joeindio

Agravamento Spread CH


6 publicações neste tópico

Bom dia a todos,

Antes de mais os meus parabéns a todos os membros do fórum. Já li alguns artigos e encontra-se aqui muita informação útil.

Venho aqui expor uma situação que passei recentemente com o meu banco: tenho um CH com o SantanderTotta vai para 10 anos, negociado na altura dos spreads baixos: 0% nos primeiros 2 anos, 0,29% até aos 6 anos e desde então 0,49%. Este spread aplica-se SE cumprir uma série de condições estipuladas no contrato (domiciliação de ordenado, ter débitos directos activos, uma aplicação de X EUR, dar uso a um cartão de crédito), caso contrário agrava-se para 2,5%.

Ora pelo que tenho sondado no mercado estas taxas que já não se usam, por isso e até ver estou "casado" com este banco - mesmo a contragosto - e tenho-me mantido "fiel", cumprindo escrupulosamente com as condições contratuais e nunca tendo falhado uma prestação. Só que a vida dá voltas e no final do ano passado vim trabalhar para fora, colocando-se então o problema de manter a domiciliação do vencimento quando recebo noutro país. Abordei a questão com o meu gestor de conta que me disse que apenas teria que fazer uma transferência periódica para a conta no ST, informado-o do IBAN de origem para que ele pudesse codificá-la como salário.

Assim fiz e tenho feito, religiosamente todos os meses lá vai parar um X à conta do Santander para pagar prestação do CH, débitos directos e outros que tais.

Há um par de meses, por mero acaso e ao consultar avisos no Netbanco, deparo-me com uma comunicação do banco a informar-me do agravamento do spread por não cumprir com as condições contratuais. Imediatamente contactei o meu gestor de conta, que ao fim de um par de dias me diz que o problema era a transferência periódica não estar a ser contabilizada como vencimento (erro de códigos interbancários). Manda-me um impresso para preencher onde basicamente tinha que reconhecer ter falhado com as condições do contrato e solicitar as boas graças do banco para reporem o spread bonificado.

Barafustei um bocado porque me pareceu que não tinha que ser eu a assumir responsabilidade pelo que entendo ser um erro do banco (do gestor de conta ou outro, não me interessa, só sei que fiz a minha parte), mas lá acabei por fazer a papelada para desbloquear a situação.

Passados 2 meses, lá me reviram o spread na última prestação, mas entretanto fiquei a arder com 170 EUR duma prestação que paguei com spread agravado que o banco me cobrou antes de resolver o problema...

...o que me deixa com um amargo de boca, como aliás deixam ultimamente todas os assuntos que tenho que resolver com este banco, que não é de todo prático para quem está fora ou viaja frequentemente.

Por um lado, apetece-me fazer mais um bocado de barulho para recuperar o que entendo ser meu, já que sempre cumpri com o contrato; por outro, antevendo já a canseira que será lidar com o banco e eventualmente as despesas legais que terei que assumir para chegar a algum lado, creio que não vale muito a pena. Que vos parece? Sabem de algum outro banco que pratique actualmente spreads de 0,5%? Estou comprador porque já deito SantanderTotta pelas orelhas!

Seja como for, fica o alerta à navegação a quem possa vir a encontrar-se na mesma situação.

 

 

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Publicado (editado)

há 2 horas, joeindio disse:

Bom dia a todos,

Antes de mais os meus parabéns a todos os membros do fórum. Já li alguns artigos e encontra-se aqui muita informação útil.

Venho aqui expor uma situação que passei recentemente com o meu banco: tenho um CH com o SantanderTotta vai para 10 anos, negociado na altura dos spreads baixos: 0% nos primeiros 2 anos, 0,29% até aos 6 anos e desde então 0,49%. Este spread aplica-se SE cumprir uma série de condições estipuladas no contrato (domiciliação de ordenado, ter débitos directos activos, uma aplicação de X EUR, dar uso a um cartão de crédito), caso contrário agrava-se para 2,5%.

Ora pelo que tenho sondado no mercado estas taxas que já não se usam, por isso e até ver estou "casado" com este banco - mesmo a contragosto - e tenho-me mantido "fiel", cumprindo escrupulosamente com as condições contratuais e nunca tendo falhado uma prestação. Só que a vida dá voltas e no final do ano passado vim trabalhar para fora, colocando-se então o problema de manter a domiciliação do vencimento quando recebo noutro país. Abordei a questão com o meu gestor de conta que me disse que apenas teria que fazer uma transferência periódica para a conta no ST, informado-o do IBAN de origem para que ele pudesse codificá-la como salário.

Assim fiz e tenho feito, religiosamente todos os meses lá vai parar um X à conta do Santander para pagar prestação do CH, débitos directos e outros que tais.

Há um par de meses, por mero acaso e ao consultar avisos no Netbanco, deparo-me com uma comunicação do banco a informar-me do agravamento do spread por não cumprir com as condições contratuais. Imediatamente contactei o meu gestor de conta, que ao fim de um par de dias me diz que o problema era a transferência periódica não estar a ser contabilizada como vencimento (erro de códigos interbancários). Manda-me um impresso para preencher onde basicamente tinha que reconhecer ter falhado com as condições do contrato e solicitar as boas graças do banco para reporem o spread bonificado.

Barafustei um bocado porque me pareceu que não tinha que ser eu a assumir responsabilidade pelo que entendo ser um erro do banco (do gestor de conta ou outro, não me interessa, só sei que fiz a minha parte), mas lá acabei por fazer a papelada para desbloquear a situação.

Passados 2 meses, lá me reviram o spread na última prestação, mas entretanto fiquei a arder com 170 EUR duma prestação que paguei com spread agravado que o banco me cobrou antes de resolver o problema...

...o que me deixa com um amargo de boca, como aliás deixam ultimamente todas os assuntos que tenho que resolver com este banco, que não é de todo prático para quem está fora ou viaja frequentemente.

Por um lado, apetece-me fazer mais um bocado de barulho para recuperar o que entendo ser meu, já que sempre cumpri com o contrato; por outro, antevendo já a canseira que será lidar com o banco e eventualmente as despesas legais que terei que assumir para chegar a algum lado, creio que não vale muito a pena. Que vos parece? Sabem de algum outro banco que pratique actualmente spreads de 0,5%? Estou comprador porque já deito SantanderTotta pelas orelhas!

Seja como for, fica o alerta à navegação a quem possa vir a encontrar-se na mesma situação.

 

 

 

Se encontrar algum banco abaixo dos 2,5 por favor avise-me :) 
Creio que esse valor para spread nunca voltará a existir. Posso dizer-lhe que o meu spread é de 3,8 contratado em 2014 e com uma porrada de condições incluindo as que descreve. 

Neste momento já se consegue de 2,5 mas abaixo disso é bastante difícil pelo que tenho sondado. O Bankiter é o mais baixo actualmente m Portugal e anuncia 1,5% mas penso que seja com várias (muitas) condicionantes.

Editado por Wakka
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Pois eu sei, em todo o caso perguntar ainda é de borla :D

Fiz o relato mais como aviso à navegação: há que estar sempre em cima dos bancos senão, em bom português, "fazem-nos a folha". Este meu casamento com o Santander já tem muitas crises conjugais: depois deste caso, agora estou há mais de 1 mês para conseguir fechar uma simples conta à ordem...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

O Santander faz mais baixo que 2.5

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites
A 31/05/2016 at 15:24, Wakka disse:

Se encontrar algum banco abaixo dos 2,5 por favor avise-me :) 
Creio que esse valor para spread nunca voltará a existir. Posso dizer-lhe que o meu spread é de 3,8 contratado em 2014 e com uma porrada de condições incluindo as que descreve. 

Neste momento já se consegue de 2,5 mas abaixo disso é bastante difícil pelo que tenho sondado. O Bankiter é o mais baixo actualmente m Portugal e anuncia 1,5% mas penso que seja com várias (muitas) condicionantes.

O Santander Totta consegue mais baixo e não paga os custos de transferência do crédito 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Publicado (editado)

Viva, vocês confirmam o que verifiquei nas minhas pesquisas: spreads abaixo de 1% já não se usam, está para durar este meu casamento com o SantanderTotta...

...e continuam as crises conjugais: ainda aguardo que me fechem uma conta à ordem (só passaram 2 meses, que é isso...) e agora tenho uma novidade que é na transferência que faço do exterior exigirem-me uma % do recibo de vencimento (há 1 ano quando abordei o banco só mencionaram 1 salário mínimo e/ou o suficiente para cobrir prestação). São de uma lisura a toda a prova, está visto :unsure:

O coitado do meu gestor de conta (muito pachola mas com muito pouco poder efectivo) já tem as orelhas a arder...

Obrigado pelos vossos comentários, mas no fim de contas este tópico não serve para muito mais do que para desabafar, estejam à vontade para o fechar. Ou então fica à laia de roadbook de um CH, como aviso aos incautos.

Editado por joeindio
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor