Entrar para seguir isto  
Seguidores 0
xploit

Empresa OffShore Em Delaware USA


2 publicações neste tópico

Dentro em breve tenciono abrir uma empresa offshore, no estado de Delaware nos Estados Unidos da América.

Trabalho na área de Programação de software para empresas/particulares que se situam em alguns países europeus, sem ser Portugal, país que resido.

A nível fiscal é bastante bom, porque qualquer transação de serviços tem a tributação de 0%, não existe IVAS, não existe Segurança Social destes pontos de vista

é de facto muito bom de condições pelo que tenho pesquisado e conversado com pessoas da área de criação destas empresas.

Mas há algumas dúvidas, primeiro confesso que nunca tive uma empresa nacional/offshore, trabalhei durante alguns anos como ENI em regime simplificado que infelizmente tive que fechar

não por falta de trabalho mas por não ter grandes condições fiscais para continuar.

 

Voltando ao foco das minhas questões sobre empresa offshore:

Posso usar o dinheiro dessa empresa (conta bancária/cartão de débito da empresa) nas minhas despesas do dia-a-dia sem estar a infrigir qualquer lei correto?

Posso comprar um carro em Portugal, ou uma casa em nome da minha empresa offshore? Se sim, isto tem algum "imposto" adicional?

Se um dia pretender um crédito de um banco, os bancos analisam o meu IRS, e este será zero porque toda a faturação etc é gerada na minha empresa offshore

é possível pedir empréstimos em nome da minha empresa offshore ou como posso fazer para ter a capacidade de um dia se eu quiser pedir um empréstimo automóvel

habitação como muitos portugueses fazem, um dia poderei precisar principalmente para carro que este já precisa de reforma hehe

 

Desde já obrigado pela vossa ajuda

 

0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Posso usar o dinheiro dessa empresa (conta bancária/cartão de débito da empresa) nas minhas despesas do dia-a-dia sem estar a infrigir qualquer lei correto?

Não. Porque razão haveria a empresa de ter despesas em Portugal? Ainda para mais despesas do dia-a-dia? Para além de existirem limitações ao que pode considerar despesa no lado dos USA, e mesmo que pudesse considerar tudo, depois dava bronca em Portugal se o fisco o apanhasse. Todo e qualquer dinheiro que receba para uso pessoal tem de ser tributado em IRS em Portugal, uma vez que cá reside.

 

Pior, Portugal tem regras CFC e terá direito a taxar os rendimentos da sua empresa como seus rendimentos pessoais.



Se um dia pretender um crédito de um banco, os bancos analisam o meu IRS, e este será zero porque toda a faturação etc é gerada na minha empresa offshore

é possível pedir empréstimos em nome da minha empresa offshore ou como posso fazer para ter a capacidade de um dia se eu quiser pedir um empréstimo automóvel

habitação como muitos portugueses fazem, um dia poderei precisar principalmente para carro que este já precisa de reforma hehe

Todos os empréstimos a empresas de pequena dimensão são feitos com análise dos rendimentos do dono, é praticamente impossível receber um empréstimo bancário apenas pela empresa. Não conseguirá acesso a crédito, nem nos USA, nem em Portugal. 

 

 

Nunca conseguirá receber dinheiro como residente em Portugal sem que seja tributado. O melhor que pode conseguir fazer poderá ser abrir empresa por exemplo na Bulgária (não existem regras CFC dentro da UE), 10% de IRC, custos baixos com contabilidade; pode receber um salário pequeníssimo como self-employed (cerca de 250€), paga 10% IRS na Bulgária, que pode depois deduzir no IRS que pagará em Portugal sobre os mesmos rendimentos. Pode depois receber o resto por dividendos (taxados a 5% na Bulgária e depois taxados em Portugal mas a taxa máxima final será sempre 15%), a vantagem, para além da taxa reduzida comparativamente se recebesse por salário, é que os dividendos não pagam seg social.

É, até agora, a solução mais favorável, low cost e com menos áreas cinzentas que encontrei, mas atenção, não sou tax advisor nenhum, nem sequer coloquei em prática o que referi, e a informação que acabei de dar pode estar errada. Agora uma coisa é certa, não se meta com offshores fora da UE se não pensa em ir para lá residir, os custos são grandes e se não for devidamente planeado por um tax advisor português vai acabar por dar erda... 

Editado por Phones
0

Partilhar esta publicação


Link para a publicação
Partilhar noutros sites

Este conteúdo terá de ser aprovador por um moderador

Visitante
Está a comentar como Visitante. Se já se registou, por favor entre com o seu Nome de Utilizador.
Responder a este tópico

×   Colou conteúdo com formatação.   Remove formatting

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

Entrar para seguir isto  
Seguidores 0