cibermammy

Crédito bonificado para desempregados

4 publicações neste tópico

Boa noite,

Venho informar que a Portaria 384/2009 já estar a ser aplicada (pelo menos na CGD), mas os interessados é que se deverão dirigir ao balcão.

Resumidamente, para quem tenha crédito bonificado e esteja desempregado há mais de três meses, passa automáticamente para o escalão imediatamente anterior´:

"2.º Os mutuários que se encontrem em situação de desemprego acedem automaticamente à classe de bonificação mais favorável imediatamente anterior, de acordo com as tabelas II e III anexas à Portaria n.º 1177/2000, de 15 de Dezembro."

Caso, os rendimentos do agregrado familar (incluindo subsídio de desemprego) no mês anterior se enquadrem noutro escalão mais abaixo, também o mesmo será atribuido:

"3.º Não obstante o disposto no número anterior, podem os mutuários por ele abrangidos aceder a classe de bonificação

mais favorável que a dele resultante, caso os actuais rendimentos sejam inferiores ao limite mínimo correspondente

à classe de bonificação em que se encontrem."

Para poderem ter acesso a isto, têm de ir ao balcão do banco onde têm o crédito bonificado, com os seguintes documentos:

- BI

- Nr Contribuinte

- Recibo de Vencimento (caso haja algum no agregado familar) do mês anterior

- Declaração do Centro de Emprego em como estão desempregados há mais de três meses

- Cartão do Centro de Emprego ( com o nº ID)

e terão de preencher uma ou duas declarações consoante o caso.

Eu fiz tudo isto hoje, e fui a primeira no balcão do meu banco. A Portaria entrou em vigor no dia 1 de Maio.

Estou apenas a aguardar como é que fica o valor.

Espero ter sido útil.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Isto é muito interessante, obrigado por partilhares connosco. Vou colocar este tópico inamovível para que mais pessoas tenham conhecimento desta situação.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

No meu caso pessoal, como já estou inserido no 1º escalão de crédito bonificado,justificará invocar perante o banco a aplicação de forma a beneficiar do artigo primeiro da portaria nº 384/2009 de 9 de Abril, em que prevê que para apuramento da taxa de referencia para o calculo das bonificações de juros de empréstimos em que pelo menos um dos mutuários se encontre em situação de desemprego, seja utilizada a taxa EURIBOR a seis meses, divulgada no 1º dia útil do mês anterior ao inicio de cada semestre, acrescida de um diferencial de 1.5 pontos percentuais em substituição dos actuais 0.05 pontos percentuais, conforme o indicado na portaria

http://dre.pt/pdf1sdip/2009/04/07000/0218702188.pdf

Será que a aplicação do diferencial de 1,5% em substituição dos actuais 0,5% é significativa?

Taxa de Juro Nominal : 2,784% e inclui 0,75% spread

Capital em dívida:23 346,23€

Capital em dívida no início da Anuidade 23 346,23€

Nº total de prestações: 300

Nº prestação a calcular:172

Bonificação (%): 28%

TRCB:4,328%

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Taxa de Juro Nominal :1,873%

Capital em dívida: 22.000,45 €

Capital em dívida no início da Anuidade 22.000,45 €

Nº total de prestações: 300

Nº total de prestações pagas:132

Bonificação (%): 28,0%

TRCB: 2,964%

Alguém já beneficiou da portaria em questão?

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead