o facto ao banco de portugal.

Se eles recusarem...

Envie um e-mail para o banco de portugal directamente.

http://www.bportugal.pt/pt-PT/Contactos/Paginas/Formulario.aspx

Explique a situação e envie a copia do contrato com a HP em que assinada esse quadrado da credibom e depois anexa um print screen do e-mail enviado pela credibom. Anexe tambem o cancelamento feito e assinado pela HP.

Após isso deve receber um contacto (como algum user deste topico já recebeu) da credibom a dizer que não gostaram da sua atitude mas que realmente o erro seria deles. A partir daí peça para lhe enviarem um novo comprovativo para o e-mail a dizer o mesmo que disseram pelo telefone.

Se quiser: Anexa esse e-mail nno formulário do banco de Portugal a agradecer terem-lhe ajudado nessa situação.

Depois se quiser pode passar pela HP e peça o livro de reclamações onde escreve tudo o que se passou.

Se tiver alguma duvida não hesite em perguntar

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead