pilotinho

Unico Titular ou Dois Titulares

37 publicações neste tópico

Boa tarde,

Venho colocar uma questão que já coloquei à DECO mas tb não me deram uma resposta concreta, eu casei recentemente e sou funcionário público, a minha esposa tb é, agora vamos dar conhecimento as nossas entidades patronais, o problema é o seguinte, posso dizer k kero descontar como único titular??...e ela tb o pode fazer?? Assim iriamos descontar menos, segundo as tabelas de retenção na fonte, e tenho colegas k fizeram isso, mas nao sei se é legal fazer isso...visto sermos os dois dos quadros da função pública, ou terei mesmo k me dar como casado e dois titulares?!?!?

Se alguem me souber infomar ficava imensamente grato.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Descontar menos agora significa pagar mais quando for feito o cálculo do IRS para o ano. No final, depois de feitas as contas, não ganhas quase nada em optar por descontar menos ao longo do ano.

Do ponto de vista da legalidade diria que não é legal para ninguém, nem se trata de uma questão de serem ambos funcionários públicos ou não. A verdade é que ambos os titulares têm rendimentos, portanto é assim que se devem declarar. É que não é certamente legal prestar falsas informações ao fisco...

Há pessoas que roubam fruta no mercado. Se o fizeres, e fores apanhado, achas que alguém te vai deixar ir impune só porque "outros o fazem"?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa Tarde

Tenho uma duvida relativamente a este assunto.

Na minha empresa quando casei disse que era para meter a descontar por dois titulares, mas confesso que não percebo muito sobre as diferenças entre o único titular casado e casado mas dois titulares.

Ora se a minha mulher também desconta normalmente para o IRS, tenho de ter a opção Casado com um ou dois titulares.

Quais as diferenças?

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

a única diferença é na taxa aplicada na retenção na fonte: se for 2 titulares (ou seja, se ambos os cônjuges trabalharem) a taxa % de desconto sobre os salários é ligeiramente mais alta.

se for 1 só titular (apenas um dos cônjuges trabalha e o outro não) a taxa % é menor.

isto explica-se porque sendo dois a trabalhar o rendimento é maior e vão pagar mais IRS no final e o Estado cobra mais no mês a mês, evidentemente, é lógico.

podes consultar as taxas na net, se fizeres uma busca "taxas retenção IRS 2011" no google aparecem-te as tabelas, várias entre as quais as do Diário da Republica e lá verás a tal diferença de % - como aliás em outras situações, por exemplo, deficientes, solteiros, casados, com um dependente, com dois dependentes, etc etc.... eles não dormem em serviço...!!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

a única diferença é na taxa aplicada na retenção na fonte: se for 2 titulares (ou seja, se ambos os cônjuges trabalharem) a taxa % de desconto sobre os salários é ligeiramente mais alta.

se for 1 só titular (apenas um dos cônjuges trabalha e o outro não) a taxa % é menor.

isto explica-se porque sendo dois a trabalhar o rendimento é maior e vão pagar mais IRS no final e o Estado cobra mais no mês a mês, evidentemente, é lógico.

podes consultar as taxas na net, se fizeres uma busca "taxas retenção IRS 2011" no google aparecem-te as tabelas, várias entre as quais as do Diário da Republica e lá verás a tal diferença de % - como aliás em outras situações, por exemplo, deficientes, solteiros, casados, com um dependente, com dois dependentes, etc etc.... eles não dormem em serviço...!!

Desde já obrigado pela resposta.

Então mas o estado sabe que estou casado e tanto eu como a minha mulher descontamos "X" portanto porque é que preciso de informar a minha entidade patronal que sou casado com dois titulares.

Obrigado

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Porque o Estado não divulga essa informação porque é privada. E a tua entidade patronal precisa de a saber para saber que taxas aplicar.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Porque o Estado não divulga essa informação porque é privada. E a tua entidade patronal precisa de a saber para saber que taxas aplicar.

Ok esclarecido.

Obrigado a ambos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde,

O meu marido ficou desempregado há cerca de 2 semanas, posso declarar como sendo única titular?

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Não se trata de "declarar" :

o que deves fazer é ir junto da tua entidade patronal e dizeres que neste momento és tu a única a trabalhar na tua familia e portanto queres que os descontos mensais de IRS passem a ser "casada, única titular" o que irá dar origem a que passes a pagar menos IRS mensalmente, os descontos passam a ser menos e portanto passas a trazer para casa um bocado mais. Faz um pedido por escrito, normalmente as empresas solicitam isso para ficarem com uma prova perante a autoridade tributária.

se consultares as tabelas de retenção na fonte IRS 2013 verás a diferença, que ainda é alguma

a tua entidade patronal passar-te-à a fazer isso, não pode negar dada a  tua situação familiar  actual

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Eu trabalho numa empresa privada e o meu marido é pensionista, sem descontar IRS.

Mensalmen te a retenção na fonte que me deve ser feita é como casada 2 titulares ou casada un ico titular?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sou casada e o meu marido é pensionista e não desconta IRS mensalmente. Devo descontar mensalmente como casada 2 titulares ou como casada titular unico?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sou casada e o meu marido é pensionista e não desconta IRS mensalmente. Devo descontar mensalmente como casada 2 titulares ou como casada titular unico?

Casada unico titular.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

se o teu marido é pensionista e não paga IRS mensalmente é porque a pensão é bastante pequena, podes solicitar que te façam os descontos como "casada, única titular" , não é 100% correto mas é talvez o que te prejudica menos relativamente às retenções mensais de IRS, e também não foge à verdade porque se a entidade pagadora do teu marido não lhe faz descontos é porque os pagamentos são muito baixos e só tu pagas IRS mensalmente. Até és capaz de ter reembolso no final do ano, só fazendo as contas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola, bom dia...Sempre tive na minha folha de vencimentos casado dois titulares e obviamente os filhos dependentes...Gostava de saber se não estou a perder na questão do IRS por ser dois titulares em vez de um só uma vez que minha esposa não trabalha...Obg e sinceros cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Ola, bom dia...Sempre tive na minha folha de vencimentos casado dois titulares e obviamente os filhos dependentes...Gostava de saber se não estou a perder na questão do IRS por ser dois titulares em vez de um só uma vez que minha esposa não trabalha...Obg e sinceros cumprimentos

Se a esposa não trabalha então tem de avisar a entidade patronal para alterar para 1 titular.

A questão de estar a perder é relativo, o IRS descontado por mês é um pagamento por conta que na declaração de IRS será tido em conta para pagar menos ou receber mais.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Estou a trabalhar, a minha esposa está desempregada e tenho uma filha a estudar.

Tenho mencionado 1 titular e 1 dependente.

Está certo ou posso mencionar 2 dependentes por a minha esposa estar desempregada.

Att,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou a trabalhar, a minha esposa está desempregada e tenho uma filha a estudar.

Tenho mencionado 1 titular e 1 dependente.

Está certo ou posso mencionar 2 dependentes por a minha esposa estar desempregada.

Está certo.
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Atenção que o Fisco anda em cima disto. Existe muito boa gente que faz "mealheiro" nas finanças para depois receber um bom bónus para as férias (não sei se é o caso). Na empresa recebi este mail das finanças:

Exmo.(a) Senhor(a),

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) implementou um rigoroso sistema de controlo eletrónico dos valores

de IRS retidos na fonte pelas entidades patronais aos respetivos trabalhadores. Esse sistema analisa e controla

minuciosamente os valores retidos em face da situação pessoal e familiar dos titulares dos rendimentos,

incluindo o estado civil, o número de titulares de rendimento por casal e o número de dependentes. Os titulares

de rendimentos da categoria A do IRS são obrigados a entregar a declaração prevista no n.º 2 do artigo 99.º do Código do IRS, sempre que ocorram alterações na sua situação pessoal ou familiar, de forma a aplicar a taxa de retenção legalmente prevista.

Na medida em que o sistema vai ser operacionalizado nos próximos dias, vimos por este meio recomendar que esta empresa confirme junto dos seus funcionários que aquelas declarações estão devidamente atualizadas, de forma a assegurar que a empresa está a efetuar corretamente as retenções na fonte em IRS devidas por lei. As incorreções e divergências nas retenções da fonte, que agora vão passar a ser detetadas eletronicamente com uma periodicidade mensal, constituem infração fiscal, punível com coima que pode chegar aos 3.750,00 ou aos 22.500,00, quando há falsidade na declaração entregue. As situações de persistência do incumprimento serão objeto de ação inspetiva pela AT para correção das retenções na fonte realizadas pelas empresas que não reflitam corretamente a situação pessoal e familiar dos contribuintes.

Com os melhores cumprimentos,

Elza Maria Sequeira Diretora da Unidade de Gestão da Relação com os Contribuintes(UGRC)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa tarde.

recebi este (ou um parecido) mail. Estou em união de facto e gostaria de saber se posso continuar a preencher o IRS como até aqui: único titular sem dependentes mesmo estando em união de facto. Tanto eu como o meu marido preenchemos IRS em separado sendo ele viúvo. Podemos continuar a fazê-lo? temos o mesmo domicilio fiscal. Aguardo a vossa resposta. Cordialmente

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
recebi este (ou um parecido) mail. Estou em união de facto e gostaria de saber se posso continuar a preencher o IRS como até aqui: único titular sem dependentes mesmo estando em união de facto. Tanto eu como o meu marido preenchemos IRS em separado sendo ele viúvo. Podemos continuar a fazê-lo? temos o mesmo domicilio fiscal.
Podem continuar a meter declarações em separado, sim.

A partir deste ano (declaração a meter no próximo ano) até os casados poderão optar por meter declarações conjuntas ou separadas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite,

Tenho uma situação que me levanta algumas duvidas. Sou solteiro e vivo com minha mulher desde de 2011, embora só tenhamos a mesma morada fiscal a partir de 2013 (o que já permite apresentar o IRS conjunto). Nunca apresentamos IRS em conjunto pelos motivos acima, mas temos 2 filhos que estão associados ao meu rendimento, dado que o rendimento da minha mulher está isento de IRS. (ambos trabalho dependente).

No entanto, a minha mulher possui outros rendimentos, (rendas de uma casa alugada), que apresenta na declaração final de rendimentos. Em 2013 e apesar de os 2 dependentes estarem associados ao à retenção mensal do meu rendimento, quando fizemos a declaração final de rendimentos, chegamos à conclusão que era mais vantajoso financeiramente colocar 1 dependente em cada uma das declarações.

A minha dúvida prende-se agora com 2014 e 2015, uma vez ela continua estar isenta de retenção na fonte por via do trabalho dependente, mas continua a ter rendimentos com rendas. Do ponto vista mensal a situação mais vantajosa é ter os dois dependentes a meu cargo, para diminuir a retenção na fonte do meu vencimento, no entanto após consulta telefonica com a AT, foi-me informado que caso opte por ter dois dependentes a meu cargo e no final apresentar uma declaração com apenas um dependente, ou nenhum, posso ser alvo de coima. Isto porque, foi efetuada uma retenção ao longo do ano inferior ao apresentado na declaração final.

Alías, foi sugerido pela linha telefónica da AT que era preferivel, associar apenas 1 ou, mesmo nenhum dependente para efeitos de retenção na fonte, de modo a dispor de liberdade para escolher na declaração final a apresentar o cenário mais favorável, sem estar sujeito a implicações. Ou seja, se a retenção na fonte for inferior à apresentada na declaração estamos sujeitos a coimas, caso contrário, não existe problemas.

Confirmam esta situação?

Apesar de saber que não podemos duplicar os dependentes nas declarações, uma vez que as apresentamos em separado (e que se prevê que assim continue), estava convencido que na altura de entregar a declaração final de rendimentos era possivel escolher o cenário mais favorável, sem qualquer consequência, independentemente a quem estave alocado durante o ano os dependentes em termos retenção na fonte na entidade patronal, desde que no final não existisse duplicação.

Antecipadamente grato,

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Recebi um email semelhante e fiquei com algumas dúvidas que talvez alguém possa esclarecer.

O meu regime contributivo tem sido "Casado 1 Titular" desde que a minha mulher ficou desempregada. Apesar de tudo, ela tem aberta actividade e vai recebendo alguns valores de explicações que dá (no ano que terminou até trabalhou durante 3 meses a recibos verdes a dar aulas).

Mesmo assim, e como na entrega de IRS são feitos os acertos, continuei no mesmo regime que tenho desde que ela ficou desempregada (mesmo ela passando recibos verdes pelas explicações).

Com este email "ameaçador", em que tenho de preencher a declaração, percebi que como os valores que ela aufere não são iguais ou inferiores a 5% dos nossos rendimentos conjuntos, o regime será "2 titulares". Mas no quadro seguinte existe a hipótese de optar por descontar como apenas "1 titular" com referência a umas circulares que não consigo encontrar para saber se posso optar por esse regime.

Reparei que nesse mesmo quadro podemos escolher uma taxa mais elevada, por isso isto não é para quem faz das finanças mealheiro mas para que não põe o seu dinheiro a render juros para o estado e mais tarde paga o que falta... Bela forma de financiamento a juro 0.

Não percebo esta obrigatoriedade de preenchimento. Eu tenho descontado como 1 titular e aquando da entrega do IRS tenho tido sempre declarações com reembolso. E pensava que o IRS servia mesmo para fazer estes acertos. Passando a 2 titulares vão-me ser retidos uns bons euros, que na realidade depois acabam por voltar, mas que enquanto lá estiverem não sou eu que faço usufruto deles.

Depois disto tudo, alguém sabe quem pode optar por casado 1 titular?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Alguém sabe o que dizem as Circulares n.ºs 8/89, de 18/4 e 11/94, de 18/3 no que se refere ao poder escolher descontar como "Casado único titular"?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
Com este email "ameaçador", em que tenho de preencher a declaração, percebi que como os valores que ela aufere não são iguais ou inferiores a 5% dos nossos rendimentos conjuntos, o regime será "2 titulares". Mas no quadro seguinte existe a hipótese de optar por descontar como apenas "1 titular" com referência a umas circulares que não consigo encontrar para saber se posso optar por esse regime.

Depois disto tudo, alguém sabe quem pode optar por casado 1 titular?

Acho que já respondeste a ti próprio - apenas quem aufere mais de 95% dos rendimentos englobados do agregado familiar.

Reparei que nesse mesmo quadro podemos escolher uma taxa mais elevada, por isso isto não é para quem faz das finanças mealheiro mas para que não põe o seu dinheiro a render juros para o estado e mais tarde paga o que falta... Bela forma de financiamento a juro 0.
Tem sido já referido aqui no fórum, em anos anteriores, que o fisco paga juros sobre os montantes retidos a mais. Não é a uma taxa particularmente interessante mas também não é "financiamento a custo 0"...

Alguém sabe o que dizem as Circulares n.ºs 8/89, de 18/4 e 11/94, de 18/3 no que se refere ao poder escolher descontar como "Casado único titular"?

A primeira acho que já não está em vigor, mas a segunda está no Portal das Finanças, por exemplo: http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/informacao_fiscal/legislacao/instrucoes_administrativas/circulares_DGCI.htm?page=3

Qualquer legislação pode sempre ser consultada através da página do Diário da República...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Prezado,

Peço a sua ajuda na clarificação de uma questão tributária.

O meu namorado é trabalhador dependente.

Eu estou actualmente desempregada e sem acesso a subsidio de desemprego e a minha única fonte de rendimento é uma renda.

Gostaria de saber se caso optarmos por nos casar se o meu "marido" será considerado casado dois titulares ou casado único titular?

Muito obrigada,

Ana Lina

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor