cfm1982

Casa Pronta ou Escritura Pública?

14 publicações neste tópico

Boa tarde,

Estou em processo de compra de casa e a questão que se coloca neste momento é: ir pelo processo de casa pronta ou fazer escritura pública como se fazia sempre até ao momento? Estive a fazer as contas e ainda são cerca de 400 € de diferença, sendo que o serviço casa pronta parece mais rápido.. será que funciona da mesma forma, tenho todas as garantias como se fizesse uma escritura da casa? Quem me puder dar umas luzes sobre este tema, agradecia!

Obrigada

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Tem todas as garantias, é mais rápido, barato tiver conta poupança habitação ainda mais barato fica. Pode ainda fazer outras coisas como a alteração de residencia fiscal... Embora tenha havido nos 1ºs tempos uns problemas com os sistemas de cruzamento de dados julgo que agora está tudo a funcionar prefeitamente tenho feito algumas escrituras no casa pronta e recomendo. Não concordo com o que o estado fez aos notários mas isso já é outra história ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Em Março deste ano comprei a minha casa através da casa pronta. É melhor sem duvida e mais barato.

Qt à alteração da residência fiscal tudo bem. Porém o pedido de isenção é mais chato. As finanças até me mandaram um ofício a informar que o pedido de isenção ia ser indeferido, pois a casa não estava em meu nome.

Contactei a casa pronta que me informou que enviou o pedido de isenção, mas que a actualização das matrizes só as envia no mês seguine.

Fora isso tudo ok.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou prestes a adquirir casa. Já tenho o crédito pré-aprovado pelo Millenium BCP mas eles não querem fazer o processo casa pronta! Quais são os valores dos custos... a imobiliária diz-me uma coisa e o banco dizme outra... estou baralhado! o valor da minha aquisição é permite que fique isento de IMT. Inicialmente a imobiliaria apontoume os custos para 1500 eur (pouco mais) e agora que começo a fazer as contas os custos já vão em quase 3000 EUR!

Alguem me pode esclarecer?

Obrigado :)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boas! Este semestre espero escriturar um apartamento que iremos comprar em Aveiro. Custará 137500€ e a avaliação está estimada em ~160 mil €.

Como poderei determinar qual o valor que será determinado pelas finanças? Este valor corresponde ao valor patrimonial? Relativamente ao IMT como determinar o valor a pagar? Quantos anos é que se está isento?

Obrigado pela ajuda.

Abraços.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Como poderei determinar qual o valor que será determinado pelas finanças? Este valor corresponde ao valor patrimonial? Relativamente ao IMT como determinar o valor a pagar? Quantos anos é que se está isento?

Para simular o valor da avaliação das Finanças podes usar o simulador que eles disponibilizam no portal deles: http://www.e-financas.gov.pt/SIGIMI/default.jsp

Quanto ao IMT, é um imposto que só se paga uma vez e é calculado sobre o maior dos dois valores: o valor do negócio ou o valor da avaliação.

Provavelmente estás a pensar no IMI. Aí o número de anos de isenção depende do valor da avaliação e pode ser de 6, 3 ou 0 anos.

Podes ler mais sobre estes dois impostos no site do Millenium: http://www.millenniumbcp.pt/site/conteudos/60/6015/index.jhtml

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Estou prestes a adquirir casa. Já tenho o crédito pré-aprovado pelo Millenium BCP mas eles não querem fazer o processo casa pronta! Quais são os valores dos custos... a imobiliária diz-me uma coisa e o banco dizme outra... estou baralhado! o valor da minha aquisição é permite que fique isento de IMT. Inicialmente a imobiliaria apontoume os custos para 1500 eur (pouco mais) e agora que começo a fazer as contas os custos já vão em quase 3000 EUR!

Alguem me pode esclarecer?

Obrigado :)

De que valores estamos a falar? É cliente BCP? Os spreads no BCP neste momento estão muito altos!

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pelo esclarecimento.

O site do BCP refere que a isenção de IMI tem em conta o seguinte critério:

Valor Tributável                                      Nº de Anos de Isenção

Até 157.500 EUR                                      8

De 157.500,01 EUR até 236.250 EUR            4

Assim, pelo que foi escrito deduzo que me seria mais conveniente ( a médio prazo) obter uma avaliação inferior a 157500€, para poder usufruir mais anos de isenção. Estarei correcto?  :o

O reverso da medalha está no facto de me convir bastante que a avaliação seja superior a 162 mil € por causa do LTV do crédito.  ::)

Abraço.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

De que valores estamos a falar? É cliente BCP? Os spreads no BCP neste momento estão muito altos!

Sim, sou cliente BCP. Apenas 69000 EUR. O Spread é de 4% mas com redução para 2% dado o numero de produtos que tenho: Cartoes de credito, ppr, etc.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, sou cliente BCP. Apenas 69000 EUR. O Spread é de 4% mas com redução para 2% dado o numero de produtos que tenho: Cartoes de credito, ppr, etc.

De 4% passou para 2%, após ter aderido a toda a parafrenália de produtos deles????

Já verificou se compensa monetariamente aderir a todos esses produtos, no minimo devem ter sido 6, como forma de reduzir o spread?

Pode achar que fez um bom negócio, mas se as obrigações lhe vão "comer" substancialmente o seu vencimento, não me parece que seja assim tão bom!...

Há bancos e protocolos que deveria ter experimentado e efectuado simulações, como o protocolo DECO/Caixa Galicia ou o Barclays, por exemplo.

Creio que poderia pedir uma simulação ali ao cfinanceiro, só para tirar a prova dos nove, no sentido de saber se não lhe estão a ir ao bolso!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pelo esclarecimento.

O site do BCP refere que a isenção de IMI tem em conta o seguinte critério:

Valor Tributável                                      Nº de Anos de Isenção

Até 157.500 EUR                                       8

De 157.500,01 EUR até 236.250 EUR             4

Assim, pelo que foi escrito deduzo que me seria mais conveniente ( a médio prazo) obter uma avaliação inferior a 157500€, para poder usufruir mais anos de isenção. Estarei correcto?  :o

O reverso da medalha está no facto de me convir bastante que a avaliação seja superior a 162 mil € por causa do LTV do crédito.  ::)

Ou uma coisa ou outra. Não pode ter as duas!...  :o

A informação que o site do BCP fornece em relação à isenção do IMI é correcta e a sua observação também. No entanto, como precisa que a avaliação seja superior a 162000€, creio que deveria pedir simulações noutras instituições, como as que referi na mensagem anterior, por forma a poder decidir com mais certezas e de acordo com os rendimentos anuais do seu IRS!...  ;)

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Obrigado pela resposta! ;)

Só mais uma dúvida: o que é que se entende por valor patrimonial (muitas vezes pedem esse valor nas simulações on-line...).

Abraços.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Valor patrimonial tributário é o valor atribuído pelas Finanças a um dado bem imobiliário (andar ou terreno, p.ex)

Avaliação de Imóveis

Em Janeiro de 2004 deu-se início ao processo de reavaliação de todos os imóveis urbanos segundo um novo conjunto de regras.

Este processo deverá ser concluído no prazo de 10 anos, ou seja, antes do final de 2013. No entanto, sempre que um imóvel seja vendido, doado, ou transmitido de qualquer outra forma, será já avaliado segundo o novo regime.

Assim, o valor patrimonial tributário dos imóveis é fixado mediante a aplicação de uma série de coeficientes e serve de base à aplicação não só do IMI, como também de outros impostos, como o IMT, o Imposto do Selo, o IRS ou o IRC, consoante as operações ou factos sujeitos a imposto.

A avaliação dos prédios rústicos e urbanos, não depende do dono do imóvel sendo da responsabilidade de vários organismos ligados ao Estado, à DGCI e às autarquias.

O valor patrimonial tributário (VPT) dos imóveis urbanos será fixado com base nos seguintes indicadores:

- custo médio de construção;

- área bruta de construção;

- área de implantação;

- utilização dos imóveis, ou seja, se se destinam a habitação, comércio, indústria ou serviços;

- localização;

- qualidade e conforto;

- antiguidade.

Podes ver isto mais desenvolvido no site do Millenium bcp , Fiscalidade, Imóveis, Aquisição de Imóvel

No entanto o valor patrimonial de um dado bem, sob o ponto de vista do senso comum e da prática, pode ser visto como o seu valor comercial, aproximadamente: nós sabemos que a nossa casa tem um dado "valor patrimonial" para as Finanças segundo o qual são calculados os impostos que pagamos ( e eventualmente segundo o qual o Estado nos pagará alguma coisa se nos expropriar para construir uma auto-estrada, p.ex. ....). Este valor vem inscrito nomeadamente no papel de Liquidação do IMI. Normalmente é inferior ao valor comercial que >

mas também sabemos que numa esfera privada se quisermos vender a casa a poderemos vender por um valor X que no fundo é o "valor patrimonial" que ela representa no nosso património total: casa, dinheiro, carro, etc.

Espero ter ajudado...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Mais esclarecido! Obrigado!

Abraço

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor