Susana Moreira

Duvida - Artigo 70.º do CIRS


4 publicações neste tópico

Boa noite,

Antes de mais quero agradecer a possível ajuda e atenção dispensada a esta minha duvida.

Na primeira parte do nº1 do artigo 70º do CIRS diz que para sujeitos passivos com rendimentos predominantemente originados em trabalho dependente e/ou pensões, o rendimento liquido (=rendimento bruto - colecta) não pode ser inferior a (euro) 8500.

Ora, tendo eu usado o simulador de http://www.financaspessoais.pt/ (que sempre correspondeu às expectativas), obtive um resultado favorável, pois significaria que a minha mãe que é pensionista, não teria que pagar IRS.

Contudo, após iniciar submissão da declaração de IRS no portal das finanças, quando faço a simulação, apresentava um valor a pagar de 212.06€.

Mas quando comparo as duas simulações, reparo que na simulação de http://www.financaspessoais.pt/, mencionava "Isenção prevista no artigo 70 do CIRS". 

De facto, pelo que consegui apurar e perceber, esta ultima simulação faz sentido, isto porque aplicando o artigo 70.º dá um valor máximo a pagar de imposto de:

Sujeito Passivo = 8566.81 (rendimento global) - 8500 = 66.81 > quer isto dizer que este sujeito passivo não pode resultar num imposto superior a 66.81, de forma a ele ficar com pelo menos 8.500 liquidos.

Agora a minha duvida é: tendo em conta que a simulação do portal das finanças dá 212.06 para pagar, como devo proceder? Não a vou submeter sabendo que está errada.

Devo colocar a questão no serviço de finanças, submeto em papel? O que devo fazer?

Obrigada
 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Boa noite

A diferença dos valores entre 8953 e 8500 é toda para o estado como IRS .

Eu tambem tenho esse problema querem 400 e tal euros quando so devo pagar 200 e tal.

Suponho que o calculo do fisco está errado e que o irão acertar caso contrario haverá muita gente a ser papada o que é lamentavel pois são sempre os mais desfavorecidos a levar com a ripa Ninguem reparou que o passos ridiculo, aumentou o IRS desta gente reformada não em 30 % como ele diz mas em centenas % (alguns, milhares % ) desde 2011 a 2013 Basta fazer simulações para esses anos no site do fisco o mesmo que utilizou para encontrar os tais 200 e tal euros mas com os anos diferentes de 2015

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Reportem o problema às Finanças - só se forem chamados à atenção é que o poderão vir a corrigir.

Daqui por uns dias, havendo correção, já podem fazer a simulação de novo.

No limite, se não chegar a haver correção nem por isso devem deixar de submeter a declaração de IRS - por um lado porque o cálculo central nem sempre segue o mesmo algoritmo do simulador de onde se submete a declaração (não seria a primeira vez que o valor da simulação e o efetivamente calculado diferem); por outro lado, porque mesmo que o imposto fosse calculado pela fórmula errada, têm sempre a possibilidade de apresentar uma reclamação graciosa para que o imposto seja recalculado - quero em crer que a coisa não chegará tão longe, mas meter a declaração fora de prazo é que não.

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Susana a sua mãe tem de receber irs de volta pois que paga apenas 66,81 e foram lhe retidos 135,05 durante o ano de 2015. Terá de receber 68,24 e não pagar 200 e tal

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead