valter1994

longo prazo Projecto de vida

39 publicações neste tópico

Depende. Que tipo de painel solar? Painel solar térmico (para águas quentes) ou solar fotovoltaico (para geração de electricidade)?

Quais as condições de exposição solar da sua habitação (obstáculos, sombras) e consumos habituais durante o dia?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Olá @valter1994 sou como tu um jovem à procura da dita independência financeira que todos nós (pelo menos muitos dos que estão aqui no fórum) com certeza procuram. Mas eu acho que estás a apostar tudo num cavalo e nesta corrida não há 8 ou 12 (nem sei quantos costumam haver) há milhares, existem tantas variaveis que afectam tudo que é impossível chegar a uma fórmula maravilha para chegar à riqueza (acredita que muitos tentaram, search for: quants).

Do meu ponto de vista, devias sim fazer um curso numa área que gostes e que te possibilite teres algum retorno financeiro (certo) mês após mês, certo. Estou agora a acabar o curso e já trabalho, tenho FI, estou a analisar propostas para comprar um imóvel para alugar e estou em vias de abrir uma empresa própria e não não herdei dinheiro nenhum, tenho dinheiro das prendas que ia recebendo, de biscates que ia fazendo e ao contrário de todos os meus amigos nunca comprei as sapatilhas fixes da moda usava as que os meus pais me podiam dar de 20/25€ isto permite-me ter 23 anos e uma almofada monetária considerável para ir viver sozinho, para investir, para poupar, para fazer o que quiser. Opções e tempo são aquilo que o dinheiro te proporciona. Opções nas decisões e comprares tempo dos outros para trabalhar para ti.

Há e btw, não vivas em função do dinheiro, viaja, vai jantar fora com a tua namorada e amigos. Investe em experiências.

---

Voltando ao tema já vi ene estudos na internet (em PT) da rentabilidade dos paineis solares, procura alguns e analisa a exposição solar. Salvo erro consegues retorno após 7 anos (fotovoltaicos).

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 1 hora, rmesq disse:

Olá @valter1994 sou como tu um jovem à procura da dita independência financeira que todos nós (pelo menos muitos dos que estão aqui no fórum) com certeza procuram. Mas eu acho que estás a apostar tudo num cavalo e nesta corrida não há 8 ou 12 (nem sei quantos costumam haver) há milhares, existem tantas variaveis que afectam tudo que é impossível chegar a uma fórmula maravilha para chegar à riqueza (acredita que muitos tentaram, search for: quants).

Do meu ponto de vista, devias sim fazer um curso numa área que gostes e que te possibilite teres algum retorno financeiro (certo) mês após mês, certo. Estou agora a acabar o curso e já trabalho, tenho FI, estou a analisar propostas para comprar um imóvel para alugar e estou em vias de abrir uma empresa própria e não não herdei dinheiro nenhum, tenho dinheiro das prendas que ia recebendo, de biscates que ia fazendo e ao contrário de todos os meus amigos nunca comprei as sapatilhas fixes da moda usava as que os meus pais me podiam dar de 20/25€ isto permite-me ter 23 anos e uma almofada monetária considerável para ir viver sozinho, para investir, para poupar, para fazer o que quiser. Opções e tempo são aquilo que o dinheiro te proporciona. Opções nas decisões e comprares tempo dos outros para trabalhar para ti.

Há e btw, não vivas em função do dinheiro, viaja, vai jantar fora com a tua namorada e amigos. Investe em experiências.

---

Voltando ao tema já vi ene estudos na internet (em PT) da rentabilidade dos paineis solares, procura alguns e analisa a exposição solar. Salvo erro consegues retorno após 7 anos (fotovoltaicos).

rmesq, 

 

Felicito-te por teres um plano com pés para andar. 

 

No demais, o Valter vive num mundo paralelo. Ele afirma que quer investir passivamente, mas, na verdade, o que ele pretende é "viver dos rendimentos, sem desenvolver qualquer atividade profissional". São conceitos díspares. É confundir a beira da Estrada com a Estrada da Beira.

 

Ora "viver dos rendimentos, sem desenvolver qualquer atividade profissional" pressupõe a prévia acumulação de capital ou de património que possam gerar os tais rendimentos (juros, dividendos, rendas, etc.). E essa acumulação só é possível de duas formas (lícitas): ou a trabalhar; ou por via de doação/herança.

 

Mas a primeira hipótese é o que o Valter, precisamente não quer - ter uma ocupação profissional. Ter de se esfolar a estudar, primeiro, e a trabalhar, depois. Ou só a trabalhar, que seja.

 

Eu acredito, no entanto, que ele acabará por conseguir o que pretende - como tem a tal herança de €400.000 para receber, conseguirá extrair daí o capital ou o rendimento necessários para "viver dos rendimentos, sem desenvolver qualquer atividade profissional".

 

Mas então a conversa do "começar do zero" (que já não é, aliás, neste momento, o caso dele, porque já de doaram uma casa), do investimento, etc, é conversa para "encher chouriços".

 

O Valter que me desculpe pela forma mais áspera, mas prefiro não ser cínico.

 

 

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Concordo como o @atlas ter um bom salário é meio caminho andado para chegar à independência financeira...

Perguntaste @valter1994 quais as dicas que os utilizadores mais velhos te poderiam dar...

Eu se soubesse o que sei hoje tinha-me dedicado mais aos estudos e tinha começado a investir mais cedo. São conselhos simples mas fazem bastante diferença no longo prazo.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

@atlas obrigado pelas palavras. E eu comprendo a visão do @valter1994 existem aí muitos cavaleiros em armaduras brilhantes como Tai Lopez e outros que tais, que anunciam a verdadeira mudança quase sem fazer nada. Eu também já perdi umas horas a ouvi-lo, ensina muitas coisas boas. Toda a gente tem algo a transmitir, temos de aprender o que tem para ensinar e tentar trazê-lo para a nossa realidade. Voltando ao tópico, acho seriamente que devias ter uma base sólida capaz de progredir nem que seja com o simples ordenado, podes apostar num blog (hoje em dia quase sem custos), em fazer algum tipo de freelancing, consultoria, sei lá... Há tantas coisas, basta mesmo querer e pôr o tempo.

 

@valter1994 como não tens capital, para atingires o que pretendes precisas uma de duas coisas: que tenhas alguma ideia digital (quase sem custos) e trates do marketing por ti e numa primeira parte sem marketing pago. A outra hipótese é venderes as tuas skills a troco de dinheiro que te permite ter capital para tentar o primeiro de uma forma mais agressiva.

 

Editado por rmesq
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O capital que tenho actualmente provém do meu ordenado eu sou electricista de profissão e invisto uns 350 mensais média. No entanto quero ir avançando nos meus investimentos para quando receber as heranças já ter um património sólido e a herança ir complementar. 

O que eu pretendo é desenvolver rendimentos passivo de forma a chegar aos 30 e tal sem ter de trabalhar. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desculpa vou refazer a frase o que pretendo é obter um rendimento activo atrás da minha profissão é investir para obter rendimentos passivos de forma a chegar aos 30 e tal anos sem ter de trabalhar. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 23/10/2016 at 19:57, valter1994 disse:

O capital que tenho actualmente provém do meu ordenado eu sou electricista de profissão e invisto uns 350 mensais média. No entanto quero ir avançando nos meus investimentos para quando receber as heranças já ter um património sólido e a herança ir complementar. 

O que eu pretendo é desenvolver rendimentos passivo de forma a chegar aos 30 e tal sem ter de trabalhar. 

Se calhar o mais sensato é começares a fazer contas antes de aspirares a algo irreal. Faltam-te 8 anos para os 30, correcto?

Se excluíres a herança de que tanto falas, vê com os 350 eur por mês que investes, 12 meses e uma taxa de investimento de 50% quanto é que irás ter.

Conforme aqui referiram, se ñ for através de um salário elevado ou de uma ideia. Só te resta o casino ou euromilhões ou uma ideia que renda milhões.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tenho um familiar que cede um terreno de 5 hectares para eu explorar. Investir na plantação de eucaliptos para obter retorno em 8 a 10 acham viável ? Alguém tem noção dos gastos e retorno ao hectar? 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
2 hours ago, valter1994 said:

Tenho um familiar que cede um terreno de 5 hectares para eu explorar. Investir na plantação de eucaliptos para obter retorno em 8 a 10 acham viável ? Alguém tem noção dos gastos e retorno ao hectar? 

Nem pensar. As árvores não crescem ao tamanho adulto num ano ou dois. Li algures que para estarem prontas para o corte os eucaliptos precisam de 6-10 anos. Um négocio desses tem de ser pensado a mais tempo. Nem tenho bem noção da área necessária para ter uma produção de eucalipto rentável. Não é tão simples como pensar em gasto e retorno ao hectar, pois suspeito que a economia de escala tenha muita importância nestes negócios.

[EDIT] Fui pesquisar um pouco mais e parece que platanções com áreas inferiores a 10 hectares até são comuns. Mas mantém-se o facto de a plantação só começar a gerar receitas ao fim de 10 anos, no melhor cenário (terreno muito bom e adubado). Uma estimativa mais conservadora aponta mais para os 15 anos, sobretudo em terrenos cansados. O preço de venda do eucaplito há dois anos parecia andar (com sorte) nos 25€ por tonelada.

Isto se não arder nada pelo meio, o que infelizmente parece ser uma questão de sorte no nosso país.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O  terreno em questão esta na família á mais de 100 anos e como tem um valor sentimental gostava de uma ideia lucrativa em que não necessita-se de estar presente... so manutenção do terreno em media 2 vezes por ano. Mesmo que o lucro fosse a longo prazo as próximas gerações usufruíam do investimento feito, 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Desde que tenha a noção que é um investimento que exige muito tempo tudo bem.

 

Agora manutenção 2 vezes por ano? <_<

Não sou uma pessoa do ramo, mas não estará fortemente a subestimar o tempo e esfoço dispendido com uma exploração florestal com fim comercial? Desde limpeza de matas, controlo de pragas, análise e correção de solos, rega..... Leia muito bem sobre o assunto pois acho que está a simplificar demasiado as coisas.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 26/10/2016 at 22:40, valter1994 disse:

O  terreno em questão esta na família á mais de 100 anos e como tem um valor sentimental gostava de uma ideia lucrativa em que não necessita-se de estar presente... so manutenção do terreno em media 2 vezes por ano. Mesmo que o lucro fosse a longo prazo as próximas gerações usufruíam do investimento feito, 

Quer que o terreno continue na família por outros 100 ou 200? Não o seque com eucaliptos - carvalhos e sobreiros, por exemplo, podem não ser tão rentáveis no imediato, mas são mais sustentáveis...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 28/10/2016 at 15:29, Visitante PJA disse:

Quer que o terreno continue na família por outros 100 ou 200? Não o seque com eucaliptos - carvalhos e sobreiros, por exemplo, podem não ser tão rentáveis no imediato, mas são mais sustentáveis...

Exactamente isso, a falta de mais investimento nesta área de eucaliptos e afins é justamente onde são plantados não se espera fazer mais nada nessa area por mais anos, pois são plantas que tiram tudo da terra deixando estas de ser produtivas para outras culturas, dai só haver e terem estas plantações pessoas que mais 10 ou menos 10hectares sejam iguais ao litro. Agora se não quer se preocupar mais agora ou no futuro não deve haver problema e depois de estarem a produzir basta ter atenção à sua manutenção, por hectare envolve custos elevados(custos pessoal/dia, aluguer de maquinas, etc), Mas o lado bom é que tens direito a subsidios anuais e os custos comparativos a outras culturas são bem menores pois é "mato".

PS. sou transmontano e não conheço ninguém cá pelo norte a investir nestas culturas a não ser quem tenha herdado e seja emigrante ou tenha vida numa cidade.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Foi criada uma pré-visualização automática a partir da ligação que colocou.   Mostrar apenas como ligação

×   Your previous content has been restored.   Clear editor