Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Jon_

isenção segundo ano e abrir e fechar a actividade

5 publicações neste tópico

Acabei de me registar no forum e tem alguns topicos interessantes, mas nao vi em lado nenhum este assunto.

No caso pratico eu quero pedir recibos verdes emprestado a um amigo visto ele neste momento ter actividade aberta, mas nao o quero prejudicar.. Ele tirou 1000 euros no primeiro ano de actividade e vai no segundo ano e ainda n tirou nada..  Eu tenho para tirar cerca de 3000 euros.. Como ele ainda n tirou nenhum dinheiro este ano e caso nao passe dos 10.000 isto nao o prejudica em nada pois nao? Depois qd ele tiver que pagar de IRS eu pago por ele.

Agr á parte a isto também queria saber se ele tem isenção á segurança social no segundo ano nesta situação. Já ouvi que qd se faz muito poucos rendimentos no primiero ano isso pode acontecer..

Depois outra situação é que trabalho numa agencia de modelos e posso tirar o dinheiro todo na mesma altura.. Á alguma vantagem em abrir actividade só naquele mes e fechar logo, para nao gastar o primiero ano de isenção? É que neste ramo á a vantagem de puder acumular os trabalhos a receber, e á mt gente k faz isso mas é mais qd ja nao tao esentos, porque acho k ao abrirem actividade só por um mes nao tem que pagar á segurança social..

Ficaria muito agradeçido se alguem me exclarecesse a estas 2 questões e se o que estou a pensar fazer (pagar atravez dos recibos verdes do meu amigo é válido)

Obrigado

JOn

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Depois outra situação é que trabalho numa agencia de modelos e posso tirar o dinheiro todo na mesma altura.. Á alguma vantagem em abrir actividade só naquele mes e fechar logo, para nao gastar o primiero ano de isenção?

Isso não dava para meter como acto isolado, então? Escusavas de andar a meter terceiros ao barulho e ficava tudo direitinho... Pergunta na agência e nas Finanças o que terias que fazer...

...e se o que estou a pensar fazer (pagar atravez dos recibos verdes do meu amigo é válido)

Eu diria que não é muito válido, mas há muito quem faça.

Como referiste, o enquadramento na SS não é obrigatório quando os rendimentos são baixos, nomeadamente, Para os trabalhadores cujos rendimentos da actividade independente sejam inferiores a 6 vezes o valor do Indexante dos Apoios Sociais. Em 2009, este tem o valor de €419,22, ou seja, os teus 3000€ iam fazer com que ele tivesse que passar a pagar à SS, quando actualmente não o faz.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desde já agradeço a resposta..

Então pelo que percebi á a possibilidade de ele ainda ser isento á segurança social no segundo ano mas que perde essa isenção se oa rendimentos do segundo ano forem superiores a esses 400 euros.

Mas se ele ja tiver já tiver que pagar á segurança social entao nao á problema entre fazer 500 euros ou 9000, pois nao?

Pensei na possibilidade de retirar o dinheiro por acto isolado, mas os impostos nao sao mais altos nessa alternativa?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Então pelo que percebi á a possibilidade de ele ainda ser isento á segurança social no segundo ano mas que perde essa isenção se oa rendimentos do segundo ano forem superiores a esses 400 euros.

Mas se ele ja tiver já tiver que pagar á segurança social entao nao á problema entre fazer 500 euros ou 9000, pois nao?

É bastante diferente - com 500€ continua isento, com 9000€ já não. O limite da isenção é de 6 * 419,22 = 2515,32€. Só a partir daqui é que ele passa a ter que descontar para a SS. Como tu disseste que ias ultrapassar os 3000€, garantidamente ele ficaria acima desse valor. O problema é que os pagamentos à SS são mensais e têm um valor mínimo. Se, por uma questão de coerência, decidisses pagar a SS ao teu amigo (já que de outra forma ele continuaria isento) ia-se uma boa parte do teu rendimento...

Pensei na possibilidade de retirar o dinheiro por acto isolado, mas os impostos nao sao mais altos nessa alternativa?

Sei que com o acto isolado tens que cobrar IVA. Quanto ao IRS acho que as regras não são muito diferentes - se fosse mais caro, ninguém optava pelo acto isolado ;) Mas é uma questão de perguntares nas Finanças qual a diferença entre as duas situações...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta ás duvidas ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0