Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Manuel Jero

Montante total imputado ao consumidor


4 publicações neste tópico

Boas,

Tenho um crédito pessoal a 72 meses, e quero amortizar parcialmente. No entanto reparei que o valor total imputado ao consumidor na FIN é diferente do valor no contrato. Eu acho que a pessoa que processou o meu contrato se enganou e colocou o valor do crédito + seguro em vez de incluir também os juros. No entanto a FIN inclui os juros ou seja o montante total que é superior ao do contrato. Tenho 2 questões:

- A FIN tem valor legal sobre o contrato?

- Legalmente sou obrigado a liquidar o montante total imputado ao consumidor presente no contrato*, ou é o da FIN que conta?

*O contrato especifica: O montante total imputado ao consumidor corresponde à soma do montante total e do custo total do crédito para o consumidor, nos termos da lei.

 

Obrigado pela atenção.

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Bem, depois de ter contactado o bando de portugal foi-me dito que eles só podem verificar se a lei foi cumprida. Em termos de contrato isto será mais uma questão juridica ou de mútuo acordo, alguém me pode ajudar nesta matéria?

 

Obrigado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

o único que pode ajudar-te é um advogado que conheça as leis dessa área e te aconselhe e se a coisa tiver pernas para andar chegas junto da entidade financeira e expões a situação. Tenho aqui um contracto com um valor X e vocês estas a levar-me Y, como é? não estão a cumprir o contratado. Se eles se mostrarem irredutíveis, resta-te os tribunais. Em que tens que ver se o que poupas no crédito paga-te os honorários de um advogado.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
On ‎05‎/‎10‎/‎2016 at 11:16 AM, pauloagsantos said:

o único que pode ajudar-te é um advogado que conheça as leis dessa área e te aconselhe e se a coisa tiver pernas para andar chegas junto da entidade financeira e expões a situação. Tenho aqui um contracto com um valor X e vocês estas a levar-me Y, como é? não estão a cumprir o contratado. Se eles se mostrarem irredutíveis, resta-te os tribunais. Em que tens que ver se o que poupas no crédito paga-te os honorários de um advogado.

O MTIC está errado, mas as prestações indicadas no contrato estão de acordo com a FIN. Eu diria que é uma situação traiçoeira porque:

1 - O valor das prestações está de acordo com o plano da FIN e de acordo com a TAEG estipulada no contrato.

2 - O propósito para que eu usei o crédito é diferente do especificado no contrato. É um crédito pessoal mas eu pedi para tirar cursos, no entanto acabou por me ajudar a emigrar e estar agora numa posição bastante boa em termos de emprego do que estaria em PT.

Não sei se eu perderia o caso por causa do ponto 2. No entanto, é verdade que o valor das prestações dá bem mais que o MTIC estipulado no contrato. Outro problema é que até o caso ser resolvido pelo tribunal eu tenho que continuar a pagar as prestações.

Se houver aqui algum advogado agradecia uma dica geral antes de eu entrar em contacto com um advogado formalmente e ter que começar a pagar por isso.

Obrigado!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0