Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
jaguas

Análise: The Boeing Co. (NYSE:BA)


1 publicação neste tópico

Sou um grande defensor da estratégia de investimento em crescimento de dividendos. Existe alguém que não goste de investir nas melhores empresas do mundo? Empresas que são cada vez mais rentáveis produzindo um excesso de lucro que é distribuído pelos accionistas na forma de dividendos.

Assim como os lucros crescem a longo prazo também os dividendos.

Isto pode parecer à partida inacreditável para alguns. Como pode uma empresa aumentar o seu dividendo por 30, 40 ou 50 anos consecutivamente?

Existem mais de 700 acções com crescimento de dividendos só nos Estados Unidos com pelo menos 5 anos consecutivos de crescimento de dividendos.

Parece ser uma tarefa difícil aumentar o dividendo por vários anos consecutivos.

Realmente é.

É por isso que gosto de investir nesses negócios. Neste momento tenho parte do meu rendimento investido em algumas dessas empresas.

No entanto tento procurar duas coisas neste grupo de empresas.

Qualidade e uma boa avaliação.

Procuro comprar acções de empresas de alta qualidade a um bom preço.

Ambos podem ser um pouco subjectivos, mas podemos usar dados objectivos para chegar a uma conclusão razoável em ambos os aspectos.

Quando penso num negócio de qualidade, penso num negócio que cresce a um ritmo saudável, que não está afogado em dividas, que tenha uma excelente rentabilidade, que ostente vantagens competitivas significativas, que venda produtos/serviços com procura nos próximos anos, que não enfrente qualquer tipo de obsolescência e que tenha capacidade e disposição para pagar e crescer o dividendo por vários anos consecutivos.

Muitas destas características podem ser bem objectivas.

Como se pode avaliar uma empresa?

O preço da acção representa o quanto você pode pagar por uma parcela da empresa. Mas o valor por outro lado representa o quanto a acção realmente vale.

Embora o preço da acção seja extremamente fácil de encontrar, o valor é um pouco mais difícil de determinar.

A boa notícia é que os investidores nos dias de hoje têm prontamente disponível uma série de sistemas que são projectados para ajudar a facilitar o processo de avaliação.

Existe uma mistura de subjectividade e objectividade neste processo.

Um investidor pode tomar decisões com base na vantagem competitiva do outro investidor. Ou uma pessoa pode pensar que uma empresa pode crescer mais rapidamente do que outra ambas olhando para o mesmo stock.

No entanto, grande parte do contributo tem um carácter objectivo.

Por exemplo, eu uso uma análise do modelo de Gordon quando eu valorizo stocks. 
No modelo de Gordon usam-se números concretos como próprio dividendo da empresa, olhando também para as taxas de crescimento do dividendo dos anos anteriores para fazer suposições sobre o futuro.

O principal motivo pela qual a avaliação é tão importante é porque devemos tentar comprar acções a um preço abaixo do seu valor justo.

As razões são simples. Quando compramos um stock de crescimento de dividendos a um preço menor que o seu valor justo estamos a travar uma posição que nos vai dar um rendimento mais elevado.

O preço e o rendimento são inversamente correlacionados. Independentemente do crescimento do dividendo, um preço mais baixo é sempre uma mais-valia no bolso do investidor.

Enquanto uma empresa anuncia dividendos com base no desempenho do negócio, um preço mais baixo permite comprar mais acções pelo mesmo montante.

Comprar a um preço baixo aumenta não só a renda imediata em virtude do rendimento de dividendos mas também o potencial de crescimento do valor do stock a longo prazo.

Quanto mais subvalorizado o stock maior é o seu potencial de crescimento.

Se uma acção vale $50 mas está a venda por $35, podemos estar perante uma oportunidade sólida.

Quanto mais subvalorizada está a acção maior é a margem de segurança e maior é a chance de a acção valorizar agressivamente com um risco reduzido.

É simples.

Olhando para um stock assumindo que não há mudanças nos fundamentos, um preço mais barato significa um menor risco.

É como comprar qualquer outro activo.

Ao comprar uma casa a €175.000 que custava €200.000 a semana passada está a reduzir o risco? Claro que sim. Está a arriscar menos €25.000.

Com isto em mente, eu estou sempre à procura de acções de crescimento de dividendos de alta qualidade que se encontrem subvalorizadas.

E parece que encontrei uma...


The Boeing Co. (NYSE:BA) é uma empresa aeroespacial que fabrica aviões comerciais e equipamentos de defesa. Têm também um segmento de financiamento via a Boeing Capital.

A Boeing é uma das empresas mais conhecidas do mundo, operando numa industria apenas com dois concorrentes principais (sendo o outro o grupo Airbus SE).

Dado a tendência a longo prazo apontar para que a população continue a crescer em tamanho e riqueza, os aviões Boeing vão ter um aumento de procura.

Além disso, não existe nenhum substituto provável aos aviões como eles existem hoje em dia. O risco de obsolescência é muito baixo.

Como uma empresa de crescimento de dividendos a Boeing está apresenta 5 anos consecutivos de crescimento de dividendos.

O seu percurso poderia ser muito mais extenso mas a crise financeira pôs um amortecedor sobre os negócios da Boeing o que levou a empresa a congelar o seu dividendo por alguns anos. Eles não cortaram o dividendo, permitindo aos accionistas recolher um sólido fluxo de caixa durante o período de crise.

Compensando o terreno perdido a taxa de crescimento do dividendo dos último 5 anos foi de 16,7%, o que mostra que a empresa está comprometida com o crescimento de dividendos e pretende devolver o dinheiro aos accionistas.

Assim que se sentiram confortáveis com o aumento a empresa tem vindo a aumentar o seu dividendo de uma forma agressiva. Eu acredito que isso mostra uma forte vontade de restaurar a sua capacidade de crescimento que ficou congelada por algum tempo.

Métricas do Dividendo da The Boeing Co. (NYSE:BA)

Anos consecutivos de aumento do dividendo: 5
Média anual de crescimento do dividendo nos últimos 5 anos: 16.70%
Rácio de pagamento do dividendo: 58.60%
Rendimento actual do dividendo: 3.70%
O grande crescimento levou a um rácio de pagamento do dividendo moderadamente alto, 58.60% o que não é preocupante.

Se isto fosse uma empresa que vendesse produtos de consumo ou serviços de utilidade pública não arriscaria. Mas como operam numa indústria cíclica o rácio é prudente.

O stock está a oferecer um rendimento muito atraente de 3.70%.

Substancialmente maior que o mercado, o seu rendimento médio do stock nos últimos 5 anos é de 2.2%.

Os investidores que compram hoje estão a beneficiar de um rendimento superior ao que esteve disponível nos últimos 5 anos.

A Boeing não é tradicionalmente conhecida por ter um rendimento alto. 
As métricas deste dividendo são realmente atraentes.

Um rendimento próximo de 4% com potencial de crescimento e um rácio de pagamento moderado.

A única preocupação aqui é a natureza cíclica do negócio e como pode isso afectar a capacidade da empresa para suportar um elevado dividendo caso uma recessão bata à porta novamente.

Mas para avaliarmos o stock precisamos também de saber que tipo de crescimento subjacente esperamos. Isso vai-nos dizer muito sobre a saúde do negócio, a sustentabilidade do dividendo e se o stock pode valer a pena o investimento.

Olhar para os últimos 10 anos de actividade parece uma abordagem prudente o que tende a suavizar ventos contrários temporários ou ciclos económicos a curto prazo.

A receita da Boeing aumentou de $61,530 mil milhões para $96,114 mil milhões de 2006 para 2015. Isso dá uma taxa composta de crescimento anual de 5,08%

Estamos perante uma empresa sólida com bons resultados neste período.

O lucro por acção foi de $2.85 a $7.44 no mesmo período. Isto dá um CAGR de 11.25%.

A S&P Capital IQ acredita que a Boeing vai continuar com uma taxa de crescimento semelhante ao longo dos próximos 3 anos, prevendo um crescimento de 12% anual no EPS. 
O que ajudou a materializar a previsão foi a combinação das recompras de acções regulares e um backlog de encomendas de quase 6.000 aeronaves comerciais.

A Boeing autorizou a recompra de acções no valor de $14 mil milhões no quarto trimestre do ano fiscal de 2015. Notavelmente possuindo quase 18% da empresa.

Um aspecto que determina a qualidade da empresa é o seu balanço.

A Boeing não decepciona.

A relação divida/capital a longo prazo é de 1,34, enquanto o rácio de cobertura de juros é pouco mais de 27.

Estamos perante um negócio de capital intensivo com uma divisão de empréstimos de modo que o balanço é realmente muito limpo. Além disso não houve deterioração acentuada ao longo da última década, o que é bastante tranquilizador, considerando que muitas empresas ao longo da última década não têm sido tão prudentes.

As métricas de lucro também estão em terreno sólido.

Ao longo dos últimos 5 anos a Boeing têm uma média de margem líquida de 5,41% e um retorno sobre património de 88,35%.

É difícil comparar a Boeing por causa do seu modelo de negócio único e da sua indústria. No entanto as métricas juntamente com o retorno sobre o capital investido na casa dos dois dígitos devem atrair a maioria dos investidores.

Acho que a Boeing ostenta qualidade em diversas vertentes.

No entanto existem alguns riscos a manter em mente.

O maior risco é a ciclicidade da indústria. Com a sua exposição a gastos da defesa do estado norte-americano, a Boeing está vulnerável a crises económicas amplas e mudanças negativas nos gastos da defesa dos EUA.

Além disso a SEC (Securities Exchange Commission) anunciou recentemente que abriu uma investigação sobre a Boeing para ver se a empresa contabiliza devidamente os custos.

Com isto em mente, acho que os investidores devem procurar uma margem bastante sólida de segurança.

A Boeing é barata?

O P/E está nos 15.83. Está bem abaixo da média do mercado e também abaixo da média da indústria. Está também abaixo da média do P/E da Boeing dos últimos 5 anos de 17,3. 
Podemos observar uma diferença considerável entre o rendimento de hoje em comparação com o rendimento médio oferecido dos últimos 5 anos.

Parece barato. Mas quanto? Qual será o preço justo para estas acções?

Eu valorizo as acções usando o Modelo de Gordon com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento de dividendo de 7% a longo prazo. Eu acho que esta taxa de crescimento é bastante conservadora comparando com a taxa de crescimento de dividendos da Boeing. Queremos um valor conservador devido à natureza cíclica do negócio. O Modelo de Gordon dá um valor justo de $155,51 por acção.

A razão de usar o Modelo de Gordon na análise é porque uma empresa deve ser igual à soma de todo o fluxo de caixa futuro que ela pode proporcionar. O Modelo de Gordon é uma versão adaptada do Modelo de Análise de Fluxo de Caixa Descontado, pois simplesmente substitui fluxo de caixa e crescimento por dividendos e crescimento de dividendos.

E aplica um desconto sobre o futuro em relação aos dias de hoje para ter em conta a desvalorização ao longo do tempo. Um dólar hoje não vale o mesmo do que um dólar amanhã. Acho que é um maneira bastante precisa de avaliar acções de crescimento de dividendos.

A menos que a taxa de crescimento a longo prazo da Boeing diminua consideravelmente, as acções parecem estar bastante desvalorizadas neste momento.

Mas o que será que alguns profissionais que acompanham este esta empresa pensam sobre isso?

A Morningstar utiliza um sistema de 1 a 5 estrelas, em que 1 significa stock substancialmente sobrevalorizado e 5 substancialmente desvalorizado. 3 significa valor mais ou menos justo.

A Morningstar classifica a BA com 4, com um calculo de valor justo de $129 por acção.

A S&P Capital IQ, outra empresa de análise profissional que avalia stocks num escala de 1 a 5 estrelas, onde 1 significa venda forte, 5 significa compra forte e 3 significa manter.

A S&P Capital IQ classifica a Boeing com 4 estrelas (Comprar), com um valor justo de $130,20 por acção.

Eu gosto de comparar a minha avaliação com outros analistas para ver se estou fora de linha.

Parece que as 3 opiniões são bastantes favoráveis, embora a minha seja a mais favorável. Eu gosto de calcular a média dos 3 o que suaviza os números. A avaliação média é de $138,24 por acção o que indica que o stock está desvalorizado 18% neste momento.

Sendo assim abri a minha posição na The Boeing Co. no dia 22 de Fevereiro de 2016 comprando 5 acções a $116.50 por acção.

Com base no pagamento de dividendos actual de $1.09 por acção trimestral adiciono com esta compra $21,80 à minha receita anual de dividendos.

fair_value_ba.PNG

Conclusão, A Boeing Co. é uma empresa de alta qualidade a operar numa indústria que suporta um duopólio forte. Tem um enorme backlog de encomendas, baixo risco de obsolescência e um rendimento muito atraente o que faz deste stock um grande candidato ao Fundo Liberdade. O possível crescimento de 18% faz com que seja uma óptima opção a longo prazo neste momento. Existem riscos a considerar, mas parece haver uma margem considerável de segurança para contrariar os riscos. Se procura exposição à industria aeroespacial é difícil encontrar melhor candidato.

Qual a sua opinião sobre a Boeing?

Obrigado pela leitura

Editado por jaguas
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0