hsfarao

Rir... é o Melhor Remédio!

129 publicações neste tópico

O empresário chega a casa, vira-se para a mulher e diz:

- Querida, recebi uma intimação das finanças a respeito do atraso da entrega da declaração do IRS! Achas que devo comparecer na repartição de jeans ou de fato e gravata?

- Bem, querido... Digo-te a mesma coisa que a minha mãe me disse quando lhe perguntei se, na noite das nossas núpcias, eu devia usar uma cuequinha de rendas ou uma cuequinha de seda!

- E o que foi que a tua mãe te disse?

-Tanto faz. Ele vai-te f**** na mesma!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Oh meu rico S. João

Já anda tudo na vinhaça

Querem tirar ao campeão

a hipótese de jogar a taça?

Esses mouros infiéis

querem ganhar de forma baixa

Tiram escritoras dos bordéis

Mas não nos tiram a faixa!

Esses otários  lampiões

Na secretaria querem ganhar

Saíram-me uns belos morcões

todos a choramingar.

Na ribeira o fogo vemos

Há folia até ser dia

Orgulhosos de onde nascemos

Não queremos cá mouraria!

Uma martelada na focinheira

Os lampiões deviam levar

A começar pelo Vieira

Que só na UEFA vai jogar!

Vai haver animação

Noite fora pelo arraial

Parece o covil do Dragão

Com o campeão de Portugal!

Então adeus caros Dragões

Um grande abraço para vocês

Vemo-nos na liga dos campeões

Que eles só a vêem nas TV´s!

hehehehehe, Brincadeirinha!  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O empresário chega a casa, vira-se para a mulher e diz:

- Querida, recebi uma intimação das finanças a respeito do atraso da entrega da declaração do IRS! Achas que devo comparecer na repartição de jeans ou de fato e gravata?

- Bem, querido... Digo-te a mesma coisa que a minha mãe me disse quando lhe perguntei se, na noite das nossas núpcias, eu devia usar uma cuequinha de rendas ou uma cuequinha de seda!

- E o que foi que a tua mãe te disse?

-Tanto faz. Ele vai-te f**** na mesma!

:D :D :D :D Boa boa

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ana Santos,

Olha que esta também está muito fixe.

Oh meu rico S. João

Já anda tudo na vinhaça

Querem tirar ao campeão

a hipótese de jogar a taça?

Esses mouros infiéis

querem ganhar de forma baixa

Tiram escritoras dos bordéis

Mas não nos tiram a faixa!

Esses otários  lampiões

Na secretaria querem ganhar

Saíram-me uns belos morcões

todos a choramingar.

Na ribeira o fogo vemos

Há folia até ser dia

Orgulhosos de onde nascemos

Não queremos cá mouraria!

Uma martelada na focinheira

Os lampiões deviam levar

A começar pelo Vieira

Que só na UEFA vai jogar!

Vai haver animação

Noite fora pelo arraial

Parece o covil do Dragão

Com o campeão de Portugal!

Então adeus caros Dragões

Um grande abraço para vocês

Vemo-nos na liga dos campeões

Que eles só a vêem nas TV´s!

hehehehehe, Brincadeirinha!  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Uma mulher escreveu a pedir dicas sobre como arranjar marido rico. Só isso já é engraçado, mas o melhor da história é que alguém lhe deu uma resposta bem fundamentada.

Dela:

"Sou uma jovem linda (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho classe.

Quero-me casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano. Há algum homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou esposas cujo marido ganhe isso e me possam dar algumas dicas?

Já namorei homens que ganham por volta de 200 a 250 mil, mas não consigo passar disso, e 250 mil não vão me fazer morar em Central Park West.

Conheço uma mulher da minha aula de ioga que casou com um banqueiro e vive em Tribeca, e ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente. Então, o que ela fez certo que eu não fiz? Como chego ao nível dela?"

Rafaela S.

Dele:

"Li a sua consulta com grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da situação. Primeiramente, não estou a gastar o seu tempo, pois ganho mais de 500 mil por ano.

Isto posto, considero os factos da seguinte forma: o que você oferece, visto da perspectiva de um homem como você procura, é simplesmente um péssimo negócio. Eis o porquê: o que você sugere é uma negociação simples - você entra com a sua beleza física e eu entro com o meu dinheiro.

Proposta clara, sem entrelinhas.

Mas há um problema. Com toda a certeza, a sua beleza vai decair e um dia acabar, e o mais provável é que o meu dinheiro continue a crescer.

Assim, em termos económicos, você é um activo sofrendo depreciação, e eu sou um activo rendendo dividendos. Você não somente sofre depreciação como essa depreciação é progressiva, sempre aumenta! Explicando, você tem 25 anos hoje e deve continuar linda pelos próximos 5/10 anos, mas sempre um pouco menos a cada ano, e de repente, se comparar com uma foto de hoje, verá que já estará muito pior. Isto é, você está hoje na "alta", na época ideal de ser vendida, não de ser comprada.

Usando o linguajar de Wall Street, quem a tem hoje deve tê-la em "trading position" (posição para comercializar), e não de "buy and hold" (comprar e manter), que para o que você se oferece...

Portanto, ainda em termos comerciais, casamento (que é um "buy and hold") consigo não é um bom negócio a médio/longo prazo, mas alugá-la pode ser, e, em termos sociais, um negócio razoável de que podemos ponderar é namorar. Ponderar...

Para me certificar do quão "articulada, com classe e maravilhosamente linda" você seja, eu, provável futuro locatário dessa "máquina", quero o que é de praxe: fazer um "test drive..."

Posso marcar?"

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Quatro funcionários públicos chamados Toda-a-Gente, Alguém, Qualquer-Um e Ninguém. Havia um trabalho importante para fazer e Toda-a-Gente tinha a certeza que Alguém o faria. Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém o fez.

Alguém zangou-se porque era um trabalho para Toda-a-Gente. Toda-a-Gente

pensou que Qualquer-Um podia tê-lo feito, mas Ninguém constatou que

Toda-a-Gente não o faria. No fim, Toda-a-Gente culpou Alguém, quando

Ninguém fez o que Qualquer-Um poderia ter feito.

Foi assim que apareceu o Deixa-Andar, um quinto funcionário para evitar

todos estes problemas...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para quem não entendeu ou não sabe bem o que é ou gerou a crise americana, segue breve relato económico para leigo entender.

É assim:

O Ti Jaquim tem uma tasca, na Vila Carrapato, e decide que vai vender copos 'fiados'aos seus leais fregueses, todos bêbados e quase todos desempregados.

Porque decide vender a crédito, ele pode aumentar um pouquinho o preço da dose do tintol e da branquinha (a diferença é o sobre preço que os pinguços pagam pelo crédito).

O gerente do banco do Ti Jaquim, um ousado administrador formado em curso muito reconhecido, decide que o livrinho das dívidas da tasca constitui, afinal, um activo recebível, e começa a adiantar dinheiro ao estabelecimento, tendo o 'fiado' dos pinguços como garantia.

Uns seis “egzécutivos” de bancos mais adiante, lastreiam os tais recebíveis do banco, e os transformam em CDB, CDO, CCD, UTI, OVNI, SOS ou qualquer outro acrónimo financeiro que ninguém sabe exatamente o que quer dizer.

Esses adicionais instrumentos financeiros alavancam o mercado de capitais e conduzem a operações estruturadas de derivativos, na BM&F, cujo lastro inicial todo mundo desconhece (os tais livrinhos das dívidas do Ti Jaquim).

Esses derivativos são negociados como se fossem títulos sérios, com fortes garantias reais, nos mercados de 73 países.

Até que alguém descobre que os bêbados da Vila Carrapato não têm dinheiro para pagar as contas, e a tasca do Ti Jaquim vai à falência.

E toda a cadeia vai para a p... que a pariu!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como o povo americano pode ajudar a sua economia....

Investment analyst and entrepreneur Dr. Marc Faber concluded his monthly bulletin (June 2008) with the following:

'The federal government is sending each of us a $600 rebate. If we spend that money at Wal-Mart, the money goes to China. If we spend it on gasoline it goes to the Arabs. If we buy a computer it will go to India. If we purchase fruit and vegetables it will go to Mexico, Honduras and Guatemala.. If we purchase a good car it will go to Germany. If we purchase useless crap it will go to Taiwan and none of it will help the American economy. The only way to keep that money here at home is to spend it on prostitutes and beer, since these are the only products still produced in US. I've been doing my part.'

;D  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O mercado bolsista - a explicação para menores de 18

Estava-se no Outono e, os Indios de uma reserva americana perguntaram ao novo Chefe se o Inverno iria ser muito rigoroso ou se, pelo contrário, poderia ser mais suave. Tratando-se de um Chefe Indio mas da era moderna, ele não conseguia interpretar os sinais que lhe permitissem prever o tempo, no entanto, para não correr muitos riscos, foi dizendo que sim senhor, deveriam estar preparados e cortar a lenha suficiente para aguentar um Inverno frio.

Mas como também era um lider prático e preocupado, alguns dias depois teve uma ideia. Dirigiu-se à cabine telefónica pública, ligou para o Serviço Meteorológico Nacional e perguntou: "O próximo Inverno vai ser frio?" -"Parece que na realidade este Inverno vai ser mesmo frio" respondeu o meteorologista de serviço.

O Chefe voltou para o seu povo e mandou que cortassem mais lenha. Uma semana mais tarde, voltou a falar para o Serviço Meteorológico: "Vai ser um Inverno muito frio?" "Sim," responderam novamente do outro lado, "O Inverno vai ser mesmo muito frio".

Mais uma vez o Chefe voltou para o seu povo e mandou que apanhassem toda a lenha que pudessem sem desperdiçar sequer as pequenas cavacas. Duas semanas mais tarde voltou a falar para o Serviço Meteorológico Nacional: "Vocês têm a certeza que este Inverno vai ser mesmo muito frio?" "Absolutamente" respondeu o homem "Vai ser um dos Invernos mais frios de sempre."

"Como podem ter tanto a certeza?" perguntou o Chefe. O meteorologista respondeu "Os Indios estão a aprovisionar lenha que parecem uns doidos."

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O melhor que trouxe a crise financeira/falta de dinheiro, foi o facto, das mulheres terem começado de novo a casar por amor... ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O melhor que trouxe a crise financeira/falta de dinheiro, foi o facto, das mulheres terem começado de novo a casar por amor... ;D

hsfarao

Esta nem merece resposta  >:( >:(

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Manual para quem sai à noite

Este manual pode salvar vidas!!!!!!!!!!!!!!!

Por favor use-o.

Causas, efeitos secundários e soluções possíveis derivados do consumo de álcool:

1. Sintoma: Pés húmidos e frios.

Causa: Estás a agarrar o copo com um ângulo incorrecto.

Solução: Vai virando o copo até a parte aberta ficar virada para cima.

2. Sintoma: Pés quentes e molhados.

Causa: Já te m******.

Solução: Procura a casa de banho mais próxima e seca-te.

3. Sintoma: A parede à tua frente está cheia de luzes.

Causa: Caíste de costas.

Solução: Posiciona o teu corpo 90º em relação ao chão.

4. Sintoma: Tens a boca cheia de beatas de cigarros.

Causa: Caíste com a fronha dentro do cinzeiro.

Solução: Cospe e enxagua com um bom gin tónico.

5. Sintoma: O chão está desfocado.

Causa: Estás a olhar através de um copo vazio.

Solução: Enche o copo!!!

6. Sintoma: O chão está a mexer-se.

Causa: Estás a ser arrastado.

Solução: Pergunta ao menos para onde é que te estão a levar,caso seja para outro bar está tudo bem, no caso contrário, manifesta-te!

7. Sintoma: Reflexo de caras a olhar para ti através da água.

Causa: Estás no lavatório a tentar ir ao grego.

Solução: Mete o dedo (Na garganta).

8. Sintoma: Ouves as pessoas a falar com um estranho eco.

Causa: Tens o copo na orelha.

Solução: Pára de te armar em parvo.

9. Sintoma: A discoteca mexe-se muito, toda a gente está vestida de branco e a música já começa a ser repetitiva.

Causa: Estás numa ambulância.

Solução: Não te mexas; possível coma alcoólico.

10. Sintoma: O teu pai parece chateado e os teus irmãos olham para ti como se não soubessem quem tu és.

Causa: Ups! Casa Errada!!!.

Solução: Pergunta se sabem onde fica a tua.

11. Sintoma: Um enorme foco de luz do disco quase te deixa cego.

Causa: Estás a arrochar no meio da rua e já amanheceu.

Solução: Café e uma boa sorna.

PS: Não guardes esta informação só para ti, partilha-a com os teus amigos, eles hão-de agradecer-te!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

TENHO SAUDADES DESTE TEMPO....

Todos nós nascemos antes de 1986 não é? Então lembrem-se disto...

De acordo com os reguladores e burocratas de hoje, todos nós que

nascemos nos anos 60, 70 e princípios de 80, não devíamos ter

sobrevivido até hoje, porque as nossas caminhas de bebé eram pintadas

com cores bonitas,em tinta à base de chumbo que nós muitas vezes

lambíamos e mordíamos..

Não tínhamos frascos de medicamentos com tampas 'à prova de crianças',

ou fechos nos armários e podíamos brincar com as panelas.

Quando andávamos de bicicleta, não usávamos capacetes.

Quando éramos pequenos viajávamos em carros sem cintos e airbags,

viajar á frente era um bónus.

Bebíamos água da mangueira do jardim e não da garrafa e sabia bem..

Comíamos batatas fritas, pão com manteiga e bebíamos gasosa com

açúcar, mas nunca engordávamos porque estávamos sempre a brincar lá

fora.

Partilhávamos garrafas e copos com os amigos e nunca morremos disso.

Passávamos horas a fazer carrinhos de rolamentos e depois andávamos a

grande velocidade pelo monte abaixo, para só depois nos lembrarmos que

esquecemos de montar uns travões.

Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.

Saíamos de casa de manhã e brincávamos o dia todo, desde que

estivéssemos em casa antes de escurecer.

Estávamos incontactáveis e ninguém se importava com isso.

Não tínhamos Play Station, X Box.

Nada de 40 canais de televisão, filmes de vídeo, home cinema,

telemóveis, computadores, DVD, Chat na Internet.

Tínhamos amigos - se os quiséssemos encontrar íamos á rua.

Jogávamos ao elástico e à barra e a bola até doía!

Caíamos das árvores, cortávamo-nos, e até partíamos ossos mas sempre

sem processos em tribunal.

Havia lutas com punhos mas sem sermos processados.

Batíamos ás portas de vizinhos e fugíamos e tínhamos mesmo medo de

sermos apanhados.

Íamos a pé para casa dos amigos.

Acreditem ou não íamos a pé para a escola;

Não esperávamos que a mamã ou o papá nos levassem.

Criávamos jogos com paus e bolas.

Se infringíssemos a lei era impensável os nossos pais nos safarem.

Eles estavam do lado da lei.

Esta geração produziu os melhores inventores e desenrascados de sempre.

Os últimos 50 anos têm sido uma explosão de inovação e ideias novas.

Tínhamos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade e aprendemos

a lidar com tudo.

És um deles?

Parabéns!

Passa esta mensagem a outros que tiveram a sorte de crescer como

verdadeiras crianças, antes dos advogados e governos regularem as

nossas vidas, 'para nosso bem'.

Para todos os outros que não têm a idade suficiente, pensei que

gostassem de ler acerca de nós.

Isto, meus amigos é surpreendentemente medonho... E  talvez ponha um

sorriso nos vossos lábios.

A maioria dos estudantes que estão hoje nas universidades nasceu em

1986, ou depois. Chamam-se jovens.

Nunca ouviram 'we are the world' e uptown girl conhecem de westlife e

não de Billy Joel.

Nunca ouviram falar de Rick Astley, Banarama ou Belinda Carlisle.

Para eles sempre houve uma só Alemanha e um só Vietname.

A SIDA sempre existiu.

Os CD's sempre existiram.

O Michael Jackson sempre foi branco.

Para eles o John Travolta sempre foi redondo e não conseguem imaginar

que aquele gordo tivesse sido um deus da dança.

Acreditam que Missão impossível e Anjos de Charlie, são filmes do ano passado.

Não conseguem imaginar a vida sem computadores.

Não acreditam que houve televisão a preto e branco.

Agora vamos ver se estamos a ficar velhos:

1.    Entendes o que está escrito acima e sorris.

2.    Precisas de dormir mais depois de uma noitada.

3.    Os teus amigos estão casados ou a casar.

4.    Surpreende-te ver crianças tão á vontade com computadores.

5.    Abanas a cabeça ao ver adolescentes com telemóveis..

6.    Lembras-te da Gabriela (a primeira vez).

7.    Encontras amigos e falas dos bons velhos tempos.

SIM ESTÁS A FICAR VELHO heheheh , mas tivemos uma infância do caraças!!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Trintões...Quarentões...enfim!

A juventude de hoje, na faixa que vai até aos 20 anos, está perdida.

E está perdida porque não conhece os grandes valores que orientaram os que

hoje rondam os trinta.

O grande choque, entre outros nessa conversa, foi quando lhe falei no Tom

Sawyer.

'Quem?', perguntou ele. Quem?! Ele não sabe quem é o Tom Sawyer! Meu Deus...

Como é que ele consegue viver com ele mesmo?

A própria música: 'Tu que andas sempre descalço, Tom Sawyer, junto ao rio a

passear, Tom Sawyer, mil amigos deixarás, aqui e além...' era para ele como

o hino senegalês cantado em mandarim.

Claro que depois dessa surpresa, ocorreu-me que provavelmente ele não

conhece outros ícones da juventude de outrora.

O D'Artacão, esse herói canídeo, que estava apaixonado por uma caniche;

Sebastien et le Soleil, combatendo os terríveis Olmecs; Galáctica, que

acalentava os sonhos dos jovens, com as suas naves triangulares; O Automan,

com o seu Lamborghini que dava curvas a noventa graus; O mítico Homem da

Atlântida, com o Patrick Duffy e as suas membranas no meio dos dedos; A

Super Mulher, heroína que nos prendia à televisão só para a ver mudar de

roupa (era às voltas,lembram-se?); O Barco do Amor, que apesar de agora

reposto na Sic Radical, não é a mesma coisa. Naquela altura era actual...

E para acabar a lista, a mais clássica de todas as séries, e que marcou mais

gente numa só geração: O Verão Azul.

Ora bem, quem não conhece o Verão Azul merece morrer. Quem não chorou com a

morte do velho Shanquete, não merece o ar que respira. Quem, meu Deus, não

sabe assobiar a música do genérico, não anda cá a fazer nada.

Depois há toda uma série de situações pelas quais estes jovens não passaram,

o que os torna fracos:Ele nunca subiu a uma árvore!

E pior, nunca caiu de uma. É um mole.

Ele não viveu a sua infância a sonhar que um dia ia ser duplo de cinema.

Ele não se transformava num super-herói quando brincava com os amigos.

Ele não fazia guerras de cartuchos, com os canudos que roubávamos nas obras

e que depois personalizávamos.

Aliás, para ele é inconcebível que se vá a uma obra.

Ele nunca roubou chocolates no Pingo-Doce. O Bate-pé para ele é marcar o

ritmo de uma canção.

Confesso, senti-me velho...

Esta juventude de hoje está a crescer à frente de um computador.

Tudo bem, por mim estão na boa, mas é que se houver uma situação de perigo

real, em que tenham de fugir de algum sítio ou de alguma catástrofe, eles

vão ficar à toa, à procura do comando da Playstation e a  gritar pela Lara

Croft.

Óbvio, nunca caíram quando eram mais novos. Nunca fizeram feridas, nunca

andaram a fazer corridas de bicicleta uns contra os outros.

Hoje, se um miúdo cai, está pelo menos dois dias no hospital, a levar pontos

e fazer exames a possíveis infecções, e depois está dois meses em casa fazer

tratamento a uma doença que lhe descobriram por ter caído.

Doenças com nomes tipo 'Moleculum infanticus', que não existiam antigamente.

No meu tempo, se um gajo dava um malho muitas vezes chamado de 'terno' nem

via se havia sangue, e se houvesse, não era nada que um bocado de terra

espalhada por cima não estancasse.

Eu hoje já nem vejo as mães virem à rua buscar os putos pelas orelhas,

porque eles estavam a jogar à bola com os ténis novos.

Um gajo na altura aprendia a viver com o perigo.

Havia uma hipótese real de se entrar na droga, de se engravidar uma miúda

com 14 anos, de apanharmos tétano num prego enferrujado, de se ser raptado

quando se apanhava boleia para ir para a praia.

E sabíamos viver com isso. Não estamos cá? Não somos até a geração que

possivelmente atinge objectivos maiores com menos idade?

E ainda nos chamavam geração 'rasca'... Nós éramos mais a geração 'à rasca',

isso sim. Sempre à rasca de dinheiro,sempre à rasca para passar de ano,

sempre à rasca para entrar na universidade, sempre à rasca para tirar a

carta, para o pai emprestar o carro. Agora não falta nada aos putos.

Eu, para ter um mísero Spectrum 48K, tive que pedir à família toda para se

juntar e para servir de presente de anos e Natal, tudo junto.

Hoje, ele é Playstation, PC, telemóvel, portátil, Gameboy, tudo.

Claro, pede-se a um chavalo de 14 anos para dar uma volta de bicicleta e ele

pergunta onde é que se mete a moeda, ou quantos bytes de RAM tem aquela

versão da bicicleta.

Com tanta protecção que se quis dar à juventude de hoje, só se conseguiu que

8 em cada dez putos sejam cromos. ;D

Antes, só havia um cromo por turma. Era o totó de óculos, que levava porrada

de todos, que não podia jogar à bola e que não tinha namoradas. ;D

É certo que depois veio a ser líder de algum partido, ou gerente de alguma

empresa de computadores, mas não curtiu nada.' ;)

(Nota: ...os chocolates não eram gamados no 'Pingo Doce'... Ainda se chamava

'Pão de Açúcar'!!!) ;D

(ARTIGO DE NUNO MARKL P/ OS TRINTÕES...)

João

8)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

ehe é verdade, areia nas feridas e roubar tubos nas obras para disparar bagas vermelhas ou canudos de papel, faltou aí o jogo do espeta, o pessoal ia roubar varões de aço às obras afiava uma ponta na calçada e depois era conquistar o mundo :-P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, não pode resistir a ler tudo de fio a pavio e adorei:

Lembro e acrescento ainda que íamos às entulheiras buscar pneus de máquinas para nos metermos dentro e outros colegas a empurrar. Era fantástico andar à roda dentro do pneu.

O tomar banho nas presas que os agricultores tinham para aramazenárem água para depois regar os campos e no final como marotice abri-la e lá se ía a água.

O ir roubar, antes era assim que se dizia, agora é furtar...lol.. uvas e todo o tipo de frutas que os lavradores tivessem. Éramos as cobaias..lol...

E fazer cigarros com as folhas de vide, enrolados em vulgares folhas e fumar. Dava cá uma moca.

Etc... etc...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

E fazer cigarros com as folhas de vide, enrolados em vulgares folhas e fumar. Dava cá uma moca.

Etc... etc...

LOOOOOOOOOOOOL  Vai uma passa??    ;D  ;D  ;D

Afinal a nossa infãncia não era assim tão diferente naqueles tempos... Agora é tudo tão artificial.....

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Dúvida colocada no site das Finanças:

Sou sócio do Benfica e estou a fazer a minha declaração de IRS. Como pago a quota de sócio todos os meses, devo colocar o Benfica como meu dependente?

Resposta das Finanças:

Claro que não. Só pode colocar dependentes na Declaração de IRS quem ganhou alguma coisa em 2008. No seu caso, uma simples Declaração de Isento é o suficiente.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Looool, the best

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

lolada total...  ;D ;D ;D ;D ;D ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Dúvida colocada no site das Finanças:

Sou sócio do Benfica e estou a fazer a minha declaração de IRS. Como pago a quota de sócio todos os meses, devo colocar o Benfica como meu dependente?

Resposta das Finanças:

Claro que não. Só pode colocar dependentes na Declaração de IRS quem ganhou alguma coisa em 2008. No seu caso, uma simples Declaração de Isento é o suficiente.

Ah! Ah! Ah!

Essa serve para qualquer um, basta trocar Benfica por ----- ou  --------  :P

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ah! Ah! Ah!

Essa serve para qualquer um, basta trocar Benfica por ----- ou  --------  :P

Para qualquer um, não dá... digo eu...

Então:

bwin LIGA 2007/2008: FC Porto

Taça de Portugal 2007/2008: Sporting

Carlsberg Cup 2007/08: V. Setúbal

Supertaça 2007/2008: Sporting

;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mas isto é um fórum sério... ou também está atacado de "futebolite aguda", a tal doença, que conjuntamente com Fátima e o Fado, nos traz nesta apagada e vil tristeza, como país?

Será que não somos adultos suficientes, para separar as águas: futebol é pontapé na bola e riqueza para meia dúzia (jogadores) versus irracionalidade duma população quase inteira (lamentavelmente), que ou, fica em depressão, ou sublima os resultados dos seus clubes das formas mais extraordinárias (quem estudou ou estuda um pouco de psicanálise, sabe ao que me refiro!); outra coisa, são as pessoas que entre outros coisas sérias, navegam na Net, por motivos contrários aos de conversa de botequim!

É que assim, passo a ir ao www.record.pt ou outro da mesma igualha, para atentar na "parolice" que ao que me contam, por lá vai, roçando quantas vezes o insulto!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

;D ;D ;D  Calma, como diz o tópico mesmo é só para desanuviar....

A malta esquece-se que todos nós nascemos do Benfica!! Sim, porque as mamãs vão dar á Luz... e não ás antas ou a alvalade....  ;D

É que assim, passo a ir ao www.record.pt ou outro da mesma igualha, para atentar na "parolice" que ao que me contam, por lá vai, roçando quantas vezes o insulto!

Para isso o melhor mesmo é veres a liga dos ultimos, dá 10 a 0 a qualquer site de bola...  ;D

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor