lp

Dividas em excesso

11 publicações neste tópico

Olá,

preciso de uma ajuda dos mais entendidos nesta matéria. Neste momento aqui em casa estamos numa situação financeira muito apertada, temos alguns créditos, desde habitação, pessoal e consumo, preciso de encontrar uma solução para vivermos mais desafogados, até hoje nunca falhamos nenhuma prestação, mas não sei até quando pq as despesas aumentam e os rendimentos são sempre iguais. O nosso rendimento mensal é de 1500/1600eur, mas agora as despesas cobrem esse valor, visto que chegamos ao fim do mês sem dinheiro e ás x a ter de recorrer a outros meios. Já pensei no crédito consolidado, será possivel efectuar só para os créditos pequenos, que rondam os 22.000eur, ou será melhor indexar ao habitação que são 105.000eur?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Provavelmente tens mais sorte se fizeres a consolidação junto com o crédito habitação, sobretudo se a casa valer mais do que os 127.000€. Em alternativa, se tiveres alguma coisa que valha 22.000€ para dar como garantia, pode ser que dê para consolidar só os outros.

Também há quem faça consolidação de créditos sem garantias adicionais, mas saem mais caros, provavelmente não te compensa.

De qualquer forma, a resposta exacta provavelmente só as instituições que façam esse tipo de negócio é que ta podem dar, sobretudo depois de analisar detalhadamente a tua situação financeira. Se esses empréstimos forem todos numa ou duas entidades, entra em primeiro lugar em contacto com eles, pois serão dos principais interessados em que não entres em incumprimento e pode ser que te apresentem algumas alternativas interessantes.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

De qualquer forma, para além da consolidação dos créditos, parece-me que tens também que fazer algumas reformas de fundo. Como é possível, se rendimento é igual, que a tua situação financeira esteja cada vez pior se as taxas não param de descer ultimamente?

Eventualmente, nem precisas de recorrer à consolidação (que também tem custos) se mudares algumas coisas na tua vida...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Creio que o melhor lugar para se aconselharem neste caso é dirigirem-se a uma delegação da DECO e expor o vosso caso. Eles têm um gabinete próprio para casos como o vosso!

Caso nenhum membro da familia seja associado da DECO, poderão fazê-lo através do tópico "Ajudar-se a si ajudando o blog" que encontram quando vistam o blog. Seria um dois em um! Ajudam o blog e ajudam-se a vocês próprios. Creio que se não quiserem receber as revistas o poderão fazer mantendo-se apenas com o estatuto de associados, usufruindo para isso de ajuda especializada neste caso em concreto! :D

Boa sorte!  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas lp,

O meu conselho é o seguinte: Urgentemente sentem-se à mesa e tentem anotar todas as vossas despesas ao pormenor para perceber onde podem cortar!!!

Isto porque como já foi dito, se vivem praticamente para pagar as dividas e o restante para viver, agora estamos numa altura onde é tudo muito barato e o juro está baixo, logo, quando as coisas melhorarem vai ser muito pior para voces.

Portanto têm de cortar em alguma coisa e não é em consolidar os créditos que a situação vai melhorar.

Lembrem-se que vocês estão na situação inicial do caos (sem querer agoirar), mas aqueles que hoje em dia estão cheios de dividas passaram por essa fase, viver e ganhar unicamente para pagar as dividas.

Daqui a um ano agradecem pelo conselho  ;)

Espero que a situação melhore rapidamente e não tenham medo de cortar nas coisas que não são básicas para o dia-a-dia pelo menos durante algum tempo para melhorar a situação!

Cumps

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Consulta a DECO, porque como o Jribeiro disse, têm um "gabinete de crise" onde vos podem aconselhar muito melhor que nós... É muito mau e eu (que como casal tenho +- a mesma remuneração que vós) ficaria muito preocupado se estivesse na vossa situação...

Boa sorte! Cumprimentos!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá,

obrigada pelas respostas. De facto é muito mau, podiamos ter uma vida bem mais desafogada mas devido à nossa irresponsabilidade financeira, aumento de juros, imprevistos e outras coisas mais, levaram a que no ano passado utilizassemos mais o crédito, fizemos mal eu sei mas agora não adianta chorar mas sim resolver.

Antes de pensar em crédito, vou traçar um plano financeiro, ver onde podemos poupar, por ex. no supermercado que nos leva uma grande fatia dos ordenados, despesas desnecessárias,etc.

Vamos ver como correm as coisas e esperar que não surja nenhum imprevisto que é o que tem acontecido mais.

A minha duvida era se consolidar crédito seria de facto uma boa ideia, mas provavelmente não será, vou experimentar a Deco tb.

Cumprimentos!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

A minha duvida era se consolidar crédito seria de facto uma boa ideia, mas provavelmente não será, vou experimentar a Deco tb.

Não é necessariamente uma má ideia. Depende de cada caso em concreto.

Por exemplo, imagina um cenário em que alguém tem um empréstimo habitação em que deve 100.000€, a 40 anos e paga cerca de 400€ por mês. Entretanto, foi contraindo outros empréstimos, num total de 20.000€, tudo para pagar até aos próximos 5 anos, e já paga mais outros 500€.

Com a consolidação dos empréstimos, imaginemos que ficava a pagar uma prestação de 550€ durante 40 anos. Realmente, no total, as prestações baixam 350€ / mês, mas agora, passa a ter que pagar 550€ durante 40 anos. Mas antes, se se conseguisse aguentar de alguma forma durante aqueles 5 anos, só teria a pagar 400€ depois de se livrar dos outros empréstimos (e no total, deve dar mais umas dezenas de milhar largas de juros).

Noutros cenários, e dependendo das taxas dos outros empréstimos, talvez a diferença em termos de custo total dos empréstimos não seja tão má. Mas tudo se resume, ao fim e ao cabo, a saber quanto se está disposto a pagar para não ter a derrapagem financeira (será que 60.000€ a mais em juros, ao longo de 40 anos, pagam o sair de um possível buraco financeiro hoje? Essa é que é a conta a fazer)

A DECO disponibiliza um simulador para ajudar a perceber de que forma o consolidado pode alterar a situação financeira. Inclui também a variação dos juros, relativamente ao cenário actual. Pode ser útil:

http://www.deco.proteste.pt/credito/consolidar-creditos-e-indicado-para-o-meu-caso-s530481.htm

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

Consolidar os créditos poderá ser sempre uma solução viável, pois normalmente consegue-se uma taxa mais baixa do que nos créditos pessoais e consumo, o que só por si poderá dar uma poupança cosideravel.

Poderá também analisar melhor a situação do seu credito habitação e ver se consegue alguma poupança.

Deixo o conselho de que analise melhor a opção de consolidar os créditos pequenos (22,000 euros).

Cumps.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Gostaria de deixar um conselho final, após todos estes preciosos conselhos provenientes das mais variadas e insuspeitas fontes!

Caso vos consigam consolidar todos os créditos num único, que tem alguns inconvenientes como já foram explanados, pois certos bancos nem se dignam a analisar situações como a que a familia do IP apresentou aqui e muito bem, parece-me que apenas a DECO é a mais entidade mais indicada para ajudar/aconselhar nesta altura do campeonato, não se deixem iludir noutra!

O normal, e que é mais comum do que pensam, é que após a ajuda e um certo alívio no imediato, estas ditas empresas de crédito ao consumo, começam outra vez a bombardear as famílias com novas "tentações"!...

Portanto, e agora estou a generalizar, não se deixem ir em novos contos de um certo "vigaro" e tentem usufruir das coisas boas da vida sem pensar no que poderiam ter se aderissem a mais aquele crédito que não custa nada de pagar...

Boa sorte e que comecem a ver a luz ao fundo do túnel em breve!  :)

Cumps  8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Consolidar os créditos poderá ser sempre uma solução viável, pois normalmente consegue-se uma taxa mais baixa do que nos créditos pessoais e consumo, o que só por si poderá dar uma poupança cosideravel.

O HIAC tem toda a razão. os creditos ao consumo costumam ter taxas de juro abusivas ( entre 20 e 30%). A consolidação irá baixar muito este valor, portanto é de apostar.

mais dificil é a alteração de estilo de vida que a tua familia deverá adoptar, pois obriga a sacrificios.

deves tentar ambas as vias para tentar resolver o problema.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead