Jose_Luis_65

Poupar um pouco todos os meses


26 publicações neste tópico

Presentemente, em termos do meu agregado familiar, tenho/temos possibilidades de poupar algum dinheiro ao fim do mês. Como forma de mantermos esta dinâmica de poupança, gostava de aplicar, mensalmente, esse dinheiro poupado num produto que desse alguma rentabilidade e segurança. Eu e a minha mulher ja' entramos nos "cinquenta", portanto não poderá se um produto com um grande horizonte temporal.

Que tipo de aplicação me aconselham?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia,

Poderia informar com que Bancos/Bancos trabalha para reduzir as escolhas. Existem inúmeros depósitos a prazo que permitem reforços.

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 8 horas, grj disse:

Bom dia,

Poderia informar com que Bancos/Bancos trabalha para reduzir as escolhas. Existem inúmeros depósitos a prazo que permitem reforços.

Cumprimentos

Tenho conta no BPI, Santander e mais recentemente no Best.

Neste momento, o que eu estou a fazer é, de 2 em 2 meses, colocar o dinheiro que conseguimos poupar nos Certificados do Tesouro Poupança Mais. Já fiz quatro este ano. A minha dúvida é se esta é uma estratégia correta ou se, pelo contrário, há melhores alternativas, mais compensadoras. 

Já coloquei um montante que tinha disponível em fundos de investimento (no Best) e não queria meter estas poupanças mensais no mesmo, pois sei que os fundos de investimento são incertos, tanto podem subir como descer. Quero, com este dinheiro que consigo poupar mensalmente, colocá-lo num produto mais estável para não ter surpresas. Acho que estou a pensar bem, não?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bom dia,

Não trabalho com nenhum desses bancos mas penso que a sua ideia de repartir é a mais correcta, sendo que os CPTM são os que neste momento do mercado dão as "melhores taxas" deixo abaixo um link do Best para um deposito que permite reforços (sendo que nao conheço a oferta dos outros 2 bancos que mencionou.

https://www.bancobest.pt/ptg/best_conta-poupanca-crescente

 Na minha modesta opiniao e se me permite dependendo dos montantes que consegue colocar mensalmente seria fazer um deposito que permitisse juntar o valor necessário para posteriormente colocar em CPTM, pelo menos enquanto as taxas não se equipararem.

Os depósitos neste momento só servem para se perder dinheiro (inflação).

Cumprimentos

Pode tambem juntar um valor que ache considerável e abrir conta nalgum banco sem despesas de manutenção que lhe permita aproveitar os depositos de novos cliente.

BIG - penso que está para 2,50% TANB a 3 meses

Activo Bank - Poupança Start - 1% a 1 ano

Cumprimentos

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para o cenário que descreve, os CTPM parecem de facto a melhor opção. Há rumores que em Janeiro 2017 a remuneração (para novas subscrições) vá baixar, por isso é de aproveitar até lá.

Quanto aos depósitos promocionais, há outros bancos com taxas superiores aos CTPM (nomeadamente o BNI e o BPA) mas só por 3 meses, após esse prazo não há nada que se compare. São mais interessantes quando há um volume considerável de capital disponível (por exemplo, quando termina um outro investimento).

Uma nota final, se tiver rendimentos modestos, pode compensar englobar os juros que recebe em sede de IRS. Nesse caso irá ganhar ainda mais algum em reembolso.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Agradeço os comentários.

Mudei, recentemente, de empresa (negociei a minha saída) e neste momento, felizmente, desempenho um cargo que me permite, juntamente com o ordenado da minha mulher, juntar/poupar algum ao fim do mês. Sei que esta situação pode não durar para sempre, daí esta minha preocupação em poupar algum e aplicar bem o dinheiro. Para além disse, tenho filhos e... sabem como é.

Este ano já conseguimos fazer 4 depósitos/aplicações nos CTPM. Foram valores na ordem dos 300/400€. A nossa ideia é, precisamente, ir pondo "de lado" tudo aquilo que formos conseguindo poupar.

Muito sinceramente, não me agrada a ideia que ir abrindo contas nos bancos só para aproveitar as taxas promocionais de "boas vindas". Desculpem mas não tenho feitio para estar a abrir uma conta num banco para, passado 3 meses, fechá-la e passar para outro banco fazendo o mesmo. 

O que eu pretendo é, de uma forma estável e duradoura, ir "pondo de lado" 150/200€ por mês numa conta/aplicação e ver esse dinheiro crescer. Repito, é com sacrifício que fazemos esta poupança (muito mais fácil seria gastarmos esse dinheiro em férias, restaurantes, roupas de marca ...), e por isso desejamos que o dinheiro esteja seguro e bem aplicado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
33 minutes ago, Jose_Luis_65 said:

Este ano já conseguimos fazer 4 depósitos/aplicações nos CTPM. Foram valores na ordem dos 300/400€.

Mas o investimento mínimo em CTPM é 1000€ ...

 

33 minutes ago, Jose_Luis_65 said:

Muito sinceramente, não me agrada a ideia que ir abrindo contas nos bancos só para aproveitar as taxas promocionais de "boas vindas". Desculpem mas não tenho feitio para estar a abrir uma conta num banco para, passado 3 meses, fechá-la e passar para outro banco fazendo o mesmo. 

Compreendo. Compreenda também que nós não sabíamos à partida que tipo de sugestão não se enquadrava no seu feitio.

 

33 minutes ago, Jose_Luis_65 said:

Repito, é com sacrifício que fazemos esta poupança (muito mais fácil seria gastarmos esse dinheiro em férias, restaurantes, roupas de marca ...), e por isso desejamos que o dinheiro esteja seguro e bem aplicado.

A gestão do dinheiro é uma questão pessoal. Não lhe estou a dar sugestões por achar que é "poupadinho", isso não me diz respeito e é-me indiferente. Se gastasse mais dinheiro em férias, restaurantes, roupas de marca, continuava a ter direito a investimentos seguros para a sua poupança.

Segurança todos, ou quase todos, queremos para o nosso dinheiro. Em teoria, em termos de segurança nada é tão bom como os depósitos a prazo e contas poupança dos bancos, até ao limite de 100.000€ por banco e depositante. Nem os CTPM, pois não têm um fundo de garantia associado.

Editado por JRJordao
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 26 minutos, JRJordao disse:

A gestão do dinheiro é uma questão pessoal. Não lhe estou a dar sugestões por achar que é "poupadinho", isso não me diz respeito e é-me indiferente. Se gastasse mais dinheiro em férias, restaurantes, roupas de marca, continuava a ter direito a investimentos seguros para a sua poupança.

Segurança todos, ou quase todos, queremos para o nosso dinheiro. Em teoria, em termos de segurança nada é tão bom como os depósitos a prazo e contas poupança dos bancos, até ao limite de 100.000€ por banco e depositante. Nem os CTPM, pois não têm um fundo de garantia associado.

Agradeço ao Jordão a resposta.

Não sei se usei bem as palavras, mas quando disse que pretendia aplicar o dinheiro que vou poupando em algo que fosse "estável" e "duradouro" e que tivesse "segurança", quis dizer que não pretendo correr riscos de perder dinheiro devido às flutuações da bolsa ou dos mercados internacionais. Apliquei recentemente, numa perspectiva de médio/longo prazo, uma quantia considerável numa carteira de fundos de investimentos no banco Best, e portanto, quero que esta minha poupança mensal não esteja tão exposta ao risco como os fundos. Acho que isso faz sentido. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O que posso aconselhar é ver um deposito que permita reforços tipo o do Best que lhe indiquei, sabendo que os juros serão mínimos, mas seguros e ir juntado até atingir um valor que lhe permita ou continuar a investir em CPTM (valor mínimo de 1000€ como disse o nosso colega JRJordao), ou algum deposito a longo prazo que tenha taxas de juro maiores, cabe a si depois decidir esse espaço temporal de investimento.

Quando falei em abrir contas não era com o intuito de abrir e fechar passado x meses. Falei do AB ( mesmo não tendo € na conta não tem qualquer tipo de despesa quer de manutenção quer de cartões e o BIG que tb n tem comissão de manutenção de conta mas tem de cartões), não estou com isto a querer que abra conta nesses bancos, era apenas mais uma ajuda de poupança.

Posso lhe dizer que ja fui cliente do BES, do Millennium e quando passaram a cobrar-me comissões para manutenção de conta apenas fechei as contas e abri no AB (poupei alguns trocos todos os meses). Continuo na CGD pelo CH senão tambem já a teria fechado e agora só trabalho com o AB para o dia-a-dia/aplicações e o BIG para aplicações/Fundos. 

Cumprimentos

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 2 horas, grj disse:

(...)

Posso lhe dizer que ja fui cliente do BES, do Millennium e quando passaram a cobrar-me comissões para manutenção de conta apenas fechei as contas e abri no AB (poupei alguns trocos todos os meses). Continuo na CGD pelo CH senão tambem já a teria fechado e agora só trabalho com o AB para o dia-a-dia/aplicações e o BIG para aplicações/Fundos. 

Cumprimentos

 

Grj, agradeço os seus conselhos. Já fiquei com uma orientação de como devo fazer. Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Para além dos CTPM, sugiro também algum depósito a prazo de 1/2 anos com a taxa mais elevada que encontrar (penso que neste momento o BNI tem a oferta melhor). Não convém estar dependente de um único credor (estado), diversificando assim por algo que tenha cobertura do Fundo de garantia de depósitos.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 31 minutos, ruicarlov disse:

Para além dos CTPM, sugiro também algum depósito a prazo de 1/2 anos com a taxa mais elevada que encontrar (penso que neste momento o BNI tem a oferta melhor). Não convém estar dependente de um único credor (estado), diversificando assim por algo que tenha cobertura do Fundo de garantia de depósitos.

Agradeço a sua sugestão. No entanto, como eu disse anteriormente, a minha poupança, neste caso, será a "conta-gotas", isto é, pretendo poupar um certo montante, pequeno, todos os meses. Ora, pretendia um produto que permitisse/estimulasse essa pequena poupança mensal. Um DP será para valores mais elevados e de entrega única. portanto não se encaixa no meu objetivo. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 8/23/2016 at 12:21, Jose_Luis_65 disse:

Mudei, recentemente, de empresa (negociei a minha saída) e neste momento, felizmente, desempenho um cargo que me permite, juntamente com o ordenado da minha mulher, juntar/poupar algum ao fim do mês. Sei que esta situação pode não durar para sempre

Eu pessoalmente tenho as coisas separadas. No meu caso tenho um fundo de emergência que me permite viver cerca de 6 meses mantendo os mesmos padrões, precisamente por este motivo.

O Investimento, no meu caso,  está completamente desligado do fundo de emergência. De qualquer modo a poupança é sempre positiva, mas é preciso ser realista. Digo isto porque, muitas vezes ouço pessoas que vão "investir" 10 euros por mês numa conta poupança, onde os custos anuais por vezes passam os 120€. Além de que será que 1200€ daqui por 10 anos, devido à inflação, entre outros, poderão ser considerados "poupança"?

Partilho da opinião do ruicarlov, Não convém estar dependente de um único credor (estado). Se o cesto tomba...

Adicionalmente, existem outras alternativas como seguros de capitalização ou PPR.

Cumps.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
1 hour ago, Jose_Luis_65 said:

Agradeço a sua sugestão. No entanto, como eu disse anteriormente, a minha poupança, neste caso, será a "conta-gotas", isto é, pretendo poupar um certo montante, pequeno, todos os meses. Ora, pretendia um produto que permitisse/estimulasse essa pequena poupança mensal. Um DP será para valores mais elevados e de entrega única. portanto não se encaixa no meu objetivo. 

Há DPs que permitem reforços, bem como contas poupança que permitem reforços e levantamentos.

Alguns exemplos

https://www.bancoctt.pt/as-suas-poupancas/conta-poupanca-livre.html

https://www.bancobest.pt/ptg/best_conta-poupanca-crescente

https://big.pt/TaxasDepositos/ContaBigAforro

Poupança Objectivo e Poupança Escolha o Prazo no ActivoBank

Editado por JRJordao
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 1 hora, ricardomcm disse:

Eu pessoalmente tenho as coisas separadas. No meu caso tenho um fundo de emergência que me permite viver cerca de 6 meses mantendo os mesmos padrões, precisamente por este motivo.

O Investimento, no meu caso,  está completamente desligado do fundo de emergência. De qualquer modo a poupança é sempre positiva, mas é preciso ser realista. Digo isto porque, muitas vezes ouço pessoas que vão "investir" 10 euros por mês numa conta poupança, onde os custos anuais por vezes passam os 120€. Além de que será que 1200€ daqui por 10 anos, devido à inflação, entre outros, poderão ser considerados "poupança"?

Partilho da opinião do ruicarlov, Não convém estar dependente de um único credor (estado). Se o cesto tomba...

Adicionalmente, existem outras alternativas como seguros de capitalização ou PPR.

Cumps.

Foi, exactamente, por não saber qual é o produto que melhor se adequa a este meu objectivo de poupança (todos os meses poupar/pòr de lado uma determina importância), que vim aqui perguntar.

Neste momento, em concreto da minha vida, eu tenho a possibilidade (quando digo "eu" estou a falar do meu salário e o da minha mulher) de juntar/poupar um determinado valor por mês. É essa importância que eu gostava de aplicar, de uma forma segura e rentável. 

É claro que não quero ter custos anuais que me "comam" o rendimento desse dinheiro, já de si baixo. 

Até agora, tenho junto esse dinheiro e colocado em fundos do Estado (que subscrevo nos CTT). Mas também aqui há aspectos que, para mim, são negativos. 1º Não é muito prático; 2º No 1º ano o dinheiro fica "congelado", só o podendo levantar, sem penalizações, na data em que se vencem; 3º Os juros anuais são depositados na conta, o que para mim não me agrada muito, já que preferia que acumulassem na conta e rendessem juros de juros. Enfim, não há bela sem senão...

Foi por esta razão, por não estar muito satisfeito com esta opção dos fundos/certificados do Estado, que eu vim aqui perguntar se existe uma outra alternativa para o meu caso. Mas for favor não levem a mal se o que eu digo não está correto à luz dos entendidos. Eu não sou um especialista de aplicações de dinheiro, Por isso perguntei. Ok? 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 44 minutos, Jose_Luis_65 disse:

Foi por esta razão, por não estar muito satisfeito com esta opção dos fundos/certificados do Estado, que eu vim aqui perguntar se existe uma outra alternativa para o meu caso. Mas for favor não levem a mal se o que eu digo não está correto à luz dos entendidos. Eu não sou um especialista de aplicações de dinheiro, Por isso perguntei. Ok? 

Claro, ninguém leva a mal e também ninguém está aqui para criticar, mas mais que tudo ninguém nasce ensinado e por isso eu contribuí com aquilo que me pareceu pertinente. Haverá certamente mais pessoas que lhe poderão também sugerir outras abordagens.

Cumprimentos. 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 2 horas, ricardomcm disse:

Claro, ninguém leva a mal e também ninguém está aqui para criticar, mas mais que tudo ninguém nasce ensinado e por isso eu contribuí com aquilo que me pareceu pertinente. Haverá certamente mais pessoas que lhe poderão também sugerir outras abordagens.

Cumprimentos. 

Tudo bem, amigo. Eu  agradeço.

Estive há pouco nos Correios e deram lá (outras) 2 alternativas. A conta a que eles chamam "Poupança Livre" e que dá 1% TANB (0,72% Líquidos) e em que eu posso efectuar as entregas/depósitos que quiser, mas tem o aspecto que eu não gostei de que os juros (trimestrais) saem do "monte" e vão para a conta de DO, portanto, não acumulam; o outro produtos de que me falaram, e que vai ao encontro do que eu pretendo, foram os Certificados de Aforro do Estado (que são diferentes do "Poupança Mais"), que têm uma taxa de 0,704% mas em que o juro fica na conta, acumula, situação que me agrada mais.

Eis sei que em ambos os casos as taxas são muito muito baixas - e ainda querem que as pessoas poupem... - mas não estou a ver ofertas que sejam melhores e que permitam, como eu pretendo, ir poupando um pouco por mês.

Tenho pena que não haja um estímulo às pessoas pouparem. Com taxas de juro assim...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

As taxas de juro são actualmente um problema a nível mundial, não só aqui do rectângulo.  

Ainda sobre este assunto hoje: http://observador.pt/2016/08/24/presidente-do-deutsche-bank-critica-taxas-de-juro-baixas/

Não há muito a fazer, a não ser esperar, por isso não se meta em nenhum produto em que seja penalizado se resgatar antes do prazo (opte por prazos curtos, nisto os depósitos promocionais são uma boa opção), porque os juros baixos não vão durar sempre e poderá surgir oportunidade de mobilizar para outro lado mais interessante.

Cumps.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
13 minutes ago, Jose_Luis_65 said:

A conta a que eles chamam "Poupança Livre" e que dá 1% TANB (0,72% Líquidos) e em que eu posso efectuar as entregas/depósitos que quiser, mas tem o aspecto que eu não gostei de que os juros (trimestrais) saem do "monte" e vão para a conta de DO, portanto, não acumulam; o outro produtos de que me falaram, e que vai ao encontro do que eu pretendo, foram os Certificados de Aforro do Estado (que são diferentes do "Poupança Mais"), que têm uma taxa de 0,704% mas em que o juro fica na conta, acumula, situação que me agrada mais.

Pode sempre pegar nos juros pagos pela Poupança Livre e adicioná-los à conta. Fica assim com acumulação trimestral de juros, tal como nos Certificados de Aforro. A taxa de 1% TANB é só para quem domiciliar o vencimento (a partir de 250€) ou 3 despesas em débito direto. Mais detalhes em https://www.bancoctt.pt/as-suas-poupancas/conta-poupanca-livre.html

A taxa dos Certificados de Aforro varia (para novos depósitos) mensalmente, com base na Euribor. Por cada depósito (mínimo 100€) vai receber um papelinho (o certificado), que terá que apresentar nos CTT quando quiser levantar. Mais detalhes em http://www.igcp.pt/gca/?id=63

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 14 horas, JRJordao disse:

A taxa dos Certificados de Aforro varia (para novos depósitos) mensalmente, com base na Euribor. Por cada depósito (mínimo 100€) vai receber um papelinho (o certificado), que terá que apresentar nos CTT quando quiser levantar. Mais detalhes em http://www.igcp.pt/gca/?id=63

Pode subscrever uma conta AforroNet para movimentar os certificados de aforro e os CTPM

https://aforronet.igcp.pt/iimf.aforronet.ui/Common/condicoesAdesao.aspx

 

1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 10 minutos, pfonseca disse:

Pode subscrever uma conta AforroNet para movimentar os certificados de aforro e os CTPM

https://aforronet.igcp.pt/iimf.aforronet.ui/Common/condicoesAdesao.aspx

 

Muito obrigado pela informação. Acabei agora mesmo de fazer o meu registo no Aforro Net. Não sabia que existia essa facilidade. Torna tudo muito mais fácil pois assim podemos fazer todas as operações a partir de casa. É muito melhor. Escuso de ir aos Correios. Excelente! Muito obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
54 minutes ago, pfonseca said:

Pode subscrever uma conta AforroNet para movimentar os certificados de aforro e os CTPM

 

39 minutes ago, Jose_Luis_65 said:

Muito obrigado pela informação. Acabei agora mesmo de fazer o meu registo no Aforro Net. Não sabia que existia essa facilidade. Torna tudo muito mais fácil pois assim podemos fazer todas as operações a partir de casa. É muito melhor. Escuso de ir aos Correios. Excelente! Muito obrigado.

 

Para resgatar certificados de aforro continua a ter que ir aos CTT.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Relativamente a estes 2 produtos do Estado, os Certificados de Aforro e o Poupança Mais, qual deles é mais benéfico para nós? Os Certificados de Aforro têm a vantagem de podermos poupar/aplicar montantes mais pequenos e não termos de nos preocupar com os juros, já que "caem" de 3 em 3 meses e capitalizam ao longo do tempo, mas no Poupança Mais as taxas são mais elevadas, não é assim?

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
1 hour ago, Jose_Luis_65 said:

Relativamente a estes 2 produtos do Estado, os Certificados de Aforro e o Poupança Mais, qual deles é mais benéfico para nós? Os Certificados de Aforro têm a vantagem de podermos poupar/aplicar montantes mais pequenos e não termos de nos preocupar com os juros, já que "caem" de 3 em 3 meses e capitalizam ao longo do tempo, mas no Poupança Mais as taxas são mais elevadas, não é assim?

Tendo em conta que o risco (teórico) dos dois produtos é o mesmo, caso se pretenda investir 1000€ ou mais por 5 anos, os CTPM (2,25%) parecem-me muito mais interessantes que os CA (~0,70%).

Para montantes mais pequenos e/ou prazos mais curtos, acho aquela conta "Poupança Livre" do Banco CTT preferível aos CA, se reunir as condições para a TANB 1%. Permite fazer capitalização (manual) de juros e tem uma taxa mais alta, bem como a proteção do fundo de garantia.

Editado por JRJordao
1

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
há 59 minutos, JRJordao disse:

Tendo em conta que o risco (teórico) dos dois produtos é o mesmo, caso se pretenda investir 1000€ ou mais por 5 anos, os CTPM (2,25%) parecem-me muito mais interessantes que os CA (~0,70%).

Para montantes mais pequenos e/ou prazos mais curtos, acho aquela conta "Poupança Livre" do Banco CTT preferível aos CA, se reunir as condições para a TANB 1%. Permite fazer capitalização (manual) de juros e tem uma taxa mais alta, bem como a proteção do fundo de garantia.

Agradeço. DE facto, até por uma questão de organização doméstica lá de casa, eu preferia transferir, todos os meses, até ao dia 10 ou 12, aquilo que conseguisse poupar. Estar a juntar 2 ou 3 meses (ou 4) até atingir os mil euros, para depois colocá-los no Poupança Mais, faz com que, ao longo desse tempo, possam surgir tentações consumistas (principalmente com os filhos) e... lá se vai a poupança. Assim, pondo de lado mensalmente, esse aspecto já não acontece com essa facilidade. Dentro desta ideia, o Poupança Livre dos correios também me parece ser a que me defende mais, 

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor