Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
Visitante

Transmissão de CPTM


2 publicações neste tópico

Boa noite

Sou leitor assíduo do vosso fórum e blog mas ainda não me tinha registado pois tenho encontrado sempre as respostas ás minhas questões.

Desta vez tal não acontece por isso venho pedir-vos um esclarecimento.

Tenho um familiar, a minha querida mãe, que está com um cancro em fase terminal.

Ela possui algum valor em certificados de tesouro (CTPM) os quais foram adquiridos em diferentes alturas. Uma primeira subscrição há mais de um ano num valor de 40.000 euro a usufruir da primeira taxa de juro e uma segunda subscrição de 20.000 euro com cerca de 3 meses a usufruir de uma taxa substancialmente menor, cerca de metade da primeira e os quais não posso resgatar. Indico apenas que tenho acesso aos certificados através do aforro.net.

 

As minhas dúvidas são as seguintes (informo apenas que os herdeiros são o meu pai, uma filha e eu próprio):

Aquando do falecimento, os certificados serão transmitidos para os herdeiros com as mesmas condições de taxas de juro?

No caso da transmissão, eu e a minha irmã poderemos pedir que os certificados sejam transmitidos no seu todo apenas ao meu Pai?

Existe algum valor associado a essa transmissão?

Será melhor eu proceder já ao resgate dos 40.000 euro (únicos que posso resgatar) através do site ?

Deverei resgatar todo o valor após a morte da minha mãe e voltar a reinvestir, neste caso com uma perca substancial de juros?

 

Agradeço esclarecimentos e\ou sugestões:

 

Cumprimentos

José Galhana

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Sim, as condições mantêm-se. Quando muito podem é querer confirmar o IBAN para onde os juros e o valor final serão entregues (isso resolve a questão de ser entregue apenas ao vosso pai, por exemplo - por outro lado não tenho bem a certeza se o novo IBAN nnão tem de estar em nome do titular dos certificados; algo que certamente conseguirão resolver junto do IGCP se for necesário).

Os certificados passam a fazer parte do património da herança (creio que o cabeça de casal fica com direito a movimentá-los, se quiser; não tenho a certeza é se não precisa da autorização dos outros herdeiros).

Dado que cônjuges, descentes e ascendentes estão isentos de imposto de selo, não há qualquer valor a pagar associado a essa transmissão.

De qualquer forma, acho que não faz sentido nenhum resgatarem os certificados por causa disso, pelo menos...

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0